Grupo Coimbra divulga editais do Programa de Licenciaturas Internacionais

15/06/2010 13:08

O Grupo Coimbra de Universidades Brasileiras – GCUB – divulga ainda nesta semana dois editais referentes ao Programa de Licenciaturas Internacionais (PLI), totalizando 420 vagas oferecidas pela Universidade de Coimbra (UC), nos cursos de Licenciaturas nas áreas de Química, Física, Matemática, Biologia, Português, Artes e Educação Física.

Metade dessas vagas será destinada a estudantes oriundos de escolas públicas como parte do Programa CAPES-UC, que ofertará 210 bolsas de estudos e outros benefícios previstos no edital. As demais vagas integrarão o Programa UC-GCUB e serão divulgadas em edital específico. Só poderão participar do Edital UC-GCUB as universidades que tenham se inscrito no Edital CAPES-UC.

Nos dois casos citados, as universidades deverão possuir Acordo Geral de Cooperação com a Universidade de Coimbra, bem como assinar Termo Aditivo especificamente voltado para o Programa. Para facilitar os trâmites referentes às assinaturas desses dois documentos, serão também disponibilizados no site do GCUB (www.grupocoimbra.org.br), os modelos fornecidos pela UC que deverão ser assinados pelas duas partes (instituição brasileira e UC) antes da inscrição das candidaturas.

Também estarão disponíveis na página do GCUB os currículos dos cursos oferecidos pela UC integrantes do PLI, quais sejam: Licenciatura em Química, Física, Matemática, Biologia, Estudos Portugueses, Estudos Artísticos e Educação Física. Esse procedimento visa facilitar a preparação das candidaturas a serem enviadas a CAPES e ao GCUB.

Mais informações no Grupo Coimbra de Universidades Brasileiras, fone/fax (61) 3321-2330, e-mail: / ,

www.grupocoimbrasil.org.br.

NPD passa a Superintendência de Governança Eletrônica de Tecnologia da Informação e Comunicação

15/06/2010 12:37

Fotos: Carolina Dantas / Bolsista de Jornalismo na Agecom

Fotos: Carolina Dantas / Bolsista de Jornalismo na Agecom

Na sexta-feira (11/06), em reunião no Gabinete do Reitor da UFSC, foram anunciadas mudanças no Núcleo de Processamento de Dados (NPD). Estavam presentes o reitor Alvaro Prata; o Chefe de Gabinete, José Carlos Petrus; o professor Ildemar Decker, do Comitê Assessor de Planejamento, e o pró-reitor de Desenvolvimento Humano e Social, Luiz Henrique Vieira Silva.

A partir desse mês, o NPD passa a denominar-se Superintendência de Governança Eletrônica de Tecnologia da Informação e Comunicação (Setic). Foi dividido entre Departamento de Tecnologia da Informação e Rede (DTIR), comandado pelo professor Edison Melo, e Departamento de Sistema da Informação (DSI), dirigido pelo professor José Marcos da Silva.

Foi realizada uma reestruturação da área de informática e nas redes, e agora há melhores condições para os usuários. João Bastista Furtuoso, pró-reitor de Infraestrutura, afirma que o novo sistema acompanha as tecnologias e proporciona melhores respostas às demandas.

Além disso, foi criada também a Superintendência de Compras e Gestão Patrimonial (SCGP), responsável por todas as compras e prestação de serviços para a UFSC. O novo Sistema de Controle de Processo Administrativo (CPA), que será implantado em agosto de 2010, elimina o uso do papel. Todos os processos são administrados através da rede, e poderão ser acessados pela internet. João Batista destaca a importância desse sistema pela questão ambiental, agilidade e transparência da administração da universidade.

Mais informações: 3721-7575 / 3721-7636

Por Gabriella Bridi / Bolsista de Jornalismo na Agecom

Pré-Vestibular da UFSC realiza Simulado Novo Enem Online

15/06/2010 12:06

O Pré-Vestibular da UFSC, oferecido pela Universidade Federal de Santa Catarina e pela Secretaria de Estado da Educação, em parceria com o Grupo RBS e com o Instituto Federal de Santa Catarina (IFSC), realiza o “Simulado Novo Enem Online”. O objetivo é oferecer um simulado da prova do Enem, Exame Nacional do Ensino Médio, aos alunos que estão estudando ou já concluíram o Ensino Médio.

As inscrições vão até 23 de junho de 2010, e as provas estarão disponíveis no site www.prevestibular.ufsc.br, nos dias 26 e 27 de junho, das 10h30 até 12h, os candidatos deverão escolher um dos dias (26 ou 27 de junho) para responder à prova. Cada prova contará com 30 questões de múltipla escolha das disciplinas de matemática, física, química, biologia, gramática, literatura, geografia, história, inglês e espanhol direcionadas às competências e conforme ocorre na prova do Enem. Os gabaritos serão divulgados 48 horas após o término do simulado.

Quem quiser se preparar para a prova, ainda pode concorrer a três netbooks. Basta se inscrever e escolher um dos dias (26 ou 27 de junho de 2010) para responder a todas as questões do Simulado Novo Enem Online. Os dez participantes que tiverem o maior número de acertos e completarem a prova em menos tempo, responderão à pergunta: “Por que o Simulado Novo Enem Online é a sua chance de chegar preparado para o Enem?” A equipe da Atlântida irá escolher as melhores frases e três alunos serão premiados com um netbook.

Os nomes dos vencedores serão divulgados no dia 30 de junho, no site das instituições organizadoras: Pré-vestibular da UFSC (www.prevestibular.ufsc.br), Instituto Federal de Santa Catarina (www.ifsc.edu.br) e Grupo RBS (www.clicrbs.com.br).

Mais informações pelo fone (48) 3721-8319.

Fonte: Simone Moraes, Pré-Vestibular da UFSC,

FAM 2010: O argentino La mosca en la ceniza é o longa desta noite de terça-feira

15/06/2010 11:38

La mosca en la ceniza - foto divulgação

La mosca en la ceniza - foto divulgação

La mosca en la ceniza (A mosca na cinza), de Gabriela David – Argentina, 2010 – 1h38min, será exibido na terça-feira, 15 de junho, às 21h, no auditório Garapuvu, do Centro de Cultura e Eventos da UFSC, na Mostra de Longas Mercosul do 14º FAM. Como todas as exibições do FAM, a sessão é gratuita e aberta à comunidade.

Segundo longa-metragem da diretora de Taxi, un encuentro (2001), que também é autora do roteiro. Conta a história de duas garotas, vindas do noroeste da Argentina, amigas íntimas, que deixam seu povoado para tentar a sorte em Buenos Aires, com a promessa de emprego. Chegando à capital vivem o sonho-que-vira-pesadelo e são obrigadas a trabalhar em um prostíbulo. O filme-denúncia de Gabriela David conta com elogiadas atuações das protagonistas María Laura Cáccamo (a Nancy) e Paloma Contreras (a Pato).

A diretora retrata com maestria a atmosfera claustrofóbica do bordel onde Pato resiste e Nancy tenta se adaptar acreditando que em algum momento poderá escapar.

A realidade das polacas exploradas, vindas da Europa com promessas de casamento e jogadas em prostíbulos, já foi registrada em filmes, como o pungente Passos de Paixão(Naked Tango) de Leonard Schrader, 1990, ambientado, também em Buenos Aires, mas, nos idos de 1920. Atualmente, as moças enganadas são as vindas dos pueblitos do interior.

Gabriela começou a escrever o roteiro após um acontecimento decorrido em 2005: uma jovem conseguiu escapar de um prostíbulo, após ter sido sequestrada e obrigada a se prostituir. A notícia chamou mais atenção da opinião pública pelo bordel se encontrar no elegante bairro de Belgrano. A diretora e roteirista ficou mobilizada com o fato de que uma pessoa pudesse resistir, aguentar e sobreviver a esse calvário com o firme objetivo de sair dali, como foi o caso da moça. A história foi escrita a partir daí, sendo o cerne da película a amizade entre as jovens e a lealdade que prevalece apesar da trágica realidade.

Enrique Angeleri, marido da diretora, é o responsável pela edição do filme, assim como foi de Taxi, un encuentro.

Prêmios: Gabriela David foi vencedora da categoria melhor nova diretora, com este filme, no 36 º Festival de Cine Iberoamericano de Huelva ( Espanha) 2009, embora só tenha lançado o filme na Argentina em março de 2010.

Curiosidades:

A diretora contou que o título do filme vem de um truque, um experimento, que fazem as meninas do campo. Ela o conhece desde menina, já que sua avó o ensinou. O título é uma referência às garotas, uma metáfora da relação delas.

Por Alita Diana/jornalista da Agecom/UFSC

Com informações do FAM 2010, IMDB (www.imdb.com), e Cinestel

http://www.cinestel.com/1572/16801.html

http://www.audiovisualmercosul.com.br.

http://audiovisualmercosul.blogspot.com.

http://twitter.com/famcinema

Ciclo de palestras na UFSC aborda tecnologia e empreendedorismo

15/06/2010 11:08

A AIESEC (www.aiesec.org.br) em Florianópolis promove no próximo dia 21 de junho o FAD – Faça a diferença – com o tema Moldando o Futuro: Estratégia, Empreendedorismo e Tecnologia. Trata-se de um ciclo de palestras com a participação de José Francisco Salm Jr., diretor do Instituto Stela, palestrante em eventos internacionais de software e que participou do desenvolvimento da Plataforma Lattes; Doreni Caramoni Jr., da Alliance Eventos, Locus e da Blueticket; Tiago Jaime Machado: diretor de criação da Zerotrack Inteligência Digital, especializado em wordpress, SEO e twitter.

O valor arrecadado durante o evento será revertido para um Fundo do Projeto Business to People, desenvolvido pela AIESEC em Florianópolis, que visa trazer intercambistas para atuarem em organizações não-governamentais e fundações da região.

A AIESEC é uma organização sem fins lucrativos, presente em mais de 107 países, formada por jovens universitários e recém-graduados, que, por meio do trabalho dentro da organização e de intercâmbios profissionais, estimula a descoberta e o desenvolvimento do potencial de liderança de seus membros para que impactem positivamente a sociedade.

Serviço

Data: 21 de junho de 2010

Horário: 18 às 22 horas

Local: Auditório da Reitoria da UFSC

Investimento: R$ 15,00

Postos de venda: comissários e escritório da AIESEC – Anexo II Sl 01-

Centro Sócio Econômico UFSC

Informações adicionais através do site: //facaadiferenca.net ou pelo telefone 3721-6578. Contatos com Gabriela Dias de Moura, fones:48 3721-6578/96411497/91649622.

Lançamento de livros e Sonho de uma noite de verão na Fundação Cultural Badesc

15/06/2010 10:13

Nesta quinta, dia 17, serão lançados dois livros do escritor Marco Vasques, a partir das 19h, na Fundação Cultural Badesc. O livro “Diálogos com a Literatura Brasileira – volume III”, editado pela Letradágua e Editoras Movimento, obteve patrocínio da Eletrobras pela Lei Rouanet e terá distribuição gratuita no evento. Vasques também discorre pelo mundo da poesia e apresenta, na mesma noite, o título “Flauta sem Boca” (Ed Letras Contemporâneas), com apresentação de Péricles Prade e ilustração de Fernando Lindote.

Sonho de uma Noite de Verão (A Midsummer Night`s Dream, 1999), baseado na peça homônima de Shakespeare, é o filme que será exibido na próxima sessão do Cinema, Chá & Cultura, dia 18 de junho (sexta-feira), às 19h, na Fundação Cultural Badesc. Nesta que é a mais recente produção (a famosa versão de 1935 já foi exibida no Cinema, Chá e Cultura), o diretor, Michael Hoffman, situa a trama no início do século 20.

Demetrius (Christian Bale) e Lysander (Dominic West) são apaixonados por Hermia (Anna Friel), que só tem olhos para Lysander. Mas o pai de Hermia quer Demetrius como genro. Helena (Calista Flockhart), por sua vez, queima de amor por Demetrius. Hermia e Lysander decidem fugir da cidade na escuridão da noite. Demetrius, enfurecido, procura os dois, enquanto Helena vai atrás dele. No meio dessa confusão, filtros mágicos potencializam desencontros amorosos, e o que parece uma fábula ingênua – que, aliás, também inspirou filmes de Bergamn e Wood Allen – revela muito da natureza humana.

A mediadora neste encontro é Brígida Miranda, Ph.D. em Teatro pela La Trobe University/Austrália, Master of Arts in Theatre Practice pela University of Exeter/Inglaterra e graduada em Artes Cênicas pela Universidade de Brasília. Brígida é professora adjunta da UDESC, nas áreas de Interpretação e Direção Teatral e Sub-coordenadora do Programa de Pós-Graduação em Teatro, pesquisando nas áreas de teatro e gênero; treinamento de atores e interpretação para teatro e cinema. Entre seus trabalhos mais recentes, como atriz, participou de Malabares: Os Filhos dos Outros, Cronica de uma morte inesperada, e Erotikós,. Na direção, levou ao palco as peças Vinegar Tom e Retrato de Augustine.

Promovido pela Fundação Cultural BADESC e pela Cultura Inglesa de Florianópolis, Cinema, Chá & Cultura é um projeto dedicado à exibição de filmes relativos a obras literárias da tradição anglófona, com a participação dos organizadores e de convidados, alternadamente. Para os organizadores, professores Anelise R. Corseuil (UFSC), Brígida de Miranda (UDESC), Leon de Paula (UDESC) e Maria Cecília de M. N. Coelho (UFMG), os encontros são uma oportunidade de exibir filmes variados e promover a discussão sobre literatura (principalmente a dramática) e cinema.

A atividade, gratuita, começa com uma apresentação, durante a qual os participantes poderão se servir de chá, feito ao modo inglês, e oferecido pela Cultura Inglesa de Florianópolis. Em seguida será exibido o filme, legendado, em formato DVD.

Informações:

Fundação BADESC: rua Visconde de Ouro Preto, 216, Florianópolis, fone: (48) 3224-8846,

Cultura Inglesa: rua Rafael Bandeira, 335, Florianópolis, fone: (48) 3224-2696,

Equipe de tenistas cadeirantes é destaque no Set Point Wheelchair em Fortaleza

14/06/2010 18:59

Quatro atletas do projeto Tênis para Cadeirantes participaram do Set Point Wheelchair 2010, torneio da Federação Internacional de Tênis (ITF), realizado de 2 a 6 de junho em Fortaleza, Ceará. O projeto é uma parceria entre ntre o Centro de Desportos da UFSC (CDS) e a Federação Catarinense de Tênis (FCT)

O evento reuniu os melhores tenistas em cadeira de rodas do Brasil, como Carlos Santos e Mauricio Pomme. Os destaques da equipe liderada por Ricardo Pimentel foram Ymanitu Silva e Charles Teixeira. Ymanitu ficou em segundo lugar na categoria B, que foi disputada em forma de grupo. “Mani” venceu três dos quatro jogos que disputou.

Charles Teixeira foi o único da equipe a jogar na categoria A, a convite da organização do evento, o Wild Card. Charles foi derrotado na primeira rodada por Zilmar Pires. Na chave de consolação, chegou às semifinais, quando perdeu para Gustavo Pereira, também brasileiro. Com estes resultados, Charles Teixeira conquistou seus primeiros pontos no circuito profissional da ITF.

Para o técnico Ricardo Pimentel o torneio foi excelente para todos os jogadores que evoluíram muito em relação ao primeiro, disputado em março, e que o volume de jogo tende a aumentar ainda mais durante o ano.

O próximo compromisso da equipe é em Belo Horizonte entre os dias 11 e 15 de agosto.

Por Vinicius Schmidt/ bolsista de jornalismo na Agecom

Foto: Divulgação

FAM 2010: O uruguaio Mal día para pescar é o longa desta noite

14/06/2010 17:39

Mal día para pescar - fotos de divulgação

Mal día para pescar - fotos de divulgação

Mal día para pescar (Mau dia para pescar) , de Álvaro Brechner – Uruguai, 2009 – 1h45min, será exibido na segunda-feira, 14 de junho, às 21h, no auditório Garapuvu, do Centro de Cultura e Eventos da UFSC, na Mostra de Longas Mercosul do 14º FAM. Como todas as exibições do FAM, a sessão é gratuita e aberta à comunidade.

Jacob van Oppen (o finlandês Jouko Ahola),um lutador alemão decadente, ex- “homem mais forte do mundo” e seu trapaceiro empresário Orsini (o escocês Gary Piquer), que se autointitula “príncipe”, tentam ganhar a vida percorrendo cidadezinhas sul-americanas. Promovem desafios com o prêmio de mil dólares, para quem conseguir aguentar o ex-campeão, um tempo, no ringue. Até que chegam à mítica Santa Maria, onde, estranhamente, o jornal local se propõe a patrocinar a luta. Lá “o oponente” será, de fato, uma jovem que, necessitando de dinheiro para se casar, de olho no prêmio oferecido, incentiva o noivo a aceitar o desafio. Príncipe Orsini acha que sabe combater o bom combate, mas “pescar” em Santa Maria pode ter resultados imprevistos.

Também fazem parte deste elenco internacional Antonella Costa, que atuou em Diários de Motocicleta, do brasileiro Walter Salles, e foi vencedora do prêmio de melhor atriz do Festival de Havana (Cuba) 2005, no filme argentino El viento, e César Troncoso, vencedor do Kikito de ouro de melhor ator da competição latina do Festival de Gramado 2007, no filme uruguaio O banheiro do Papa.

O filme é o primeiro longa-metragem do diretor que nasceu em Montevidéu, em 1976, e vive, desde 1999, na Espanha. Adaptado a partir do conto Jacob y El Otro do também uruguaio Juan Carlos Onetti (1909-1994), foi o candidato oficial do Uruguai ao Oscar 2010.

Mau dia para pescar foi exibido na 33ª Mostra Internacional de Cinema de São Paulo 2009 e participou da Semana da Crítica do Festival de Cannes (França).

Jouko Ahola - ex homem mais forte do mundo

Jouko Ahola - ex homem mais forte do mundo

Curiosidades:

– Jouko Ahola foi realmente o vencedor da competição World`s Strongest Man (homem mais forte do mundo) em 1997 e 1999.

(www.theworldsstrongestman.com/1990s_results.php.)

Lili Marlen, a música que “acalma” Jacob, é a canção que, paradoxalmente, era a favorita das tropas, de tropas alemães e dos aliados, na Segunda Guerra Mundial.

Prêmios e Indicações:

Prêmios de Mal día para pescar: Melhor roteiro no 13º Festival de Lima ( Peru) 2009, Fipresci Prize ( menção especial) no Festival Internacional de Cinema de Sofia (Bulgária) 2010 Free Spirit Award para o diretor no 25º Festival Internacional de Cinema de Varsóvia ( Polônia) 2010, melhor primeiro trabalho para Álvaro Brechner da Associação de Críticos de Cinema do Uruguai 2009, Astor de Plata (melhor ator ) para Gary Piquet no 24º Festival Internacional de Cinema de Mar del Plata 2009 (Argentina) e melhor direção de arte para Gustavo Ramirez, no Festival Internacional de Cinema de Gijón 2009 ( Espanha).

Nominações (indicações):Melhor filme, melhor roteiro adaptado para Álvaro Brechner e o corroteirista Gary Piquer , que também recebeu indicação de melhor ator pelo papel de Orsini, o empresário do lutador, no Círculo de Escritores Cinematográficos (CEC) – Espanha 2010.

Para quem quiser ler o conto Jacob y el otro

no orignal:


http://www.scribd.com/doc/7307395/Onetti-Juan-Carlos-Jacob-y-El-Otro

Por Alita Diana/jornalista da Agecom/UFSC

Com informações do FAM 2010, IMDB ( www.imdb.com), e 33ª Mostra Internacional de Cinema (www.mostra.org)

http://www.audiovisualmercosul.com.br.

http://audiovisualmercosul.blogspot.com.

http://twitter.com/famcinema

UFSC sedia curso sobre propriedade intelectual

14/06/2010 16:06

Será realizado nos dias 17 e 18 de junho, no Centro de Capacitação da PRDHS, localizado no Centro de Cultura e Eventos da UFSC, o Curso Direito da Inovação e Administrativo da Propriedade Intelectual, ministrado pelo professor do Curso de Direito da UFSC, Luiz Otávio Pimentel.

Além de visar à capacitação de técnicos da universidade e dos procuradores e técnicos da Procuradoria Federal junto à UFSC, o curso irá atender a chefes das Procuradorias da Universidade Tecnológica Federal do Paraná, Universidade Federal do Pará, Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Santa Catarina e Instituto Nacional de Propriedade Industrial.

Esses últimos, sob a coordenação do procurador-chefe da Procuradoria da UFSC, compõem Grupo de Trabalho instituído pela Procuradoria-Geral Federal para desenvolver estudos relativos à transferência de tecnologia, parcerias de pesquisa e desenvolvimento para a inovação, procedimentos para obtenção de patentes, registros de marcas, desenhos industriais, indicações geográficas, programas de computador e topografias de circuitos, além de averbações de contratos das distintas modalidades de transferência de tecnologia.

Informações: (48) 3721-6014

Pesquisadora destaque do CSE e entrevista com Colombo Salles são atrações na TV UFSC

14/06/2010 13:37

O UFSC Entrevista inédito desta quinta (17/6), às 19h30min, recebe a professora Ivete Simionatto. Ela recebeu o Prêmio Destaque Pesquisador UFSC 50 Anos pelo Centro Sócio-Econômico (CSE). Além de falar sobre as pesquisas atuais no serviço social, área em que atua, ela opinou sobre questões sociais no Brasil e assuntos como as políticas de inclusão e as ações afirmativas implantadas pela UFSC.

Ainda na quinta, às 21h, acompanhe no Primeiro Plano a reportagem “Kindermann”, sobre o time de futsal feminino de Caçador. O vídeo de Luana Rech e Márcio Barcellos conta a história do Kindermann, também conhecido como “fúria do Contestado”.

Na quarta (16/6), às 20h, confira mais um clássico de Charles Chaplin na Sessão Cinema. “Luzes da Cidade” foi produzido em pleno declínio da era dos filmes mudos. No entanto, Chaplin era seu próprio produtor e distribuidor e apostou em “Luzes da Cidade” como um filme mudo, embora a trilha sonora possuísse música sincronizada, efeitos sonoros e até alguns sons imcompreensíveis. A obra se tornou popular

já na época e hoje é conhecida como um dos maiores sucessos do diretor.

No Tome Ciência dessa terça (15/6), às 19h30min, os convidados do jornalista André Motta Lima discutem o tema “Mais energia na ciência do clima”. Eles debatem formas de a ciência ser utilizada para ajudar a combater o aquecimento global e as razões dos desentendimentos entre os países, quando o assunto é o desenvolvimento sustentável.

Isso fica claro em encontros como em Copenhague ou no protocolo de Kyoto, em que não se chegou a acordos efetivos.

No sábado, (19/6), às 20h, não perca o Eu Faço parte dessa História com Colombo Salles. Ele foi professor de engenharia civil da USFC e governador de Santa Catarina de 1971 a 1975. Durante seu governo foi construída a ponte que levou seu nome, a segunda ligação da ilha com o continente. Ele é especialista em engenharia de portos, mares, rios e canais e ganhou da universidade o título de Notório Saber. Quando se aposentou, Colombo Salles doou todo o material de pesquisa que tinha para a biblioteca da UFSC.

Durante a programação confira os boletins informativos e a cobertura dos eventos da programação dos 50 anos da UFSC.

Mais informações sobre os programas e a grade completa você confere no site www.tv.ufsc.br. A TV UFSC no twitter em

twitter.com/tv_ufsc. E não esqueça de acompanhar tudo no canal 15 da NET.

Outras informações pelo telefone (48) 3952-1942.

Por Marina Veshagem/Bolsista de Jornalismo na TV UFSC

Banda De Lisboas é destaque no Projeto 12:30 de quarta-feira

14/06/2010 10:36

O Projeto 12:30 desta quarta-feira, 16 de junho, recebe apresentação da banda De Lisboas. O show será na concha acústica da UFSC, terá início às 12h30min, é gratuito e aberto à comunidade.

O De Lisboas era um trio, inicialmente formado por Edu Lisboa (guitarra e vocal), Rika Lisboa (contrabaixo e vocal) e Pedro Lisboa (bateria e vocal). Os irmãos formaram a banda em 2005, quando todos já haviam se mudado de São Paulo para Floripa. Depois, Gabriel Lourinho entrou para completar o grupo.

Atualmente tocam covers em casas noturnas da região e desenvolvem seu repertório de composições próprias. De Lisboas pode ser considerada uma banda de rock, embora tenha fortes influências da música brasileira e da soul music. Traz um som dançante com pegada e atitude rock and roll.

Formação atual:

Edu Lisboa – Guitarra E Vocal

Rika Lisboa – Contrabaixo E Vocal

Gabriel Lourinho – Bateria E Vocal

Dodô Amaral – Percussão E Vocal

Projeto 12:30

O Projeto 12:30 é realizado pelo Departamento Artístico Cultural (DAC), vinculado à Secretaria de Cultura e Arte (SeCArte) da UFSC e apresenta semanalmente atrações de cunho cultural, grupos de música, dança e teatro, nas versões ao ar livre na Concha Acústica e na versão acústico, quinzenalmente, no Teatro da UFSC.

Criado em 1986, foi a partir de 1993 que os shows passaram a ser realizados semanalmente na praça central do campus, a Praça da Cidadania. A cada ano, em cerca de 60 shows, mais de 300 artistas se apresentam para um público estimado em 20 mil pessoas. Em 1999, o Projeto gravou um CD com composições próprias de 12 grupos locais e neste ano teve aprovado seu projeto para captação de recursos e gravação de um novo CD. O trabalho deverá privilegiar o formato acústico.

Inscrições Abertas

Artistas interessados em se apresentar no projeto dentro do campus da UFSC devem entrar em contato com o DAC através dos telefones (48) 3721-9348 ou 3721-9447 ou ainda pelo e-mail Mais informações: www.dac.ufsc.br

Serviço:

O QUÊ: Show com De Lisboas

QUANDO: Dia 16 de junho, quarta-feira , às 12h30min.

ONDE: Projeto 12:30 na Concha Acústica da UFSC, em Florianópolis.

QUANTO: Gratuito e aberto à comunidade.

CONTATO Projeto: e (48) 3721-9348 ou 3721-9447. Visite www.dac.ufsc.br.

CONTATO com a banda: (48) 3238-1222, 3338-4129, 9157-9217, 9141-2617

E-Mails: e

Fonte: Stephanie Pereira – Acadêmica de Jornalismo, Assessoria de Imprensa do Projeto 12:30: DAC: SeCArte: UFSC, com material institucional e dos músicos.

UFSC define horários de expediente nos jogos da seleção brasileira de futebol

14/06/2010 10:24

NOTA DA ADMINISTRAÇÃO CENTRAL DA UFSC

Em consonância com a Portaria Nº 491, de 07/06/2010, da Secretaria Executiva do Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão, visando possibilitar aos servidores públicos federais o acompanhamento das transmissões dos jogos da Seleção Brasileira de Futebol na Copa do Mundo FIFA 2010, a Administração Central comunica que as atividades da UFSC no período serão tratadas como abaixo estabelecido:

I – nos dias em que os jogos se realizarem às 15h30 (horário de Brasília), o expediente será interrompido às 14h e recomeçará às 18h, mantendo-se as atividades do período noturno.

II – nos dias em que os jogos se realizarem às 11h (horário de Brasília), o expediente será interrompido às 10h30 e recomeçará às 14h30.

Observações:

Os cronogramas dos Concursos dos Editais Nº 020/DDPP/10 e Nº 022/DDPP/10 serão mantidos, independentes do estabelecido nos itens I e II acima.

O disposto acima não se aplica nos casos de serviços essenciais de natureza contínua.

As horas não trabalhadas deverão ser objeto de compensação na forma do disposto no inciso do art. 44 da Lei No. 8112, de 11 de dezembro de 1990.

Florianópolis, 9 de junho de 2010.

Administração Central da UFSC

Especial Pesquisa: método de controle da gordura trans desenvolvido na UFSC é premiado

14/06/2010 10:17

Gordura trans: OMS orienta fim do consumo

Gordura trans: OMS orienta fim do consumo

Uma pesquisa da UFSC que gerou método de controle de gordura trans na produção de refeições ficou em primeiro lugar no Concurso Alimentos, organizado pela Associação Brasileira de Empresas de Refeições Coletivas (Aberc). O estudo foi desenvolvido pela nutricionista Vanessa Hissanaga, sob orientação da professora Rossana Pacheco da Costa Proença, junto ao Núcleo de Pesquisa de Nutrição em Produção de Refeições (Nuppre), ligado ao Departamento de Nutrição da UFSC.

O método proposto pela nutricionista é resultado de sua dissertação de mestrado e foi estruturado a partir de estudo de caso em um restaurante de Florianópolis. No trabalho Vanessa identificou processos que mantêm a gordura trans nos alimentos e avaliou que o estabelecimento tinha deficiências no conhecimento da origem de alguns produtos e na conferência dos rótulos.

A partir das análises foi desenvolvida uma ferramenta organizada em sete etapas. Em cada uma delas o nutricionista preenche um formulário sobre os processos adotados na produção das refeições. Com a ajuda de um glossário de termos científicos, descobre onde o procedimento pode ser melhorado e o que pode ser feito.

Na etapa três, por exemplo, o questionário permite o acompanhamento do fluxo produtivo das refeições. São orientações para que os rótulos sejam conferidos e que os fornecedores devem, de preferência, utilizar óleo vegetal, que é mais saudável.

“Com a ascensão da alimentação fora de casa, os restaurantes acabam se tornando responsáveis pela saúde de muitas pessoas”, destaca Vanessa, ressaltando a importância da pesquisa.

Ela lembra que desde 2004 a Organização Mundial da Saúde (OMS) recomenda o fim do consumo de gordura trans, apoiada em estudos que comprovam sua relação com o desenvolvimento de doenças cardiovasculares. Da mesma forma, a Agência Nacional de Vigilância Sanitária obrigou todas as empresas do ramo alimentar, a partir de 2006, a discriminarem nos rótulos dos produtos a quantidade da substância, o que popularizou a estampa ‘Livre de gordura trans’.

“O método que desenvolvemos atende estas recomendações e pode ser um apoio para nutricionistas que gerenciam unidades produtoras de refeições”, acredita Vanessa.

O trabalho contou com a parceria professora Jane Mara Block, do Departamento de Ciência e Tecnologia de Alimentos, do Centro de Ciências Agrárias (CCA) da UFSC, além de alunas do curso de graduação em Nutrição.

Outras duas finalistas no Concurso Alimentos, organizado pela Associação Brasileira de Empresas de Refeições Coletivas (Aberc), eram também do Programa de Pós-Graduação em Nutrição.

Mais informações pelo telefone (48) 3721-9020 ou pelo site www.nuppre.ufsc.br / e-mail:

Por Arley Reis / Jornalista da Agecom (com informações de Júlio Ettore Suriano / Bolsista de Jornalismo na Agecom em 2009)

Saiba mais: as gorduras e a gordura trans

– A gordura é uma classe dos lipídios, moléculas com grandes cadeias de átomos de carbono que armazenam muita energia, por isso são uma das reservas do nosso corpo. Dividem-se em dois grupos: saturadas e insaturadas. As primeiras são produzidas pelos animais e encontradas na natureza em estado sólido, como nas carnes que comemos. São conhecidas nutricionalmente por aumentarem os níveis de LDL, o “colesterol mau”, podendo causar o entupimento de veias e artérias. Já as insaturadas são líquidas e produzidas pelos vegetais, como o óleo de soja e o azeite. Estas, em geral, aumentam o “colesterol bom”, o HDL.

– Quimicamente, a diferença entre as duas é a seguinte: na gordura saturada, todos os átomos realizam o mesmo tipo de ligação (simples), o que deixa a molécula mais estável e, por isso, acabam gerando uma estrutura coesa e sólida. Na insaturada, alguns átomos têm ligações duplas, o que aumenta a instabilidade e dificulta o agrupamento, resultando em líquidos.

– No início do século passado, a indústria alimentar tentou descobrir uma substância mais saudável e barata que a gordura animal (saturada), para a fabricação de massas, pães e outros. A solução foi aparentemente simples: forçar o rompimento das ligações duplas da gordura vegetal (insaturada), gerando um sólido. Como fazer isso? Adicionando átomos de hidrogênio para se ligarem aos carbonos com duplas ligações, transformando-as em duas simples, em um processo chamado de hidrogenação. Nasceu aí a gordura vegetal hidrogenada.

– A nova gordura, além de ser considerada menos danosa ao organismo, conferia aos alimentos mais tempo de conservação e melhor consistência. Além disso, criou a margarina, que pode ser espalhada em um pedaço de pão logo após ser retirada da geladeira, ao contrário da manteiga, que endurece a baixas temperaturas. Aos poucos, a gordura hidrogenada substituiu a animal.

– A partir da década de 80, ganharam força as evidências de que a gordura hidrogenada poderia ser ainda menos saudável que a gordura saturada. O motivo: na hidrogenação industrial, nem todas as ligações duplas são eliminadas e as restantes formam um ângulo muito pequeno, o que em Química se reconhece pelo prefixo “Trans” – daí o nome “gordura trans”. O resultado é uma molécula extremamente difícil de ser digerida, portanto com grandes possibilidades de se acumular. Descobriu-se então que a gordura trans, além de aumentar o LDL, como a gordura saturada, ainda diminui o HDL, colocando-a na lista de substâncias nocivas ao organismo.

Fonte: NUPPRE

Visite:

– Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa): www.anvisa.gov.br

– Tabela de composição química dos alimentos: www.unifesp.br/dis/servicos/nutri

Leia outras matérias de pesquisa:

– Projeto do Departamento de Ciência e Tecnologia de Alimentos valoriza derivados da abóbora

– Estudo traça perfil de jogadores brasileiros que foram para grandes times de outros países

– Tese mostra que fazendas produtoras de madeira de reflorestamento podem colaborar com recomposição da fauna e flora

– UFSC constrói centro avançado de petróleo, gás e energia no Sapiens Parque

– Estudo sobre trabalho doméstico recebe menção honrosa no Prêmio Construindo a Igualdade de Gênero

– UFSC amplia estrutura laboratorial para monitoramento de ambientes aquáticos

Evento discute situação das doenças tropicais e controle das epidemias no Brasil

14/06/2010 10:03

Panorama da Influenza H1N1 no Sul do Brasil; situação da dengue em Santa Catarina, Rio Grande do Sul e Paraná; expansão das leishmanioses no Sul do Brasil; coinfecções HIV/hepatites, doenças do viajante. Estes são alguns dos temas que serão debatidos no II Encontro Catarinense de Medicina Tropical Joaquim Alves Ferreira Neto. O evento marca também os 100 anos da descoberta da doença de Chagas e será realizado no Hotel Cambirela, em Florianópolis, no período de 11 a 13 de agosto. As inscrições estão abertas.

Os temas da programação foram propostos em conjunto por pesquisadores e administradores da área de saúde, levando em conta a importância e atualidade regional. O evento vai reunir especialistas nas áreas de medicina tropical e gestão em saúde, gestores estaduais e municipais, estudantes de graduação e de pós-graduação.

A promoção é da Regional de Santa Catarina da Sociedade Brasileira de Medicina Tropical e da Diretoria de Vigilância Epidemiológica de Santa Catarina, com apoio da UFSC, SUS e Secretaria de Estado da Saúde de Santa Catarina.

Mais informações: http://www.proto.ufsc.br/sbmt/index.htm / e-mail:

Na UFSC: Laboratório de Protozoologia / fone (48) 3721-5164

Por Arley Reis / Jornalista da Agecom

<programação:

quarta-feira / 11/08

13h30min– Redes de Pesquisa em Doenças Tropicais no Sul do Brasil

Sociedade Brasileira de Medicina

19h30min: Conferência 1

Papel da Pesquisa e do Ensino da Medicina Tropical nos Desafios para o

Controle e Diagnose de Doenças Endêmicas


Palestrante: Pedro Tauil (UNB/DF)

Moderador: Bruno Rodolfo Schlemper Jr (UNOESC/DIVE/SES/SC)

quinta-feira / 12/08

8h30min Conferência 2

Políticas Governamentais para o Controle de Endemias/Epidemias

Palestrante: Eduardo Hage (SVS/MS/DF)

Moderador: Edmundo Carlos Grisard

10h Mesa-Redonda 1

História das Doenças Tropicais no Sul do Brasil

Doença de Chagas – Dr. Mário Steindel (UFSC/SC)

Malária – Dr. Pedro Tauil (UNB/DF)

Filariose Linfática – Dr. Bruno R. Schlemper Jr. (UNOESC/DIVE/SES/SC)

Esquistossomose – Dra. Marília Siriani de Almeida (FIOCRUZ/UFSC/SC)

Coordenador: Dr. Nelson Grisard (UFSC/SC)

10h Mesa-Redonda 2

Doenças Tropicais e Meio Ambiente

Alterações Ambientais e Doenças Tropicais – Fernando de Ávila Pires

(UFSC/SC)

Hantavirose – Sonia Mara Raboni (ICC/PR)

Leptospirose – Oswaldo Vitorino de Oliveira (UFSC/SC)

Febre Amarela – Alessandro Pecego (SVS/MS)

Coordenador: Alcides Milton da Silva (UFSC/SC)

14h15 Mesa-Redonda 3

Dengue na Região Sul do Brasil: Padrão Epidemiológico, Diagnóstico e

Perspectivas de Controle Vetorial


Diagnóstico Laboratorial da Dengue – Juliano Bordignon (ICC/PR)

Situação da Dengue em Santa Catarina – Suzana Zeccer (DIVE/SES/SC)

Panorama da Dengue no Estado do Rio Grande do Sul – Laura Londero Cruz,

(CVS/SES/RS)

Epidemiologia da Dengue no Estado do Paraná – José Lúcio dos Santos

(SVS/PR)

Coordenador: Alex Onacli Moreira Fabrin (CCZ/FLN)

14h15 Mesa-Redonda 4

Acidentes por Animais Peçonhentos

Experiência do SES Paraná no controle de escorpiões – Emanuel Marques

da Silva (SES/CIT/PR)

Aspectos clínico-epidemiológicos e tratamento de acidentes causados pela

aranha marron – Marlene Entres (HC/PR)

Papel dos Centros de Informação Toxicológica no suporte ao diagnóstico e

tratamento dos acidentes por animais peçonhentos – Dra. Marlene Zannin

(CIT/UFSC/SC)

Aspectos clínico-epidemiológicos e tratamento do acidente Botrópico – Maria da

Graça Bolsinha Marques (CVS/CIT/RS)

Coordenador: Margarete Grando (DVS/SES/SC)

17h Conferência 3

Panorama da Pandemia de Influenza H1N1 no Sul do Brasil

Palestrante: Luis Antônio da Silva (DIVE/SES/SC)

Moderador: Dr. André Bafica (UFSC/SC)

Sexta-feira – 13/0

8h30min Conferência 4

Doenças do Viajante: Regulamento Sanitário Internacional

Palestrante: Maria Aparecida Shikanai-Yasuda (USP/SP Presidente da SBMT)

Moderador: Dr. Fernando Dias de Ávila Pires (FIOCRUZ/UFSC/SC)

10h Mesa-Redonda 5

Expansão das Leishmanioses no Sul do Brasil: Vetores, Epidemiologia,

Diagnóstico e Controle


Aspectos Epidemiológicos da LTA em Santa Catarina – Maria Ernestina

Makowieck (DIVE/SES/SC)

Coinfecção HIV/Leishmania Clínica, Diagnóstico e Tratamento – Marise

da Silva Mattos (HNR-SC/FIOCRUZ-RJ)

Leishmaniose Visceral no Rio Grande do Sul – Dr. Celso dos Anjos

(CVS/SES/RS)

Situação Epidemiológica da LTA no Paraná – Enéas Cordeiro de Souza Filho

(SES/PR)

Coordenador: Eida Maria França (DIVE/SES/SC)

10h Mesa-Redonda 6

Zoonoses Emergentes e Re-emergentes: Epidemiologia, Diagnóstico,

Tratamento e Controle


Cenário atual do complexo teníase/cisticercose e a notificação obrigatória no

Paraná – Natal Jataí de Camargo (SES/PR)

Condutas diagnósticas e terapêuticas da epilepsia na NCC – Paulo T.

Bittencourt (HU/UFSC/SC)

Epidemiologia e diagnóstico da Hidatidose na Região Sul do Brasil – Arnaldo

Zaha (UFRGS/RS)

Situação Epidemiológica e Controle da Raiva no Sul do Brasil. Alda Rodolfo da

Silva (DIVE/SES/SC)

Coordenador: Suzana Zeccer (DIVE/SES/SC)

14h15min Mesa-Redonda 7

Coinfecções HIV/Hepatites: Epidemiologia, Tratamento e Perspectiva Vacinal

Situação Epidemiológica e Tratamento atual do HIV/AIDS – Dr. Luis Gustavo

Escada Ferreira (HRSJ/SC)

Perspectivas de vacina para o HIV – Dirceu Grecco (UFMG/MG)

Situação epidemiológica das hepatites no Sul do Brasil – Rosalie Knoll

(UNIVALI/SMS/Itajaí/SC)

Acesso ao Diagnóstico e Tratamento das Hepatites virais – Fábio Gaudenzi

(DIVE/HNR)

Coordenador: Aguinaldo Roberto Pinto (UFSC/SC)

14h15 Mesa-Redonda 8

Tuberculose e outras micobacterioses de importância médica: Diagnóstico,

Resistência e Tratamento


Panorama da Tuberculose no Brasil – Draurio Barreira (SVS/MS)

Perspectiva da Tuberculose Multi-Resistente – Sérgio Mendonça

(DIVE/SES/FURB)

Micobactérias não Tuberculosas na Região Sul do Brasil – Maria Luiza

Bazzo (UFSC/SC)

Pesquisa da Tuberculose em Santa Catarina – André Báfica (UFSC/SC)

Coordenador: Elma Fiord da Cruz (DIVE/SES/SC)

17 Conferência de Encerramento

Biotecnologia em Saúde: impacto no controle das doenças tropicais

Palestrante: Samuel Goldenberg (ICC/PR)

Mediador: Álvaro José Romanha

Vestibular de Inverno: inscrições abertas para os cursos de Educação do Campo e Libras

14/06/2010 09:57

Estão abertas na Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) até 30 de junho as inscrições para o Vestibular de Inverno, destinado aos cursos de Educação do Campo e de Letras/Libras. O processo seletivo preenche vagas para o segundo semestre no campus de Florianópolis.

As inscrições devem ser feitas no site www.vestibular2010.ufsc.br.Solicitações para a isenção da taxa de inscrição devem ser encaminhadas até esta terça-feira, dia 15 de junho. As provas do concurso serão realizadas no dia 25 de julho, das 14h às 18h.

O curso de Educação do Campo foi implantando em agosto do ano passado. Neste segundo vestibular são oferecidas 50 vagas para aulas no período diurno. O curso tem duração de oito semestres. Outras informações pelo telefone (48) 3721-9905 ou pelo site www.licenciatura.educampo.ufsc.br.

Para o curso de Letras – Língua Brasileira de Sinais (Libras) são oferecidas 40 vagas, sendo 20 para o bacharelado e 20 para a licenciatura. A graduação tem duração de oito fases. As aulas começam em agosto, no período matutino. Informações adicionais pelo telefone (48) 3721-6586 ou pelo site www.libras.ufsc.br.

Informações sobre vestibular da UFSC pelos telefones (48) 3721-9200 e 3721-9953 ou www.vestibular2010.ufsc.br.

Especial Pesquisa: tese comprova potencial do “asfalto de borracha”

14/06/2010 09:33

Análises laboratoriais e microscópicas com o asfalto

Análises laboratoriais e microscópicas com o asfalto

O Brasil possui um sistema de transporte apoiado essencialmente em rodovias, mas suas estradas têm pavimentos antigos, dimensionados com misturas convencionais, em constante processo de deterioração. Uma tese desenvolvida junto ao Programa de Pós-Graduação em Engenharia Civil da UFSC comprova o potencial de uma tecnologia direcionada a colaborar com a solução desse problema. O trabalho avaliou o chamado “asfalto-borracha”, mistura de betume com granulado de borrada de pneus.

“O desenvolvimento de pesquisas de novas misturas e de métodos eficientes de dimensionamento torna-se absolutamente necessário diante da realidade do Brasil. As composições estudadas neste trabalho são uma alternativa para a melhoria dos nossos pavimentos em termos de durabilidade, segurança e economia, em relação às opções convencionais”, explica a autora da tese de doutorado ´Optimização do Desempenho de Misturas Betuminosas com Betume Modificado com Borracha para Reabilitação de Pavimentos`, professora Liseane Padilha Thives, do Departamento de Engenharia Civil da UFSC.

Seu trabalho recebeu, no mês de maio, o prêmio de melhor tese no biênio 2008/2010 na área de pavimentação rodoviária do Instituto Brasileiro do Petróleo, Gás e Biocombustíveis (IBP). A premiação é concedida a cada dois anos nos Encontros de Asfalto, organizados pelo Instituto para a melhor tese desenvolvida no âmbito das universidades brasileiras.

O trabalho de Liseane foi desenvolvido por meio de um convênio entre da Universidade Federal de Santa Catarina e a Universidade do Minho, de Portugal. Teve orientação do professor Glicério Trichês, do Departamento de Engenharia Civil da UFSC, e dos professores Paulo António Alves Pereira e Jorge C. Pais, do Departamento de Engenharia Civil da Universidade portuguesa.

Visão ambiental

As misturas com betume modificado com borracha de pneus usados têm sido empregadas com o objetivo de melhorar a capacidade estrutural de pavimentos novos ou que precisam ser recuperados. São, também, uma alternativa para o problema do depósito inadequado dos pneus usados. Embora o Conselho Nacional do Meio Ambiente (Conama) exija que as empresas fabricantes e as importadoras coletem e dêem uma destinação final ambientalmente correta aos pneus usados, eles muitas vezes são depositados em locais inapropriados e se transformam e locais de proliferação de roedores e de insetos transmissores de doenças.

A investigação da professora Liseane procurou avaliar as propriedades e o desempenho mecânico de misturas com asfalto-borracha, otimizando a composição com a melhor capacidade estrutural e desempenho mecânico. Comparados à composição convencional, os resultados mostraram que a incorporação da borracha no asfalto produz melhorias como aumento na resistência à fadiga e à deformação da mistura asfáltica. Melhora também a capacidade de retardar a propagação de trincas nos revestimentos asfálticos.

A utilização da mistura do betume com a borracha, e posteriormente com agregados, não é uma tecnologia nova. Nos Estados Unidos é utilizada há pelo menos 40 anos. No Brasil, a partir da década de 90, foram iniciados estudos sobre o assunto, mas o material ainda precisava de avaliações do comportamento mecânico para prever seu uso como camada de revestimento.

A composição é produzida com pneu usado triturado por meio de dois processos (ambiente e criogênico), formando a borracha granulada que, adicionada ao asfalto, dá origem ao asfalto-borracha. Para a professora, é uma tecnologia avançada, embora tenha 40 anos.

Segundo Liseane, sua tese possibilitou uma análise de custo/benefício e mostrou que a redução de espessura das camadas betuminosas de desgaste e a mistura asfalto-borracha conduziram a uma economia de até 32% em relação ao material convencional.

Estudos na área de pavimentação

As pesquisas na área de pavimentação têm sido ampliadas consideravelmente no Departamento de Engenharia Civil da UFSC, especialmente a partir do ano 2000. Foram adquiridos equipamentos como viscosímetro Brookfield, mesa compactadora de misturas asfálticas, instrumento para ensaio de envelhecimento do asfalto (RTFOT), para ensaio de módulo resiliente de misturas asfálticas e para ensaios triaxiais dinâmicos em solos.

O departamento está também aparelhado para realização de ensaios de fadiga e de módulo dinâmico em misturas betuminosas. Esta infraestrutura, obtida por meio de parceria com a Petrobras e recursos do CNPq, CT-Petro, Fapesc e investimento da própria universidade, permite o desenvolvimento de pesquisa de ponta e a formação de recursos humanos com um diferencial em relação a outras universidades brasileiras.

“Com o mercado de trabalho aquecido devido ao aumento expressivo de obras de pavimentação, devemos capacitar profissionais em número suficiente para atender a demanda, agregando aos quadros das empresas ou universidades, engenheiros civis com experiência na área de pavimentação. Nosso trabalho busca propiciar a melhoria das soluções de pavimentação com visão no futuro, contribuindo para pavimentar os caminhos que conduzem à melhoria da qualidade de vida e ao desenvolvimento do país”, defende a pesquisadora.

Grupo de Pesquisa em Rodovias Verdes

Liseane Padilha Thives integra o Grupo de Pesquisa Rodovias Verdes (GPRV), coordenado pelo professor Glicério Trichês. A equipe é formada por professores, alunos de graduação e de pós-graduação de Engenharia Civil da UFSC, além de colaboradores e empresas. Seu objetivo é desenvolver estudos e pesquisas que incorporem conceitos de Rodovias Verdes na construção e manutenção das estradas, aumentar a produção científica qualificada do Programa de Pós-graduação em Engenharia Civil na área de pavimentação e contribuir para o desenvolvimento tecnológico e científico da infraestrutura rodoviária brasileira.

O grupo se destaca na busca de recursos via agências de fomento e no estabelecimento de parcerias com a iniciativa privada para alcançar suas metas. A inserção nacional e internacional é mantida com o desenvolvimento de projetos de pesquisa e parceria com instituições de ensino no Brasil e no exterior e pela divulgação dos resultados das pesquisas em eventos nacionais e internacionais e em revistas e periódicos de alcance global.

Liseane Padilha Thives

Liseane é formada em Engenharia Civil pela UFSC e passou por 14 anos de experiência como engenheira executora de obras rodoviárias e como responsável por uma usina de asfalto, uma pedreira e uma empresa de britagem. Durante este tempo, concluiu seu mestrado na UFSC, na área de Infraestrutura e Gerência Viária e, em 2004, iniciou o doutorado no Programa de Pós-Graduação em Engenharia Civil.

Foi contemplada com uma bolsa de estudos pelo Programa Bolsas de Estudos de Alto Nível para a América Latina (Alßan), a fim de estudar as misturas betuminosas modificadas na Universidade do Minho em Portugal, onde havia equipamentos de laboratório que, na época, não existiam no Brasil. Atualmente é professora 20 horas do Departamento de Engenharia Civil e leciona Projeto Geométrico de Estradas.

Mais informações no site www.rodoviasverdes.ufsc.br / e-mail / Fone: (48) 3721-7773

Por Natália Izidoro / Bolsista de Jornalismo na Agecom

Leia outras matérias de pesquisa:

– Projeto do Departamento de Ciência e Tecnologia de Alimentos valoriza derivados da abóbora

– Estudo traça perfil de jogadores brasileiros que foram para grandes times de outros países

– Tese mostra que fazendas produtoras de madeira de reflorestamento podem colaborar com recomposição da fauna e flora

– UFSC constrói centro avançado de petróleo, gás e energia no Sapiens Parque

– Estudo sobre trabalho doméstico recebe menção honrosa no Prêmio Construindo a Igualdade de Gênero

– UFSC amplia estrutura laboratorial para monitoramento de ambientes aquáticos

Alan Pauls profere conferência ´Elogio do sotaque` nesta segunda na UFSC

14/06/2010 09:01

Festejado pelo mundo afora como um dos mais expressivos e impactantes escritores latinoamericanos surgidos na última década, Alan Pauls estará em Florianópolis nesta segunda-feira, 14/6, às 18h30min, no auditório da Reitoria da UFSC.

Autor de ´O passado`, seu romance mais famoso, levado ao cinema em 2007 por Hector Babenco, o escritor argentino é convidado do ciclo O Pensamento no século XXI, promovido pela Secretaria de Cultura e Arte (SeCArte) e Pró-Reitoria de Pós-Graduação da UFSC. Sua palestra na Flip (Festa Literária Internacional de Paraty) este ano é uma das atrações mais aguardadas do evento, devendo ultrapassar o sucesso de público de sua visita ao Brasil em 2007, quando falou ao lado da psicanalista Maria Rita Kehl sobre a provocação ´O amor é uma doença`?

Em Florianópolis, Pauls profere a conferência ´Elogio do sotaque`, no quarto encontro do ciclo O Pensamento do Século XXI deste ano, que já trouxe o italiano Emanuele Coccia, a francesa Liliane Meffre e o norte-americano Christopher Dunn para debater questões emergentes da arte e do pensamento de vanguarda contemporâneos.

Ganhador do conceituado prêmio Herralde, de literatura em língua espanhola, com ´O passado`, Pauls tem também ´História do Pranto` traduzido no Brasil (pela Cosac Naify, em 2008) e uma obra breve, porém muito aclamada pela crítica internacional, com 11 títulos, vários deles traduzidos para o inglês, francês, alemão e outros idiomas.

Nascido em Buenos Aires en 1959, Pauls é licenciado em letras, professor universitário, tradutor e colaborador em suplementos culturais, tanto em crítica cinematográfica quanto literária. Mantém uma coluna periodicamente na Folha de S.Paulo. Escreveu ensaios sobre literatura argentina, particularmente sobre a obra de Manuel Puig, Borges e Roberto Arlt. É autor de três novelas: “El pudor del pornógrafo”, publicada em 1984, “El coloquio”, de 1990, e “Wasabi”, 1994, todas traduzidas para o francês e outras línguas.

Neste ano, a publicação de História del Pelo (História do cabelo), pela editora Argentina Anagrama, notabilizou-o como um dos mais brilhantes escritores da nova geração e concretizou o segundo volume da anunciada trilogia sobre os anos 70, que incluem o pranto, o cabelo e o dinheiro, designados pelo autor como os grandes fósseis e obsessões da época em questão.

Nesse último romance, um homem obcecado com o corte perfeito do cabelo e pelas suas reflexões capilares (epifanias eurecas) serve como metáfora para uma humorada crítica contra a literatura testemunhal que recorre aos métodos mais convencionais, à frivolidade e à política. A despeito da influência da cultura francesa, Paul confessa sentir-se tão endogâmico como todo bom escritor argentino e é sobre a relação entre o universal e o particular em sua literatura que vai abordar na conferência.

O passado gira em torno da saga de um casal que luta para se afastar e não se reduzir aos fantasmas do que foram, sobre o que o autor comenta: “Mais que a lembrança, os rastros do passado sempre assombram o presente e o futuro. Quando decretamos novos começos, ilusórios ou não, nem por isso conseguimos apagar nossa história: podemos apenas contá-la mais uma vez, quem sabe revisá-la ou corrigi-la, para pior ou para melhor”.

Contardo Calligaris, quando do lançamento da versão cinematográfica do romance, observou que os personagens de Pauls circulam por interiores abarrotados de restos do passado: livros, fotografias, quadros, os inúmeros objetos que, a cada mudança de casa, confirmam que nunca conseguimos deixar para trás os vestígios de nossa vida pregressa.

“À primeira vista — diz Calligaris—, isso pode parecer estranho. Afinal, estamos acostumados a pensar que, na modernidade, os indivíduos são definidos por suas potencialidades futuras mais do que pelo passado. Não é assim? Pois é, não exatamente. A modernidade começa quando paramos de deixar que a tradição diga quem somos. Mas se o legado da tradição se torna menos relevante, é justamente porque o que me constitui é minha história – não apenas a intensidade do momento e a audácia de meus planos, mas o conjunto das experiências que vivi.

O escritor, cineasta, dramaturgo, intérprete, tradutor argentino radicado na França Edgardo Cozarinsky é o próximo convidado do Ciclo. Sua conferência está marcada para o dia 1° de julho (quinta-feira), às 18h30, no auditório do CFH.

Por Raquel Wandelli/ Jornalista na SeCArte

Contatos: (48) 99110524 – 37219459, , www.secarte.ufsc.br

FAM2010: A vez da garotada na tela

14/06/2010 08:54

Começa nesta segunda, dia 14, a Mostra Infanto-juvenil do 14º Florianópolis Audiovisual Mercosul – FAM2010. A mostra competitiva inicia às 9h, no Centro de Cultura e Eventos da UFSC. A entrada é gratuita e não é necessário pegar senha.

Entre os 21 filmes que serão exibidos para o público infantil e juvenil até a próxima quinta-feira, dia 17, estão produções em animação, ficção e documentário de Santa Catarina, Rio de Janeiro, São Paulo, Pernambuco, Sergipe, Paraná, Distrito Federal, Rio Grande do Sul, Minas Gerais e Chile.

São 15 títulos em animação, sendo três produzidos coletivamente pelo Laboratório de Pesquisa em Imagem e Som da UFSC, Seca na Mesopotâmia, Lusitânia: histórias de guerra, contos do mar e A barragem.

Entre os destaques, está Aziz, o novo filme do diretor Alê Camargo, ganhador do prêmio de Melhor Vídeo de Animação do FAM 2009 por A Ilha.

Baseado no conto de Hovhannes Tumanian, Aziz é sobre a promessa que um filho de caráter duvidoso faz ao pai, que está morrendo. Realizado pela Ozi Escola de Audiovisual de Brasília, o filme foi selecionado para a próxima edição do AnimaMundi, em julho.

Durante os quatro dias da Mostra Infanto-juvenil, cerca de 3 mil crianças de escolas da Grande Florianópolis vão assistir aos filmes do festival em excursões escolares. O projeto é uma parceria da Panvision com a Udesc e o Instituto Lagoa Social.

Assessoria de Imprensa 14º FAM

55 48 3721 4985

Beth Bieging 55 48 9901 9752

Coordenação e Cerimoniais

Aderbal Rosa Filho 55 48 9127 9166

Foruns e Extra-Forum(Film Commission)

Dorva Rezende 55 48 9114 4442

Mostras Competitivas/Site e blog

Barbara Pettres 5548 9926 6429

Mostras Competitivas/ Homenagens/Cinedia/Mostra Cuba/

Gabriela Rovai 55 48 99539353

Mostra Competitiva Infanto-Juvenil e Eventos paralelos

Vera Maria 55 48 9971 0400

Mostra Extra-Fam/ Homenagens/Credenciamentos

FAM 2010: Futebol também é arte na tela

14/06/2010 08:52

A maior paixão nacional tem um espaço especial no FAM2010: a mostra CINEFoot. São quatro produções sobre futebol em exibição gratuita no Centro de Cultura e Eventos da UFSC.

Nesta segunda, às 16h20min, tem Mauro Shampoo – Jogador, cabeleireiro e homem, de Leonardo Cunha Lima e Paulo Henrique Fontenelle (20min). O documentário é sobre o ex-jogador do Íbis Sport Club, de Pernambuco, conhecido como o pior time do mundo. Mauro Shampoo foi escolhido o melhor filme do 1º CINEFoot, pelo júri popular.

Na sequência será exibido Geral (15min), de Anna Azevedo, documentário sobre a geral do maior estádio do Brasil, o Maracanã. Em cena, os torcedores conhecidos como Geraldinos em um espetáculo de êxtase, fúria, alegria e dor.

Na quinta-feira, no mesmo horário, serão exibidos Ernesto no país do futebol, de André Queiroz e Taís Bolonha, sobre um garoto argentino que se muda com a família para São Paulo; e Loucos de futebol, de Hader Gomes, sobre a torcida do clube cearense Fortaleza em um dia de jogo no Castelão.

O CINEFoot é o primeiro festival de cinema de futebol do Brasil, estreou este ano no Rio de Janeiro e dá nome à mostra do FAM.

Idealizador e organizador do CINEFoot, Antônio Leal é um dos convidados do FAM 2010 e falou sobre festivais, formação de público e, é claro, futebol. O fluminense “roxo” também é consultor e organizador de festivais, co-realizador do Festival de Cinema de Niterói e integrante do Fórum de Festivais.

FAM – Por quê fazer um festival com filmes sobre futebol?

Antônio Leal – Gosto muito de futebol, principalmente o futebol-arte, além de ser a paixão nacional. Agora estamos viajando com o festival em mostras especiais não competitivas, como a Mostra CINEFoot do FAM, tentando fazer circular pelo Brasil uma cinematografia que estava sem ser vista. Precisamos formar público, acervo e produzir novos filmes para este tipo de cinematografia, principalmente porque o Brasil sediará a próxima Copa do Mundo. Precisamos jogar bonito em casa.

FAM – Quais são seus filmes preferidos sobre futebol?

Leal – Gosto muito de Subterrâneos do Futebol, de Maurice Capovilla, de 1964. É atualíssimo e revela a opressão dos jogadores e torcedores desde 64. Outro que adoro é Passe Livre, de Oswaldo Caldeira, de 1974. É a luta do Afonsinho, primeiro jogador do Santos que enfrentou dirigentes de futebol. É uma cinematografia que nos leva a gostar do esporte.

FAM – Como está a atual produção brasileira de cinema de futebol?

Leal – De 1996 até hoje, ou seja, há 14 anos só foram lançados comercialmente 17 filmes sobre futebol no Brasil. Desses, apenas dois fizeram bilheterias interessantes. Todos os Corações do Mundo, do Murilo Salles fez 270 mil espectadores, e Pelé Eterno, do Aníbal Massaíni, 265 mil.

FAM – Como atrair o público para este tipo de cinema, além da exibição nos festivais?

Leal – O grande trunfo do cinema brasileiro de futebol está no campo do curta-metragem. Está havendo uma renovação rica, constante e diversificada de curtas de futebol, o que não acontece com os longas. São curtas de ficção. É interessante observar como o futebol se incorpora na história, nos filmes de ficção. Dos filmes de longa-metragem sobre futebol, 99% são documentários.

FAM – O que você conhece do futebol catarinense?

Leal – Adoro futebol, viajo muito e faço questão de visitar os estádios por onde passo. Tive a felicidade de estar no FAM quando o Fluminense venceu o Figueirense no Orlando Scarpelli, pela Copa do Brasil de 2007.

FAM – Mulher entende de futebol?

Leal – Mulher entende e frequenta muito os jogos. Percebemos uma freqüência muito interessante de mulheres no CINEFoot, no Rio.

FAM – Desde quando você é Fluminense, qual seu ídolo no futebol e por quê?

Leal – Rivelino é meu ídolo. Assistia a ele jogar no Maracanã quando era pequeno e por isso passei a torcer pelo Fluminense. Não perco um jogo e organizo minha vida com base na tabela dos campeonatos em que o Fluminense joga. Apesar de torcedor, consegui manter a imparcialidade, tanto que não tem nenhum filme que fale sobre o meu time na nossa seleção. O Rivelino é um gênio, um criador de jogadas, como a “elástico”, em que ele pegava a bola, colocava no pé e sem soltar do pé, dava uma ginga e driblava o adversário.

FAM – Qual seu palpite para o Brasil na África?

Leal – Tem condição de estar na final. Torço também pela Espanha e a Holanda, seleções que nunca foram campeãs.

FAM – O que é o futebol-arte e porque dizem que não existe mais?

Leal – É o futebol bem jogado, que encanta, que apaixona, leva as pessoas a entenderem o futebol como cultura. O futebol-arte não acabou, existe em várias nações. O que acontece é que há uma super valorização pelo futebol de resultados. O treinador prefere jogar feio, ganhar e manter seu emprego. O Pelé dos treinadores era o Telê Santana. Mesmo perdendo, ele conseguiu manter o futebol-arte.

Assessoria de Imprensa 14º FAM

55 48 3721 4985

Beth Bieging 55 48 9901 9752

Coordenação e Cerimoniais

Aderbal Rosa Filho 55 48 9127 9166

Foruns e Extra-Forum(Film Commission)

Dorva Rezende 55 48 9114 4442

Mostras Competitivas/Site e blog

Barbara Pettres 5548 9926 6429

Mostras Competitivas/ Homenagens/Cinedia/Mostra Cuba/

Gabriela Rovai 55 48 99539353

Mostra Competitiva Infanto-Juvenil e Eventos paralelos

Vera Maria 55 48 9971 0400

Mostra Extra-Fam/ Homenagens/Credenciamentos

Mesa-redonda aborda novas formas de organização da pós-graduação

11/06/2010 17:45

Acontece no dia 25 de junho a mesa-redonda ´Programas Multicêntricos de Pós-Graduação: Desafios e Perspectivas`. O evento será realizado no anfiteatro do Centro Sócio-Econômico, entre 9h e 12h. O objetivo é promover a discussão sobre os desafios e as perspectivas de novas formas de organização dos programas de pós-graduação, com ênfase na experiência do Programa Multicêntrico de Pós-Graduação em Ciências Fisiológicas (PMPGFis) da UFSC.

Serão dois convidados: Maria Lúcia de Barros Camargo, pró-reitora de pós-graduação, que vai falar sobre os programas da UFSC, e José Antunes Rodrigues, coordenador geral do PMPGFis, que abordará as novas formas de organização da pós-graduação no Brasil.

A mesa-redonda é organizada pelo Centro de Ciências Biológicas (CCB) e Pós-Graduação em Ciências Fisiológicas. Também tem apoio da Pró-Reitoria de Pós-Graduação (PRPG), da Câmara de Pós-Graduação do Centro de Ciências Biológicas (CPG-CCB) e do Departamento de Ciências Fisiológicas.

O Programa Multicêntrico de Pós-Graduação em Ciências Fisiológicas da UFSC está ligado ao Centro de Ciências Biológicas e faz parte, como Instituição Associada Plena, de uma iniciativa de abrangência nacional, criada por uma equipe de pesquisadores de primeira linha, oriundos de pós-graduações com elevada conceituação pela Capes (as chamadas Instituições nucleadoras).

A iniciativa integra os cursos de pós-graduação em Fisiologia da Universidade Federal de Minas Gerais (conceito 7 na Capes); Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto/ USP (conceito 7); Instituto de Ciências Biomédicas da USP (conceito 6); Universidade Federal do Rio de Janeiro (conceito 6) e Universidade Federal do Rio Grande do Sul (conceito 5).

Em nível nacional o Programa Multicêntrico de Pós-graduação (PMPG) em Ciências Fisiológicas é coordenado pela Sociedade Brasileira de Fisiologia (Instituição Proponente), através da associação de pesquisadores produtivos que estão isolados em instituições públicas onde a implantação de cursos independentes ainda não é possível (Instituições Associadas-Plenas e Associadas-Emergentes) e pesquisadores de pós consolidadas (Instituições Nucleadoras). É o primeiro programa multicêntrico sendo desenvolvido no Brasil.

Programação da mesa-redonda ´Programas Multicêntricos de Pós-Graduação: Desafios e Perspectivas`.

9h15 – 10h: Maria Lúcia de Barros Camargo – Pró-Reitora de Pós-Graduação: “A Pós-Graduação na UFSC”.

10h -10h45 – José Antunes Rodrigues – Coordenador Geral do Programa Multicêntrico de Pós-Graduação em Ciências Fisiológicas: “Programas Multicêntricos de Pós-graduação: Novas formas institucionais de desenvolvimento da pós-graduação brasileira”

10h45 – 11h – Café

10h – 12h – Sessão de discussão e perguntas. Mesa composta pela PRPG, CCB e pela coordenação local e geral da PMPGFis.

Mais informações pelo telefone 3721-9352, ramal 208, ou pelo e-mail

Por Fernanda Burigo / Bolsista de Jornalismo na Agecom

Museu Universitário deve reabrir daqui a um ano

11/06/2010 17:39

Prata, Alfredo Malevy, Maria de Lourdes e Teresa Fossari

Prata, Alfredo Malevy, Maria de Lourdes e Teresa Fossari

Graças ao aporte financeiro do Ministério da Cultura em projeto museográfico que está sendo concluído entre a Secretaria de Cultura e Arte da UFSC e o MinC, e que ainda este ano será colocado em execução, o Museu Universitário Oswaldo Rodrigues Cabral deverá ser reaberto ao público daqui a um ano.

O secretário executivo do MinC Alfredo Manevy foi recebido nesta sexta, 11 de junho, pelo Reitor Alvaro Prata. Estiveram presentes, também, a Secretária de Cultura e Arte Maria de Lourdes Alves Borges e a Diretora do Museu Universitário Teresa Domitila Fossari.

O outro projeto que está sendo negociado com o MinC é o da transformação do Departamento Artístico Cultural ( DAC) da SeCArte em Centro Cultural da cidade de Florianópolis.

Alfredo Manevy representará o Ministro da Cultura na abertura do 14º FAM, na noite desta sexta-feira, no auditório Garapuvu do Centro de Cultura e Eventos da UFSC.

Mais informações:

Professora Maria de Lourdes Alves Borges 3721-8304

Por Alita Diana/jornalista da Agecom

Foto: Paulo Noronha/Agecom

UFSC disponibiliza 395 vagas em 14 cursos de graduação no Sisu para o segundo semestre

11/06/2010 13:02

A Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), através da Comissão Permanente do Vestibular (COPERVE) divulgou o edital de seleção de candidatos para provimento das vagas remanescentes nos cursos de graduação oferecidos para ingresso no 2º semestre de 2010, que utilizará o Sistema de Seleção Unificada (SiSU).

A seleção dos candidatos será efetuada com base nos resultados obtidos pelos estudantes no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) referente ao ano de 2009. Os interessados em concorrer às vagas disponibilizadas pela UFSC deverão verificar as informações constantes do Termo de Participação desta Instituição no SiSU.

A UFSC oferece 395 vagas distribuídas em 14 cursos de graduação, sendo 278 para classificação geral, 68 para estudantes de escolas públicas e 49 para negros, conforme Programa de Ações Afirmativas (PAA) da Universidade. A relação dos cursos e o número de vagas podem ser conferidos no endereço www.vestibular2010.ufsc.br/sisu/guia.php?curso=guia.

Participam desta edição 35 instituições públicas de ensino superior. A oferta é de 16.573 vagas em cursos superiores de bacharelado, licenciatura e de tecnologia. Oito instituições que não participaram do primeiro processo, em janeiro, aderiram ao sistema, que reunirá 15 universidades federais, duas estaduais, 17 institutos federais e um centro federal de educação tecnológica (Cefet). Confira as instituições participantes e as vagas oferecidas.

Outras informações pelo telefone (48) 3721-9200 ou pelo e-mail

Leia também: Seleção unificada – Sistema estará aberto nesta quinta-feira com 16,5 mil vagas

Por Margareth Rossi / Jornalista da Agecom

4º Festival Internacional de Teatro de Animação terá mais de 40 apresentações

11/06/2010 11:39

Com mais de 40 apresentações de 15 grupos da Bélgica, Espanha, França, Alemanha, Peru, Chile e de vários estados brasileiros, ocorre de 20 a 27 de junho, em Florianópolis, Criciúma e Joinville, o 4º Fita Floripa – Festival Internacional de Teatro de Animação. O encontro reúne espetáculos para crianças e adultos, oficinas e exposições, além de artistas da América Latina e Europa.

A Cia Pelmànec, da Espanha, especializada em teatro de bonecos, é um dos destaques internacionais com a peça Don Juan, Memória amarga de Mi. No espetáculo, ao contrário da maioria das versões do mítico galanteador, este Don Juan tem idade avançada. Ao final da vida, enfermo e sob os cuidados de um frade, ele revisita suas memórias.

Do Chile, vem a companhia Teatro Viaje Inmóvel, com El Último Heredero, uma história que fala de casamentos arranjados, guerras e vinganças. Transcorre na época colonial e é protagonizada por uma família que vive em uma fazenda e esconde um segredo que vai despertar no meio de uma guerra civil.

Um dos representantes do Brasil é o grupo paulistano Cia Truks Teatro de Bonecos, com Cidade Azul. O enredo fala de como nasce, cresce e se fortalece uma comovente amizade entre duas crianças de realidades diferentes: um menino de rua e uma menina de classe média perdida pelas ruas.

O Fita Floripa surgiu em 2007 para ampliar o acesso a espetáculos de teatro de boneco e animação no país e divulgar suas diferentes linguagens para o público. A idealizadora é a professora de artes cênicas Sassá Moretti, que via a necessidade de um grande festival também para que os alunos vissem de perto as inúmeras técnicas de manipulação e o trabalho minucioso de reconhecidos grupos de teatro. O projeto ganhou corpo a partir da parceria com Zélia Sabino, do Departamento Artístico e Cultural (DAC) da UFSC, que divide com Sassá a organização de um festival que cresce a cada ano.

Oficinas, debates e exposições – O festival ocupa praticamente todos os espaços culturais de Florianópolis: Centro de Cultura, Igrejinha, Concha Acústica e Teatro da UFSC, Udesc, Teatro da Ubro, Teatro Álvaro de Carvalho e Centro de Criatividade em Arte. Também sediam espetáculos os Jardins do Palácio Cruz e Sousa, Largo da Alfândega, Hospital Infantil e Casa de Repouso Irmãos Joaquim, além das apresentações de Criciúma e Joinville.

Durante o festival ocorre a Mesa de Conversa, com o tema A Dramaturgia do Objeto, com a participação de atores, diretores, professores e críticos. O debate visa discutir o corpo como objeto na peça Women´s, do Grupo (E)xperiência Subterrânea, e o boneco como personagem autônomo na montagem A Galinha Degolada, da Companhia de Teatro Persona.

Estão programadas três oficinas gratuitas de 20 horas cada uma, que já estão com inscrições abertas: Dramaturgia criativa para títeres e objetos com Maurício Kartun (Argentina), Teatro de Sombras com Alexandre Fávero da Cia. Teatro Lumbra de Animação (Rio Grande do Sul) e Introdução ao Teatro de Animação com o Grupo Sobrevento (São Paulo). Uma oficina permanente sobre construção de bonecos com materiais recicláveis, também gratuita, será oferecida a estudantes das séries iniciais do ensino fundamental.

Interessados devem se inscrever pelo site www.fitafloripa.com.br. Mais informações pelo e-mail

Poética de La Cosa: Oficina de Dramaturgia Criativa para Bonecos e Objetos – Mauricio Kartun (Argentina)

Com teoria e prática, o curso propõe ao artista o uso de ferramentas que permitam trabalhar poética e dramaturgicamente um espetáculo para bonecos e objetos, incluindo elaboração de argumento, composição do personagem material, manipulação em função poético-dramática e espaço como signo e suporte, além da possibilidade de reflexão sobre o fenômeno do objeto como signo do discurso teatral.

Quando: De 24 a 26 de junho, das 9h às 13h

Onde: Centro de Física e Matemática (CFM) da UFSC

Vagas: 25

Inscrição: até 17 de junho

Introdução ao Teatro de Animação! Grupo Sobrevento (SP/RJ)

Desenvolve os princípios básicos do teatro de animação por meio de teoria e de exercícios e improvisações. Dividida em três partes, a oficina contempla: princípios básicos da ocupação do espaço cênico e de variações rítmico-dinâmicas, aplicação dos princípios estudados à manipulação de objetos e relação do ator-manipulador com o objeto animado.

Quando: Dias 22 e 23 de junho, das 13h às 17h30

Onde: Centro de Cultura e Eventos da UFSC

Vagas: 20

Inscrição: até 15 de junho

Vivência no Teatro de Sombras – Cia Teatro Lumbra de Animação (RS)

Propõe a investigação da linguagem do teatro de sombras como uma forma e um gênero, e não apenas a mera reprodução de técnicas tradicionais. O ponto de partida é processo criativo e experimental, o que possibilita novos questionamentos e, consequentemente, o avanço em pesquisas individuais e coletivas, mantendo viva a inquietação necessária aos corajosos aventureiros do mundo das sombras.

Quando: De 22 a 24 de junho, das 9h às 13h

Onde: CEART/Udesc

Vagas: 20

Inscrição: até 17 de junho

Outra atividade do Festival é a exposição de bonecos, com o objetivo de exibir as variantes da linguagem do teatro de animação e aproximar o público de conteúdos e materiais específicos do gênero.

O QUÊ: 4º Fita Floripa – Festival Internacional de Teatro de Animação.

QUANDO: De 20 a 27 de junho.

ONDE: UFSC, Udesc, Teatro Sesc, Teatro da Ubro, Teatro Álvaro de Carvalho, Centro de Criatividade em Arte, Jardins do Palácio Cruz e Sousa, Largo da Alfândega, Hospital Infantil e Casa de Repouso Irmãos Joaquim.

Fonte: Fifo Lima – (48) 3721-7848, 4141-2116, 9146-0251

14º Florianópolis Audiovisual Mercosul começa nesta sexta

11/06/2010 11:26

As atenções se voltam para o cinema em Florianópolis, a partir desta sexta, dia 11, com o 14º Florianópolis Audiovisual Mercosul – FAM2010, pela segunda vez sediado no Centro de Cultura e Eventos da Universidade Federal de Santa Catarina.

Neste fim de semana:

Sábado:

Mostra Comemorativa Cinédia 80 anos – 13h30min – Centro de Cultura e Eventos

Extra-FAM – 14h – auditório da Reitoria

CINEFoot – 16h20min – Centro de Cultura e Eventos

Mostra de Videos Mercosul – 17h – Centro de Cultura e Eventos

Mostra de Videos Mercosul – 19h – Centro de Cultura e Eventos

Mostra de longas Mercosul – 21h – Centro de Cultura e Eventos, longa: Muamba, de Chico Faganello

Domingo

Mostra Comemorativa Cinédia 80 anos – 13h30min – Centro de Cultura e Eventos

Extra-FAM – 14h – auditório da Reitoria

Mostra Comemorativa Cinédia 80 anos – 15h20min – Centro de Cultura e Eventos

Mostra de Videos Mercosul – 17h – Centro de Cultura e Eventos

Mostra de Videos Mercosul – 19h – Centro de Cultura e Eventos

Mostra de longas Mercosul – 21h – Centro de Cultura e Eventos, longa: Mentiras Piadosas, de Diego Sabanés, Argentina

O evento ocorre de 11 a 18 de junho, uma realização da Associação Cultural Panvision. O festival apresenta mais de 140 produções do Brasil, Argentina, Chile, Paraguai, Colômbia, Uruguai, Cuba e Espanha. São 182 horas de exibição. Esta edição tem o maior número de inscritos da história do FAM, 551 filmes, de 14 países.

Há 14 anos consecutivos o FAM oferece ao público catarinense uma extensa programação de cinema com entrada franca e se consagrou como uma referência no debate das políticas do setor, discutidas no Fórum Audiovisual Mercosul. Este ano, além das mostras competitivas e do Extra-FAM, não-competitiva, serão exibidas quatro mostras convidadas e haverá uma série de eventos paralelos.

Cabeça a prêmio - foto divulgação

Cabeça a prêmio - foto divulgação

O principal destaque do festival, a Mostra de Longas Mercosul exibirá oito longa-metragens. As sessões serão sempre às 21h, no Auditório Garapuvu, o palco principal, com 1.400 lugares. A mostra abre o FAM, dia 11, com a exibição de Cabeça a Prêmio, que marca a estreia do ator Marco Ricca na direção. Outras duas produções nacionais serão exibidas: Hotel Atlântico, de Susana Amaral, que teve cenas rodadas em Florianópolis, e Muamba, do catarinense Chico Faganello, vencedor do edital da Cinemateca Catarinense – Fundação Catarinense de Cultura em 2007. Dos outros cinco longa-metragens, três são argentinos: La mosca en la ceniza, de Gabriela David; La invención de la carne, de Santiago Loza; e Mentiras piedosas, de Diego Sabanés. Completam a lista o longa chileno Ilusiones ópticas, de Cristián Jiménez, e o uruguaio Mal dia para pescar, de Álvaro Brechner.

Este ano serão prestadas três homenagens especiais, aos 80 anos da produtora brasileira Cinédia, com a presença de Alice Gonzaga, diretora da companhia, a Esdras Rubim, criador do Festival de Gramado e primeiro presidente do Fórum dos Festivais, e ao Funcine, o Fundo Municipal de Cinema de Florianópolis, que receberá o Prêmio Gerlach de Reconhecimento ao Audiovisual Catarinense, oferecido pela Cinemateca Catarinense.

O FAM sedia mais uma vez o lançamento do Edital Catarinense de Cinema, edição 2009/2010, da Secretaria de Estado do Turismo, Cultura e Esporte e Fundação Catarinense de Cultura, no dia 17, às 20h45.

Nas mostras competitivas, serão exibidas 28 produções na Mostra de Curtas Mercosul 35 mm, 36 na Mostra de Vídeos, 21 na Mostra Infanto-juvenil, e 16 na Extra-FAM, não-competitiva.

Além do Auditório Garapuvu, haverá sessões no auditório da Reitoria e no Teatro da UFSC (DAC/Igrejinha).

O FAM 2010 tem patrocínio da Petrobras, por meio da Lei Rouanet, e do Funcultural do Governo do Estado de Santa Catarina, e apoio do Fundo Nacional de Cultura, Secretaria do Audiovisual, Ministério da Cultura, BRDE, Estúdios Mega, Estúdios Quanta, Kodak e Canal Brasil. São apoiadores institucionais as universidades UFSC e UDESC e a Prefeitura de Florianópolis/Fundação Franklin Cascaes.

Mostras convidadas

Mostra Outros Olhares: Antologia EICTV

A Mostra Outros Olhares: Antologia EICTV, inédita no Brasil, será outro grande destaque desta edição. Trata-se de uma seleção de 12 dos melhores curtas-metragens produzidos nos últimos 23 anos da famosa Escuela Internacional de Cine y Televisión de San António de Los Baños, de Cuba. Pepi Gonçalvez, coordenadora da cátedra de produção da escola, estará presente para apresentar os filmes.

Mostra Universitária

Para prestigiar as produções de escolas de cinema catarinenses, a Mostra Universitária vai apresentar filmes produzidos por alunos de cinema de Santa Catarina.

Cinédia 80 Anos

Uma das primeiras produtoras cinematográficas do país e pioneira na industrialização do setor, a Cinédia completa oito décadas de fundação este ano. Para celebrar a trajetória deste patrimônio do cinema e da cultura brasileira, o FAM2010 realiza a Mostra Comemorativa Cinédia 80 anos, que vai exibir três dentre os maiores sucessos de bilheteria da Cinédia e do cinema brasileiro, O Ébrio, O Samba da Vida e 24 Horas de Sonho, com cópias restauradas e recuperadas pela produtora.

CINEFoot

E como o FAM ocorre junto com a Copa do Mundo, haverá uma Mostra Paralela sobre Futebol, o CINEFoot, com quatro curtas relacionados com o mundo do futebol.

Fórum Audiovisual Mercosul

Uma outra característica do FAM desde sua primeira edição, o Fórum Audiovisual Mercosul abrirá diversos espaços de debates de caráter político, econômico e cultural. O Seminário de Cinema e Televisão do Mercosul, de 12 a 17 de junho, sempre às 15 horas e com transmissão ao vivo pela internet, terá seis painéis, com a presença de representantes do setor público e da cadeia produtiva do audiovisual.

O Fórum já consolidou seu espaço na agenda do audiovisual latino-americano. Foi fundamental para a criação do Fórum de Autoridades Cinematográficas e Audiovisuais dos Países do Mercosul, Bolívia e Chile, que reúne as autoridades responsáveis pela política cinematográfica na região. No Fórum também surgiu a iniciativa de criação da Recam, a Reunião Especializada de Autoridades Cinematográficas e Audiovisuais do Mercosul.

I Encontro de Film Comissions da América Latina

Também dentro das atividades do Fórum está o I Encontro de Film Commissions da América Latina, realizado no Hotel Maria do Mar, no Saco Grande, de 10 a 13 de junho. Reunirá comissões de representantes de instituições públicas e privadas responsáveis pela criação de normas e procedimentos referentes à produção audiovisual. Para o encontro estão confirmadas participações de representantes do México, Panamá, Peru, Colômbia, Chile, Argentina e Uruguai, além de representantes das Film Commissions brasileiras, da Filmbrazil (Divisão internacional da APRO que reúne produtoras de publicidade focadas no Mercado Internacional), do Cinema do Brasil (Divisão Internacional do SIAESP que reúne produtoras de Cinema com foco no Mercado Internacional de produção), da Agência Nacional de Cinema (Ancine) e da Divisão de Promoção do Audiovisual do Ministério das Relações Exteriores.

Nas atividades Extra-Fórum, haverá o Pré-Congresso Catarinense de Cinema, promovido pela Cinemateca Catarinense, a Reunião das Entidades de Audiovisual do Sul do Brasil e o Pré-Congresso Brasileiro de Cinema.

Eventos paralelos

Lançamentos de publicações – Na programação haverá também lançamento de livros e revistas do setor audiovisual. O Centro de Pesquisadores do Cinema Brasileiro (CPCB) lança uma edição especial da revista Cadernos de Pesquisa, importante periódico de divulgação da pesquisa cinematográfica brasileira, editado a partir dos anos 80. Myrna Brandão, presidente do CPCB e Carlos Augusto Brandão, diretor da instituição, estarão presentes no lançamento, sábado, dia 12, às 17h30, na Sala Aroeira, no Centro de Eventos.

O Centro Técnico do Audiovisual (CTAV), da Secretaria do Audiovisual do Ministério da Cultura lança o número 50 da Revista Filme Cultura, referência de leitura sobre cinema no Brasil, que circulou durante 22 anos. O evento será no domingo, dia 13, às 18 horas, no Centro de Cultura e Eventos, com a participação de representantes do CTAV.

A pesquisadora Alessandra Meleiro, que participa de um dos painéis do Fórum e coordena o Centro de Análise do Cinema e do Audiovisual (CENA), lança no dia 14, às 18 horas, três livros da coleção Indústria Cinematográfica e Audiovisual Brasileira, organizada por ela, com os títulos Cinema e Políticas de Estado: da Embrafilme a Ancine, Cinema e Economia Política e Cinema e Mercado.

Cursos e oficinas

Como nos anos anteriores, o FAM oferece espaços gratuitos de formação e troca com profissionais renomados do audiovisual. Serão oferecidos dois cursos, um de Direção de Fotografia, Câmera e Iluminação Cinematográfica com Pedro Pablo Lazzarini e uma oficina sobre a técnica de animação Flip Book, com Marão, da Marão Filmes, presidente da Associação Brasileira de Cinema de Animação.

Música

E para animar o hall do Centro de Eventos da UFSC, o FAM em parceria com a ONG Arte Movimenta selecionou grupos catarinenses de música, em estilos como chorinho, MPB e música erudita, que se apresentarão às 18h30 e 20h30, nos intervalos das mostras.

Assessoria de Imprensa 14º FAM

55 48 3721 4985

Beth Bieging 55 48 9901 9752

Coordenação e Cerimoniais

Aderbal Rosa Filho 55 48 9127 9166

Foruns e Extra-Forum(Film Commission)

Dorva Rezende 55 48 9114 4442

Mostras Competitivas/Site e blog

Barbara Pettres 5548 9926 6429

Mostras Competitivas/ Homenagens/Cinedia/Mostra Cuba/

Gabriela Rovai 55 48 99539353

Mostra Competitiva Infanto-Juvenil e Eventos paralelos

Vera Maria 55 48 9971 0400

Mostra Extra-Fam/ Homenagens/Credenciamentos

http://www.audiovisualmercosul.com.br.

http://audiovisualmercosul.blogspot.com.

http://twitter.com/famcinema

André Porto fala sobre Wittgenstein no Café Filosófico

10/06/2010 17:07

Um dos principais atores da chamada “virada linguística”, responsável pelo desenvolvimento da filosofia ocidental do século XX, Ludwig Wittgenstein (Viena, 1889) é o pensador predileto dos cursos de Ciências Humanas. Considerado por muitos como o principal pensador do século XX, ajudou a estabelecer as relações entre filosofia, linguagem e matemática. O autor de Tractatus Logico-Philosophicus, livro no qual esclarece as condições lógicas que o pensamento e a linguagem devem atender para poder representar o mundo, será o tema da próxima conferência do Café Filosófico, com André Porto, professor de Filosofia da Universidade de Federal de Goiás (UFG), nesta sexta-feira (11), às 10h, no auditório da Reitoria.

“Esboço de uma aritmética e análise wittgensteiniana”. Assim intitula-se a conferência do terceiro encontro do Projeto Café Filosófico deste ano, com acesso gratuito e aberto à comunidade. Realizado desde 2009 pela Secretaria de Cultura e Arte, com apoio da Pós-Graduação em Filosofia e do Núcleo de Investigações Metafísicas, o Café Filosófico promove o encontro mensal de estudantes, professores e pesquisadores com grandes filósofos da contemporaneidade para a discussão de temas atuais e emergentes.

Professor adjunto do Departamento de Filosofia, André Porto é atualmente o diretor da Faculdade de Filosofia da UFG. Seus interesses em filosofia da matemática incluem: as propostas de Wittgenstein e de Skolem, Estruturas Indutivas, Teorias dos Tipos e das Categorias, bem como a Análise Suave. O professor André tem estudado exaustivamente a obra de Wittgenstein da primeira e da segunda fase, com Quine, tradução radical e inescrutabilidade da referência, e com as propostas externalistas de Davidson. Em filosofia da linguagem, seus interesses são as concepções externalistas da semântica e da filosofia da mente.

Por Raquel Wandelli (jornalista, SeCarte)

Contatos: (48) 9911-0524 3721-9459





www.secarte.ufsc.br