Curso gratuito para professores de matemática do ensino médio

30/06/2010 18:01

O Departamento de Matemática da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), em parceira com o Instituto de Matemática Pura e Aplicada (Impa), promoverá o Curso de Atualização para Professores de Matemática do Ensino Médio no Estado do Santa Catarina. Podem participar professores que atuam no ensino médio nas escolas públicas e privadas.

O curso é gratuito e será ministrado de 19 a 23 de julho, no Departamento de Matemática da UFSC. As inscrições podem ser feitas até o dia 14 de julho, no site www.mtm.ufsc.br/ensinomedio.

A programação pode ser conferida no endereço www.mtm.ufsc.br/ensinomedio/programacao-jul-2010.pdf.

Mais informações pelo telefone (48) 3721-9221 ou pelo e-mail

Margareth Rossi/Jornalista da Agecom

Ministério da Ciência e Tecnologia aprova R$ 8,9 milhões para laboratórios e equipamentos de pesquisa na UFSC

30/06/2010 16:44

Laboratório Central de Microscopia Eletrônica

Laboratório Central de Microscopia Eletrônica

A UFSC obteve 8,9 milhões no último edital do CT-Infra, Fundo de Infraestrutura do Ministério da Ciência e Tecnologia. Os recursos são direcionados a viabilizar compra de equipamentos, implantação, ampliação e modernização de laboratórios de pesquisa em instituições públicas de ensino superior.

Entre 10 subprojetos encaminhados pela UFSC à Financiadora de Estudos e Projetos (Finep), agência do MCT, oito foram aprovados. Os recursos permitirão a implantação do Instituto do Mar e Biodiversidade, do Centro de Pesquisa em Energias Renováveis e Práticas Sustentáveis e do Instituto de Pesquisa em Saúde e Medicina Translacional, entre outros núcleos de grande porte direcionados ao desenvolvimento científico e tecnológico (veja relação de projetos aprovados abaixo).

Para pleitear recursos do CT-Infra, a UFSC parte das necessidades e prioridades especificadas em um plano estratégico pensado por uma comissão para que a Universidade amplie seu perfil de excelência na produção de ciência e tecnologia. Em um segundo momento, um outro grupo é formado por professores dos 11 centros de ensino da UFSC e coordenado pela Pró-Reitoria de Pesquisa e Extensão, para elaboração do projeto institucional que é encaminhado ao Ministério de Ciência e Tecnologia.

“O CT-Infra é uma das principais fontes de recursos para infraestrutura da pesquisa de grande porte no país. Esperamos que essa linha de financiamento se mantenha com a regularidade que tem apresentado”, destaca o diretor do Departamento de Projetos de Pesquisa, da Pró-Reitoria de Pesquisa e Extensão da UFSC, professor Jorge Mário Campagnolo.

Foi a partir de recursos do CT-Infra, por exemplo, que a UFSC montou seu Laboratório Central de Microscopia Eletrônica (LCME). Inaugurado em 2007, o setor reúne cinco supermicroscópios que permitem a observação de estruturas na escala do nanômetro – o bilionésimo de metro (ou um milímetro dividido um milhão de vezes). O projeto de quase R$ 5 milhões foi financiado pela Finep, por meio do CT-Infra (R$ 4,6 milhões) e contou também com recursos da própria universidade (R$ 400 mil).

“Os recursos do CT-Infra mudaram o perfil da produção científica na UFSC”, complementa o professor Campagnolo, lembrando que boa parte dos projetos é elaborada priorizando a visão de compra de equipamento e implantação de laboratórios multiusuários, que permitem o uso por diferentes equipes e integram pesquisadores de diferentes áreas.

Saiba Mais:

Subprojetos aprovados na Chamada Pública MCT/Finep/ Proinfra / 01-2009

– Sistema Integrado de Biotecnologia / Fase 2 / R$ 1.467.293,00

– Criação do Instituto de Pesquisa em Saúde e Medicina Translacional / R$ 885.271,00

– Complementação e Manutenção do Laboratório Central de Microscopia Eletrônica / R$ 1.028.642,00

– Centro de Pesquisa e Documentação da Universidade Federal de Santa Catarina / R$ 959.895,00

– Centro de Pesquisa Multiusuário em Exercício Físico, Saúde e Desempenho Esportivo / R$ 486.624,00

– Implantação do Centro de Pesquisa em Energias Renováveis e Práticas Sustentáveis / R$ 971.760,00

– Infraestrutura Multiusuária de Caracterização de Nanoestruturas/ R$ 1.787.964,00

– Instituto do Mar e Biodiversidade da Universidade Federal de Santa Catarina / R$ 1.021.419,00

Mais informações:

Professor Jorge Mário Campagnolo / Diretor de Projetos de Pesquisa

Fone: 3721-9437

E-mail:

Por Arley Reis / Jornalista da Agecom

Fotos: Cláudia Reis / Jornalista da Agecom

Abertas inscrições para o Programa Novos Talentos da Capes

30/06/2010 16:40

A Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes) recebe até o dia 23 de julho propostas de Instituições Públicas de Ensino Superior para o Programa Novos Talentos.

Na UFSC as propostas devem ser encaminhadas ao Departamento de Projetos de Extensão, pelo e-mail , até as 9h do dia 6 de julho, para que possam ser consolidadas no projeto final a ser encaminhado à Capes.

O Edital contempla o apoio a atividades extracurriculares como cursos e oficinas, que deverão ser realizados período de férias das escolas públicas ou em horário que não interfira na frequência escolar.

As ações deverão ocorrer nas dependências de universidades, laboratórios e centros avançados de estudos e pesquisas, museus e outras instituições, inclusive empresas públicas e privadas. O objetivo é colaborar com o aprimoramento e atualização de professores e alunos da educação básica.

As instituições podem enviar um projeto institucional com até quatro subprojetos, cada um deles com três atividades extracurriculares.

Os valores de referência estimados são de até R$ 15 mil por atividade; R$ 45 mil por subprojeto, considerando três atividades; totalizando R$ 180 mil por projeto institucional.

As propostas deverão contemplar:

1. Título do projeto;

2. Informações sobre os participantes, conforme item 3 do Edital (particularmente as escolas parceiras e o público alvo)

3. E-mail e telefone para contato;

4. Endereço para correspondência;

5. Docentes-pesquisadores participantes do(s) grupo(s) proponente(s) com os links dos respectivos currículos lattes;

6. Detalhamento do projeto (justificativa, objetivos, metodologias, tecnologias, ações previstas, estratégias de seleção de participantes, sistemática de avaliação, resultados esperados);

7. Linhas gerais do cronograma a ser cumprido;

8. Orçamento previsto

Mais informações no site http://prpe.ufsc.br/extensao/novos-talentos/.

Luiz Fernando Scheibe recebe carinho e reconhecimento com prêmio Destaque Pesquisador UFSC 50 Anos

30/06/2010 16:23

Fotos: Maria Luiza Gil / Bolsista de Jornalismo na Agecom

Fotos: Maria Luiza Gil / Bolsista de Jornalismo na Agecom

Com o auditório do Centro de Filosofia e Ciências Humanas repleto, o professor Luiz Fernando Scheibe recebeu na noite dessa terça-feira, 29/6, o prêmio Destaque Pesquisador UFSC 50 Anos. Na mesma solenidade, o CFH homenageou outros 15 docentes que em sua trajetória colaboraram com a produção de conhecimentos no campo das ciências humanas, formaram gerações de profissionais, professores e estudiosos.

“Com simplicidade e muito carinho fazemos essa homenagem ao professor Scheibe e a outros pesquisadores que desenvolveram a pesquisa do Centro de Filosofia e Ciências Humanas”, destacou a diretora da unidade, professora Roselane Neckel.

“Nada foi feito sozinho, contou com a colaboração de diversas pessoas, e muitas estão aqui”, disse o professor Luiz Fernando Scheibe, que também agradeceu a sua família a “força, o amor e o carinho”. Sua esposa, Leda Scheibe, filhos e diversos netos acompanharam a cerimônia prestigiada por estudantes e professores do CFH e de outros centros de ensino.

Em sua fala, Scheibe destacou a importância da visão interdisciplinar na abordagem dos desafios que se colocam para as áreas das humanidades. Ressaltou a importância da criação na UFSC do Programa de Pós-Graduação Interdisciplinar em Ciências Humanas. Demarcando seu perfil humanista, defendeu o questionamento das visões de mundo que privilegiam capital e lucro e salientou a necessidade de produção de conhecimentos em benefício da sociedade.

O professor defendeu a redefinição das relações de poder e a superação dos preconceitos. Scheibe recuperou a colaboração de colegas pesquisadores do Centro de Filosofia e Ciências Humanas no levantamento de desafios a serem enfrentados no século XXI e lamentou cenários atuais que demonstram o “triunfo de velhas barbáries”.

Citou preocupações clássicas de sua área, a geografia, como o êxodo rural, a pauperização das famílias camponesas, o crescimento desordenado das cidades, as tragédias climáticas, a enganosa defesa de posições individuais para solução de problemas globais, como as mudanças climáticas. E reafirmou a necessidade de assegurar o desenvolvimento humano a partir de uma perspectiva interdisciplinar, da visão de “civilizar a terra” .

O reitor Alvaro Prata parabenizou o Centro de Filosofia e Ciências Humanas por inovar na entrega do prêmio Destaque Pesquisador UFSC 50 Anos, homenageando um conjunto de docentes. Destacou a dedicação de Luiz Fernando Scheibe e lembrou de sua liderança marcante na implantação do recente curso de Geologia da UFSC. Salientou também a visão humanística do professor, seu esforço em defesa das causas sociais e na formação de recursos humanos.

Convidada a falar sobre o colega, a chefe do Departamento de Geociências, professora Ângela da Veiga Beltrame, apresentou a trajetória de Luiz Fernando Scheibe, que nasceu no Rio Grande do Sul e veio para Florianópolis em 1965, para trabalhar no antigo Laboratório de Solos, da Secretaria de Agricultura de Santa Catarina. Scheibe entrou na UFSC em 1966, como assistente da cadeira de geologia, pouco depois fez concurso e tornou-se professor da instituição, construindo sua trajetória acadêmica e de pesquisador.

Professores homenageados pelo Centro de Filosofia e Ciências Humanas:

– Luiz Fernando Scheibe – Admissão na UFSC: 1966

– Sílvio Coelho dos Santos – Admissão na UFSC: 1961 (in memoriam)

– Gerusa Maria Duarte – Admissão na UFSC: 1969

– Remy José Fontana – Admissão na UFSC: 1976

– Mara Coelho de Souza Lago – Admissão na UFSC: 1969

– Selvino José Assmann – Admissão na UFSC: 1976

– Rafael Raffaelli – Admissão na UFSC: 1980

– Ilse Scherer Warren – Admissão na UFSC: 1983

– Joana Maria Pedro – Admissão na UFSC: 1983

– Esther Jean Langdon – Admissão na UFSC: 1982

– Rafael José de Menezes Bastos – Admissão na UFSC: 1984

– Paulo Henrique Freire Vieira – Admissão na UFSC: 1982

– Maria Bernadete Ramos Flores – Admissão na UFSC: 1987

– Walquíria Krüger Corrêa – Admissão na UFSC: 1984

– Alberto Oscar Cupani – Admissão na UFSC: 1980.

O Prêmio Destaque Pesquisador UFSC 50 Anos

Integrado à agenda de comemorações dos 50 anos da Universidade Federal de Santa Catarina, o prêmio é um reconhecimento a docentes da instituição por suas contribuições para o avanço do conhecimento e formação de recursos humanos.

Já foram premiados os professores Raul Antelo (Centro de Comunicação e Expressão), Wagner Figueiredo (Centro de Ciências Físicas e Matemáticas), Markus Vinícius Nahas (Centro de Desportos); Ivete Simionatto (Centro Sócio-Econômico) e Luiz Fernando Scheibe (Centro de Filosofia e Ciências Humanas).

Até o final do ano, mais seis pesquisadores serão homenageados, contemplando os 11 centros de ensino da universidade. A promoção do prêmio é da Pró-Reitoria de Pesquisa e Extensão da UFSC.

Mais informações sobre o Prêmio Destaque Pesquisador:

Professor Jorge Mário Campagnolo – Diretor de Projetos de Pesquisa

Fone: 3721-9437

E-mail:

Professor Ricardo Rüther – Diretor do Núcleo de Apoio e Acompanhamento

Fone: 3721-9846

E-mail:

Por Arley Reis / Jornalista da Agecom

Fotos: Maria Luiza Gil / Bolsista de Jornalismo na Agecom

UFSC expõe experiências com estágios no maciço do Morro da Cruz

30/06/2010 13:25

As relações e trocas entre professores da rede estadual de ensino e estagiários de cursos de licenciatura da Universidade Federal de Santa Catarina vêm facilitando a rotina nas escolas do maciço do Morro da Cruz, em Florianópolis. “Como as escolas estão abandonadas e enfrentam problemas como falta de material, estrutura precária, salários baixos e deficiências de atualização, o estágio representa uma esperança para os professores, porque agrega novos conhecimentos e práticas de ensino e dá mais ânimo para quem está em sala de aula”, afirma o professor Fábio Machado Pinto, do Centro de Educação da UFSC.

Parte do resultado dessa experiência está sendo exibida na Mostra Ambiental das Escolas do Maciço do Morro da Cruz, uma exposição montada no hall da reitoria da UFSC que vai até dia 2, sexta-feira, reunindo cerca de 40 trabalhos de professores e alunos e um painel histórico das seis edições anteriores do evento. Hoje (30/06), a partir das 19h, no auditório da reitoria, ocorre a mesa redonda “Os projetos da UFSC no maciço do Morro da Cruz”, que vai apresentar as experiências de grupos de pesquisa, laboratórios e núcleos que desenvolveram ou desenvolvem projetos de extensão nesta área da capital catarinense.

Os professores e estagiários presentes no painel desta manhã, que fez parte da programação da mostra, relataram episódios envolvendo especialmente atividades na área da educação física. Nas escolas Lucia Mayvorne (no maciço), Celso Ramos (centro) e Getúlio Vargas (Saco dos Limões), os estagiários notaram o apreço dos alunos pela escola, mas uma grande falta de capacidade de concentração, o que dificulta o aprendizado, e a aceitação da violência como condição para a própria sobrevivência no ambiente onde estão inseridos.

De qualquer maneira, diz Fábio Pinto, quando o estagiário apresenta novas opções de atividades – como xadrez e pingue-pongue – a reação é positiva e a adesão das crianças e adolescentes é maior. Um dos coordenadores da mostra e do fórum, ao lado da professora Luciana Mercassa, ele diz que a relação da UFSC com as escolas, professores e alunos é horizontal, sem imposições, o que facilita a troca de experiências e a busca de melhores condições de trabalho. É neste sentido que se rompem muitas barreiras para as práticas corporais, a dança e o esporte em geral.

A Mostra Ambiental das Escolas do Maciço do Morro da Cruz está sendo realizada sob a coordenação da Comissão de Educação do Fórum do Maciço do Morro da Cruz e do Núcleo de Estudos e Pesquisas em Educação e Sociedade Contemporânea do CED.

Mais informações com a professora Luciana Marcassa, do CED, pelo fone 3721-2216 ou pelo e-mail

Por Paulo Clovis/jornalista na Agecom

Mostra de Cinema Infantil tem encerramento com show de Arnaldo Antunes

30/06/2010 12:58

Após duas semanas de muita cultura, cinema e pipoca na 9ª Mostra de Cinema Infantil de Florianópolis, crianças e adultos divertem-se juntos no próximo domingo ao som do projeto Pequeno Cidadão. O show liderado pelo ex-titã Arnaldo Antunes marca o encerramento da Mostra e acontece no Teatro Álvaro de Carvalho (TAC) neste domingo, 4/7, em dois horários: às 15h e às 18h.

Pequeno Cidadão é um show para crianças criado por quatro artistas de projeção nacional, a partir das músicas que criaram no convívio com os filhos, para fazê-los ninar, comer, brincar. Arnaldo Antunes divide o palco com Edgard Scandurra(ex-Ira!), Taciana Barros (ex-Gang 90) e Antonio Pinto (filho do cartunista Ziraldo e autor de inúmeras trilhas para cinema) tocam acompanhados de seus filhos em um show pra lá de animado e que pode ser curtido por toda a família.

As composições são fruto da vivência dos músicos como pais e como temas os truques para fazer os pequenos caírem no sono, pularem no sofá, tomarem leitinho, darem tchau à chupeta e até gostarem de lagartixa e rock`n`roll, e festejarem o brilho do Sol e da Lua e o canto do Uirapuru.

Recém-lançado, o CD ´Música psicodélica para crianças` alterna ritmos variados, de baladinhas ao forró e o pop rock.

Além dos idealizadores, o show conta com Andrei Ivanovic no baixo, Guilherme Ribeiro nos teclados, Mauricio Alves na percussão, Daniel Scandurra no violão e vocais, além dos músicos infantis: Luzia Silva (filha de Taciana Barros), Joaquim, Estela e Lucas (filhos de Edgard Scandurra), Brás e Tomé (filhos de Arnaldo Antunes) e Manuela e

Joaquim (filhos de Antonio Pinto).

Os ingressos para o show Pequeno Cidadão estão à venda nas bilheterias do TAC, do Teatro Pedro Ivo e do Centro Integrado de Cultura (CIC) e custam R$ 40,00 (inteira) e R$ 20,00 (meia).

Anúncio dos premiados

Antes do show serão anunciados os grandes vencedores da 9ª Mostra. No total, 73 curtas-metragens de 14 estados brasileiros concorrem a quatro prêmios-aquisição conferidos pela TV Brasil. A parceria com a emissora pública federal permitiu ampliar a premição este ano e elevá-la a um valor inédito no histórico da Mostra, que soma R$ 20 mil.

As categorias de Melhor Ficção e Melhor Animação serão escolhidas por um júri formado por profissionais de Cinema e Educação. O Melhor Filme será definido pelo júri popular; o Prêmio Especial, por um júri formado exclusivamente pelas crianças.

Neste domingo também será conhecido o projeto de longa-metragem vencedor do 3º Pitching, que terá participação assegurada no Fórum de Financiamento do BUFF Festival de Malmö, na Suécia, um importante canal no mercado audiovisual para a busca de financiamento estrangeiro e distribuição do filme no exterior.

Seis projetos são candidatos a buscar coprodução internacional: “As aventuras do avião vermelho” (RS), “A oitava princesa” (SP), “Corda bamba” (RJ), “O menino no espelho (MG), “O segredo do violinista” (SP) e “Teca e Tuti: Uma noite na biblioteca” (SP).

Os jurados do 3º Pitching avaliaram os candidatos no último sábado, em apresentação pública no Majestic Palace Hotel. A defesa dos projetos envolveu explanações sobre personagens, enredo, linguagem, estrutura narrativa, abordagem estética, parcerias já firmadas, além do estágio de desenvolvimento do projeto. Coordenada pela diretora do Festival Internacional de Cinema Infantil do Rio de Janeiro, Carla Esmeralda, a banca tem o desafio de identificar o filme de maior vocação para o mercado europeu.

Para o representante do BUFF Festival da Suécia, Mikael Svensson, o profissionalismo e a qualidade dos projetos apresentados tornam a tarefa difícil. “Antes de chegar aqui eu não esperava ver tanta qualidade nos projetos apresentados. Todos eles estão muito bem desenvolvidos, são projetos ambiciosos, e já estão muito bem orçados”,

destaca Svensson, que também atua como o representante sueco da Film Commission na Europa.

Mais informações: www.mostradecinemainfantil.com.br e

Fonte: Assessoria de Imprensa da Mostra de Cinema Infantil

Cozarinsky, multiartista sem fronteiras, faz conferência nesta quinta na UFSC

30/06/2010 12:06

Nos últimos dois anos, ele alcançou brilhantismo em todos os gêneros literários e artísticos a que se dedicou, a ponto de as publicações culturais de circulação internacional elegerem 2010 como “o ano Cozarinsky”. Esse premiado escritor, cineasta, ator, dramaturgo e ensaísta, é o próximo convidado do ciclo O Pensamento no Século XXI, promovido pela Secretaria de Cultura e Arte e Pró-Reitoria de Pós-Graduação da UFSC. No dia 1° de julho, às 18h30, no Centro de Cultura e Eventos (segundo andar, Bosque da Ilha), Edgardo Cozarinsky profere a conferência ´Elogio da Contaminação` e no dia 2, também às 18h30, no auditório do Centro de Comunicação e Expressão, apresenta seu último filme, ´Apontamentos para uma biografia imaginária` (2010).

Autor de uma filmografia de marcada personalidade, o diretor será homenageado ainda pelo Ciclo Cozarinsky, que o Curso de Cinema da UFSC promove de 23 a 30 de junho, também no CCE, como parte da programação do Cineclube Rogério Sganzerla e da IV Semana de Cinema.

A título de preparação para a conferência, a mostra vai exibir cinco de seus filmes (com legendas em inglês ou espanhol), sucedidos por sessões de debate com comentários dos professores Raul Antelo (consultor do Ciclo O Pensamento no Século XXI), Joca Wolf, Jair Fonseca, Antônio Carlos dos Santos e Felipe Soares, conforme o cronograma abaixo.

Exemplos privilegiados da absoluta insustentabilidade da oposição entre “ficção e documentário” e entre as linhas de tempo, seus filmes encenam a defesa da contaminação cultural. “Mesmo nas descrições ou nas falas dos personagens, tempos e lugares costumam se misturar despudoradamente”, explica Soares, organizador da mostra.

Nascido em Buenos Aires em 1939, mas radicado em Paris desde 1974, quando recebeu um prêmio, Cozarinsky notabilizou-se este ano pela produção nas diversas expressões de sua maestria: no conto, com ´Burundanga`; no romance, com ´Lejos de donde`; no cinema, com ´Apontamentos para uma biografia imaginária` e no ensaio, com ´Blues`.

Responsável por uma vasta e transformadora obra, destacou-se em 2009 e 2010 pela publicação de ´Borges em/e/sobre cinema` (Iluminuras), que reúne ensaios e conversas com Jorge Luís Borges; ´A noiva de Odessa` (traduzido por Samuel Titã na revista Piaui) e ´Vodu urbano`, com prefácio de Susan Sontag (Iluminuras). Ainda em 2010 publicou, ´Galáxia Kafka`. A busca de uma linguagem própria, a reflexão política, a mescla de gêneros e formatos, a elegância e o refinamento de estilo marcam sua escrita.

Programação Cozarinsky:

– 23/06, quarta, às 18h30 – Filme: Bulevares do crepúsculo (1992); Debatedor: Prof. Luiz Felipe Soares

– 24/06, quinta, às 18h30 – Filme: Guerra de um homem só (1982); Debatedor: Prof. Raul Antelo

– 28/06, segunda, às 18h30 – Filme: Fantasmas de Tanger (1998); Debatedor: Prof. Jorge (Joca) Wolff

– 29/06, terça, às 18h30 – Filme: Ronda noturna (2005); Debatedor: Prof. Jair Tadeu Fonseca

– 30/06, quarta, às 18h30 – Filme: Zweig (1997); Debatedor: Prof. Antonio Carlos Santos

– 1° de julho, quinta, às 18h30, no auditório do Centro de Eventos, conferência Elogio da contaminação, pelo dramaturgo, cineasta e escritor Edgardo Cozarinsky.

– 02/07, sexta, às 18h30 – Filme: Apuntes para una biografía imaginada (2010); Debatedor: Edgardo Cozarinsky.

Por Raquel Wandelli/ Jornalista na SeCarte

www.secarte.ufsc.br

Imprensa Universitária da UFSC comemora 45 anos

30/06/2010 11:47

Fotos: Paulo Noronha/ Agecom

Fotos: Paulo Noronha/ Agecom

Nesta quarta, 30/06, a Imprensa Universitária realizou solenidade comemorativa aos 45 anos de relevantes serviços prestados à UFSC e à sociedade. Além dos resultados e da responsabilidade social do órgão, em pleno funcionamento desde o dia 12 de julho de 1965, o diretor João Luiz Laureano destacou a necessidade urgente de recursos humanos e investimentos em novos equipamentos. A gráfica é responsável por todos os impressos da UFSC e do HU, atendendo igualmente, com qualidade, às demandas da EdUFSC.

Antes dos “parabéns”, a equipe repassou um troféu em homenagem a Paulo Ávila, que há 40 anos atua como gráfico na Imprensa Universitária. A solenidade foi prestigiada por diretores setoriais e pelos pró-reitores João Batista Furtuoso (Infraestrutura), Luiz Henrique Vieira Silva (PRHDS) e Cláudio Amante (Assuntos Estudantis). Nos discursos, um desejo: “vida longa à imprensa”.

Inscrições para Mestrado Profissional em Administração Universitária terminam nesta quarta

30/06/2010 11:22

O Programa de Pós-Graduação em Administração Universitária (PPGAU) da UFSC inicia suas atividades no segundo semestre de 2010, com o oferecimento do Mestrado Profissional em Administração Universitária. Vinculado ao Centro Sócio-Econômico e ao Departamento de Ciências da Administração, o programa é desenvolvido em parceria com a Pró-Reitoria de Desenvolvimento Humano e Social (PRDHS).

As inscrições devem ser feitas até esta quarta, dia 30. São 25 vagas e podem se inscrever para o processo seletivo brasileiros ou estrangeiros residentes no país, que possuam diploma de curso superior. As linhas de pesquisa são ´Universidade e Sociedade` e ´Gestão Acadêmica e Administrativa`. As aulas iniciam no dia 9 de agosto.

Mais informações no site www.ppgau.ufsc.br, ou pelo telefone (48) 3721-6525.

Teatro da UFSC recebe adaptação da obra de Nelson Rodrigues

30/06/2010 10:33

A peça ´A Vida como ela é…` faz temporada no Teatro da UFSC no mês de julho. O espetáculo reúne cinco histórias que falam de amores e traições, dramas e tragédias de personagens construídos a partir do olhar do dramaturgo carioca Nelson Rodrigues. Exibições a partir de 2 de julho, sextas, sábados e domingos, a partir de 20h30min.

Cada uma das histórias explora uma técnica diferente, como o uso de máscaras, ator-narrador, jogo de sombras e silhuetas, formas animadas (o ator manipulado por outro ator, como se fosse um boneco) e quadros vivos.

A direção é de um dos grandes especialistas na obra de Nelson Rodrigues, Luís Artur Nunes, gaúcho radicado no eixo Rio de Janeiro-São Paulo. Esta é a sétima obra que Nelson que dirige. São convidados especiais para esta montagem o iluminador Luiz Carlos Nem (do Rio), o figurinista Luiz Fernando Pereira (São Paulo) e o cenógrafo Fernando Marés. José Ronaldo Faleiro faz a assistência de direção.

“Ainda hoje é fascinante o universo imaginário, e extremamente brasileiro, que Nelson Rodrigues resgata em suas histórias, originalmente escritas como crônicas em jornais diários, mas que têm estruturas de verdadeiros contos. Ele põe o dedo na ferida, nas mazelas da sociedade, com uma imensa teatralidade, criando essas tragédias realistas com uma camada de ironia, verdadeiras tragicomédias”, avalia Luís Artur Nunes.

No elenco estão Ana Paula Possapp, Berna Sant’Anna, Leon De Paula, Mariana Cândido, Nazareno Pereira, Sérgio P. Cândido e Valdir Silva. Na produção geral, Júlio Maurício e Nazareno Pereira.

Ingressos: R$ 30 e R$ 15 (meia). Descontos para Clube do Assinante/DC: 20%. Recomendado para maiores de 15 anos.

Patrocínio: Edital Elisabete Anderle de Estímulo à Cultura Apoio Cultural: Café Central/ Caixa Econômica Federal/ Fibratur/ Fratelanza/Fundação Franklin Cascaes/ Hotel Cecomtur/ Instaladora Santa Rita/ Mirantes/ Museu da Escola Catarinense/ Lojas Planetta

Serviço:

O QUÊ: Peça A Vida como ela é…

QUANDO: Toda sexta, sábado e domingo de julho, a partir do dia 2, às 20h30min.

ONDE: Teatro da UFSC, Praça Santos Dumont, em Florianópolis.

QUANTO: R$ 30 e R$ 15 (meia). Descontos para Clube do Assinante/DC: 20%.

CONTATO: Grupo: ou (48) 9917-6161, no Teatro da UFSC (48) 3721-9348 e 3721-9447. Visite www.dac.ufsc.br.

Fonte: José Fontenele – Acadêmico de Jornalismo, Departamento Artístico Cultural – DAC: SeCArte: UFSC, com material do grupo.

Debate sobre Direito Autoral tem continuidade na UFSC

30/06/2010 10:22

Acontece nesta quarta, 30/06, as discussões sobre ´Obra sob encomenda – Licenças Não-Voluntárias`, que faz parte do ciclo de debates sobre o projeto de Revisão da Lei de Direito Autoral.

O objetivo é contribuir para a reflexão sobre a tutela jurídica dos direitos autorais em relação às novas tecnologias, acesso à cultura e novas formas de criação. O encontro acontece no período de abertura de consulta pública para a alteração da Lei de Direito Autoral pelo Governo Federal.

O ciclo tem ao todo oito paineis temáticos, sempre entre 10h e 13h, na sala 301 do Curso de Pós-Graduação em Direito, no bloco novo do Centro de Ciências Jurídicas (CCJ). Cada painel terá exposição de análise comparativa entre o que dispõe a lei e o que propõe o projeto de revisão. Os debates resultarão em um relatório que será disponibilizado para consulta pública, em um processo de aperfeiçoamento do texto.

Programação:

30/6 – Painel IV

Obra sob encomenda – Licenças Não-Voluntárias – artigo 52-A e 52-B

6/7 – Painel V

Transferência dos Direitos do Autor – artigo 49 ao 52

7/7 – Painel VI

Utilização de Obras Intelectuais e Fonogramas – artigo 53 ao 88-A

13/7 – Painel VII

Associações de titulares e entidade reguladora – artigo 97 ao 110

14/7 – Painel VIII

Sanções, Prescrição e Disposições Finais – artigo 110 ao 118

Mais informações e inscrições: 3721-6746 / ou www.direitoautoral.ufsc.br

Seminário “Ecologias Inventivas: conversas sobre educação” aproxima arte da ecologia

30/06/2010 10:00

Começa no dia 16 e vai até o dia 19 de agosto o Seminário “Ecologias Inventivas: conversas sobre educação”. O evento vai debater os temas educação e ecologia, através de mesas de discussão, oficinas e uma instalação. O seminário é organizado pelo Grupo Tecendo, Grupo de Educação e Estudos Ambientais (Geabio) do Centro de Ciências Biológicas da UFSC e Centro de Ciências Humanas e da Educação da Udesc.

Profissionais de universidades de Santa Catarina, São Paulo e do Rio Grande do Sul fazem parte do evento. O objetivo é reunir professores e alunos que organizaram trabalhos diferentes no campo da educação ambiental. Leandro Guimarães, um dos organizadores do Seminário, explica que as atividades buscam uma aproximação com a arte, tendência que já é explorada em muitos estudos da área. A abertura do evento reflete essa aproximação, ao trazer dois profissionais que fazem parte do Laboratório de Estudos Audiovisuais da Unicamp, o grupo “Olho”. O laboratório estuda produções artísticas e acredita que a educação está diretamente ligada à arte e que, juntas, elas proporcionam um entendimento das sociedades contemporâneas.

No dia 17, a instalação “Ecologias Inventivas” vai trabalhar com a arte e a sensibilidade humana. Os organizadores mostrarão as atividades desenvolvidas pelo grupo Tecendo, da UFSC, através de imagens e sons. “A mediação será realizada pelos próprios produtos dispostos no local”, comenta Guimarães. O seminário também conta com quatro oficinas que propõem trabalhos artísticos. Música, teatro, imagens e até o grafite vão envolver os participantes. “A ideia é fazermos essas oficinas ao ar livre, pelo espaço da universidade”.

Toda a programação do seminário dá importância às questões da ecologia ligadas à educação. “No estudo das relações entre os seres vivos, não se discute muito a mediação humana nesse processo”. O evento pretende debater essa relação inventiva. “O nome Ecologias Inventivas sugere como inventamos as relações com o meio ambiente”, completa Guimarães. As atividades vão ser realizadas no Auditório do Centro de Ciências da Educação da UFSC (CED).

Os interessados podem se inscrever no primeiro dia do Seminário, das 8h às 12h, no local do evento, ou mandar email para A participação é gratuita nas mesas-redondas e na instalação. Quem quiser frequentar as oficinas e receber o certificado deve pagar uma taxa de R$ 10.

Mais informações através do e-mail do Grupo Tecendo, , ou de Leandro Guimarães,

Por Claudia Mebs Nunes/ Bolsista de Jornalismo na Agecom

Coral da UFSC recebe Coral da Udesc em ensaio aberto

29/06/2010 20:24

O Coral da UFSC recebe o Coral da Udesc em ensaio aberto, nesta terça-feira,29/06, às 20h, na Igrejinha da UFSC. O evento é gratuito e aberto à comunidade. O repertório, variado, será interpretado pelos corais individualmente; ao final, os dois corais cantarão uma música em conjunto.

A atividade faz parte de uma proposta da maestrina Miriam Moritz, do Coral da UFSC, de aproximar corais da comunidade para se conhecerem e trocarem experiências de trabalho. A idéia desse intercâmbio é alternar o local dos encontros do ensaio aberto entre o coral anfitrião e o coral visitante, de maneira que, numa próxima oportunidade será o Coral da UFSC que visitará o Coral da Udesc, no seu espaço de trabalho.

Miriam Moritz pretende estender essa atividade a outros corais da comunidade, tanto para aproximar os corais externos dos projetos artístico-culturais realizados pela universidade, quanto para aproximar o coral da universidade com os grupos artísticos da comunidade.

Coral da Udesc

O Coral da Udesc é um projeto de Extensão coordenado pelo professor Dr. Sérgio Luiz Ferreira de Figueiredo. O projeto desenvolve atividades musicais através da prática coral desde o início de 2006. O coral é aberto para a comunidade interna e externa, não sendo necessário que os participantes possuam algum tipo de experiência como cantores. O repertório desenvolvido abrange música de autores diversos, incluindo diversos estilos. Para saber mais, acesse a página do Centro de Artes da Udesc.

Sérgio Luiz Ferreira de Figueiredo

Regente do Coral da Udesc, é Bacharel em Composição e Regência pela Faculdade de Artes Alcântara Machado – SP(1981), Mestre em Música (Educação Musical) pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (1990) e Doutor (PhD) em Educação Musical pelo Royal Melbourne Institute of Technology – RMIT University, Melbourne, Austrália (2003). É pesquisador CNPq (PQ 2). Atualmente é professor da Udesc nas áreas de canto coral, regência e educação musical.

Tem experiência como instrumentista, regente e educador musical em diversos contextos. Desenvolve pesquisas nos seguintes temas: educação musical, formação de professores, música no ensino fundamental, professores generalistas, legislação educacional, canto coral e regência. É membro do Corpo Editorial da Revista Educação da UFSM, e parecerista ad hoc da Revista Musica Hodie e da Revista da ABEM. É parecerista ad hoc da Capes.

É representante da América Latina e do Caribe na Comissão de Pesquisa (ISME Research Commission) da International Society for Music Education – ISME. É coordenador da Comissão de Avaliação da área de música do ENADE junto ao INEP. É vice-coordenador do Programa de Pós-Graduação em Música – Mestrado da Udesc. Membro da Comissão Nacional de Incentivo à Cultura – CNIC, do Ministério da Cultura (2009-2010). Atualmente é presidente de honra da Associação Brasileira de Educação Musical – ABEM, tendo sido presidente daquela entidade nas gestões 2005-2007 e 2007-2009.

Coral da UFSC

O Coral da UFSC mantém suas atividades desde 1963 e hoje faz um repertório de música brasileira acompanhado de violão, baixo, e percussão. Tem como objetivo principal promover e difundir o canto coral, bem como contribuir com a integração e a extensão cultural da UFSC. Pretende também levar a seus coralistas conhecimento teórico e prático, num processo de aprendizagem e valorização da arte musical através do canto.

O Coral da UFSC faz parte do Departamento Artístico Cultural (DAC), da Secretaria de Cultura e Arte (Secarte). Para saber mais, acesse a página do Coral.

Miriam Moritz

Miriam Moritz, regente do Coral da UFSC, formou-se em música pela Udesc em 1987, onde estudou flauta transversal, canto e canto coral. Em 2003, concluiu pós-graduação em musicoterapia pela Unisul. Foi nomeada Regente do Coral da UFSC após concurso público realizado em março de 2004, dando início às suas atividades em maio do mesmo ano. Desenvolveu os Projetos “Reconstruindo a Escuta do usuário de Implante Coclear” com equipe multidisciplinar e “Canto para Comunidade” do Projeto Caeira 21.

Além da regência do Coral da UFSC, desenvolve os projetos de Extensão da UFSC: “Orquestra de Câmara da UFSC”, “Madrigal da UFSC” e o projeto “Iniciação ao Canto em Grupo”.

SERVIÇO:

O QUÊ?: Ensaio Aberto com o Coral da UFSC e o Coral da UDESC

QUANDO: Dia 29 de junho de 2010, terça-feira, às 20 horas

ONDE: Na Igrejinha da UFSC, Praça Santos Dumont, Trindade, Florianópolis

QUANTO: Gratuito e aberto à comunidade.

CONTATO: www.dac.ufsc.br e

Fonte: [CW] DAC.SECARTE.UFSC, com material disponível nos sites institucionais.

O Pensamento no Século XXI traz Cozarinsky para fazer elogio à contaminação

29/06/2010 18:33

Autor será homenageado no Ciclo Cozarinsky

Autor será homenageado no Ciclo Cozarinsky

Nos últimos dois anos, ele alcançou brilhantismo em todos os gêneros literários e artísticos a que se dedicou, a ponto de as publicações culturais de circulação internacional elegerem 2010 como “o ano Cozarinsky”. Esse premiado escritor, cineasta, ator, dramaturgo e ensaísta, é o próximo convidado do ciclo Pensamento no Século XXI, promovido pela Secretaria de Cultura e Arte e Pró-Reitoria de Pós-Graduação da UFSC.

No dia 1° de julho, às 18h30min, no Centro de Cultura e Eventos (segundo andar, Bosque da Ilha), Edgardo Cozarinsky profere a conferência Elogio da Contaminação, e no dia 2, às 18 horas, no auditório do Centro de Comunicação e Expressão, apresenta seu último filme, Apontamentos para uma biografia imaginária (2010).

Autor de uma filmografia de marcada personalidade, o diretor será homenageado ainda pelo Ciclo Cozarinsky, que o Curso de Cinema da UFSC promove de 23 a 30 de junho, também no CCE, como parte da programação do Cineclube Rogério Sganzerla e da IV Semana de Cinema.

A título de preparação para a conferência, a mostra vai exibir cinco de seus filmes (com legendas em inglês ou espanhol), sucedidos por sessões de debate com comentários dos professores Raul Antelo (consultor do Ciclo O Pensamento no Século XXI), Joca Wolf, Jair Fonseca, Antônio Carlos dos Santos e Felipe Soares, conforme o cronograma abaixo. Exemplos privilegiados da absoluta insustentabilidade da oposição entre “ficção e documentário” e entre as linhas de tempo, seus filmes encenam a defesa da contaminação cultural. “Mesmo nas descrições ou nas falas dos personagens, tempos e lugares costumam se misturar despudoradamente”, explica Soares, organizador da mostra.

Nascido em Buenos Aires em 1939, mas radicado em Paris desde 1974, quando recebeu um prêmio, Cozarinsky notabilizou-se este ano pela produção nas diversas expressões de sua maestria: no conto, com Burundanga; no romance, com Lejos de donde; no cinema, com Apontamentos para uma biografia imaginária e no ensaio, com Blues. Responsável por uma vasta e transformadora obra, destacou-se em 2009 e 2010 pela publicação de Borges em/e/sobre cinema (Iluminuras), que reúne ensaios e conversas com Jorge Luís Borges; A noiva de Odessa (traduzido por Samuel Titã na revista Piaui) e Vodu urbano, com prefácio de Susan Sontag (Iluminuras). Ainda em 2010 publicou, Galáxia Kafka. A busca de uma linguagem própria, a reflexão política, a mescla de gêneros e formatos, a elegância e o refinamento de estilo marcam sua escrita.

Programação Cozarinsky:

– 30/6, quarta, às 18h30min – Filme: Zweig (1997); Debatedor: Prof. Antonio Carlos Santos

– 1°/7, quinta, às 18h30min, no auditório do Centro de Eventos, conferência Elogio da contaminação, pelo dramaturgo, cineasta e escritor Edgardo Cozarinsky.

– 2/7, sexta, às 18 horas – Filme: Apuntes para una biografía imaginada (2010); Debatedor: Edgardo Cozarinsky.

Por Raquel Wandelli/ Jornalista na SeCArte/UFSC

Contato: / 9911-0524 / 3721-8329.

Editora da UFSC mantém acervo em estante virtual

29/06/2010 17:33

A Editora da UFSC colocou em funcionamento o seu novo site www.editora.ufsc.br, que possibilita a venda virtual dos livros do seu acervo histórico em estoque e em boas condições de comercialização. Embora ainda em construção, a página reformulada traz um link para o site dos Correios que dá acesso ao catálogo atualizado de livros (o último impresso era de 2008) e permite a operacionalização das vendas. Entre os livros já constam Divagações, preciosa coleção de ensaios do poeta e pensador Stéphane Mallarmé e Poesia Herege, clássico de Evaristo Carriego, com os quais atravessou as fronteiras de Santa Catarina. Além de manter todas as informações do acervo, a Editora está incrementando a página com resenhas dos livros, sinopses de notícias de jornal, capas das publicações etc.

Com qualidade de edição impecável e inaugurando uma nova política editorial que prima por um padrão gráfico de excelência, a Edufsc quer alcançar o patamar das principais editoras universitárias do país. “Devemos dedicar 50% das edições ao escoamento da pesquisa produzida no Estado e 50% às obras cujo critério de escolha, submetido ao Conselho Editorial, não é a origem, mas a qualidade”, explica o diretor Sérgio Medeiros, escritor e professor de literatura da UFSC.

Durante todo mês de agosto a Editora fará uma grande feira dos livros em estoque com descontos de até 50%. Estarão em exposição exemplares que estão na estante virtual, como O guarda-roupa alemão, romance de Lausimar Laus, que consta da lista de livros exigidos pelo Vestibular, Contemplação do amor, livro de poesias de Alcides Buss, Introdução à Engenharia, de Walter Antônio Bazzo e Luiz Teixeira do Vale Pereira e Estatística Aplicada às Ciências Sociais, de Pedro Alberto Barbetta, ambos da Série Didática.

ELOGIOS

A empreitada de traduzir e publicar Divagações pela primeira vez em língua portuguesa e no Brasil está sendo exaltada pela crítica nacional. No domingo (6/6), a Ilustríssima, novo caderno cultural da Folha de S. Paulo, incluiu o lançamento na coluna “O melhor da cultura em 12 indicações”, que aponta os principais acontecimentos culturais da semana. E neste sábado (26/6), a edição foi capa do Caderno Ideias & Resenhas, principal coletânea periódica de resenhas do país, publicada pelo Jornal do Brasil.

Abaixo da manchete “O Verso da prosa”, o Ideias diz: “A editora da Universidade Federal de Santa Catarina lança ´Divagações´, único livro em prosa escrito pelo poeta Stéphane Mallarmé, publicado pouco antes da sua morte, em 1897. A tradução é do pesquisador Fernando Scheibe, que levou seis anos para concluir o trabalho”. A resenha da página 3, assinada pela ficcionista e doutoranda em Literatura Brasileira Ieda Magri, diz que a publicação é “uma boa oportunidade para retomar leituras sempre valiosas para o pensamento sobre a poesia brasileira e para o estudo de uma obra de Mallarmé tão pouco conhecida entre os não especialistas”.

Vale ainda registrar o elogio do crítico e professor da UFRJ Luiz da Costa Lima, um dos intelectuais brasileiros mais respeitados. “Mal recebo os exemplares que me foram enviados da Poesia Herege, de Evaristo Carriego e do Divagações, de Mallarmé e corro em lhes agradecer, não só em meu nome mas da comunidade intelectual de língua portuguesa. Não há nenhum exagero na frase. Sobretudo a tradução da prosa de Mallarmé deverá ter um efeito prodigioso sobre essa comunidade, dada a reconhecida dificuldade de sua frase. Desde logo faço chegar meus efusivos parabéns ao sr. Fernando Scheibe, cuja tradução e apresentação estará em minha mesa, para leitura o quanto possível rápida.”

No rastro de Mallarmé, vem a publicação do Edifício Rogério, com lançamento marcado para o dia 12 próximo, no Instituto Itaú Cultural, em São Paulo, durante a megaexposição Ocupação Rogério Sganzerla e direito à homenagem ao genial cineasta catarinense, nascido em Joaçaba, pelo tropicalista Gilberto Gil. O ex-ministro lança no mesmo evento um CD composto como trilha sonora do filme do cineasta, Copacabana Mon´amour. A caixa com dois volumes denominados Textos Críticos I e II chega nesta quarta-feira à Edufsc da gráfica do Itaú Cultural. Assim como Divagações e Poesia Herege, Edifício mereceu resenha nas publicações culturais mais reconhecidas do país e do Estado.

Por Raquel Wandelli (jornalista, SeCarte)

Contatos: (48) 9911-0524 – 3721-9459





www.secarte.ufsc.br

Damadera se apresenta no Projeto 12:30 com repertório de músicas próprias

29/06/2010 16:51

O Projeto 12h30 desta quarta-feira, 30/6, traz a banda Damadera para apresentar suas músicas na Concha Acústica da UFSC. O show começa às 12h30min, é gratuito e aberto à comunidade.

O grupo nasceu em março de 2008. Seu nome foi inspirado na madeira, de onde vieram os instrumentos musicais, as primeiras pranchas de surfe e a casinha azul de madeira, onde são realizados os ensaios na Praia do Campeche. Essa inspiração também se reflete nas músicas.

Os componentes são músicos experientes e já consagrados no cenário musical: Henrique Soares na bateria e voz; Marco Valente no contrabaixo; Vicente Piacentini no vocal, guitarra e violão. Para a apresentação no palco do Projeto 12:30 a banda mostra o repertório de músicas próprias.

Saiba mais sobre os músicos:

Marco Valente – baixista

Iniciou os estudos de música no Rio de Janeiro, no ano de 1975, em 1977 mudou-se para Florianópolis e deu continuidade aos estudos em nível superior no Ceart/Udesc. Ao longo de 34 anos como contrabaixista fez parte de inúmeros trabalhos em grupos, acumulando diversas participações em gravações de CDs.

Os grupos mais significativos dos quais fez parte foram Jazzida, de 1983 a 1985, e Estamos a Bordo, de 1990 a 1996. Integrou a banda Ponte Aérea Instrumental, junto com os parceiros Juliano Diniz, Felipe Moritz, César Moreno e Rodrigo Paiva.

Marco Valente integra a coordenação do Projeto 12:30 junto ao Departamento Artístico Cultural da UFSC e é membro fundador da Associação de Profissionais de Música de Santa Catarina (Apmusica).

Suas maiores influências vêm do rock progressivo, estilo que marcou a década de 70, e do fusion (união do rock com a música instrumental, principalmente o jazz). Tem também em sua bagagem a influência do funk da década de 70 e algo do pop.

Henrique Soares – compositor, percussionista e baterista

Henrique Soares nasceu envolvido com a música, tendo grande influencia de sua mãe, professora da área , que trouxe a ele os primeiros contatos com os sons musicais. Atuando na noite desde os 18 anos, iniciou seus trabalhos em 2007, na banda Ilha de Nós, como compositor, cantor e flautista, e atua ainda hoje na Ilha como percussionista, guitarrista e vocalista, além de compor parte das musicas da banda.

O trabalho na noite começou através do grupo de forró Erva Rasteira, em que atua na noite do sul do país desde 2000, totalizando oito anos de trabalho, onde se destacam as participações em eventos como Planeta Atlântida 2001 e 2002, em Florianópolis (SC) e Atlântida (RS), Festa da Laranja, Fenaostra, Feira da Esperança.

Possui ampla experiência em acompanhamentos para cantores solos e também em bandas de gêneros como forró, rock, pop rock, funk, samba, samba rock, MPB, reggae e pop. Esteve nas bandas Jucaboom, Ilha de Nós, Erva Rasteira, Mô Samba e Marelua.

Na sua discografia estão os dois discos promocionais com Ilha de Nós; o CD da banda Erva Rasteira, o CD coletânea de forró da Band – SP, o CD do festival do SESC 2006 e o Projeto Velhos Amigos.

Além disso, possui trilhas gravadas e produzidas com os músicos e compositores Chico Martins (Dazaranha) e Guinha Ramires; e participações em CD’s de festivais como o do SESC. Em 10 anos de carreira, destacam-se dois anos no grupo “Batukajé”, dança e percussão, dois anos de atuação no grupo de percussão e dança afro “Odua”; cinco participações no festival de musica de Itajaí e show com o grupo folclórico “Caçua” de Pernambuco, em turnê nacional realizada pelo SESC.

Vicente Piacentini Port – guitarra e voz

Filho de artistas (pai poeta e mãe artista plástica), vindo de uma família de compositores e músicos, iniciou o estudo do violão em 1990. Participou das bandas Circuito de Bandas de Rock Pesado, 1992 a 1995; Alien Brother Hood, de 1997 a 1999; URA, Instrumental, de1999 a 2000; Jaws, em 2001; Upeixe, em 2001; Noyoko, em 2002; Mô samba, em 2003 e 2004 e Jucaboom.

Bruno Jacomel – violino

Iniciou seus estudos em 1988 em Florianópolis. Teve várias participações em concursos locais, regionais e nacionais, com o recebimento de menção Honrosa no Concurso Nacional de Cordas do Rio de Janeiro em 1996.

Toca como musico efetivo na Camerata Florianópolis desde sua fundação. Participa do “Quarteto da Ilha” que atua em diversos eventos como casamentos, recepções, formaturas e aniversários. O repertório do grupo abrange musicas de diversas categorias vindo desde clássicos de Mozart até MPB de Tom Jobim e Pixinguinha. Já tocou em algumas bandas e fundou a Ilha de Nós e Erva Rasteira, de forró.

Projeto 12:30

É realizado pelo Departamento Artístico Cultural (DAC), vinculado à Secretaria de Cultura e Arte (SecArte) da UFSC e apresenta semanalmente atrações de cunho cultural, grupos de música, dança e teatro, nas versões ao ar livre na Concha Acústica e na versão acústico, quinzenalmente, no Teatro da UFSC.

Criado em 1986, foi a partir de 1993 que os shows passaram a ser realizados semanalmente na área central do campus, a Praça da Cidadania. A cada ano, em cerca de 60 shows, mais de 300 artistas se apresentam para um público estimado em 20 mil pessoas. Em 1999, o Projeto gravou um CD com composições próprias de 12 grupos locais e neste ano teve aprovado seu projeto para captação de recursos e gravação de um novo CD. O trabalho deverá privilegiar o formato acústico.

Inscrições Abertas

Artistas interessados em se apresentar no campus da UFSC devem entrar em contato com o DAC através dos telefones (48) 3721-9348 ou 3721-9447 ou ainda pelo e-mail Mais informações: www.dac.ufsc.br.

Serviço:

O QUÊ: Show com Damadera

QUANDO: Dia 30 de Junho, quarta-feira, às 12h30min.

ONDE: Projeto 12:30 no Teatro da UFSC, em Florianópolis.

QUANTO: Gratuito e aberto à comunidade.

CONTATO Projeto: ou (48) 3721-9348 e 3721-9447. Visite www.dac.ufsc.br.

Fonte: Stephanie Pereira – Acadêmica de Jornalismo, Assessoria de Imprensa do Projeto 12:30: DAC: SeCArte: UFSC, com material institucional e dos músicos.

Exposição de trabalhos produzidos em minicursos do Programa Vitrine Cultural começa nesta quarta

29/06/2010 13:00

Será realizada de 30 de junho a 2 de julho, das 9h às 17h, no Hall do Centro de Cultura e Eventos, a 8ª Exposição dos Trabalhos produzidos nos minicursos oferecidos gratuitamente à comunidade neste primeiro semestre. Serão apresentados trabalhos de Técnicas de Mosaico direto em Madeira, Crivo, Tear, Artes Aplicadas, Artes com Material Reciclável, Origami, Pintura em Madeira, Cartonagem e Bijuteria.

Os minicursos fazem parte do Programa Vitrine Cultural promovido pelo Departamento de Cultura e Eventos, em parceria com a Associação Amigos do HU. Eles visam proporcionar aos participantes a ampliação dos seus conhecimentos, possibilitando condições de criar ou aumentar suas rendas, à medida que coloquem em prática o aprendizado adquirido, além de melhor a qualidade de vida dos alunos.

Foram atendidos neste semestre 150 alunos, distribuídos em dez turmas que funcionaram nos períodos matutino, vespertino e noturno.

Mais informações pelo fone (48) 3721-8602.

Matrículas para a 2ª chamada do processo seletivo SiSU serão realizadas dias 1º e 2 de julho

29/06/2010 12:36

Serão realizadas nos campi da UFSC, em horário comercial, nos dias 1º e 2 de julho, as matrículas dos candidatos classificados através do processo seletivo do Sistema de Seleção Unificada (SiSU) 2ª chamada.

As matrículas deverão ser realizadas nos Campi da UFSC correspondentes ao curso de classificação do candidato. No Campus João David Ferreira Lima – UFSC, em Florianópolis, as matrículas serão efetuadas no Departamento de Administração Escolar (DAE).

Para mais informações acesse:

Edital nº 06/MEC/2010

sisu.mec.gov.br/arq/edital_sisu_6_2010.pdf.

Edital nº 04/COPERVE/2010 –

www.vestibular2010.ufsc.br/sisu/edital/edital_completo.pdf.

Portaria nº 06/PREG/2010 –

www.vestibular2010.ufsc.br/portaria_matricula.pdf.

Lista de aprovados SiSU – sisualuno.mec.gov.br.

Pró-reitor de Assuntos Estudantis é o convidado do UFSC Entrevista desta quinta

29/06/2010 10:16

Nesta quinta-feira (1º/7), às 19h30, o UFSC Entrevista tem como convidado Cláudio José Amante. O pró-reitor de Assuntos Estudantis é professor do Curso de Odontologia da UFSC. Ele atuou nas áreas de odontologia para pacientes com necessidades especiais e interação comunitária. Na entrevista, fala da importância da PRAE dentro de uma universidade pública e quais os trabalhos e projetos desenvolvidos atualmente.

Amante comentou ainda sobre os princípios e obstáculos das ações afirmativas na UFSC, além de outras questões de interesse dos alunos, como a construção da terceira ala do Restaurante Universitário, o excesso de professores substitutos e as obras do novo prédio da Moradia Estudantil.

Em seguida, às 21h, no Primeiro Plano, a reportagem “Biguaçu, terra de história, de belas paisagens e de boa gente”, de Alexandre Borges. No vídeo, o jornalista conta a história da cidade a partir das pessoas e fatos que a construíram para mostrar a Biguaçu de hoje.

A TV UFSC é sintonizada no canal 15 da NET. Mais informações no site www.tv.ufsc.br e em twitter.com/tv_ufsc.

Fonte: Marina Veshagem ().

UFSC divulga resultado de transferências e retornos para o segundo semestre

29/06/2010 09:39

O Departamento de Administração Escolar divulgou, através do Edital Nº 30/GD/DAE/2010, o resultado das transferências e retornos para o segundo semestre de 2010.

De acordo com o Calendário Escolar, as matrículas serão realizadas sob a orientação das respectivas coordenadorias dos cursos, no período de 5 a 18 de julho de 2010. Os requerentes que obtiveram deferimento do processo de Transferência Externa deverão retirar no DAE, com urgência, o Atestado de Vaga para apresentação à IES de origem, com vistas à obtenção da Guia de Transferência.

Em cumprimento à Lei nº 12.089/2009, de 11 de novembro de 2009, para realizar matrícula o candidato não poderá estar matriculado em curso de graduação de outra Instituição Pública de Ensino Superior ou em outro curso de graduação da UFSC.

Mais informações: (48) 3721-6553, 3721-9331, 3721-9391, 3721-9707 e 3721-6554.

Inscrições para programas de pós-graduação da UFSC

28/06/2010 13:43

UFSC realiza sessão ordinária do Conselho Universitário nesta terça-feira

28/06/2010 13:08

Será realizada nesta terça-feira, 29/06, a partir de 8h30min, sessão ordinária do Conselho Universitário. Em pauta situação das obras da UFSC em andamento, bolsas de pesquisa e extensão, entre outros assuntos. Reunião será transmitida ao vivo pela internet, a partir de 8h30min.

Assuntos em pauta:

1. Apreciação e aprovação da ata da sessão ordinária realizada em 25 de maio de 2010.

2. Situação das Obras na UFSC: em andamento, licitadas, em licitação e em fase de projeto – continuação.

Apresentação: Vice-Reitor Prof. Carlos Alberto Justo da Silva e representantes da PROINFRA, SEPLAN e ETUSC.

3. Minuta da Portaria Normativa que trata das bolsas de Pesquisa e Extensão.

Apresentação: Pró-Reitora de Pesquisa e Extensão Prof.ª Débora Peres Menezes.

4. Minuta da Resolução Normativa que dispõe sobre as normas e condutas na realização de eventos técnico-científicos e artístico-culturais, promovidos pelos estudantes no Campus da

Universidade Federal de Santa Catarina e dá outras providências.

Apresentação: Secretária de Cultura e Arte Prof.a Maria de Lourdes Alves Borges

5. Relatório de Atividades UFSC/2009.

Apresentação: Secretário de Planejamento e Finanças Prof. Luiz Alberton.

6. Informes Gerais

Professores da UFSC fazem homenagem ao escritor José Saramago

28/06/2010 12:49

Foto: Jones Bastos

Foto: Jones Bastos

O Departamento de Língua e Literaturas Vernáculas, em conjunto com professores de Literatura Portuguesa, realizam nesta terça-feira, 29/6, uma homenagem ao escritor José Saramago. O encontro acontece a partir de 15h30min, no auditório Henrique Fontes, no Centro de Comunicação e Expressão.

Serão palestrantes Salma Ferraz; Simone Schmidt; Stélio Furlan; Celdon Fritzen e Susan de Oliveira. Após as falas será exibido o filme ´Ensaio sobre a cegueira`.

O escritor português José Saramago recebeu da UFSC em 1999 o título de Doutor Honoris Causa. Filho de camponeses, trabalhou, antes da literatura, como serralheiro, mecânico, desenhista industrial e gerente de produção numa editora. Seu primeiro livro foi o romance Terra do Pecado.

Crítico literário em várias revistas, atuou no Diário de Lisboa. Em 1975, tornou-se diretor-adjunto do jornal Diário de Notícias. O regime de opressão do ditador Antônio Salazar fez que com que Saramago, a partir de 1976, passasse a viver de seus escritos, inicialmente como tradutor, depois como autor.

O livro Levantado do Chão, considerado seu primeiro grande romance, foi publicado em 1980. No ano de 91, José Saramago escreveu O Evangelho Segundo Jesus Cristo, obra que o governo de Portugal censurou. O autor foi então para o exílio nas Ilhas Canárias, onde viveu até sua morte.

Saramago foi o primeiro escritor de língua portuguesa a receber o Prêmio Nobel de Literatura, em 1998. Na lista de suas obras estão os romances O Ano da Morte de Ricardo Reis (1984), A Jangada de Pedra (1986), Todos os Nomes (1997), e O Homem Duplicado (2002); a peça teatral In Nomine Dei (1993) e os dois volumes de diários recolhidos nos Cadernos de Lanzarote (1994-7). O livro Ensaio sobre a Cegueira (1995) foi transformado em filme pelo diretor brasileiro Fernando Meirelles em 2008.

Mais informações:

Cerimônia de premiação do Destaque Pesquisador UFSC 50 anos reconhecerá trabalho de 15 docentes do CFH

28/06/2010 12:25

O Centro de Filosofia e Ciências Humanas indicou o nome do professor Luiz Fernando Scheibe, do Departamento de Geociências, para receber o prêmio Destaque Pesquisador UFSC 50 Anos. A cerimônia de entrega da distinção acontece nesta terça-feira, dia 29 de junho, às 19h, no Auditório do CFH.

De acordo com a direção do Centro, a indicação de Luiz Fernando Scheibe representa uma geração de pesquisadores que contribuíram e que continuam a colaborar de forma marcante para o desenvolvimento da pesquisa e para formação de gerações de estudiosos no campo das ciências humanas. Por este motivo, na mesma cerimônia o CFH homenageará um conjunto docentes:

– Luiz Fernando Scheibe – Admissão na UFSC: 1966

– Sílvio Coelho dos Santos – Admissão na UFSC: 1961 (in memoriam)

– Remy José Fontana – Admissão na UFSC: 1976

– Mara Coelho de Souza Lago – Admissão na UFSC: 1969

– Selvino José Assmann – Admissão na UFSC: 1976

– Rafael Raffaelli – Admissão na UFSC: 1980

– Ilse Scherer Warren – Admissão na UFSC: 1983

– Joana Maria Pedro – Admissão na UFSC: 1983

– Esther Jean Langdon – Admissão na UFSC: 1982

– Rafael José de Menezes Bastos – Admissão na UFSC: 1984

– Paulo Henrique Freire Vieira – Admissão na UFSC: 1982

– Maria Bernardete Ramos Flores – Admissão na UFSC: 1987

– Walquíria Krüger Corrêa – Admissão na UFSC: 1984

– Alberto Oscar Cupani – Admissão na UFSC: 1980.

O prêmio Destaque Pesquisador:

Criada em 18 de dezembro de 1960, a Universidade Federal de Santa Catarina completa 50 anos como a oitava instituição do Brasil com o maior número de equipes envolvidas na produção do conhecimento científico e tecnológico nacional. São 422 grupos, 1.662 linhas de pesquisa, 2.862 pesquisadores, incluindo professores efetivos, pós-graduandos e estudantes de graduação. Para homenagear esse conjunto de cientistas no ano de seu cinquentenário, a universidade instituiu o prêmio Destaque Pesquisador UFSC 50 Anos.

De março a dezembro, 11 professores, coordenadores de importantes estudos em suas áreas, representantes dos 11 centros da instituição, serão reconhecidos. A promoção do prêmio Destaque Pesquisador UFSC 50 Anos é da Pró-Reitoria de Pesquisa e Extensão, com apoio da Agência de Comunicação e Centro de Cultura e Eventos da UFSC.

Mais informações sobre o Prêmio Destaque Pesquisador:

Professor Jorge Mário Campagnolo – Diretor de Projetos de Pesquisa

Fone: 3721-9437

E-mail:

Professor Ricardo Rüther – Diretor do Núcleo de Apoio e Acompanhamento

Fone: 3721-9846

E-mail:

Leia também:



23-06-2010 15:57:36 – Centro de Filosofia e Ciências Humanas indica Luiz Fernando Scheibe como Destaque Pesquisador UFSC 50 Anos

19-03-2010 12:21:47 – Raul Antelo recebe prêmio Destaque Pesquisador UFSC 50 Anos

12-04-2010 13:26:57 – Wagner Figueiredo recebe prêmio Destaque Pesquisador UFSC 50 Anos

28-04-2010 16:33:11 – Markus Nahas recebe prêmio Pesquisador UFSC 50 Anos



24-05-2010 14:45:58 – Prêmio Destaque Pesquisador UFSC 50 Anos valoriza Serviço Social