Colégio de Aplicação estimula pesquisa desde cedo

20/04/2012 14:32
.

(clique para ampliar) Fotos: Wagner Behr

O vídeo falava de lembranças, e uma delas fez com que as crianças e os adolescentes pensassem em como se relacionam com os símbolos de exaltação da pátria: a professora de Letras da UFSC, Alai Garcia Diniz, registrou que, durante a ditadura brasileira (1964-1985), permaneceu cerca de um mês presa, sendo obrigada a cantar o hino nacional várias vezes todos os dias. Das tantas cicatrizes da época, a docente guarda a convicção de que seu sentimento patriótico tornou-se vazio e nunca mais entoou a canção oficial. Resultado final do trabalho intitulado “Ditadura Militar: olhares do passado e do presente”, de Ana Luiza Shimomura Spinelli, 16 anos, o vídeo foi apresentado durante a I Mostra de Projetos de Iniciação Científica (Pibic) do Ensino Médio do Colégio de Aplicação (CA) da UFSC, realizada na quarta, 18/04, no próprio CA. Ao todo, foram 31 trabalhos sobre os mais diversos temas desenvolvidos em 2011, via CNPq, por meio da Pró-Reitoria de Ensino de Graduação.

 

“A Mostra comprova que a pesquisa é possível, viável e muito importante na formação dos alunos”, defende o professor Manoel Teixeira dos Santos, coordenador de pesquisa e extensão do Colégio e orientador de Ana Luiza. Além de ressaltar a sensibilidade que os estudantes desenvolveram durante o trabalho de campo, com os entrevistados, o professor entende que o evento, como finalização de todo o processo, atingiu seu objetivo. “Constatamos nas apresentações que os estudantes dominaram os temas abordados, e a Mostra foi fundamental para que compartilhassem essas novas informações com os colegas, estimulando os bolsistas deste ano a avançarem em suas pesquisas”.

 

Lina Ribeiro Venturi, 16 anos, estuda clarinete, e Otto Henrique Thiel, 17, piano. Os dois decidiram entender o porquê da exclusão da mulher na história da música erudita. A partir do trabalho, produziram vídeo com passagens da vida de algumas musicistas, como Maria Anna Mozart – irmã de Wolfgang Amadeus –, entrevistas com professores do CA e profissionais da área. A pesquisa apontou que, antes do século XIX, as mulheres eram consideradas incapazes de produzir música de qualidade; peças com vozes agudas eram executadas por meninos, que, não raro, eram castrados – a fim de evitar a produção dos hormônios que tornam a voz dos rapazes mais grave a partir da puberdade – se quisessem continuar a cantar.

Isis Shandra Santos, 15 anos, também utilizou a bolsa Pibic para buscar respostas a questões do seu dia a dia. Integrante de uma família de vegetarianos, nunca tinha entendido muito bem porque a mãe insistia em utilizar cosméticos que não são testados em animais. Depois da pesquisa, a estudante percorreu o campus com lista de empresas que testam seus produtos e outra das que não testam em mãos. “Eu perguntava a marca do rímel que as mulheres usavam, então lhes contava como eram feitos os testes”.

Hoje ela diz que seu entendimento sobre a questão mudou. “Tenho outro olhar sobre as empresas; se as pessoas pararem de consumir, os processos serão modificados, evitando o sofrimento de muitos animais”. Isis quer cursar Biologia, mas pensa também em Direito, para se “especializar na área ambiental e defender os animais”. O próximo tema que pretende pesquisar é a influência que a mídia exerce nos jovens.

Pibic do Ensino Médio e PIP-CA
Desde 2010 o Colégio de Aplicação oferece anualmente 34 bolsas Pibic Ensino Médio a seus alunos. Com duração de 12 meses, o projeto do governo federal, vinculado ao CNPq e oferecido pela Pró-Reitoria de Ensino de Graduaçao (PREG), estipula que seus bolsistas sejam orientados por professores do CA, tenham currículos inscritos na plataforma Lattes e apresentem relatórios de pesquisa no decorrer do processo.

Para concorrer às bolsas os estudantes têm seus boletins avaliados e realizam entrevista com os orientadores. Devido à grande procura, em 2012 o CA criou o Programa de Iniciação à Pesquisa (PIP-CA), abrindo mais 18 vagas e mantendo as especificações do Pibic – incluindo aí o valor das bolsas, de R$100 mensais.

Desde o Fundamental
Antes de chegar ao Ensino Médio, porém, os alunos já têm contato com a pesquisa: na oitava série do Ensino Fundamental cursam a disciplina de Iniciação Científica, que é atrelada ao projeto Pé na Estrada do Conhecimento, instituído no CA há doze anos.

Por meio do projeto, os estudantes realizam viagens de estudo, conhecendo lugares como a barragem de Itá, onde entrelaçam diversas áreas do conhecimento, estudando a ocupação histórica, a geologia do local e a produção de energia.

Por meio da Fundação de Amparo à Pesquisa e Inovação do Estado de Santa Catarina (Fapesc) em parceria com o CNPq, o Colégio mantém também o Pibic Junior, que oferece duas bolsas de pesquisa para alunos do Ensino Fundamental.

Mais informações com o professor Manoel:

Por Cláudia Schaun Reis/Jornalista na Agecom

Leia também: Prevenção do câncer é tema iniciação científica entre “pesquisadores mirins”

BOLSISTAS PIBIC-EM: aluno/banner

 

BOLSISTAS

BANNER

  1. Eduardo de Medeiros Santos Junior
Alcoólicos Anônimos e sociedade: Funcionamento de um grupo de A.A.
  1. Clarissa Machado Haase
Obesidade infantil: tendências para o século XXI.
  1. Alexandre Andrigheto Speratto
Formando uma juventude cidadã Colégio Policial Militar Feliciano Nunes Pires.
  1. Fernando F. de A. Fernandes
A representação da História nos Jogos Eletrônicos.
  1. Luise Budde Mior
Três Marias e Uma Enedê-Mulheres Estrelas.
  1. Paulo Roberto Nunes Júnior
Formando uma juventude cidadã Escuela Superior de Comércio Manuel Belgrano (Córdoba – Argentina).
  1. Thiago Eller Verzola
Formando uma juventude cidadã Colégio Estadual Simão José Hess.
  1. Mariana Cardoso Silvério
Levantamento sobre a situação de prevenção da dengue no Colégio de Aplicação.
  1. Amanda Gabriella Cipriano
Alergias e alimentação: perspectiva da comunidade do Colégio de Aplicação – UFSC.
  1. Heloisa Marques Baumgratz
  2. Júlia Ceccon Ortolan
Influência dos hábitos de vida sobre a incidência do câncer.
  1. Júlia Favaretto de Sousa
  2. Raquel de Ameida Viergutz
HIV, e eu com isso?
  1. Paulo Remos Gregório
Cannabis Sativa: Efeitos sobre a fisiologia do Sistema Nervoso.
  1. Pedro Mombelli Locatelli
Vida de catanhão no mangue do Itacorubi.
  1. Ana Luiza Shimomura Spinelli
“Ditadura Militar: Olhares do Passado e do Presente”
  1. Ana Paula M. Couto
“ As causas da Imigração alemã para o Brasil”
  1. Giullia B. Alberton
Novembrada: Florianópolis fazendo história.
  1. Arthur Bobsin
Qualquer semelhança é mera coincidência?  Até mesmo a semelhança de Triângulos?
  1. Iana Mabel de M. Fazzoni
Estudo da Semelhança de Triângulos: aplicações matemáticas e  práticas.
  1. Cristiane Catarina Ventura
Mídia e consumo entre crianças do Colégio de Aplicação – UFSC.
  1. Gabriel de Carlos F.S.B
Astronomia em uma homepage voltada para o Ensino Médio.
  1. Júlio Bernardo Dutra
A escolha da profissão
  1. Matheus Zaneti Daunis
Energia Nuclear e Catástrofes Naturais: O Caso de Fukushima.
  1. Isis Shandra S. Santos
O uso de animais em laboratórios de cosméticos, produtos de limpeza e higiene pessoal.
  1. Kiane Lúcia Casagrande
Desenhos Animados:  Situações que contrariam as leis da física?
  1. Lina Ribeiro Venturi
  2. Otto Henrique Thiel
Mulheres na Música Erudita: Participação e História. 
  1. Maiara Kessin Geraldi
A física na mágica dos brinquedos.
  1. Thiago Guedes Willecke
As faces culturais e históricas do Candombe.
  1. Yuri Varella
As faces culturais e históricas do Candombe.
  1. Thiago Novo da Cruz
Rebobinando o filme: um pouco da história do movimento estudantil do Colégio de Aplicação /UFSC (2004-2010).
  1. Gabriel Moresco
Religiosidade contemporânea: as percepções de estudantes sobre religião em suas vidas.
  1. Luiza H. Loch
Cotidiano com ou sem logaritmos, o que você acha?

 

Prevenção do câncer é tema iniciação científica entre “pesquisadores mirins”

Tags: Colégio de AplicaçãopesquisaPibicPREG

Calouros serão recepcionados nesta segunda-feira

02/03/2012 16:12
.

Cerimônia apresentará a Universidade aos novos alunos - Foto: Cláudia Reis

O Centro de Cultura e Eventos receberá nesta segunda, 05/03, os novos alunos da UFSC. A cerimônia de Recepção aos Calouros acontece em duas sessões – às 10h e às 19h – e tem por objetivo apresentar a Universidade aos estudantes que iniciam seus cursos neste semestre.

Os calouros dos turnos matutino e noturno devem comparecer às salas de aula, onde serão recebidos pelos coordenadores de curso, que lhes acompanharão até o Centro de Eventos. Estudantes do período matutino poderão escolher a sessão a qual preferem assistir.

A cerimônia trará um pouco da história da UFSC e apresentará representante do Diretório Central dos Estudantes (DCE) e também o reitor Alvaro Prata e demais membros da Administração.

A pró-reitora de Ensino de graduação (PREG), Yara Rauh Müller, e o pró-reitor de Assuntos Estudantis (PRAE), Cláudio Amante, organizadores da cerimônia, ressaltam a importância das boas vindas aos calouros. “Este evento demarca o início de uma nova etapa da vida desses alunos. Aqui eles farão novas amizades e dedicarão parcela significativa de seu tempo em busca da sua formação profissional e cidadã. Nós, da comunidade UFSC, nos sentimos honrados em recebê-los e desejamos que esta Universidade seja, a partir de agora, parte integrante de seus projetos de vida”.

 

Leia mais:

UFSC recebe três mil novos estudantes na próxima segunda-feira

 

Mais informações com a PREG – 3721-9276 ou com a PRAE – 3721-9419.

Tags: PRAEPREGRecepção aos calouros

UFSC divulga edital para 600 bolsas de estágio não obrigatório

16/02/2012 17:48

A Pró-reitoria de Ensino de Graduação (PREG) divulgou edital n° 001/PREG 2012 referente ao Programa Institucional de Bolsas de Estágio (PIBE). O programa está disponibilizando 600 bolsas de estágio não obrigatório, que contemplem atividades de preparação ao mercado de trabalho, destinadas a alunos de graduação da UFSC.

São 60 bolsas de inclusão (para alunos com deficiência) e 540 de campos de estágio. Diretores de Centro ou de campi, chefes de Departamento e os diretores do Núcleo de Desenvolvimento Infantil e do Colégio de Aplicação poderão requisitar as bolsas até as 24h do dia 16 de março pelo sistema PIBE.

O valor mensal da bolsa será definido pelo Conselho Universitário e é acrescido de auxílio transporte, sendo o pagamento proporcional aos dias de atividade. Durante os períodos de recesso o auxílio transporte não fará parte da remuneração do bolsista.

Mais informações: 3721-9446.

Tags: bolsaestágioPREGUFSC

Alunos da graduação colaboram com avaliação institucional

09/12/2011 09:07

Como nos semestres anteriores, a Pró-Reitoria de Ensino de Graduação (PREG) da UFSC, realizará a terceira edição da Avaliação Discente entre os dias 10 e 19 de fevereiro de 2012, relativa ao segundo semestre deste ano, visando a melhoria do processo ensino-aprendizagem.

Todos os alunos da universidade, incluindo os novos campi, devem participar do processo que é online e sigiloso. A avaliação é composta por 51 perguntas: as 13 primeiras correspondem ao desempenho docente. Depois são feitas, nesta ordem: cinco sobre apoio extraclasse (monitoria); cinco sobre espaço físico e estrutura universitária; dez sobre espaço físico e estrutura universitária (em relação aos laboratórios, se for o caso); sete referentes às unidades de apoio (BU); e 11 questões sobre o próprio desempenho e expectativas do aluno (autoavaliação). Ao final há um espaço para o estudante deixar seus comentários sobre o curso, professores etc.

O procedimento não é obrigatório, mas são colocadas situações em que o aluno, para obter alguns dados no Sistema de Controle Acadêmico (CAGR), será obrigado a fazê-lo. “Infelizmente, os estudantes ainda não se deram conta da importância dessa avaliação”, diz Bernadete Limongi, diretora do Departamento de Apoio Pedagógico e Avaliação/PREG. Os resultados anteriores estão sendo discutidos e analisados pelos colegiados de cursos e departamentos de ensino.

As respostas e os comentários feitos pelos alunos são encaminhados, sem identificação, aos diversos setores/unidades da universidade, para que sejam tomadas as devidas medidas.

Os dados adquiridos nas duas edições anteriores (2010.2 e 2011.1) estão disponíveis em www.preg.ufsc.br, no link DPA – Avaliação Discente.

Mais informações com Bernadete Limongi, diretora do Departamento de Apoio Pedagógico e Avaliação/PREG, pelo email .

Por Rafaela Blacutt / Bolsista de Jornalismo na Agecom

Tags: avaliação discentePREGUFSC

UFSC lança site de ofertas de estágio

08/11/2011 16:22

Foi lançado na última quinta-feira, dia 3, o site de ofertas de estágio, trainee e empregos – Estágios UFSC -, uma iniciativa da Pró-Reitoria de Ensino e Graduação (PREG) em parceira com a Superintendência de Governança Eletrônica e Tecnologia da Informação e Comunicação (SeTIC).

As ofertas de vagas são classificadas em estágio, emprego, trainee e empregos temporários (período de recesso escolar). Os interessados podem pesquisar de acordo com sua área de interesse e o contato aluno-empresa fica sob responsabilidade do próprio aluno.

Qualquer empresa pode divulgar sua vaga pelo site. Para isso, é necessário fazer um cadastro que passará por uma triagem realizada pela Central de Carreiras da PREG. Algumas informações como turno de trabalho e remuneração ficam disponibilizadas online.

“A ideia da criação deste site já é antiga. Só agora foi possível realizar o projeto”, afirma a diretora do Departamento de Integração Acadêmica e Profissional (DIP), professora Sandra Ferreira. Antes a divulgação de estágio era feita por email para os alunos cadastrados.  Este serviço será desativado e as novas vagas serão publicadas diretamente no novo site.

Mais informações com a Pró-Reitoria de Ensino e Graduação pelo telefone (48) 3721-6491 ou pelo site www.estagio.ufsc.br.

Por Rafaela Blacutt / Bolsista de Jornalismo na Agecom.

 

Tags: empregosestágioPREGSeTICtrainee

Pró-Reitoria busca soluções para Geologia

26/10/2011 15:24
.

.

O Centro Acadêmico Martelo de Prata (CAMP) do Curso de Geologia da UFSC realizou na tarde de terça-feira (25/10) um ato na Pró-Reitoria de Ensino de Graduação (PREG) para reivindicar a contratação de professores efetivos. As principais reclamações dos estudantes são o acúmulo de professores substitutos – que não podem desenvolver pesquisas de extensão acadêmica – e a sobrecarga de aulas que os efetivos possuem. Cerca de 40 alunos participaram da manifestação.

 

A situação mais preocupante é da primeira turma do Curso de Geologia, criado em 2010. Segundo alguns alunos, a falta de professores efetivos atrasou a grade curricular do curso, o que faz com que a conclusão da graduação demore mais do que o previsto. Leandro Eugênio de Souza, aluno da primeira turma de Geologia, salienta a falta de perspectiva que os estudantes possuem no desenvolvimento da graduação.

 

Carlos Pinto, Diretor de Gestão e Desenvolvimento Acadêmico da PREG, explicou que a Coordenação do Curso de Geologia havia marcado uma reunião técnica com a PREG para solucionar a questão. Quatro representantes do CAMP participaram, o restante dos estudantes ficou no corredor da pró-reitoria a espera da resolução proposta pelo diretor. Segundo ele, será lançado um edital em novembro para a contratação de novos professores efetivos para o departamento.

 

Por Ricardo Pessetti / Bolsista de Jornalismo da Agecom

 

 

 

 

Tags: geologiaPREG

Câmara de Ensino aprova criação do curso de Medicina Veterinária no campus de Curitibanos

17/06/2011 16:17
Campus de Curitibanos/ Foto: Paulo Noronha

Campus de Curitibanos/ Foto: Paulo Noronha

A Câmara de Ensino de Graduação da UFSC (CEG) aprovou na última quinta-feira, 08/06, portaria para a criação do curso de Medicina Veterinária no campus da UFSC em Curitibanos, cidade que fica no coração geográfico de Santa Catarina. O professor Rogério Vianna, membro da comissão idealizadora do projeto pedagógico do curso, comenta que a aprovação na Câmara de Ensino é o primeiro passo para abertura de vagas no vestibular e estruturação física da graduação no município.

A comissão é formada pelos professores Alceu Mezzalira, do Programa de Pós-Graduação em Ciência Animal do Centro de Ciências Agro-veterinárias do campus da UDESC, em Lages; pela professora Dominguita Lüher Graça, do Departamento de Patologia da Universidade Federal de Santa Maria (UFSM); Valério Valdetar Marques Portela Junior, do Departamento de Ciências Rurais da UFSC e André Lucio Fontana Goetten, médico veterinário do campus que redigiram o texto do projeto pedagógico do curso de Medicina Veterinária da UFSC em Curitibanos.

“Foram 14 meses de trabalho. Um grupo de professores da área redigiu o projeto pedagógico e se mobilizou pela aprovação. Tivemos o total apoio da direção central do campus, e também de outras entidades sociais de Curitibanos como Universidade do Contestado (UNC), Lyons Clube e Rotary Clube.

O professor destaca que entidades de ensino como a UFSM e o Centro de Ciências Agro-veterinárias (CAV) do campus da UDESC, em Lages, apóiam o projeto e a iniciativa pioneira do grupo. As entidades se mostraram dispostas a colaborar com a estruturação do curso na cidade. “O campus foi feito pensando na vocação agropecuária e agrária do Planalto Serrano e região Meio Oeste. Essas regiões possuem um bom campo de trabalho. Além da criação de suínos, gado, rebanho ovino, há muitas industrias agroalimentares já estabelecidas. O apoio de outras entidades de ensino é de fundamental importância para que o projeto avance no âmbito da pesquisa e extensão” , complementa Vianna.

Com a aprovação no CEG, o próximo passo é fazer a inclusão do curso no sistema do Ministério da Educação (MEC). O Diretor Geral do campus da UFSC em Curitibanos, professor César Damian, comenta que, a princípio, o curso vai oferecer 40 vagas. A expectativa é de que as aulas comecem no primeiro semestre de 2012. Além do recém-aprovado curso de Medicina Veterinária, o campus já abriga o curso de Ciências Agrárias, que mantém as atividades acadêmicas desde o primeiro semestre letivo de 2010.  No vestibular 2011 o curso ofereceu 200 vagas.

Campus de Curitibanos

O campus foi oficialmente inaugurado no dia 20 de agosto de 2010. A solenidade contou com a presença do ministro da Educação Fernando Haddad, do reitor da UFSC, Alvaro Toubes Prata, do atual diretor geral do campus, professor César Damian, e também autoridades do município. O campus faz parte do projeto de interiorização da Universidade Federal.  Com menos de dois anos em funcionamento, o curso de Ciências Rurais já mantém um Programa de Ensino Tutorial, o PET de Ciências Rurais, que permite aos alunos aprofundar e colocar em prática os conhecimentos adquiridos em aula.

Câmara de Ensino

A Câmara de Ensino de Graduação (CEG) da UFSC é o órgão deliberativo e consultivo em matéria de Ensino de Graduação da UFSC e tem como presidente a pró-reitora de Ensino de Graduação,  Yara Maria Rauh Müller.  É a CEG que analisa e aprova os novos cursos de graduação da Universidade.  É tarefa do órgão aprovar os currículos e projeto pedagógicos dos cursos e encaminhá-los ao Ministério da Educação (MEC). A CEG pode propor a supressão ou criação de cursos de graduação.  A Câmara estabelece as políticas e normas em relação às práticas de ensino da UFSC.  As Reuniões Ordinárias da Câmara acontecem na segunda quarta-feira de cada mês, das 9h às 12h.

Mais informações: http://www.conselhos.ufsc.br/index.jsp?page=arquivos/ceg_oquee.html e curitibanos.ufsc.br ou (48) 3721-5365 / 3721-6454 – Campus UFSC Curitibanos

Por Darilson Barbosa / Bolsista de Jornalismo na Agecom

Tags: CuritibanosPREG