Núcleos promovem a palestra “A questão afro e a arte argentina”

28/09/2015 09:37

O Núcleo de Estudos de Identidades e Relações Interétnicas (Nuer) e o Núcleo de Estudos Literários & Culturais (Nelic) promovem a palestra “A questão afro e a arte argentina – história de uma trajetória”, com o pesquisador senegalês Boubacar Traoré, no dia 2 de outubro, às 16 horas, no miniauditório do Centro de Filosofia e Ciências Humanas (CFH) da UFSC.

De acordo com Boubacar Traoré, os afroargentinos foram declarados desaparecidos por cerca cem anos e ultimamente uma discussão foi criada em torno do “ressurgimento” desse povo.  “Para abordar este tema nosso projeto busca, mais do que focalizar a discussão sobre as guerras e as epidemias como causalidades, centrar a atenção sobre os processos sociais, culturais, artísticos, processos atravessados por uma luta de poder por interesses em uma dada sociedade.”

O professor Boubacar Traoré é pesquisador e conservador do Museo de la Universidad Nacional de Tres de Febrero desde 2004 e é professor de arte africana na Universidad del Museo Social Argentino desde 2005.

Mais informações pelos e-mail  e 

palestra Boubacar Traore

Tags: NelicNúcleo de Estudos de Identidades e Relações InterétnicasNúcleo de Estudos Literários & CulturaisNUERUFSCUniversidade Federal de Santa Catarina

‘Línguas africanas’ é tema de seminário internacional na UFSC

29/07/2015 11:24

O projeto Kadila: Culturas e Ambientes, em parceria com o Núcleo de Estudos de Identidades e Relações Interétnicas (Nuer) da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) e a Universidade Agostinho Neto (Angola), promove o Seminário Internacional de Línguas Africanas, nos dias 3 e 4 de agosto, na sala Drummond do bloco B do Centro de Comunicação e Expressão (CCE).  Entrada franca e inscrições pelo e-mail

A coordenadora do evento, Cristine Gorski Severo, é professora do Programa de Pós-Graduação em Linguística (PPGLIN), pesquisadora no Nuer e vice-coordenadora do projeto Kadila, uma rede de profissionais com interesse em potencializar a cooperação científica e cultural entre Brasil e Angola criada em 2009.  “O objetivo do Seminário é criar um espaço de debate e divulgação sobre os estudos que envolvem as línguas africanas nos países que têm a Língua Portuguesa como oficial”, afirma ela. Nesse evento, o foco será em Brasil, Angola e Moçambique.

Cristine destaca que a importância do evento está em aprender sobre as relações históricas e culturais que vinculam estes três países. “Alguns dos apresentadores são docentes de instituições africanas que estão realizando pesquisas na UFSC. Outros são convidados que coordenam o projeto Capes/AULP em parceria com países africanos”, acrescenta Cristine. A professora irá participar do evento com apresentação de trabalhos próprios e de seus alunos nos Grupos de Trabalhos (vide programação).

O evento também conta com o apoio do PPGLIN, com parceria patrocinada pela Capes, e instituições como a Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) e o Projeto de Descrição e Documentação de Línguas Moçambicanas, que têm acordos de intercâmbio cultural com a Angola. Programação final Seminário Internacional de Linguas Africanas

As inscrições são gratuitas e podem ser feitas pelo e-mail

 

Gisele Flôres/Estagiária de Jornalismo Agecom/DGC/UFSC

Tags: KadilaNúcleo de Estudos de Identidades e Relações InterétnicasNUERPPGLINPrograma de Pós-Graduação em LinguísticaUFSCUniversidade Federal de Santa Catarina