Inscrições abertas para encontro comemorativo dos 30 anos do NETI

19/07/2012 16:49

Estão abertas as inscrições para o encontro comemorativo dos 30 anos do Núcleo de Estudos da Terceira Idade (NETI), que acontecerá nos dias 20 e 21 de agosto de 2012 no Centro de Cultura e Eventos da UFSC. Por meio de apresentações artísticas e culturais, o evento irá celebrar a trajetória do núcleo na inclusão dos participantes no processo de viver aprendendo, ensinando e ressignificando os modos de ser e agir através da educação para o envelhecimento. As inscrições são gratuitas e já podem ser feitas pelo site. Clique aqui para fazer a inscrição.

(mais…)

Tags: 30 anos do netiNETIUFSC

Cinedebate exibe filme de Zeca Pires para discutir cuidados com a terceira idade

13/07/2012 13:08

Para a socióloga Mônica Siedler, o cinedebate é uma forma de oferecer lazer, cultura e a chance de refletir

Criado há 12 anos pela socióloga Mônica Siedler e pela pedagoga Eloa Cagliari Vahl no Núcleo de Estudos da Terceira Idade (Neti), o projeto Cinedebate em Gerontologia teve mais uma sessão na manhã de hoje, sexta-feira, desta vez no auditório do Hospital Universitário da UFSC. O público teve a oportunidade de assistir ao filme “Ilha”, do cineasta Zeca Pires, que narra o reencontro de pai e filha após mais de 20 anos de separação. Depois, os presentes responderam questões relativas ao enredo e fizeram reflexões sobre a questão do cuidado envolvendo os personagens.

“O cuidado é um assunto relevante hoje em dia, porque as famílias estão cada vez menos numerosas e quase todos os filhos tendem a se tornar cuidadores de pessoas idosas no futuro”, diz Mônica, que também é mestre em enfermagem. No caso do filme, a distância entre os dois personagens centrais acabou reforçando o debate em torno do cuidado, porque só no final da vida o pai escreveu manifestando o desejo de rever a filha que abandonou quando esta tinha oito anos de idade. Apesar das diferenças e do trauma da separação, ela atende o desejo do pai de ver o mar pela última vez.

O projeto tem sessões semanais e usa o cinema como atrativo para envolver pessoas da terceira idade na discussão de temas de seu interesse. “Elas costumam acreditar muito no que veem na televisão e são influenciadas pelas imagens, por isso aproveitamos filmes de todas as nacionalidades e estilos para provocar a reflexão”, diz Mônica. Uma prova do sucesso da iniciativa é que outros grupos, em clubes e nos círculos pessoais, estão realizando sessões de cinema com esse objetivo. “É uma forma de oferecer lazer, cultura e a chance de refletir”, reforça ela. “Em suma, trabalhamos o viver”.

A mudança na configuração populacional no Brasil gera necessidades que não existiam no passado, como a preocupação com a qualidade de vida na velhice e a possibilidade de discutir em grupo os dramas e anseios de quem entra nessa faixa etária. Para Eloa Vahl, que é mestre em educação, a percepção do envelhecimento é condicionado pela mídia e por vivências anteriores das pessoas. Por isso a importância de combater preconceitos e desconstruir crenças arraigadas que prejudicam a plena vivência das emoções e sentimentos dentro e fora do ambiente familiar.

Núcleo do HU – Esta etapa do projeto Cinedebate em Gerontologia foi realizado no Hospital Universitário a pedido do Núcleo de Dislipidemia (Nipead) da UFSC, que faz reuniões mensais com portadores de problemas cardiovasculares. De acordo com Liliete Souza, professora de análises clínicas da UFSC e integrante do núcleo, há palestras com professores de nutrição, educação física e cardiologia,  mostrando como conviver com a doença. O núcleo também oferece atividades lúdicas, biodança e meditação com práticas do budismo tibetano.

Mais informações:
Neti – (48) 3721-9445

Por Paulo Clóvis Schmitz, jornalista da Agecom. Fotos: Henrique Almeida, Agecom.

Tags: cinedebate em gerontologiaNETIUFSC

Núcleo de Estudos da Terceira Idade celebra 30 anos colaborando com a inserção social do idoso

04/07/2012 08:59

Coral do NETI faz apresentação em aula inaugural no início desse ano

A UFSC contribui com reflexões sobre envelhecimento e o potencial produtivo e social do idoso em seu Núcleo de Estudos da Terceira Idade. As atividades iniciaram em março de 1982, por iniciativa das professoras Neusa Mendes Guedes e Lúcia Hisako Takase Gonçalves. No dia 3 de agosto do ano seguinte, a criação do NETI foi oficializada pelo reitor Ernani Bayer. Desde então, a entidade contribui para a inserção da população da terceira idade no meio acadêmico e nas comunidades, produz conhecimento em gerontologia e apoia políticas de reconhecimento e garantia dos direitos do idoso.

Para comemorar seus 30 anos, o NETI promove este ano diversas ações. Entre elas, um seminário aberto ao público, nos dias 20 e 21 de agosto, com a presença de profissionais da área de gerontologia. O aniversário também motivou a realização de um concurso para escolha de um novo logotipo. O símbolo que já ilustra o site e documentos da entidade traduz o ideal de estimular no idoso o perfil integrador, pró-ativo, persistente, acolhedor e criativo.

Pioneiro nas pesquisas gerontológicos junto a universidades brasileiras, o NETI atua também em ações de extensão. Atualmente, cerca de 750 vagas são oferecidas por semestre para atividades como cinedebate, curso de avós, autoconhecimento, grupo de encontro, grupo de canto, contação de histórias, línguas estrangeiras, biodança, informática, práticas energéticas e empreendedorismo. São mais de 400 participantes (alguns matriculados em diversas disciplinas), todos acima de 50 anos.

Voluntariado
Os “alunos” têm diferentes origens e perfis socioeconômicos. Em harmonia, participantes do curso de alfabetização e doutores aposentados que estudam esperanto dividem o mesmo ambiente. “A atuação do NETI se adapta às gerações de idosos que nos são apresentadas. No início, eram principalmente donas de casa. Hoje o perfil é de aposentados que buscam manter a vida produtiva”, explica a professora de Cinedebate em Gerontologia e aluna de italiano, Mônica Joesting Siedler. Para ela, a grande conquista do idoso que ingressa no núcleo é gerenciar a própria história, sem a necessidade de um interlocutor. “Os alunos passam a compreender e discutir aspectos do envelhecimento. Desde a relação com o trabalho até a família”, considera Mônica.

A integração com estudantes de graduação da UFSC também acontece de diferentes formas, como na disciplina de enfermagem gerontológica, oferecida pelo Departamento de Enfermagem. “É uma oportunidade de conhecimento prático sobre o processo de envelhecimento humano”, explica a coordenadora do núcleo, a enfermeira Jordelina Schier.

Uma das ações de maior impacto é o Curso de Formação de Monitores da Ação Gerontológica. Nesta capacitação com duração de três anos os participantes aprendem sobre o processo de envelhecimento e são estimulados a praticar o voluntariado. “Projetos como este resgatam o conhecimento popular do idoso e ressignificam o conhecimento. O aluno se sente empoderado e capaz de manter a vida produtiva”, comemora a coordenadora.

História de Corredor

Dona Eddy: "Temos que dar continuidade à vida produtiva para garantir o nosso espaço"

Secretária formada pela Mackenzie desde 1948 e diretora-secretária da Sociedade Filantrópica Paulista por 20 anos, Eddy Ferreira de Souza Frantov chegou viúva, com 76 anos a Florianópolis. Após um ano afastada da vida produtiva, procurou o Núcleo de Estudos da Terceira Idade. Há 6 anos, ingressou na entidade por meio do curso de Formação de Monitores da Ação Gerontológica.

“Procurei o NETI porque o idoso não pode permanecer inativo, esperando a morte. Temos que  dar continuidade à vida produtiva para garantir o nosso espaço”, considera Eddy, atualmente com 82 anos, uma das alunas mais ativa do Centro de Estudantes do NETI e fundadora do coral.

Histórias como a de Eddy Frantov são comuns nos corredores da entidade. Vários alunos não se desligam da instituição após a conclusão dos cursos e fazem surgir novas atividades, como o Grupo de Canto Seresteiros da Ilha.

Mais informações: (48) 3721-9909 /

Texto e fotos: Mateus Vargas / Bolsista de Jornalismo na Agecom

 

 

 

Tags: NETIterceira idadeUFSC

Núcleo de Estudos da Terceira Idade tem nova marca

08/05/2012 09:57

Marca proposta por Felipe Ademar Bezerra de Almeida traz nova identidade visual para o Núcleo voltado ao trabalho com a terceira idade. Fotos: Wagner Behr / Agecom

O estudante do Curso de Design da UFSC Felipe Ademar Bezerra de Almeida é o vencedor do concurso que escolheu o novo logotipo do Núcleo de Estudos da Terceira Idade (NETI). O concurso faz parte das comemorações dos 30 anos do NETI.

José Artur Brambilla Junior e Vanessa de Luca Bortolato, do mesmo curso, foram também selecionados para a etapa final. A premiação foi realizada na manhã desta segunda-feira, 7 de maio, no hall da Reitoria da UFSC.

Criatividade (visão nova de logotipo); Originalidade (desvinculação de outras logotipo existentes, inclusive com o atual logotipo do NETI) ; Comunicação (transmissão da idéia e universalidade) e Aplicabilidade (seja em cores, em preto e branco, em variadas dimensões e sobre diferentes fundos) foram critérios que orientaram o julgamento.

Mais informações: www.neti.ufsc.br / (48) 3721- Telefone: (48) 3721-9445

Por Arley Reis / Jornalista da Agecom

Leia também:
Música, palestra e concurso de logo marcam aula inaugural do NETI
Congresso Brasileiro de Geriatria e Gerontologia

Tags: logotipoNETIUFSC

NETI divulga logotipo vencedor

07/05/2012 08:56

Será divulgado nesta segunda-feira, dia 7 de maio, o vencedor do concurso para  escolha do novo logotipo do Núcleo de Estudos da Terceira Idade da UFSC. Às 11h, no hall da Reitoria, o autor do melhor trabalho vai receber um iPad2 de 32 Gb e certificado.

Parte das comemorações dos 30 anos do NETI, a seleção foi orientada pelo professor do Curso de Design da UFSC Salomão Ribas Gomes, do Laboratório de Orientação da Gênese Organizacional, em parceria com a Agência de Comunicação (Agecom).

Ao todo, 11 propostas de logomarca foram inscritas. Três estão classificadas para disputar o primeiro lugar. Os trabalhos estão expostos no hall de entrada da Reitoria.

Mais informações: (48) 3721-9445

Tags: NETIUFSC

NETI divulga logotipo vencedor

04/05/2012 15:37

Será divulgado nesta segunda-feira, dia 7 de maio, o vencedor do concurso para  escolha do novo logotipo do Núcleo de Estudos da Terceira Idade da UFSC. Às 11h, no hall da Reitoria, o autor do melhor trabalho vai receber um iPad2 de 32 Gb e certificado.

Parte das comemorações dos 30 anos do NETI, a seleção foi orientada pelo professor do Curso de Design da UFSC Salomão Ribas Gomes, do Laboratório de Orientação da Gênese Organizacional, em parceria com a Agência de Comunicação (Agecom).

Ao todo, 11 propostas de logomarca foram inscritas. Três estão classificadas para disputar o primeiro lugar. Os trabalhos estão expostos no hall de entrada da Reitoria.

Mais informações: (48) 3721-9445

Por Mateus Vargas / Bolsista de Jornalismo na Agecom

Tags: NETIUFSC

UFSC homenageia servidores recém-aposentados

13/04/2012 15:11

Com o objetivo de agradecer e reconhecer o trabalho de servidores da UFSC, a Pró-Reitoria de Desenvolvimento Humano e Social realizou na manhã desta sexta-feira, dia 13, uma cerimônia para homenagear docentes e técnicos recém-aposentados. Dos 41 homenageados, apenas 19 compareceram à reunião, além de diretores de centros, pró-reitores, familiares e amigos. A solenidade foi conduzida pelo pró-reitor Luiz Henrique Vieira Silva, pela assistente social Selma Graciele Gomes, pela servidora Ana Paula Balthazar e pelo vice-reitor Carlos Alberto Justo da Silva.

O setor que mais teve baixas em abril foi o Hospital Universitário (HU), com 15 funcionários aposentados, entre médicos, técnicos, enfermeiros e farmacêuticos, seguido do Centro Tecnológico (CTC), que ficou com sete trabalhadores a menos. O Centro de Ciências Físicas e Matemáticas (CFM) perdeu cinco servidores docentes e um técnico-administrativo; o Centro de Ciências da Educação (CED) ficou com menos três professores e um trabalhador administrativo; e o Centro de Filosofia e Ciências Humanas perdeu uma professora e um assistente de administração.

Os Centros de Comunicação e Expressão (CCE ) e de Ciências Biológicas (CCB), a Pró-Reitoria de Ensino de Graduação (PREG), a Prefeitura Universitária (PU),  o Departamento de Atenção Social e à Saúde (DDAS) e o Departamento de Serviços Gerais (DSG) tiveram um servidor aposentado cada um. 

Após os agradecimentos e a entrega de uma lembrança para cada homenageado, o grupo de canto Vozes da Ilha apresentou quatro músicas para o público, entre elas Carinhoso, do cantor e compositor Pixinguinha. O Vozes da Ilha é composto por alunos do Núcleo de Estudos da Terceira Idade (NETI) da UFSC.

Relação dos servidores aposentados:

SERVIDOR CARGO/FUNÇÃO LOCAL TRABALHO Mês
Vera Lucia de Mello Araujo Zapelini Técnica em assuntos administrativos  CCB – Pós graduação em Biologia vegetal Abril
João Haroldo Borges Pereira Professor CCE – Departamento de Expressão Gráfica Março
Valda Clodomira Vieira Zani Assistente em Administração CCS – Centro de Ciências da Saúde Abril
Wanely Dias Baltor Professor CED – Colégio de Aplicação Março
Kátia Maria Bianchini Dallanhol Professora CED – Colégio de Aplicação  
Lígia Catarina Mello Professora CED – Colégio de Aplicação Abril
Edinete Regina Xavier Espindola Assistente Administrativo CED – Centro de Ciências da Educação Março
Jadete Rodrigues Gonçalves Professora CFH – Departamento de Psicologia Abril
Angelo Couto La

Porta

Assistente em Administração CFH – Centro de Filosofia e Ciências Humanas Abril
Neusa Maria Silveira da Silva Assistente Administrativo CFM – Centro de Ciências Físicas e Matemáticas Abril
Carlos Alberto Kuhnen Professor CFM – Departamento de Física Abril
Flavio Renato Ramos de Lima Professor CFM – Dpartamento de Física Abril
Cesar Raitz Professor CFM – Departamento de Matemática Março
Augusto Susin Ceccato Professor CFM – Departamento Química Março
Maria Marta Souza Sierra   CFM – Departamento Química Março
Margarete G. Carvalho da Silva Assistente Administrativo CTC – Centro Tecnológico Abril
Augusto Humberto Bruciapaglia Professor CTC – Departamento de Automação e Sistemas Abril
Neri dos Santos Professor CTC – Departamento de Engenharia do Conhecimento Abril
Hamilton Medeiros Silveira Professor CTC – Departamento de Engenharia Elétrica Março
Hans Helmut Zurn   CTC – Departamento de Engenharia Elétrica Março
João Carlos dos Santos Fagundes Professor CTC – Departamento de Engenharia Elétrica Abril
Tomaz Fideliz M. Neto Apontador CTC – Departamento de Engenharia Mecânica Abril
Norma Garcia Lopes Médica DDAS – Departamento Desenvolvimento Atenção Social e Saúde Março
João Ciriaco dos Santos Auxiliar em Administração DSG – Departamento de Serviços Gerais Março
Cesar Antonio Maliska Médico HU – Centro Cirúrgico Abril
Maria Cristina Simões de Almeida Técnico Administrativo HU – Centro Cirúrgico Abril
Maria Julia Estuqui Schlichting Assistente Administrativo HU – Radiologia Abril
Maria de Fátima Luckmann Costureira HU – Lavanderia Abril
Nelson Hermann Vestiarista HU – Lavanderia Abril
 

Rosa Maria Ramos Jacobsen

 

Auxiliar de Enfermagem

 

HU –Clínica Médica

Abril
Ivan Moritz Martins da Silva Médico HU – Clínica Médica Março
Paulo Roberto Zeni Médico HU – Clínica Médica Março
Mara EdaKowalski Médica HU – Clínica Médica Março
Valter Camargo Auxiliar Administrativo HU – Controle de Materiais Abril
Ezi Bernardes dos Santos Contínuo HU – Laboratório Abril
Almir Juppe Farmacêutico HU – Laboratório Março
Lauro Arcanjo Luiz Técnico de Laboratório HU – Laboratório Abril
Moises Isidro Coelho Farmacêutico Bioquímico HU – Laboratório Abril
Francisco de Assis Martins Economista PREG – Pró-Reitoria de Ensino Graduação Abril
Manoel Joaquim Siqueira Técnico Administrativo PU – Prefeitura Universitária Abril

Mais informações em www.aposentados.ufsc.br.

Por Nayara Batschke/Bolsista em Jornalismo na Agecom

.

No total, 41 servidores - entre técnico-administrativos e professores - se aposentaram no mês de abril. O grupo de canto Vozes da Ilha, formado por integrantes do Núcleo de Estudos da Terceira Idade (NETI), da UFSC, homenageou os aposentados com músicas, entre elas, Carinhoso - Fotos: Wagner Behr

 

Tags: aposentadosNETI

Congresso Brasileiro de Geriatria e Gerontologia

11/04/2012 12:10

“Envelhecimento, oportunidades, desafios e conquistas” é tema do XVIII Congresso Brasileiro de Geriatria e Gerontologia. O encontro será realizado de 22 a 25 de maio, no Centro de Convenções Sul América, no Rio de Janeiro. A diretora do Núcleo de Estudos da Terceira Idade da UFSC, Jordelina Schier, é colaboradora da comissão científica do evento e coordenará duas mesas-redondas. Avaliação geriátrica global, Oncologia geriátrica, Urgências geriátricas e cuidado intensivo, Prevenção no envelhecimento e Demências e outros distúrbios cognitivos e neurológicos estão entre as áreas temáticas do encontro promovido pela Sociedade Brasileira de Geriatria e Gerontologia.

Informações: www.cbgg2012.com.br/index.php / Tel: (21) 2285-8115

Tags: NETIUFSC

Concurso seleciona novo logotipo do Núcleo de Estudos da Terceira Idade

05/04/2012 14:43

O vídeo “DNA da marca” traz conceitos que devem ser adotados no novo logotipo

O Núcleo de Estudos da Terceira Idade da UFSC está com inscrições abertas até o dia 9 de abril para concurso que vai selecionar seu novo logotipo. O concurso faz parte das comemorações dos 30 anos do NETI. Poderão participar estudantes dos cursos de Jornalismo, Design ou Arquitetura da UFSC. O vencedor será premiado com um IPad2 e outros dois trabalhos receberão menção honrosa.

A inscrição deve ser realiza na sede do NETI, no Campus Universitário da Trindade, ao lado da Igrejinha. O trabalho deve ser individual e não serão aceitas inscrições via correio.

O logotipo deverá ser entregue em CD ou DVD no formato PDF e em versão impressa (papel couché 120 g/m2 A4) em cores, com cinco cópias impressas da justificativa conceitual do projeto.

Os trabalhos inscritos deverão obedecer aos conceitos apresentados no “DNA da marca” (veja o vídeo http://youtu.be/eAHtw1gTtls) e o histórico do Núcleo de Estudos da Terceira Idade, explicitado no site www.neti.ufsc.br.

Criatividade (visão nova de logotipo); Originalidade (desvinculação de outras logotipo existentes, inclusive com o atual logotipo do NETI) ; Comunicação (transmissão da idéia e universalidade) e Aplicabilidade (seja em cores, em preto e branco, em variadas dimensões e sobre diferentes fundos) serão critérios que orientarão o julgamento.

O concurso tem orientação do professor do Curso de Design da UFSC, Salomão Ribas Gomes, do Laboratório de Orientação da Gênese Organizacional (Logo) e parceria com a Agência de Comunicação (Agecom).

Mais informações no edital publicado no site do NETI: www.neti.ufsc.br

Por Arley Reis / Jornalista da Agecom

Leia também: Música, palestra e concurso de logo marcam aula inaugural do NETI

Tags: NETIUFSC

Abertas inscrições para novo logotipo do Núcleo de Estudos da Terceira Idade

29/03/2012 14:14

O vídeo “DNA da marca” traz conceitos que devem ser adotados no novo logotipo

O Núcleo de Estudos da Terceira Idade da UFSC está com inscrições abertas até o dia 9 de abril para concurso que vai selecionar seu novo logotipo. O concurso faz parte das comemorações dos 30 anos do NETI. Poderão participar estudantes dos cursos de Jornalismo, Design ou Arquitetura da UFSC. O vencedor será premiado com um IPad2 e outros dois trabalhos receberão menção honrosa.

A inscrição deve ser realiza na sede do NETI, no Campus Universitário da Trindade, ao lado da Igrejinha. O trabalho deve ser individual e não serão aceitas inscrições via correio.

O logotipo deverá ser entregue em CD ou DVD no formato PDF e em versão impressa (papel couché 120 g/m2 A4) em cores, com cinco cópias impressas da justificativa conceitual do projeto.

Os trabalhos inscritos deverão obedecer aos conceitos apresentados no “DNA da marca” (veja o vídeo http://youtu.be/eAHtw1gTtls) e o histórico do Núcleo de Estudos da Terceira Idade, explicitado no site www.neti.ufsc.br.

Criatividade (visão nova de logotipo); Originalidade (desvinculação de outras logotipo existentes, inclusive com o atual logotipo do NETI) ; Comunicação (transmissão da idéia e universalidade) e Aplicabilidade (seja em cores, em preto e branco, em variadas dimensões e sobre diferentes fundos) serão critérios que orientarão o julgamento.

O concurso tem orientação do professor do Curso de Design da UFSC, Salomão Ribas Gomes, do Laboratório de Orientação da Gênese Organizacional (Logo) e parceria com a Agência de Comunicação (Agecom).

Mais informações no edital publicado no site do NETI: www.neti.ufsc.br

Por Arley Reis / Jornalista da Agecom

Leia também: Música, palestra e concurso de logo marcam aula inaugural do NETI

Tags: NETIUFSC

Música, palestra e concurso de logo marcam aula inaugural do NETI

21/03/2012 17:43
.

Aula inaugural abriu as comemorações dos 30 anos do NETI

Com o Auditório da Reitoria lotado, o Núcleo de Estudos da Terceira Idade (NETI) da UFSC ministrou sua aula inaugural nesta terça, 20/03, para alunos em sua maioria com mais de 70 anos. Ou com muito mais de 80, como eles mesmos corrigiram o reitor Alvaro Prata, que falava da diversidade etária dos estudantes da Universidade. A aula inaugural abriu as comemorações dos 30 anos do Núcleo.

A coordenadora do NETI, Jordelina Schier, lembrou das professoras pioneiras Lúcia Takase e Neusa Guedes, que “plantaram uma semente forte em solo fértil e contagiaram pessoas para o cuidado permanente desse plantio”. Jordelina ressaltou que “a colheita feita hoje é farta e de alta qualidade; nosso bem maior são as pessoas, jardineiros de fé que permanecem cuidando, inovando, disseminando conhecimento e dando sustentação ao trabalho iniciado há três décadas”.

Alunos permanentes – As cerca de 700 vagas oferecidas por semestre se distribuem em atividades voltadas a ações gerontológicas, cinedebates, curso de avós, autoconhecimento, grupo de encontro, grupo de canto, contação de histórias, línguas estrangeiras, biodança, informática, práticas energéticas e empreendedorismo. Mas em vez de concluir o semestre e alçar vôo, os alunos não se desligam do Núcleo. “As pessoas que passam pelo NETI tendem a permanecer, e com frequência mencionam a autorrealização, a melhora da autoestima e o resgate da autonomia e da cidadania”, completa Jordelina.

O grupo de canto Vozes da Ilha, composto por alunas do NETI – que trajavam a tradicional encharpe amarela do Núcleo – apresentou quatro músicas, além de abrir a solenidade com o Canto de Amor à Ilha – interpretado por Ilda Soares e o regente do grupo e acompanhado pelos presentes.

Ampliação – O reitor Alvaro Prata relatou que quando lhe questionam sobre o número de alunos da UFSC, ele precisa contabilizar aqueles de seis meses – do Núcleo de Desenvolvimento Infantil – até os de 80 anos do NETI – quando foi corrigido pela plateia. “Normalmente se pensa apenas nos estudantes de graduação. É preciso que a comunidade perceba que a UFSC agrega muito mais. A Universidade se afirma quando percebe isso. Poder conviver com aqueles que já têm suas experiências e estão dispostos a reparti-las conosco é muito enriquecedor”, afirmou. Destacando o reconhecimento do NETI no âmbito nacional, o reitor ainda mencionou um dos desafios do Núcleo. “Quando visitamos os outros campi de Araranguá, Curitibanos e Joinville, as pessoas nos perguntam quando é que haverá um NETI por lá”.

 

.

Professor Agostinho Both, da Universidade de Passo Fundo (UPF), ministrou a palestra “O idoso na Universidade”

O professor Agostinho Both, da Universidade de Passo Fundo (UPF), abriu a palestra “O idoso na Universidade” lembrando que sua instituição buscou o NETI quando deu início a um núcleo semelhante. “Me sinto como um filho do NETI, falando para meus irmãos”. Ele ressaltou a importância do idoso buscar uma nova identidade. “Todo o pensamento ocidental é direcionado à brevidade da vida. Os idosos não sabem o que fazer consigo mesmos. As famílias dos anos 1950 contabilizavam várias crianças. Hoje as crianças são poucas e há muitos idosos”.

Both salientou que nem todas as universidades abraçam essas novas exigências sociais. “Com o ingresso do idoso nessas instituições, abrem-se novas perspectivas de ensino, pesquisa e extensão; a longevidade exige que se renovem os conceitos das ciências e das políticas sociais em todas as áreas do conhecimento”.

Destacando o fato de que, ao envelhecer, muitas pessoas acabam se isolando da própria família, mesmo quando vivem no mesmo lar – pois de acordo com pesquisa realizada na UPF, 84% dos consultados “ não têm mais o que contar aos filhos e netos, que também não dialogam com seus pais e avós”, o professor defendeu a importância da Universidade nesse processo. “O idoso tem o que dizer e como dizer. Aqui eles são contadores de história, monitores que se integram na comunidade, ajudando outros a manifestar suas vozes”.

Escutar é o principal – Ana Maria Dutra ilustrou a fala do professor: ex-aluna do NETI – fez o curso de monitores e depois o de avós – vislumbrou no Núcleo diversas possibilidades. Hoje é voluntária da Associação Amigos do Hospital Universitário (AAHU), apoiando pacientes e parentes que vêm de outros municípios e passam o dia no entorno do HU esperando a hora de voltar para casa. Ela também é uma das que desenvolve atividades manuais junto aos que ficam internados, relatando que o momento de lazer, para eles, é estendido por mais tempo porque levam seus trabalhos para serem finalizados depois e continuam se comunicando no próprio hospital. “O principal trabalho do voluntário é conversar. É durante a visita que o paciente, principalmente o idoso, vai ter uma companhia”.

Pensando também na importância de ouvir o idoso, o NETI distribuiu durante o evento panfletos sobre o Grupo de Apoio à Longevidade (GAL), que realiza visitas a pessoas que vivem em isolamento em suas casas, com o objetivo de proporcionar contato social e integração comunitária. O GAL está cadastrando voluntários para participar da ação e também pessoas que necessitem das visitas.

30 anos, nova logo – Salomão Ribas Gomes, professor do curso de Design da UFSC, anunciou que no dia 25/03 será lançado edital para concurso da nova marca do NETI. Junto com o Núcleo, o Laboratório de Orientação da Gênese Organizacional (LOGO), em parceria com a Agência de Comunicação (Agecom), escolherá três propostas de alunos dos cursos de Jornalismo, Design ou Arquitetura. O estudante da marca vencedora será premiado com um IPad2, e os outros dois receberão menção honrosa.

Outras informações pelo telefone (48) 3721-9909.

Por Cláudia Schaun Reis/ Jornalista na Agecom

Fotos: Wagner Behr/Agecom

Tags: NETI

Aula Inaugural do NETI com a palestra “O Idoso na Universidade”

20/03/2012 11:46

O Núcleo de Estudos da Terceira Idade (NETI) da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) realizará hoje, 20, terça-feira, às 14h30, no Auditório da Reitoria, a Aula Inaugural 2012-1 com a palestra “O Idoso na Universidade”, a ser proferida pelo professor Agostinho Both, da Universidade de Passo – RS. O evento marca a abertura das comemorações dos 30 anos do NETI. A palestra é aberta à comunidade. Outras informações pelo telefone (48) 3721-9909.

Tags: aulaIdosoNETI

O Idoso na Universidade

19/03/2012 10:01

O Núcleo de Estudos da Terceira Idade (NETI) da UFSC realiza na próxima terça-feira, 20 de março, a partir de 14h30min, no Auditório da Reitoria, a aula inaugural do semestre 2012 com a palestra “O Idoso na Universidade”. O convidado é o professor  Agostinho Both, da Universidade de Passo Fundo (RS), que tem como uma de suas linhas de pesquisa aspectos educacionais e psicossociais do envelhecimento humano. O evento marca a abertura das comemorações dos 30 anos do NETI. A palestra é aberta à comunidade. Outras informações pelo telefone (48) 3721-9909

Tags: NETIUFSC

O Idoso na Universidade

16/03/2012 14:17

O Núcleo de Estudos da Terceira Idade (NETI) da UFSC realiza na próxima terça-feira, 20 de março, a partir de 14h30min, no Auditório da Reitoria, a aula inaugural do semestre 2012 com a palestra “O Idoso na Universidade”. O convidado é o professor  Agostinho Both, da Universidade de Passo Fundo (RS), que tem como uma de suas linhas de pesquisa aspectos educacionais e psicossociais do envelhecimento humano. O evento marca a abertura das comemorações dos 30 anos do NETI. A palestra é aberta à comunidade. Outras informações pelo telefone (48) 3721-9909

Tags: NETIUFSC

Aula Inaugural do NETI com a palestra “O Idoso na Universidade”

15/03/2012 15:29

O Núcleo de Estudos da Terceira Idade (NETI) da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) realizará no dia 20 de março, terça-feira, às 14h30, no Auditório da Reitoria, a Aula Inaugural 2012-1 com a palestra “O Idoso na Universidade”, a ser proferida pelo professor Agostinho Both, da Universidade de Passo – RS.

O evento marca a abertura das comemorações dos 30 anos do NETI. A palestra é aberta à comunidade.

Outras informações pelo telefone (48) 3721-9909.

Tags: aula inauguralNETIUFSC

Atividades para a terceira idade

24/02/2012 09:37

O Núcleo de Estudos da Terceira Idade da UFSC, que este ano completa 30 anos, inicia no dia 27 de fevereiro inscrições para uma série de atividades. Entre elas, cursos para contadores de histórias, espanhol, italiano e cinedebate em gerontologia. Serão também oferecidas as oficinas Política e envelhecimento e Práticas energéticas de equilíbrio emocional. O Núcleo abrirá ainda vagas para o Curso de Formação de Monitores da Ação Gerontológica. Mais informações: (48) 3721-9445

Tags: NETIterceira idade

Atividades para a terceira idade

17/02/2012 11:33

O Núcleo de Estudos da Terceira Idade da UFSC, que este ano completa 30 anos, inicia no dia 27 de fevereiro inscrições para uma série de atividades. Entre elas, cursos para contadores de histórias, espanhol, italiano e cinedebate em gerontologia. Serão também oferecidas as oficinas Política e envelhecimento e Práticas energéticas de equilíbrio emocional. O Núcleo abrirá ainda vagas para o Curso de Formação de Monitores da Ação Gerontológica. Mais informações: (48) 3721-9445

Tags: NETI

NETI promove Festival da Colheita nesta sexta-feira

02/12/2011 08:08

Festival vai até 18h, na Igrejinha da UFSC

Com objetivo de avaliar e divulgar o que foi conquistado ao longo do ano, o Núcleo de Estudos da Terceira Idade da UFSC realiza nesta sexta-feira, 2 de dezembro, seu II Festival Artístico-Cultural. O evento que ganhou o nome de “A Colheita” acontece entre 9h e 18h, na Igrejinha da UFSC.

O festival tem como objetivo valorizar o talento e o potencial das pessoas idosas. De acordo com a coordenadora do NETI, a enfermeira Jordelina Schier, a proposta é que cada turma realize uma dinâmica que simbolize a aprendizagem e o que pode ser acrescentado ao grupo para o ano que vem. O evento inclui apresentações de teatro, serestas, cantos, recitais, leituras e contação de histórias.

Oficinas de artesanato e exposições de pintura, crochê, rendas de bilro e outros trabalhos manuais também farão parte da programação. Uma mandala de plantas medicinais será plantada no pátio, nomeada de “Mandala da Saúde”.

“É um momento de integração de alunos, professores e colaboradores do NETI para discutir as realizações do Núcleo. A Colheita é uma representação lúdica do que as pessoas produziram, aprenderam e ensinaram este ano”, destaca a coordenadora.

Professora do NETI e uma das responsáveis pela organização do evento, Eloá Vahl conta que a ideia é dar espaço à liberdade de criação de cada um. “Nós incentivamos a criatividade, orientamos que as apresentações não precisam ser formais. Valorizamos a espontaneidade”, complementa.

Mais informações em www.neti.ufsc.br ou pelo telefone 3721 9445.

Por Nayara Batschke / Bolsista de Jornalismo na Agecom

Tags: NETI

Núcleo de Estudos da Terceira Idade forma mais 17 monitores da ação gerontológica

30/11/2011 13:53

Novo grupo de formandos faz parte representa a 38ª turma do Curso de Formação de Monitores da Ação Gerontológica

O Curso de Formação de Monitores da Ação Gerontológica do Núcleo de Estudos da Terceira Idade (NETI) forma nesta quarta-feita, dia 30 de novembro, 17 pessoas para multiplicar o trabalho de resgate  social e inclusão do idoso na comunidade. A solenidade será realizada às 20h, no Templo Ecumênico da UFSC. Nesta quarta-feira foi realizado também um culto ecumênico, na Igreja da Santíssima Trindade, às 21h. Os formandos escolheram como homenageados os professores Leilane Mendonça Zavirizi da Rosa (paraninfa), Eloá Aparecida Caliari Vahl (patronese) e Alberto Groisman (nome de turma).

O curso de monitores é um dos projetos mais antigos do NETI, sendo essa a 38ª turma. De acordo com a coordenadora da capacitação, Maria Cecília Antonia Godstfriedt, o curso prepara pessoas idosas em gerontologia, proporciona a condição de trabalhar o processo de envelhecimento, estimula a elaboração de novos projetos de vida, bem como a prática do voluntariado na comunidade. A formação é desenvolvida durante três anos e já qualificou mais de 800 pessoas. Os profissionais podem atuar em associações, grupos, fundações, creches, ONG’s, centros comunitários, hospitais e conselhos de direito, entre outras áreas. Em média, 60% dos alunos dão continuidade aos trabalhos de ação social.

Quando foi criado, o NETI tinha como objetivo abrir a discussão sociopolítica de inclusão do idoso, lutando pelo desenvolvimento de políticas de atenção a pessoas da terceira idade. Atualmente é referência para estudos de graduação e de pós-graduação, oferecendo cursos, grupos, oficinas e outros projetos na área de gerontologia. O Núcleo também presta assessoria e consultoria à comunidade, em parcerias com entidades governamentais e não-governamentais.

Mais informações: www.neti.ufsc.br / / Fone: (48) 3721-9445

Por Dayane Ros / Bolsista de Jornalismo na Agecom

Leia também: NETI promove II Festival Artístico-Cultural nesta sexta-feira

Tags: NETI

Documentário Aplausos valoriza trabalho da Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais

28/11/2011 15:44

Em 10 minutos trabalho valoriza gestos e olhares de pessoas especiais

“Um audiovisual com um olhar sensível sobre pessoas especiais”. Essa é a descrição encontrada na capa do documentário Aplausos, de Zeca Pires, sobre a APAE de Florianópolis, lançado nesta segunda-feira, dia 28 de novembro, às 14h30min, no teatro da UFSC. Na cerimônia o público ouviu canções do grupo de canto Vozes da Ilha e acompanhou apresentações do grupo de Contadores de Histórias, todos do Núcleo de Estudos da Terceira Idade (NETI).

Durante o lançamento a Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais homenageou o diretor do filme, Zeca Pires; os captadores de imagem e editores, Gustavo Remor Moritz e Andersson de Brito Vicente; e o autor da música “Meu aplauso”, Júlio Cruz.

De acordo com a responsável pelo cine debate do Núcleo de Estudos da Terceira Idade (NETI), professora Mônica Joesting Siedler, o documentário dá visibilidade ao deficiente e não mostra as suas dificuldades, mas a forma como se comunica. A professora considera que o trabalho do diretor, apesar de ter a duração de somente dez minutos, conseguiu colocar o portador como protagonista, valorizando gestos e olhares.

Depois de ser convidado para exibir seus filmes no cine debate e entrar em contato com a APAE por meio do NETI, Zeca Pires decidiu conhecer melhor a instituição. Na projeção do documentário, a frase “A felicidade é um sentimento simples; você pode encontrá-la e deixá-la ir embora, por não perceber a sua simplicidade”, de Mário Quintana, confirma a intenção do diretor de explorar as coisas simples, como a alegria que os participantes da Associação passam aos visitantes.

Mais informações:

Zeca Pires / (48) 3721-9348 /
NETI / (48) 3721-9445 /

Por Dayane Ros / Bolsista de Jornalismo na Agecom

Tags: APAENETI

Núcleo de Estudos da Terceira Idade forma mais 17 monitores da ação gerontológica

28/11/2011 14:36

Novo grupo de formandos representa a 38ª turma do Curso de Formação de Monitores da Ação Gerontológica

O Curso de Formação de Monitores da Ação Gerontológica do Núcleo de Estudos da Terceira Idade (NETI) forma nesta quarta-feita, dia 30 de novembro, 17 pessoas para multiplicar o trabalho de resgate  social e inclusão do idoso na comunidade. A solenidade será realizada às 20h, no Templo Ecumênico da UFSC, e no dia anterior haverá também um culto ecumênico na Igreja da Santíssima Trindade, às 21h. Os formandos escolheram como homenageados os professores Leilane Mendonça Zavirizi da Rosa (paraninfa), Eloá Aparecida Caliari Vahl (patronese) e Alberto Groisman (nome de turma).

O curso de monitores é um dos projetos mais antigos do NETI, sendo essa a 38ª turma. De acordo com a coordenadora da capacitação, Maria Cecília Antonia Godstfriedt, o curso prepara pessoas idosas em gerontologia, proporciona a condição de trabalhar o processo de envelhecimento, estimula a elaboração de novos projetos de vida, bem como a prática do voluntariado na comunidade. A formação é desenvolvida durante três anos e já qualificou mais de 800 pessoas. Os profissionais podem atuar em associações, grupos, fundações, creches, ONG’s, centros comunitários, hospitais e conselhos de direito, entre outras áreas. Em média, 60% dos alunos dão continuidade aos trabalhos de ação social.

Quando foi criado, o NETI tinha como objetivo abrir a discussão sociopolítica de inclusão do idoso, lutando pelo desenvolvimento de políticas de atenção a pessoas da terceira idade. Atualmente é referência para estudos de graduação e de pós-graduação, oferecendo cursos, grupos, oficinas e outros projetos na área de gerontologia. O Núcleo também presta assessoria e consultoria à comunidade, em parcerias com entidades governamentais e não-governamentais.

Mais informações: www.neti.ufsc.br / / Fone: (48) 3721-9445

Por Dayane Ros / Bolsista de Jornalismo na Agecom

Leia também: NETI promove II Festival Artístico-Cultural nesta sexta-feira

 

Tags: NETI

NETI promove II Festival Artístico-Cultural nesta sexta-feira

28/11/2011 10:51

Com objetivo de avaliar e divulgar o que foi conquistado ao longo do ano, o Núcleo de Estudos da Terceira Idade da UFSC realiza nesta sexta-feira, 2 de dezembro, seu II Festival Artístico-Cultural. O evento que ganhou o nome de “A Colheita” acontece entre 9h e 18h, na Igrejinha da UFSC.

O festival tem como objetivo valorizar o talento e o potencial das pessoas idosas. De acordo com a coordenadora do NETI, a enfermeira Jordelina, a proposta é que cada turma realize uma dinâmica que simbolize a aprendizagem e o que pode ser acrescentado ao grupo para o ano que vem. O evento inclui apresentações de teatro, serestas, cantos, recitais, leituras e contação de histórias.

Oficinas de artesanato e exposições de pintura, crochê, rendas de bilro e outros trabalhos manuais também farão parte da programação. Uma mandala de plantas medicinais será plantada no pátio, nomeada de “Mandala da Saúde”.

“É um momento de integração de alunos, professores e colaboradores do NETI para discutir as realizações do Núcleo. A Colheita é uma representação lúdica do que as pessoas produziram, aprenderam e ensinaram este ano”, destaca a coordenadora.

Professora do NETI e uma das responsáveis pela organização do evento, Eloá Vahl, conta que a ideia é dar espaço à liberdade de criação de cada um, sem censura.“Nós incentivamos a criatividade, orientamos que as apresentações não precisam ser formais. Valorizamos a espontaneidade”, complementa.

Mais informações em www.neti.ufsc.br ou pelo telefone 3721 9445.

Por Nayara Batschke / Bolsista de Jornalismo na Agecom

 

Tags: festivalNETI

Aula inaugural do NETI

16/08/2011 11:30

Será realizada nesta quarta-feira, 17 de agosto, a aula inaugural do Núcleo de Estudos da Terceira Idade (NETI). O encontro acontece no auditório do Centro Sócio-Econômico, a partir de 14h. A coordenadora do NETI, Jordelina Schier, falará sobre Educação em Gerontologia e o Projeto Ressignificando apresentará suas propostas para este semestre. Mais informações: www.neti.ufsc.br / 3721-9445

Tags: NETI

Seminário para a terceira idade debate filme A Antropóloga com Zeca Pires nesta terça às 9h

29/07/2011 16:49
O objetivo é ver, compreender e refletir como a obra mostra a cultura local, com a presença do diretor do filme Zeca Pires

O objetivo é ver, compreender e refletir como a obra mostra a cultura local, com a presença do diretor do filme Zeca Pires

O objetivo é ver, compreender e refletir como a obra mostra a cultura local, com a presença do diretor do filme Zeca Pires. A programação faz parte do Cinedebate em Gerontologia desenvolvido no NETI, porém está aberto a todos os interessados.

O Cinedebate em Gerontologia é uma atividade que promove a reflexão e o debate do processo de viver e envelhecer através de personagens retratados em filmes, questões que foram tema de dissertação de mestrado da professora Mônica Joesting Siedler, coordenadora dos debates, e há 19 anos atuando no NETI.

Os debates relacionando filmes e a terceira idade acontecem há 11 anos, e são programados com duração de quatro semestres. Nesse período, semanalmente são apresentados filmes de vários autores e países. Numa semana os participantes assistem aos filmes, com intervalo da sessão para a convivência, e na semana seguinte realizam o debate .

O seminário desta terça-feira, dia 2 de agosto, às 9h, é uma atividade extra: os integrantes do grupo já assistiram ao filme em cinemas da cidade, e elaboraram questões que serão comentadas pelo diretor de A Antropóloga. Na ocasião, será apresentado o making off do filme.

Para saber mais sobre a obra, realizada em Florianópolis, acesse o site www.aantropologa.com.br.

Sobre o NETI

O NETI serve de referência para estudos de graduação e pós-graduação. Com enfoque na educação permanente, oferece cursos, grupos, oficinas e projetos voltados para alunos idosos, objetivando a sua atualização e inserção social. O Núcleo também presta assessoria e consultoria à comunidade, através de parcerias com entidades governamentais e não-governamentais. Saiba mais pelo site www.neti.ufsc.br.

O Departamento Artístico Cultural (DAC), faz parte da Secretaria de Cultura e Arte (SeCArte), da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC).

SERVIÇO:

O QUÊ: Seminário do Cinedebate em Gerontologia, do NETI, com o cineasta Zeca Nunes Pires, sobre o filme A Antropóloga

QUANDO: Dia 2 de agosto de 2011, terça-feira, a partir das 9 horas.

ONDE: Igrejinha da UFSC, Departamento Artístico Cultural (DAC), Praça Santos Dumont, Trindade, Florianópolis-SC

QUANTO: Gratuito e aberto à comunidade.

CONTATO: www.neti.ufsc.br

Visite: www.dac.ufsc.br

Fonte: [CW] DAC: SECARTE: UFSC

Tags: A AntropólogaNETI

NETI forma mais uma turma do Curso de Monitores da Ação Gerontológica

01/07/2011 10:51

O Núcleo de Estudos da Terceira Idade (NETI) da UFSC realiza nesta sexta-feira, 1º de julho, às 20h, no auditório da Reitoria, a formatura de mais uma turma do Curso de Formação de Monitores da Ação Gerontológica. O curso, que completa 20 anos em 2011, já formou mais de 700 monitores para atuação em trabalhos voluntários junto à comunidade.

Com o objetivo de qualificar pessoas idosas em gerontologia ao proporcionar o desenvolvimento de novos conhecimentos e ao estimular a prática do voluntariado, o curso faz com que elas se sintam úteis e capazes dentro da sociedade. “Os alunos são beneficiados e ao mesmo tempo beneficiam a uma instituição”, complementa Maria Cecília Antonia Godstfriedt, professora do núcleo.

Na última fase do curso, que tem duração de seis semestres, os alunos fazem um estágio em alguma instituição de sua escolha. Segundo Maria Cecília, mais de 110 instituições como ONGs e grupos de convivência contam com a presença dos monitores formados pelo NETI. “Com os alunos trabalhando nas comunidades, o NETI pulveriza o seu trabalho e o monitor passa o seu conhecimento para muitas pessoas”.

Esse curso de formação é voltado para pessoas com mais de 60 anos, preferencialmente. Os encontros acontecem duas vezes por semana em salas de aula do Centro Sócio-Econômico (CSE), com duração de duas horas. As disciplinas contemplam as áreas humanas, sociais e jurídicas e são ministradas por professores de graduação e pós-graduação do Centro de Filosofia e Ciências Humanas (CFH), Centro de Ciências Jurídicas (CCJ) e Centro de Ciências da Saúde (CCS) da UFSC.

As matrículas para o segundo semestre, com início em agosto, estarão abertas de 25 a 29 de julho e devem ser feitas na sede do NETI, no campus da Trindade.

O NETI serve de referência para estudos de graduação e pós-graduação. Com enfoque na educação permanente, oferece cursos, grupos, oficinas e projetos voltados para alunos idosos, objetivando a sua atualização e inserção social. O núcleo também presta assessoria e consultoria à comunidade, através de parcerias com entidades governamentais e não-governamentais.

Mais informações pelo telefone (48) 3721-9445 ou pelo site http://neti.ufsc.br/.

Por Bianca Amorim / Bolsista de Jornalismo na Agecom

Tags: Curso de Formação de Monitores da Ação GerontológicaformaturaNETIUFSC