Traduções de Shakespeare publicadas pela EdUFSC integram acervos de bibliotecas inglesas

21/06/2017 19:56

Professor Rafael Raffaelli, com a obra “A tragédia de Macbeth”. Foto: Henrique Almeida/Agecom/UFSC.

Duas obras de Shakespeare publicadas pela Editora da UFSC (EdUFSC), traduzidas pelo professor Rafael Raffaelli, integram agora o acervo de importantes bibliotecas do Reino Unido. As recentes traduções de A tragédia de Macbeth e Sonho de uma noite de verão foram aceitas na The British Library e Senate House Library, localizadas em Londres; Bodleian Libraries, na Universidade de Oxford; National Library of Scotland, em Edimburgo, capital da Escócia; Library of Birmingham, em Birmingham; e Shakespeare Birthplace Trust, em Stratford-upon-Avon, cidade natal de Shakespeare.

O processo para uma obra integrar o acervo dessas grandes bibliotecas é longo e costuma levar meses. É preciso entrar em contato com o setor de análise ou diretamente com os próprios bibliotecários, caso sejam acessíveis. Existem equipes de curadores para cada área, que avaliam e decidem por aceitar ou não o livro. As traduções de Rafael se destacam por serem publicadas em edições bilíngue, o que gera mais interesse pelas bibliotecas estrangeiras. “As edições bilíngues são menos comuns e isso confere qualidade ao texto”, afirma o professor.

The British Library é a maior biblioteca do Reino Unido em termos de volume: são mais de 20 milhões de obras no acervo. “É a biblioteca das bibliotecas. Ela abastece todas as bibliotecas regionais. É lá que estão documentos valiosos, como o primeiro livro editado no mundo e o primeiro folio de Shakespeare. Meus livros foram incluídos na National Collection, onde estão as obras que devem ser preservadas.”

Outra biblioteca importante, segundo Rafael, é a National Library of Scotland. “Ela só aceita obras relevantes para a história escocesa. Eles já têm livros demais e não aceitam qualquer coisa, por isso fico feliz que minhas traduções tenham sido aceitas.”

A Library of Birmingham é uma biblioteca municipal, mas que se destaca por ter a coleção mais relevante de Shakespeare. “O acervo tem traduções de Shakespeare em 73 idiomas. Só em chinês, são mais de 20 traduções de autores diferentes. É a maior biblioteca de Shakespeare do Reino Unido. E em termos de espaço físico, é a maior biblioteca da Europa”, explica o autor.  Os livros de Shakespeare traduzidos para o português que constavam no acervo da Library of Birmingham eram do século XIX. A tradução de Rafael, portanto, passa a ser a mais recente a integrar a biblioteca.

No acervo da Shakespeare Birthplace Trust, as obras da EdUFSC são as únicas em língua portuguesa. “Essa é uma instituição de grande valor cultural para a Inglaterra”, afirma. “As editoras não percebem a importância de colocar os livros nessas importantes bibliotecas, pois é lá que as obras serão preservadas. Eu quero divulgar o meu trabalho, por isso faço esse esforço.”

Sobre o tradutor

Rafael Raffaelli foi professor do Departamento de Psicologia da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) de 1980 a 2014. Seu percurso pela tradução começou ao acaso. “Eu utilizava Shakespeare em sala de aula, mas algumas coisas me incomodavam nas traduções, por isso decidi eu mesmo começar a traduzir.” A primeira obra que traduziu foi Macbeth, publicada nos Cadernos de Pesquisa Interdisciplinar em Ciências Humanas em 2008. A tradução, que está disponível online, foi citada em publicações estrangeiras e, segundo o autor, teve ampla repercussão. “Hoje as obras publicadas online são muito mais divulgadas do que as impressas. Mas é importante o livro impresso, pois essa é a melhor forma de preservá-lo. Além disso, cada edição é uma obra de arte. Temos que pensar em cada detalhe. Eu gosto de acompanhar todo o processo de edição.”

Além das duas obras recém-lançadas, Rafael também já traduziu “Do jeito que você gosta” e A tempestade, ambas publicadas pela EdUFSC. Nesta quinta-feira, 22 de junho, o professor participa do Círculo de Leitura de Florianópolis, com o tema “Shakespeare: sua tradução”.  O encontro, que é aberto a todos, será às 18h30, na sala Harry Laus da Biblioteca Universitária (BU).

Mais informações pelo e-mail

Daniela Caniçali/Jornalista da Agecom/UFSC

Tags: bibliotecaEditora da UFSCEdUFSCInglaterraInglêsMacbethReino UnidoShakespearetradiçãoUFSC

Concurso cultural para ex-alunos da UFSC do Ciência sem Fronteiras – Reino Unido

23/10/2015 10:48
A rede de ex-alunos do Ciência sem Fronteiras – Reino Unido, com apoio do Consulado Britânico de São Paulo, está promovendo Concurso Cultural SwB UK Ambassador 2016, destinado a ex-alunos de graduação do Programa naquele país, que já tenham retornado ao Brasil e tenham histórias interessantes para contar. As inscrições estarão abertas até 31 de outubro de 2015.
O objetivo é divulgar projetos e parcerias de estudantes que, mesmo após o término de seus programas, continuam trabalhando para estabelecer e manter laços com a Grã-Bretanha.
Os alunos da UFSC interessados deverão se candidatar pelo formulário de inscrição.

(mais…)

Tags: Ciência sem FronteirasReino UnidosinterUFSC

Sinter divulga oportunidade de colaboração entre pesquisadores brasileiros e britânicos

25/06/2015 09:11

A Secretaria de Relações Internacionais (Sinter) divulga a abertura de inscrições, até 13 de julho, para o Researcher Links em 17 estados brasileiros. O Researcher Links tem como objetivo apoiar a realização de workshops coordenados por dois pesquisadores sêniores, um no Reino Unido e outro de instituição de ensino superior ou de pesquisa no Brasil.

Os proponentes devem ser pesquisadores sêniores, ou seja, que consigam demonstrar a relevância de seu trabalho em seu campo de conhecimento.

Será oferecido apoio financeiro de, no máximo, 43 mil libras esterlinas para a realização de encontros entre acadêmicos do Reino Unido e do Brasil. Os workshops deverão ser em inglês, ter a duração mínima de três dias e máxima de cinco dias.

O edital para inscrições e um vídeo explicativo estão disponíveis neste link.

A proposta deve trazer um benefício social para o Brasil, ou seja, demonstrar impacto direto ou indireto em populações vulneráveis ou de baixa renda. Os temas elegíveis são:

  • Agricultura, especialmente voltada à pequena propriedade
  • Clima e meio ambiente (mudança climática, tecnologia verde, desenvolvimento sustentável, serviços de ecossistema, escassez de recursos);
  • Energia renovável e energia limpa;
  • Educação;
  • Crescimento econômico inclusivo;
  • Saúde (doenças negligenciadas);
  • Água e saneamento;
  • Alimentação e nutrição (incluindo segurança alimentar);
  • Mudança demográfica/migração/urbanização (foco em urbanização e direitos humanos e transformação urbana);
  • Infraestrutura (infraestrutura para desenvolvimento – foco em comunidades remotas);
  • Desastres humanitários e emergências;
  • Governança, sociedade e conflito (transparência, accountability, instituições eficientes, direito à terra e recursos naturais com foco em populações indígenas, justiça criminal, diminuição da pobreza, desenvolvimento social, desigualdades estruturais, processos de pacificação (peace building), sociedade civil);
  • Coleta, análise de qualidade e acesso a dados relevantes aos índices de desenvolvimento (incluindo informações administrativas e estatísticas macroeconômicas).

A chamada estará aberta para pesquisadores filiados às fundações de amparo à pesquisa dos seguintes estados: Alagoas, Amazonas, Bahia, Distrito Federal, Espírito Santo, Goiás, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, Paraná, Pernambuco, Paraíba, Rio Grande do Norte, Rio Grande do Sul, Rio de Janeiro, Santa Catarina, São Paulo e Sergipe.

Os workshops selecionados deverão ser realizados até 1º de março de 2016. Os coordenadores poderão identificar até quatro outros pesquisadores líderes para participar como mentores dos eventos, mas os demais participantes deverão ser pesquisadores em início de carreira.

Researchers Links é uma iniciativa do British Council, Confap e Fapesp, cofinanciada pelo Newton Fund, que fomenta pesquisa e inovação em países emergentes.

A International Unit, instituição parceira, ajuda organizações brasileiras a encontrar instituições com interesses similares no Reino Unido para projetos do British Council financiados pelo Fundo Newton. Para saber mais, escreva para , indicando o assunto “Researcher Links – Brazil call“.

Mais informações pelo e-mail .

 

 

Tags: British CouncilNewton FundReino UnidoResearcher LinksSecretaria de Relações InternacionaissinterUFSCUniversidade Federal de Santa Catarina