Pessoa com Deficiência: calouros devem enviar documentação de validação até segunda, dia 4

02/02/2019 14:50

Ingrid Kertelen Franco Medina e seu cão-guia no campus da UFSC. Ingrid foi aprovada no Vestibular 2016 e é caloura do curso de Serviço Social, período noturno.

Os candidatos classificados para as vagas de Pessoa com Deficiência devem entregar a documentação exigida para validação de autodeclaração até segunda-feira, 4 de fevereiro, no Departamento de Administração Escolar (DAE) pessoalmente ou enviá-la por meio do endereço eletrônico . Os candidatos dos campi de Araranguá, Blumenau, Curitibanos e Joinville poderão, ainda, entregar os documentos na Secretaria Acadêmica do seu respectivo campus. Veja mais no site da SAAD e na Portaria n° 10 que trata das normas, do período e do local de realização da matrícula inicial.

Os documentos exigidos são os seguintes: laudo médico atestando a espécie e o grau da deficiência, nos termos do art. 4º do Decreto no º 3.298, de 20 de dezembro de 1999, com expressa referência ao código correspondente da Classificação Internacional de Doença (CID). Este laudo será analisado por comissão especificamente constituída pela Secretaria de Ações Afirmativas e Diversidades (SAAD) para esse fim.  A documentação dos candidatos classificados para as vagas de pessoas com deficiência será analisada pela Comissão de Validação da Autodeclaração de Pessoa com Deficiência designada pela SAAD. A comissão poderá, caso necessário, solicitar aos candidatos que entreguem documentação adicional.

Caso haja necessidade, o candidato poderá ser convocado para comparecer presencialmente à Comissão de Validação da Autodeclaração de Pessoa com Deficiência entre os dias 5 a 8 de fevereiro no Bloco H, piso térreo, Sala 004, do Centro de Ciências da Saúde (CCS).

“A UFSC, para definir o que é deficiência, segue o Estatuto da Pessoa com Deficiência (Lei Brasileira de Inclusão da Pessoa com Deficiência n° 13.146/15), conforme está previsto no edital do Vestibular 2019”, salienta Francis. Desta forma, considera-se pessoa com deficiência aquela que tem impedimento de longo prazo de natureza física, intelectual e/ou sensorial que, em interação com uma ou mais barreiras, pode obstruir sua participação plena e efetiva na sociedade em igualdade de condições com as demais pessoas.

Ainda, conforme o item 4.3.4.2. e 4.3.4.3. do edital do Vestibular 2019, não poderão se candidatar às vagas reservadas a pessoas com deficiência “indivíduos que apresentem apenas deformidades estéticas e/ou deficiências sensoriais que não configurem impedimento e/ou restrição ao seu desempenho no processo de aprendizagem pregresso”, como também “indivíduos que apresentem transtornos funcionais específicos (dislexia, discalculia, disgrafia, transtorno de déficit de atenção e hiperatividade)”. Verifique a íntegra do Edital AQUI.
(mais…)

Tags: ações afirmativasmatrícula 2019Pessoa com deficiênciaReopção 2019Sisu 2019UFSCvagas suplementaresvagas suplementares para indígenasvagas suplementares para negrosvagas suplementares para quilombolasVestibular 2019

UFSC divulga em Araranguá resultado do Vestibular 2018-2 e os 10 primeiros colocados no concurso

21/07/2018 10:00

Luna (dir.), Bruna (centro) e Mariana comemoram juntas a amizade e a aprovação no curso de Medicina em Araranguá

“Eu não acreditei, me ligaram e achei que era um trote, pensei em retornar a ligação pois ainda desconfiava que era uma brincadeira”, disse Bruna Cunha Sardá, 20 anos, de Florianópolis, que estava na relação dos 10 primeiros classificados no Vestibular UFSC 2018-2. Na quinta tentativa, ela se superou e conseguiu uma vaga para o novo curso de Medicina da Universidade Federal de Santa Catarina, campus Araranguá, com quase 7 mil inscritos. Assim como sua conquista, sua expectativa é bem alta, e ao ler sobre o curso ficou ainda mais interessada já que a proposta integrada é bem diferente da convencional.

A alegria de Bruna foi ainda maior quando duas de suas amigas de estudo, Luna Lorenzo Finotti, de 26 anos, e Mariana Wollinger Berri, de 19 anos, também foram aprovadas. Luna não sabia que ia passar, mas tinha certeza que suas amigas seriam aprovadas. As estudantes irão se matricular, pois acreditam que por ser uma universidade federal terão mais oportunidades, ou como o próprio slogan do Vestibular diz, “um mundo de possibilidades”.
(mais…)

Tags: classificadoscopervematrículasPessoa com deficiênciaprogradUFSCVestibular 2018.2

A Pessoa com Deficiência no foco do debate: inclusão no mercado de trabalho

15/06/2018 14:17

Vou te convidar a fazer um exercício. Largue tudo que está fazendo e observe as pessoas que estão ao seu redor. Como elas são? Morenas, ruivas, altas, baixas, pardas, negras, indígenas, jovens, idosas, com alguma deficiência ou necessidade? Algo mais? Observe e reflita: quantas dessas pessoas que frequentam a mesma sala de aula que você, o mesmo ambiente de trabalho, o círculo familiar possuem alguma deficiência?

Segundo o censo 2010 do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), o Brasil possui 45 milhões de Pessoas com Deficiência (PCDs). Ou seja, quase 24% da população é composta por alguém que possui algum tipo de deficiência. Mas onde estão essas pessoas? Para José Roberto Leal, presidente da Associação Florianopolitana de Deficientes Físicos (Aflodef), a falta de ações integradas de políticas públicas são fatores que obrigam os deficientes a “serem presidiários dentro de suas casas”.

José, mais conhecido como Zezinho, e o analista de Diversidade e Inclusão na empresa Resultados Digitais Vinicius Schmidt, participaram no dia 13 de junho da segunda rodada do projeto ‘Gestão da Diversidade’, atividade desenvolvida pelos estudantes da 5ª fase do curso de Administração da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC). Zezinho e Vinicius abordaram a ‘Inclusão de pessoas com deficiência no mercado de trabalho’ e deram os seus depoimentos de superação e mostram que, por meio do trabalho, o PCD pode ter acesso à inclusão e à inserção social de fato. Com a supervisão da professora Helena Kuerten de Salles, a atividade visa debater em eventos abertos ou seminários internos três assuntos neste semestre: Gênero nas organizações, Deficiência Física e Raça. “São temas muitas vezes invisíveis, mas que fazem parte dos desafios dos futuros administradores. É preciso lidar com a diversidade para desconstruir barreiras e naturalizar a presença dos deficientes físicos, por exemplo”.
(mais…)

Tags: administraçãogênero e diversidadePCDPCD UFSCPessoa com deficiênciaUFSC