DFO emite 13 ordens de serviço para obras na UFSC nos últimos quatro meses

12/02/2014 16:26

A Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) começou o ano com obras e reformas em diversos espaços. Entre os meses de outubro e janeiro, o Departamento de Fiscalização de Obras (DFO), vinculado à Pró-Reitoria de Planejamento e Orçamento (Proplan), expediu 13 ordens de serviço para 2014, que somam R$ 66.310.763,57. Algumas atendem a demandas antigas da Universidade. Construção de laboratórios, reforma de prédios e de banheiros, ampliação de rede de drenagem e construção de novos blocos de salas de aula são algumas das ações que serão executadas.

O Centro de Ciências Biológicas (CCB) receberá os novos Blocos E, F e G de salas de aula e também uma subestação de 3500 KVA. A previsão é que o serviço seja entregue em dezembro de 2016. O diretor do DFO, Rodrigo Bossle Fagundes, afirma que, atualmente, esta é a obra de maior complexidade em execução na UFSC.

“Em virtude do volume de serviço e do grau de detalhamento, ela necessita de uma atenção maior, de fiscalização incisiva – tanto é que, para essa obra, foram designados dois fiscais civis e um eletricista, uma equipe de fiscalização maior. A maior que tínhamos feito foi o Restaurante Universitário. A obra do CCB é de mais de R$ 40 milhões, com dois blocos de oito pavimentos e um de quatro pavimentos”, explica. De acordo com o diretor do DFO, 11 das 13 ordens de serviço já foram iniciadas.

Obras em cinco centros

Uma demanda antiga que deve ser solucionada até o final de março é a reforma do Centro de Esterilização das Clínicas Odontológicas do Centro de Ciências da Saúde (CCS). De acordo com a coordenadora do Curso de Odontologia da UFSC, Ana Maria Hecke Alves, o prédio é antigo e precisa de reformas. “São 30 anos. Esta é uma primeira parte da demanda. Na nossa Central de Esterilização havia várias especificações da Vigilância Sanitária que não estavam sendo atendidas. Na segunda parte, acontecerá a reforma das clínicas, das salas de professores e dos laboratórios. A boa notícia é que já começou. Foi uma luta”, desabafa.

Os espaços físicos do Centro de Comunicação e Expressão (CCE) também serão reformados. Os trabalhos começaram no dia 7 de janeiro e seguem até 20 de fevereiro. A recuperação da cobertura do átrio do Curso de Jornalismo era uma reclamação antiga de professores e chefes de departamento. “Com o tempo e a falta de manutenção, as estruturas de ferro corroeram e estavam ameaçando cair. A gente está feliz porque é uma reivindicação antiga, importante do ponto de vista funcional porque protege os alunos e as entradas das salas nos dias de chuva. Elas proporcionam umas das poucas áreas de convivência que temos aqui e, de fato, apresentava um risco às pessoas” explica o chefe de Departamento de Jornalismo, Carlos Locatelli.

O passeio público localizado em frente ao Bloco A também está sendo refeito, informa o diretor em exercício do CCE, Arnoldo Debatin. Ele explica que a obra visa à acessibilidade ao local e atende às recomendações da NBR 9050.

“Onde havia algum tipo de degrau, este foi eliminado. O trabalho foi executado como se fosse uma rampa; não haverá nenhum obstáculo a cadeirantes e os deficientes visuais contarão com piso podotátil. Além disso, haverá a reforma da cobertura de policarbonato que fica no pátio interno do Jornalismo. Assim, preservam-se as áreas de circulação que são externas e evitam-se a chuva e o sol. Isso tudo soma na qualidade do ensino”, afirma Arnoldo.

O Bloco I do Centro de Ciências Físicas e Matemáticas (CFM) receberá pavimentação e drenagem pluvial. A obra começou em janeiro e segue até maio. Na sequência, em julho, a obra do Campus Curitibanos deverá ser concluída. Trata-se da construção do galpão de apoio à produção vegetal, em uma área de 1.273,28 m². A Prumo Engenharia Construções Ltda. executa o serviço desde o dia 25 de novembro de 2013.

Outras demandas que estão entre as ordens de serviço para 2014 são referentes ao Centro Tecnológico (CTC). Entre elas, a reforma dos banheiros e a remoção dos revestimentos cerâmicos do prédio do Departamento de Informática e Estatística (INE), a reforma de banheiros do pavimento térreo do Bloco A e o fechamento de uma área próxima ao prédio da Engenharia Civil. As rampas do Bloco de Ligação A, que permitem o acesso aos prédios do CTC, também passarão por adequação. A obra deverá ser realizada em 60 dias corridos, com expectativa de término em março.

Até o dia 28 de dezembro deste ano, os laboratórios de ensino e pesquisa que serão utilizados pelos cursos de Geologia e Oceanografia devem ser entregues, assim como os núcleos de apoio para o Centro de Filosofia e Ciências Humanas (CFH). Esta é a previsão estabelecida na ordem de serviço despachada pelo DFO em 25 de outubro de 2013. A obra deverá ser executada em 420 dias corridos. Além disso, ainda está programado o reforço da laje com estrutura metálica da Sala de Leitura José Saramago e da sala de professores do CFH, que deve ser finalizado no mês de abril.

A subestação de energia da Fazenda Experimental da Ressacada do Centro de Ciências Agrárias (CCA) também está contemplada entre as ordens de serviço expedidas no período, assim como o reservatório de água da Moradia Estudantil e a colocação de piso de alta resistência na área de carga e descarga no Restaurante Universitário (RU).

Serviços em fase de contratação e obras realizadas no segundo semestre de 2013

Rodrigo Bossle informa que ainda estão em fase de contratação – com previsão de início em fevereiro – a construção da infraestrutura e dos complementos da pista de atletismo do Centro de Desportos (CDS), no valor de R$ 4.222.263,12, e a construção do bezerreiro da Fazenda Experimental da Ressacada, na ordem de R$ 183.564,84.

As obras para construção do Manejo de Gado de Corte da Fazenda Ressacada, dos laboratórios de pesquisa do Sistema Integrado de Biotecnologia e Biociências (Sibiotec) do CCB (primeira etapa), das salas de aula e laboratórios de ensino do CCE, do Bloco Administrativo, para instalação de elevador no Bloco 29 do CFM, para conclusão do prédio da Administração Central do CDS e dos Blocos 2 e 3 do Centro de Engenharias de Mobilidade (CEM) do campus Joinville (Etapa I) foram iniciadas no segundo semestre de 2013 e somam R$ 31.237.923,01. O engenheiro Rodrigo explica que parte dessas obras faz parte do pacote do Programa de Apoio a Planos de Reestruturação e Expansão das Universidades Federais (Reuni).

Para acompanhar as obras, conferir os registros fotográficos e obter outras informações, acesse www.dfo.ufsc.br.

Confira abaixo a galeria de fotos das obras no CCB, CCS, CCE, CFM, CTC e CFM:

Fotos: Henrique Almeida e Jair Quint / Agecom / UFSC

 

Bruna Bertoldi Gonçalves / Jornalista / Diretoria-Geral de Comunicação / UFSC

Tags: CCBCCECFHCFMCTCobrasUFSC