Projeto ‘Café com Dança’ apresenta livro sobre produção artística em SC

19/10/2016 13:55

[Foto: Divulgação]

Foto: Divulgação

O projeto “Café com Dança” apresentará seu novo livro com reflexões sobre a produção artística e intelectual em dança de Santa Catarina. Intitulada “Tubo de Ensaio: Composição [Interseções + Intervenções]”, a publicação é um compilado de textos organizados pelas professoras Jussara Xavier (Ceart/Udesc), Sandra Meyer (Ceart/Udesc) e Vera Torres (CDS/UFSC). O evento será realizado em 26 de outubro, às 14h30, no auditório do Centro de Filosofia e Humanas (CFH).

A ocasião contará com a distribuição gratuita de exemplares do livro aos participantes, além de reunir as organizadoras do livro, artistas e pesquisadores que participaram da publicação para um debate. Os temas discorrerão sobre reflexões relacionadas à composição na arte contemporânea.

Gabriel Daros Lourenço/Estagiário em Jornalismo/Agecom/UFSC

Tags: Café com DançaTubo de EnsaioUFSC

Programação de novembro do Projeto ‘Tubo de Ensaio – Composição’

04/11/2015 17:57

TUBO 9 baixa (1)Tubo de Ensaio – Composição [Interseções + Intervenções], projeto coordenado por professoras da UFSC e Udesc  um dos contemplados pelo Rumos 2013-2014 do Itaú Cultural , realiza neste sábado, 7 de novembro, na UFSC, o projeto Líquens, que consiste na exibição comentada do vídeo da performance Líquens e a oficina de criação O Corpo na Performance, com as pesquisadoras Laura Miranda e Mônica Infante. No dia 11 de novembro ocorre o lançamento do documentário Limiares – sobre Anderson João Gonçalves, dirigido por Sandra Meyer, sobre o bailarino que foi um dos fundadores do grupo Cena 11 Cia. de Dança. No dia 12 de novembro, Gabriele Brandstetter (Berlim/Alemanha) faz a palestra Atos de re-lembrar. Ensaio e Reprodução: Pina Bausch com Kyomi Ishida. 

A oficina de criação O Corpo na Performance ocorrerá  no dia 7 de novembro, das 15 às 18h, no laboratório de Dança B do Centro de Desportos (CDS) com Laura Miranda e Mônica Infante (Curitiba/PR), artistas que têm participado de mostras, eventos e projetos no Brasil, Estados Unidos, Canadá, Alemanha, Espanha, Portugal, Índia e Japão. Laura e Mônica propõem exercícios e discussões sobre o corpo na performance e seus possíveis territórios a partir de um vocabulário fundamentado na técnica Alexander, que sugere uma pausa que aprofunda a percepção e a atenção em si e no outro; no KI Aikidô, que enfoca a unificação mente, corpo e ambiente, permeados pelo fluxo de energia vital (KI); e na Experiência Somática (técnica terapêutica baseada na neurociência e etologia), que trabalha com a linguagem das sensações e possibilita maior ressonância com o entorno. 
(mais…)

Tags: CDSTubo de EnsaioUFSC

Tubo de Ensaio aborda em nova etapa o corpo, o lúdico e a educação

13/10/2015 14:35

A nova etapa do Tubo de Ensaio – Composição [Interseções + Intervenções], um dos projetos contemplados pelo Rumos Itaú Cultural, trabalha o corpo, o lúdico e a educação. Intervenção 4 tem como público alvo bailarinos, atores, músicos e educadores. A coreógrafa e dançarina Marina Abib, que pesquisa a construção de uma corporeidade desenvolvida a partir de matrizes das danças populares brasileiras, vem a Florianópolis para uma oficina e uma conversa aberta ao público.

O bate-papo ilustrado De repente ocorrerá no dia 16 de outubro, entre 13h30 e 14h30, na Sala de Dança 1 do Centro de Artes (Ceart) da Universidade do Estado de Santa Catarina (Udesc). Após o encontro, no mesmo local, Marina Abib realiza a oficina Danças brasileiras: um corpo ritmado, com duração de duas horas. No dia 19, entre 13h30 e 15h, no Laboratório de Dança B, bloco 5 do Centro de Desportos (CDS) da UFSC, a coreógrafa repete a oficina.

Em De repente, Marina Abib ilustra os saberes coletivos da cultura tradicional brasileira. Além da experiência pessoal na dança, a pesquisa teórica e a prática com as manifestações populares brasileiras servem de base para o desenvolvimento de uma reflexão sobre a tradição enquanto recordação. 
(mais…)

Tags: CDSTubo de EnsaioUFSC

Agenda Cultural: ‘Tubo de ensaio’ aproxima dança e filosofia

11/09/2015 09:14

Em sua nova etapa, Tubo de Ensaio – Composição [Interseções + Intervenções] aproxima a dança da filosofia. Interseção 5 traz a pensadora Thereza Rocha para um curso de três dias e um metálogo (conversa). As ações ocorrem no auditório do Centro de Desportos (CDS) da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), entre os dias 17 e 20 de setembro. A atuação da convidada destaca-se em temas associados à dança contemporânea, corpo e linguagem, dança e filosofia, história do corpo e filosofia da arte.
(mais…)

Tags: centro de desportosdançafilosofiaTubo de EnsaioUFSCUniversidade Federal de Santa Catarina

Agenda Cultural: dança latino-americana no projeto Tubo de Ensaio

10/07/2015 08:37

A etapa Intersecção 4 do projeto “Tubo de Ensaio – Composição [Interseções + Intervenções]” abre espaço para a dança contemporânea latino-americana e recebe, entre 10 a 14 de julho, Susana Tambutti. Ela é crítica de dança, professora da Universidade de Buenos Aires e da Universidade Nacional de Arte (UNA), diretora artística do Festival de Dança da Cidade de Buenos Aires, cofundadora do grupo Nucleodanza, formadora do corpo docente do American Dance Festival e curadora da Bienal de Arte Joven Buenos Aires Ciudad.

O “Tubo de Ensaio” é uma parceria entre o Centro de Desportos (CDS) da UFSC e o Centro de Artes (Ceart) da Universidade do Estado de Santa Catarina (Udesc), coordenada pelas professoras Vera Torres (UFSC), Jussara Xavier (UDESC) e Sandra Meyer (UDESC).

Elke Siedler fará ensaio aberto comentado. Foto: Cristiano Prim

Elke Siedler fará ensaio aberto comentado. Foto: Cristiano Prim

Susana Tambutti irá apresentar um panorama da cena contemporânea da dança na Argentina, integrará um metálogo (conversa), um ensaio aberto comentado, um curso e o acompanhamento de um ensaio aberto do Grupo Cena 11 Cia. de Dança.

O olhar sobre a dança na América Latina interessa às organizadoras do projeto, que pretendem aproximar e compartilhar os contextos e visões artísticas entre os países latino-americanos. Tambutti apresentará a cena coreográfica argentina, além de problematizar as formas de perceber, compor e pensar a dança. Três artistas que vivem em Florianópolis – Elke Siedler, Daniela Alves e Lincon Soares –foram convidados a apresentar seus respectivos solos em ensaios abertos comentados pela pesquisadora argentina.

No dia 10, às 20h, no Espaço 2 do Ceart da UDESC, ela comenta obras das bailarinas. Elke Siedler apresenta o Rec(L)usadx, ainda em processo, e Daniela Alves, um trecho de Direção Múltipla, seu último trabalho. Dias 11 e 12, no auditório do CDS da UFSC, bloco 5 da, dá o curso intensivo Dança na Argentina: fazendo do alheio substância própria – são 30 vagas, e a inscrição é realizada pelo e-mail .

No dia 13, à tarde, acompanha o Cena 11, em sua sede, para ensaio aberto do espetáculo Monotonia de aproximação e fuga para 7 corpos, e, às 18h, participa de metálogo na UFSC.

 

TUBO 5 alta (1)O curso

Dança na Argentina: fazendo do alheio substância própria

11 de julho (sábado)

9h às 12h: A mundialização da modernidade. O “nós” europeu

14h às 18h: Crise nos métodos de composição. A condição de indiscernibilidade na dança

12 de julho (domingo)

14h às 18h: Novos comportamentos teatrais na dança a partir do campo emergente da performance

Nos encontros serão exibidos trechos das obras: Bajo, Feo y de Madera (Luis Biasotto); La Wagner (Pablo Rotenberg); Villa Argüello (Celia Argüello); Mendiolaza (Grupo Krapp); Reconstruyendo a Ana Itelman o ITELMANÍA (Jimena Pérez Salerno/Josefina Gorostiza); Commonsense project (Laura Kalauz); Por dinero (Luciana Acuña); Los Posibles (Juan Onofri); Moralamoralinmoral (Brenda Lucía CarliniAgustina FitzsimonsMilva LeonardiMarta Salinas).

 

Serviço

 Ensaio aberto comentado

Quem: Daniela Alves (trecho de Direção Múltipla) / Elke Siedler (solo em processo: Rec(L)usadx).

Quando: 10 de julho, 20 horas.

Onde: sala Espaço 2 do Ceart (Centro de Artes) da Udesc, avenida Madre Benvenuta, 2007, bairro Itacorubi, Florianópolis.

Classificação etária: livre para todos os públicos.

Quanto: gratuito.

Curso Dança na Argentina: fazendo do alheio substância própria

Quando: 11 de julho (sábado) 9h às 12h e 14 às 18h; 12 de julho (domingo) 14h às 18 horas.

Onde: auditório do Centro de Desportos, bloco 5 da UFSC, bairro Trindade, Florianópolis.

Inscrições: 30 vagas pelo e-mail

Quanto: gratuito.

 

Ensaio aberto comentado

Quem: Grupo Cena 11 Cia. de Dança – espetáculo Monotonia de Aproximação e Fuga para 7 Corpos

Quando: 13 de julho, 14h

Onde: Jurerê Sports Center, av. dos Dourados, 481, bairro Jurerê Internacional, Florianópolis

Classificação etária: livre para todos os públicos.

Quanto: gratuito

Metálogo (conversa)

O quê: performance com o bailarino Lincon Soares

Quem: Susana Tambutti, Diana Gilardenghi e Vera Torres

Quando: 13 de julho, às 18 horas.

Onde: auditório do Centro de Desportos (CDS), bloco 5 da UFSC .

Classificação etária: livre para todos os públicos.

Quanto: gratuito.

Mais informações no site e no Facebook.

 

Tags: CDSTubo de EnsaioUFSCUniversidade Federal de Santa Catarina

Agenda Cultural: Volmir Cordeiro apresenta ‘Inês’ e oficina ‘Festa de Pobre’

15/06/2015 17:18

O projeto Tubo de Ensaio – Composição [Interseções + Intervenções] apresenta o espetáculo Inês e a oficina Festa de Pobre com o coreógrafo Volmir Cordeiro. O Teatro Pedro Ivo, em Florianópolis, é o palco de Inês, nesta quarta-feira, às 20 horas; a oficina será realizada na Sala Espaço1 do Centro de Artes (Ceart), da Universidade do Estado de Santa Catarina (Udesc) na quinta-feira, dia 18 de junho, entre 14h e 18h, seguida de conversa aberta mediada pela atriz, diretora, dramaturga e performer Daiane Dordete.

A oficina tem o limite de 20 participantes, e a inscrição é feita pelo e-mail .

Catarinense nascido em Concórdia e morando atualmente em Paris, o intérprete e coreógrafo Volmir Cordeiro traz Inês pela primeira vez ao estado, o seu segundo solo de dança que estreou em 2014 e conquistou a imprensa internacional pelo seu refinado repertório com gênese no imaginário da marginalidade.

Fruto de uma tese de doutorado, a investigação artística de Inês se construiu em torno de quatro momentos distintos de residência e apresentação do processo de trabalho, que estreou no Festival Act´Oral em Marseille, em setembro de 2014 e circulou pela França e Portugal. Cordeiro tem em sua trajetória a assinatura de Alejandro Ahmed (Cena 11 Cia. de Dança), Lia Rodrigues (RJ), Xavier Le Roy (FR), entre outros. Agora, faz uma curta temporada no Brasil, em São Paulo e Cuiabá, além de Florianópolis.

 

Oficina Festa de Pobre

Ao adotar as práticas coreográficas desenvolvidas para as criações dos solos Céu (2012) e Inês (2014), a oficina valoriza a imaginação como mecanismo de intensificação dos afetos e de invenção do movimento dançante. A memória de gestos intoleráveis ou condenados à marginalidade social, bem como presenças diretas ou figuras escolhidas como representantes de um universo específico (anônimos, por exemplo), são tratados como mote criador. O trabalho físico e imaginário conecta-se a um tipo de realidade determinada pelo dançarino que, através da sua carga afetiva, busca a construção da figura exemplar do real convocado. Para o processo, relações entre palavra, sentir, imagem e figura tentam permear sensações, projeção, simulação e ficção de mundos disparates.

 

O projeto

As ações Tubo de Ensaio 2015 – uma parceria entre o Centro de Desportos (CDS) da UFSC e o CEART da UDESC, coordenada pelas professoras Vera Torres (UFSC), Jussara Xavier (UDESC) e Sandra Meyer (UDESC) – organizam-se a partir do ato de compor, apoiando interseções entre as artes e as diversas áreas de conhecimento, e, ainda, propondo intervenções artísticas em que artistas e pesquisadores atuem em parceria, compartilhando e problematizando procedimentos de composição, que pressupõe modos de reunir, produzir, dispor, inventar, combinar e arranjar. A ideia é fazer/pensar dinâmicas da composição na arte contemporânea em seus aspectos cognitivos, éticos, poéticos e políticos.

 

Serviço

O quê: espetáculo Inês.

Quando: 17 de junho, 20h.

Onde: teatro Pedro Ivo, Rodovia SC-401, Km 5, 4600, Saco Grande, Florianópolis.

Quanto: gratuito.

Classificação indicativa: livre.

 

O quê: oficina Festa de Pobre

Quando: 18 de junho, entre 14h e 18h

Onde: sala Espaço 1 do Centro de Artes (Ceart) da Udesc, avenida Madre Benvenuta, 2007, bairro Itacorubi, Florianópolis.

Quanto: gratuito.

Vagas: 20.

Inscrições: .

Mais informações na página do projeto.

4 TUBO (baixa) (3)

Tags: CDSTubo de EnsaioUFSC

Agenda Cultural: conferência demonstrativa ‘Imagens da música e do tempo’

12/05/2015 08:23

O projeto Tubo de Ensaio Composição [Intervenções + Interseções] promove a conferência demonstrativa “Imagens da música e do tempo”, com Silvio Ferraz e participação de Alberto Heller, na terça-feira, 12 de maio, das 18h30 às 21h30, no Auditório de Música do Centro de Artes da Universidade do Estado de Santa Catarina (CEART/UDESC). Entrada gratuita e livre para todos os públicos.

Passeando pela evolução da música ocidental do século XX e XXI, Silvio Ferraz apresenta imagens e modos de existência da música e do tempo. Ao expor tal movimento, aborda tecnologias de montagem, como a assemblage rápida permitida pelos computadores. Para tratar da mudança da imagem do tempo, aponta noções como a de duração e dilatação do instante (a espessura do presente de Tarkovski e a intensidade da sensação em Deleuze).

Silvio Ferraz pesquisa sobre a extensão da escritura instrumental com auxílio de computador, envolvendo transformação e difusão de audiodigital em tempo real. Realiza trabalhos com o grupo de improvisação Akronon (com os músicos Rogério Costa e Edson Ezequiel) e o grupo de performance da PUC/SP, concatenando música, dança e suporte tecnológico e aplicando os resultados da pesquisa Ambientes de Composição e Performance com Suporte Tecnológico, realizada com apoio da Fapesp, entre 1996 e 2000. Ele é professor do Programa de Pós-Graduação em Comunicação da PUC/SP e do Departamento de Música da Unicamp.

Alberto Heller é autor dos livros Fenomenologia da Expressão Musical e John Cage e a Poética do Silêncio e membro da Academia Catarinense de Letras e Artes, entidade da qual recebeu em 2007 o Prêmio Edino Krieger como personalidade musical do ano

 

O projeto

As ações Tubo de Ensaio 2015, uma parceria entre o Centro de Desportos (CDS) da UFSC e o CEART da UDESC coordenada pelas professoras Vera Torres (UFSC), Jussara Xavier (UDESC) e Sandra Meyer (UDESC), organizam-se a partir do ato de compor apoiando interseções entre as artes e as diversas áreas de conhecimento e ainda, propondo intervenções artísticas em que artistas e pesquisadores atuem em parceria, compartilhando e problematizando procedimentos de composição, que pressupõe modos de reunir, produzir, dispor, inventar, combinar e arranjar. A ideia é fazer/pensar dinâmicas da composição na arte contemporânea em seus aspectos cognitivos, éticos, poéticos e políticos

 

Serviço

O quê: Interseção 2 – conferência demonstrativa com Silvio Ferraz e Alberto Heller.

Quando: Terça-feira, 12 de maio, das 18h30 às 21h30.

Onde: Auditório de Música do CEART/UDESC.

Quanto: Gratuito. Livre para todos os públicos.

 

Mais informações no site do projeto: www.tubodeensaio2015.com.

Tubo de Ensaio Silvio Ferraz

 

Tags: CDSTubo de EnsaioUDESCUFSC

Agenda Cultural: evento coreográfico na Casa das Máquinas

23/04/2015 09:08

Performado com a colaboração da plateia, incluindo a apresentação e discussão de conceitos como evento coreográfico, campo, potência, restrição, imaginação, condicionamento, movimento relacional e proposição, o encontro O Coreógrafo como Ativador da Imaginação será realizado nesta sexta-feira, às 19h30, na Casa das Máquinas, Lagoa da Conceição, em Florianópolis.

Coordenado pela bailarina Zilá Muniz, o evento coreográfico faz parte do projeto Tubo de Ensaio: Composição [Interseções + Intervenções], realizado através de uma parceria entre Centro de Desportos da UFSC e Centro de Artes da Udesc e coordenado pelas professoras Vera Torres (UFSC), Sandra Meyer (Udesc) e Jussara Xavier (Udesc).

Zilá Muniz é coreógrafa do Ronda Grupo, atua como artista, pesquisadora e professora. No seu campo, investiga e explora possibilidades da improvisação como processo de criação e como ação desencadeadora de um coletivo emergente na criação de eventos coreográficos.

 

Serviço

O quê: Intervenção 1 – Demonstração compositiva com Zilá Muniz.

Quando: Sexta-feira, 24 de abril, das 19 às 21h30.

Onde: Casa das Máquinas, rua Henrique Veras do Nascimento, 50, Lagoa da Conceição, Florianópolis.

Quanto: Gratuito. Livre para todos os públicos.

 

Mais informações no site.

Intervencao 1 Zila

Tags: Casa das MáquinasCDSTubo de EnsaioUFSC