Greve na UFSC

06/08/2012 08:12

Agenda das entidades:

:: Sintufsc

Segunda-feira – 06/08
9h: Conselho de Unidade do CED
14h: Conselho de Unidade do CFH
14h: Reunião do Comando Local de Greve – na reitoria

Terça-feira – 07/08
9h: Acompanhamento da reunião do Conselho Universitário, que reavalia condições de início do semestre
14h: Assembléia dos TAEs – na reitoria

:: Andes – Seção Sindical na UFSC

Terça-feira – 07/08
14h: Assembleia Permanente de Greve – no auditório do Centro de Educação, com a seguinte pauta:
1. Informes;
2. Avaliação das negociações e indicações de propostas ao Comando Nacional de Greve;
3. Condições de Trabalho;
4. Encaminhamentos.

:: Apufsc
Terça-feira – 07/08
14h: Assembleia Geral, no hall do CTC

Acompanhe também:
– Universidade Já/TVUFSC: Servidores entregam chaves ao Almoxarifado – 03/08

Os servidores da Universidade entregaram as chaves do Almoxarifado Central, em protesto à
contratação de empresa terceirizada para fornecer material aos centros. Na tarde de
sexta-feira, realizaram assembleia geral de greve.

– Colégio de Aplicação suspende aulas

Departamento de Administração Escolar esclarece sobre ajuste de matrículas

– Comunicado da Pró-Reitoria de Assuntos Estudantis sobre adiamento dos editais

– Centro de Desporto suspende atividades de extensão

– Secretaria de Gestão de Pessoas (Segesp) informa serviços prestados e horários de atendimento

– Professores da UFSC votam pela continuação da greve

 

Tags: AndesApufscGreveSintufscUFSC

Assembleia Geral do SINTUFSC no HU

28/06/2012 17:40

O comando local de greve (SINTUFSC) convoca todos os trabalhadores da UFSC para participarem da assembleia geral permanente que será realizada em frente ao ambulatório do Hospital Universitário (HU) nesta sexta-feira, dia 29, às 9 horas.

Tags: assembleiaSintufscUFSC

Trabalhadores da UFSC: assembleia geral permanente

15/06/2012 18:58

O comando local de greve convoca todos os trabalhadores da UFSC para participar da assembleia geral permanente que será realizada na segunda-feira, dia 18, às 14h, na tenda em frente à Reitoria. Serão discutidos importantes encaminhamentos de mobilização.

Mais informações com Leandro: (48) 8482-1195  ou .

Tags: GreveSintufsc

Servidores técnico-administrativos em greve

11/06/2012 19:25

A assembleia geral realizada na tarde desta segunda-feira, dia 11 de junho, em frente à Reitoria, referendou a decisão da plenária da Fasubra, realizada nos dias 3 e 4, que aprovou a greve nacional dos servidores técnico-administrativos por tempo indeterminado. Foram escolhidos na assembleia delegados que participarão do Comando Nacional de Greve, em Brasília. A próxima assembleia acontecerá no dia 14, próxima quinta-feira, no hall da Reitoria, onde está instalado, até nova deliberação, o comando local de greve. Mais informações: www.sintufsc.ufsc.br

Tags: SintufscUFSC

Sintufsc convoca assembleia geral nesta segunda-feira

11/06/2012 09:33

O Sintufsc convoca todos os trabalhadores da UFSC para participarem da  assembleia geral que será realizada na tenda em frente à Reitoria na segunda-feira, dia 11, às 14h. Nesta assembleia será discutida a greve dos servidores técnico-administrativos da UFSC.

O quê: Assembleia Geral – pauta: deflagração de greve
Onde: em frente à Reitoria
Quando: segunda-feira, 11 de junho
Horário: 14 horas
Mais informações: 3721-9220 ou .

Tags: assembleia geralSintufsc

Chapa 1 vence eleição no Sintufsc

29/07/2011 10:11

Celso Ramos Martins, vencedor da eleição. Foto: Franscisca Nery/bolsista da Agecom

A chapa 1, da situação, venceu a eleição do Sindicato dos Trabalhadores da Universidade Federal de Santa Catarina (Sintufsc), realizada nesta quinta-feira, dia 28. A chapa fez 667 votos, contra 372 votos da chapa 2, de oposição, e 45 nulos ou brancos.

O dia da votação foi de muita movimentação no campus da Trindade, com um intenso trabalho de convencimento realizado em todos os centros de ensino e setores da instituição. Com o resultado, a coordenação geral do sindicato ficará com Celso Ramos Martins, Teresinha Inês Ceccato de Oliveira Gama e Ricardo Egídio da Rocha.

Entre as propostas da chapa vencedora estavam a defesa da universidade pública, gratuita e de qualidade, a manutenção da luta pela jornada isonômica de seis horas, a defesa do Hospital Universitário 100% SUS, o reposicionamento dos aposentados, o fortalecimento da luta contra as privatizações e a revisão do enquadramento dos trabalhadores da UFSC no PCCTAE.

Mais informações no site www.sintufsc.ufsc.br.

Fotos: Wagner Behr/Agecom

Por Paulo Clóvis Schmitz / Jornalista da Agecom

Tags: eleiçãoSintufsc

Duas chapas concorrem nas eleições do Sindicato dos Trabalhadores da UFSC

19/07/2011 09:20

As eleições do Sindicato dos Trabalhadores da UFSC ( Sintufsc)  serão realizadas dia 28 de julho. Duas chapas concorrem, a situação, chapa 1 e oposição, chapa 2.

Veja, a seguir, as propostas e a composição de cada chapa:

Chapa 1: ( situação)

Plano de Ação da Chapa 1 está sendo construído de forma colaborativa com a participação de todos os membros do movimento que defendem um sindicato PARA TODOS. Um dos primeiros pontos pressupõe que a prática sindical deve contemplar a pratica sócio/recreativa e cultural da nossa categoria, para consolidar os laços de amizade pessoal e com isto fortalecer as nossas lutas. Nós acreditamos no diálogo e na participação de TODOS como elementos importantes na construção das nossas lutas.

Propostas:

• Construir uma Universidade Pública, Gratuita e de Qualidade;
• Defender a Democracia em todos os Fóruns da Comunidade Universitária;
• Continuar a luta pela jornada isonômica de 6 horas;
• Fortalecer a luta contra as privatizações, articulando-se com os movimentos sociais que estejam no mesmo caminho, realizando ações nacionais, estaduais e municipais;
• Revisar o enquadramento dos Trabalhadores da UFSC no PCCTAE;
• Aprimorar os eventos sociais como forma de ampliar a nossa ação sindical;
• HU 100% SUS;
• Reposicionamento dos aposentados;
• Garantir o direito dos aposentados de participar no processo de eleição para Reitor e Vice-reitor;
• Defender o direito de greve como instrumento de conquista;
• Inviabilizar projetos que tentem retirar Direitos dos Trabalhadores;
• Lutar pela aprovação da PEC 257/97 que trata da ascensão funcional;
• Lutar por isonomia salarial e de benefícios com os demais Poderes;
• Defender a Universidade como um instrumento de transformação social.

A chapa 1 – Determinação! Sindicato para Todos foi lançada na noite da terça-feira (22/06), no grêmio da PU/UFSC. Os membros da chapa e apoiadores participaram de uma reunião de mobilização, na qual foi apresentado o planejamento estratégico da campanha que transcorre entre os dias 28 deste mês a 28 de julho, data da eleição. A chapa 1, que prega um Sindicato dos Trabalhadores da UFSC para todos, entende que a entidade classista é uma importante extensão da nossa vida, um local onde reivindicamos, comemoramos, discutimos, nos divertimos, aprendemos, enfim, uma segunda escola que nos prepara para as lutas da vida.

“Convencidos dessa opinião é que, durante estes dois anos, reestruturamos administrativa e financeiramente o nosso sindicato sem perder de vista as nossas lutas. Todas as atividades que desenvolvemos visam a união de nossa categoria para superarmos as desigualdades salariais que existe nos três poderes da União (Executivo, Legislativo e Judiciário)”, comenta um dos coordenadores da chapa, Celso Ramos Martins.

“Nós, da CHAPA 1, estamos DETERMINADOS a dar continuidade ao nosso trabalho de resgate da unidade da categoria dos Técnico-administrativos da UFSC. Defendemos com DETERMINAÇÃO a plena autonomia e independência do Sindicato em todas as suas deliberações e ações. Não aceitando qualquer tipo de pressão ou manipulação. Assim conduzimos o sindicato e assim queremos continuar a conduzir, por isso, estamos PEDINDO O SEU VOTO”, acrescenta Teresinha Inês Ceccato de Oliveira Gama.

A “Chapa 1 Determinação!” pretende lutar contra a privatização dos HU e RUs ou de qualquer outro setor da Universidade é uma questão central da nossa plataforma de ação. Não concordamos que unidades centrais da organização universitária concebida para atender a todos sejam privatizadas ou que deixem de ser parte da UFSC. O Hospital Universitário Professor Polydoro Ernani de São Thiago é destaque em Maternidade pelo seu caráter de assistência humanizada. É considerado Hospital Amigo da Criança. Tais características, entendemos, só se atingem em razão de possuir o caráter público, o mesmo ocorrendo com outros setores que prestam serviços gratuitos não só à comunidade universitária como a toda população.

A “Chapa 1 Determinação!” acredita que o diálogo e a participação de todos são elementos importantes na construção das nossas lutas. Foi desta forma que a atual direção do SINTUFSC, em conjunto com toda a categoria dos Técnico-administrativos, conseguiu a vitória da não implantação do Ponto Eletrônico Biométrico. O nosso Sindicato posicionou-se de forma clara contra o ponto eletrônico e a favor da jornada de 6h. Agora, pretendemos continuar a luta pela jornada isonômica de 6 horas e lutar por isonomia salarial e de benefícios com os demais Poderes.

A Chapa 1 continua a luta pela aprovação da PEC 257/97 que trata da ascensão funcional. O dispositivo dá nova redação ao inciso II do art. 37 da Constituição, ao possibilitar a investidura em cargo ou emprego público através de promoções efetuadas de acordo com os critérios dos respectivos planos de carreira dos servidores. Trata-se de uma alteração da Constituição Federal de 1988 que muito beneficiará os servidores, razão pela qual nossa luta é pela sua aprovação no âmbito do Congresso Nacional.

Como entidade classista, o sindicato é uma importante extensão da nossa vida, um local onde reivindicamos e discutimos, mas também nos divertimos, comemoramos e aprendemos. O sindicato é, enfim, uma segunda escola que nos prepara para as lutas da vida. Estamos empenhados na criação de uma frente de sindicatos que trabalhem irmanados com a arte, a cultura e a beleza como forma de buscar caminhos para a luta e a organização dos trabalhadores. Propomos um calendário de eventos de natureza político-cultural com a realização de festas que trabalhem a alegria e a solidariedade em datas com significado histórico para a vida dos trabalhadores.

Além de manter um site na internet , a “Chapa 1 – Determinação! Sindicato para todos” está presente nas mídias sociais, através do Twitter , Facebook e YouTube . Com isso, a chapa pretende interagir com a comunidade universitária, especialmente com os trabalhadores e aposentados ligados ao SINTUFSC. Conheça nossas propostas e participe das ações nas redes sociais.

Se você concorda venha junto construir um sindicato que seja de TODOS os Trabalhadores da UFSC! Visite o nosso site:http://www.chapa1sintufsc.com.br

– Coordenação Geral
Celso Ramos Martins – PU
Teresinha Inês Ceccato de Oliveira Gama – CONSELHOS
Ricardo Egídio da Rocha – HU

– Coordenação de Formação e Políticas Sindicais
Antonio Lopes – CFH
Marcos Steingreber (Marcão) – PRAE/BU

– Coordenação Administrativo e Financeiro
Geraldino Barbosa – DESEG
João Carlos da Silva – CCE

– Coord. de Polít. Esportivas, Sociais e Culturais
Norivaldo A. Vieira (Vado) – HU

– Coord. de Políticas de Comunicação
Roberto do Livramento – HU

– Coord. de Assuntos Jurídicos
Hilton da Silva Aguiar – HU
Tadeu D. D. Hasckel – HU

– Coord. de Aposentados e Pensionistas
Maria Aparecida Pereira Martins – APOSENTADA
Osvaldo Gonçalves – APOSENTADO

– Coord.Regional – Camboriu
Evandina Argena da Silva – CACamboriu

– Coord. Regional – Araquari
Leoni Terezinha S. da Gama – RU

– Coord. Regional – Araranguá
Mauro José Elias – Imprensa Univ.

– Coord. Regional – Curitibanos
Soeli Soares de Moraes – CTC

– Coord. Regional – Joinville
Sandro Raffes da Silva – DPAE

Suplentes:
Newton de M. B. Júnior – CCA
Romilda de Assis (Mida) – AGECOM
Adelino Barbosa – APOSENTADO

Chapa 2 ( oposição)

Nosso sindicato anda enfraquecido. Queremos mudar tal situação e formamos nossa chapa. Somos pessoas de vários setores da UFSC, unidas pela vontade de construir um sindicato forte, participativo. Ativistas experientes e gente nova, com garra para lutar. Nossa chapa se formou a partir de reuniões abertas, divulgadas amplamente. Fizemos um chamado à unidade, para lutarmos com mais força, pelos nossos direitos.

O Sintufsc deve retomar a força política que marcou sua trajetória, com independência de partidos, governos e reitoria, para com muita dedicação colocar em prática o Plano de Lutas. Os desafios exigem um grupo aguerrido, capacitado politicamente para levar adiante os anseios dos trabalhadores.

Valorizamos e vamos promover eventos de integração dos filiados, como festas, campeonatos esportivos e eventos culturais. A alegria e a festa devem servir para fortalecer laços entre os trabalhadores.

Com uma diretoria colegiada, ao invés do centralismo autoritário e burocrático que impera hoje, pretendemos recuperar o fazer coletivo que marcou nossa história. Uma história de luta em defesa do serviço público, da UFSC gratuita e de qualidade, com democracia, por salários e condições de trabalho dignos e uma carreira de verdade.

Por condições de trabalho dignas

A arrecadação federal cresce, mas o governo Dilma toma medidas que desvalorizam o serviço público, como o corte de R$ 50 bilhões. O PL 549, que congela nossos salários por 10 anos, foi aprovado no Senado, e o PL 1992, que privatiza a nossa aposentadoria, é prioridade do governo. A MP 520, que criava uma empresa de caráter privado para administrar os HUs, foi derrotada no Congresso, mas o governo relançou a proposta com o PL 1749. A inflação achata os salários. O sindicato deve articular as lutas com os demais trabalhadores e movimentos sociais, para enfrentar os ataques do governo e dos patrões.

Sabemos que as conquistas que tivemos são fruto das lutas. Os ganhos salariais dos últimos anos não são ideais, mas vieram com duras greves. Agora, com a inflação achatando os salários, estamos em uma luta nacional por nossa carreira, entre outros pontos vitais. É importante a participação de todos, para defender direitos e avançar. É fundamental fazer ações que tornem nosso movimento visível.

O projeto do governo para expandir a universidade, o Reuni, cria cursos e aumenta o número de estudantes. No HU, o modelo de pacto de gestão é baseado em metas. Só que faltam pessoal e estrutura para dar conta das demandas. Os concursos mal cobrem as aposentadorias, o que gera aumento de trabalho, com sobrecarga e pressão sobre os trabalhadores.

As doenças ocupacionais têm índices altos na UFSC. É inaceitável que em uma universidade, centro de produção de conhecimento, as condições de trabalho sejam tão problemáticas. O sindicato precisa intervir nesta questão, exigir uma política de prevenção em relação às doenças ocupacionais, equipamentos adequados, combate ao assédio moral, e pleitear uma política justa de pessoal, que facilite pedidos de transferência entre setores.

Aposentado: o sindicato também é seu

O trabalhador, após uma vida inteira dedicada ao trabalho, tem seus direitos negados e a renda achatada no momento da aposentadoria. Foram cometidas injustiças quanto ao enquadramento de muitos aposentados no novo plano de carreira em nossa universidade. Em outras universidades, a luta conquistou o reposicionamento. Precisamos cobrar isto do Conselho Universitário e da Reitoria. Só um sindicato livre e atuante poderá organizar esta luta e trazer esta conquista.

Sindicato crítico, não atrelado

A reitoria demonstra falta de compromisso com os trabalhadores e a universidade. Cortou a gratificação “urpinha”, impôs o “UFSC sem papel” sem diálogo nem preparação, gastou um dinheirão comprando equipamento para o ponto biométrico, apenas aos técnicos-administrativos, e toma medidas privatizantes, como a cobrança de taxas dos estudantes. Também aplica e defende os planos do governo para a universidade, mas o sindicato não faz qualquer crítica à reitoria. Para nós, o sindicato não pode ser comprometido com a reitoria. Tem que lutar e ser livre, independente, crítico.

Defender o direito às 6 horas

A oficialização das 6 horas (boa para os trabalhadores e a comunidade) tem amparo legal e está dando certo em instituições como o IFSC, a antiga Escola Técnica. Mas a reitoria se recusa a adotar a medida. Diante da reação contrária dos trabalhadores, às vésperas da eleição para reitor, recuou na aplicação do ponto eletrônico. Só que não está claro ainda como funcionará o anunciado modelo de ponto eletrônico via computador. Mais uma vez nós, trabalhadores, não fomos consultados. Ao que tudo indica, a reitoria quer impor outro modelo de controle de frequência como estratégia de pressão para derrotar a luta pelas 6h.

Se houve resistência ao ponto eletrônico e alguma luta pelas 6 horas, muito se deveu ao trabalho, à insistência e às propostas do Grupo de Trabalho das 6 horas, que criamos em assembléia. A diretoria boicotou reuniões do GT 6h e atuou nesta luta de maneira formal, com pouca atuação para mobilizar. A greve atual, por exemplo, poderia ter começado mais forte se o sindicato tivesse ido aos setores para expor a situação e ouvir a base.

ALGUMAS DAS NOSSAS PROPOSTAS

• Autonomia do sindicato em relação à reitoria, governos, empresas e partidos. Sindicato controlado pelos trabalhadores. Trabalho de base junto aos setores da UFSC. Respeito total ao Estatuto do Sintufsc e ao Plano de Lutas aprovado no Consintufsc.
• Defesa do serviço público. Não à privatização/ terceirização. Defesa da universidade pública e realmente democrática.
• Contra reformas neoliberais do governo Dilma e qualquer outro governo neoliberal. Cobrar mais verbas para educação, saúde e segurança.
• Carreira de verdade, com ascensão funcional, valorização salarial e concurso público.
• Contra as medidas que desvinculam o HU da universidade e levam à sua privatização. Defesa do HU 100% SUS.
• Defesa do direito de greve e contra a criminalização dos movimentos e lutadores sociais.
• Busca da união com o conjunto dos trabalhadores da cidade e do campo para a luta unificada em defesa de direitos e conquistas.
• Pela oficialização da jornada de 6h. Contra a imposição do ponto eletrônico.
• Por uma política de saúde dos trabalhadores, com garantia de ambientes salubres e isentos de assédio moral.
• Ação sindical firme contra a violência e assédio aos trabalhadores.
• Atuação firme pelo reposicionamento dos aposentados.
. Por um sindicato em que a luta seja cotidiana e a alegria e a festa um momento de fortalecimento para lutar mais.
Dia 28 de julho, vote chapa 2. Vamos mudar juntos, construir um sindicato forte, avançar em novas conquistas.

Para nos conhecer mais, acessehttp://trabalhadoresunidoschapa2.blogspot.com ou escreva para

NOMINATA DA CHAPA 2
Coordenador Geral: EDUARDO LUZ – DOMP
Coordenador Geral. JOÃO SOL ROZA PAGANI – CFH
Coordenador Geral. MARISTELA CASTRO – NDI
Coordenação de Formação e Políticas Sindicais. SELMA GRACIELE GOMES – Serviço Social da PRDHS
Coordenação de Formação e Políticas Sindicais. CECILIA HOBOLD – NDI
Coordenação Adm. e Financeiro. MARGARETE NORMA DUTRA – Etusc
Coordenação Adm. e Financeiro. CLAYR CARVALHO CRUZ – CED
Coord. de Polít. Esportivas, Sociais e Culturais. JOAO DE ASSIS – Almoxarifado Central
Coord. de Políticas de Comunicação. PAULO FERNANDO LIEDTKE – Agecom
Coord. de Assuntos Jurídicos. RODRIGO WEINHARDT BORGES – Prefeitura Universitária
Coord. de Assuntos Jurídicos. CELITA TEREZINHA PIRES DA SILVA – UTD/HU
Coord. de Aposentados e Pensionistas. ELAINE TAVARES – IELA
Coord. de Aposentados e Pensionistas. MARIA TEREZINHA DE JESUS OLIVEIRA – Aposentada HU
Coord. Regional – Araquari. MARIO LUIZ MADEIRA FERREIRA – Colégio de Araquari
Coord. Regional – Araranguá. AGEU CIPRIANO – Neo/HU
Coord. Regional – Curitibanos. ATAYDE ANTONIO RATTI – CCA
Coord. Regional – Joinville. ALEXANDRE LIMA – CCB
Suplentes
GENI ANA TRINTINAIA VARGAS – Esterilização/HU
MARIA NAZARE WAGNER – CFH
SIMONE MATOS MACHADO – PRAE

Tags: Sintufsc

Assembleia decide por continuidade da greve

13/07/2011 15:54

Em assembleia geral realizada na tarde desta terça-feira, dia 12 de julho, os trabalhadores técnico-administrativos da UFSC deliberaram, por maioria, pela continuidade do movimento grevista na universidade.

A decisão se deu após o envio de um documento do MEC e MPOG à Fasubra pedindo o fim da greve para que as negociações com o governo continuem. O comando nacional de greve aprovou um indicativo de fim do movimento grevista na semana passada.

A decisão dos trabalhadores da UFSC foi enviada aos delegados que estão em Brasília que vão colocá-la na votação desta quarta-feira, dia 13. Outras instituições de ensino realizaram assembléias nesta semana para que o comando nacional decida pela continuidade da greve.

Já está agendada nova assembleia geral para quinta-feira, dia 14 de julho, às 14 horas, no Hall da Reitoria, para avaliação da decisão do comando nacional de greve sobre o movimento.

Fonte: Sintufsc

Tags: GreveSintufsctécnico-administrativos

Assembleia Geral do Sintufsc

24/01/2011 16:47

O Sindicato dos Trabalhadores da UFSC (Sintufsc) promove Assembleia Geral nesta quinta-feira (27/1) para discutir a implantação do ponto eletrônico no Hospital Universitário (HU) e os desdobramentos da plenária nacional da Fasubra realizada em Brasília, no mês de dezembro. O evento será realizado no auditório José de Assis Filho, sede da entidade, a partir das 14 horas. Informações: (48) 3721-9220 ou www.sintufsc.ufsc.br

Tags: assembleia geralfasubraHUponto eletrônicoSintufsc
  • Página 3 de 3
  • 1
  • 2
  • 3