Universidades públicas beneficiaram 85,5 milhões de pessoas em 2020, aponta levantamento da Andifes

01/06/2021 10:58

A Associação Nacional dos Dirigentes das Instituições Federais de Ensino Superior (Andifes) lançou na última segunda-feira, dia 31 de maio, a pesquisa Conhecimento e Cidadania. O estudo, relativo ao período de março a dezembro de 2020, durante a pandemia de Covid-19, buscou levantar as atividades realizadas pelas universidades federais no período. No total, 48 das 65 das universidades (70%) responderam ao questionário enviado pelo colegiado às instituições. Juntas, essas instituições beneficiaram cerca de 85,5 milhões de pessoas por meio das ações.

Mesmo em meio à pandemia, mais de 50 mil estudantes concluíram a graduação nas universidades federais. Na área da pós-graduação, os programas de mestrado e doutorado registraram 133.628 matriculados. Em relação aos projetos de pesquisas, 73.825 estavam registrados e em andamento, sendo 2.015 diretamente ligados à Covid-19. Já na área da extensão, 29.451 projetos foram realizados, dentre os quais 2.487 voltados para a questão da pandemia.

No âmbito do atendimento às necessidades provocadas pela covid-19, os 50 hospitais universitários ligados às Ifes abriram 2 mil leitos exclusivos para o atendimento a pacientes acometidos pela doença, sendo 1,3 mil de enfermaria e 700 de UTI. Além disso, mais de 691 mil litros de álcool 70%, 515 mil face-shields e 651 mil máscaras foram produzidos e distribuídos gratuitamente. Também foram realizados mais de 670 mil testes para detecção de Covid-19.

Os dados completos da pesquisa podem ser acessados neste link.

Números da UFSC

A UFSC realizou uma série de ações institucionais e apoiou diversas ações voluntárias de distribuição de alimentos, equipamentos e insumos de proteção individual, testagem e vacinação, entre outros. Nas ações institucionais, segundo levantamento realizado em dezembro de 2020, a UFSC distribuiu 15 toneladas de alimentos aos estudantes dos cinco campi, além de EPIs e insumos de limpeza para os estudantes residentes na moradia estudantil e moradia indígena. Também apoiou iniciativas de arrecadação e distribuição de alimentos aos estudantes carentes e suas famílias, além das populações de baixa renda nos municípios onde temos campi.

O reitor Ubaldo Cesar Balthazar ressaltou a importância das ações desenvolvidas pela instituição. “O levantamento só confirma o que temos dito desde o primeiro momento: a UFSC e todas as demais instituições não pararam. Ainda que haja uma verdadeira campanha para nós desqualificar e desmontar, é nas universidades públicas que reside a ciência, se multiplica o conhecimento e se constrói a resistência e o combate em favor da vida”, afirmou.

> Confira os números da UFSC em 2020*

Nº de formados
Graduação: 230 formados (apenas referentes ao semestre 2020.1, que terminou em 19/12/2020)
Pós-Graduação:
Stricto sensu – 1.586 concluintes (Doutorado: 539; Mestrado: 937; Mestrado Profissional: 110)
Lato sensu – 1.222 (Especialização; 1.135; Residências: 87)
Nº de projetos de pesquisa desenvolvidos
3.357
Nº de projetos de pesquisa sobre a Covid-19 registrados e desenvolvidos
53
Nº de projetos de extensão desenvolvidos
Ações de Extensão Registradas: 2.089
Atividades Docentes Registradas: 19.787
Certificados de Extensão Emitidos: 106.524
Nº de participantes e pessoas atendidas pelos projetos de extensão
453.400
Nº de projetos de extensão relacionados à Covid-19 desenvolvidos
123 ações
Nº de alunos contemplados com auxílios
Empréstimo de computadores: 1.400
Chips Distribuídos: 400 chips
Auxílio para Aquisição de Pacotes de Dados: 600
Auxílio Emergencial: 5.000
Programas Regulares: 1.900 Bolsas Estudantis, 1.100 Auxílios Moradia e 50 Auxílios Creche
*Dados registrados em dezembro de 2020
Tags: AndifescoronavírusCovid-19extensão coronavíruspesquisa coronavírusUFSCUniversidade Federal de Santa Catarina