Agenda Cultural: peças ‘O Ovo’ e ‘Fando & Lis’ neste final de semana no Teatro da UFSC

24/10/2014 10:50

Os espetáculos O Ovo e Fando & Lis, produzidos pelos alunos do curso de Artes Cênicas da UFSC, retornam ao palco do Teatro da UFSC, neste fim de semana. As apresentações são abertas à comunidade, e a entrada é gratuita.

O Ovo será reapresentado nesta sexta-feira, 24 de outubro, às 20h, e faz parte da programação do Festival Isnard Azevedo. Os ingressos, limitados, serão distribuídos 30 minutos antes do inicio da peça.

Fando & Lis será reapresentado neste sábado e domingo, 25 e 26 de outubro, às 20 horas. Ingressos limitados. Reservas pelo e-mail .

O Teatro da UFSC está vinculado ao Departamento Artístico Cultural (DAC), da Secretaria de Cultura (SeCult) da Universidade. 
(mais…)

Tags: Fando & LinsO OvoTeatro da UFSCUFSC

Agenda Cultural: espetáculo ‘O Ovo’ no Teatro da UFSC neste fim de semana

03/10/2014 16:30

O Ovo segue com a temporada de apresentações no palco do Teatro da UFSC neste fim de semana, 3 de outubro (sexta-feira), às 21h, e 4 e 5 (sábado e domingo), às 20 horas. A produção é montagem final da disciplina Processos Criativos, do Curso de Artes Cênicas da UFSC.  A entrada é gratuita e aberta à comunidade, mas os ingressos são limitados e serão distribuídos 30 minutos antes do inicio da apresentação da peça.

Teatro, O Ovo (14)- WEB800

Foto: divulgação

A reflexão

Um tempo que não foi, que não aconteceu; um tempo parado na mais profunda vaidade; uma espera que se perdeu, que não ocorreu – que bom que terminou. E o sol da nova manhã desvela outras clareiras. Nada como um dia após o outro. É agora?

O Ovo propõe questionar a condição humana. Para tanto, Valquiria Vasconcelos da Piedade compôs a dramaturgia através de textos de Friedrich Nietzsche (Assim Falou Zaratustra), Martin Heidegger (Construir, Habitar, Pensar), Dostoiévski (Crime e Castigo) e algumas fábulas de Esopo. Por meio de uma perspectiva trágica da dramaturgia, optou-se por uma estética que se aproxima do teatro do absurdo. A principal discussão do texto permeia a relação do homem com a verdade e o tempo e também a dos homens entre si.
(mais…)

Tags: curso de artes cênicasDACO OvoUFSC

Agenda Cultural: ‘O Ovo’ segue em cartaz no Teatro da UFSC neste fim de semana

05/09/2014 13:15

Quem veio primeiro? o ovo ou a galinha? Esse e outros questionamentos estão presentes na peça O Ovo, que segue em cartaz no Teatro da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) neste fim de semana: dia 5 de setembro, às 21h, e dias 6 e 7, às 20 horas. A produção é a montagem final da disciplina Processos Criativos, do curso de Artes Cênicas da UFSC. A entrada é gratuita e aberta à comunidade, mas os ingressos são limitados e serão distribuídos 30 minutos antes da apresentação.
(mais…)

Tags: O OvoTeatro da UFSCUFSC

Agenda Cultural: ‘O Ovo’ retorna ao Teatro da UFSC neste fim de semana

28/08/2014 08:49

Quem veio primeiro: o ovo ou a galinha? Esse e outros questionamentos estão na peça O Ovo, que volta ao Teatro da UFSC neste fim de semana — dia 29 às 21h, dias 30 e 31 às Teatro, O Ovo (14)- WEB80020 horas.

A produção é montagem final da disciplina Processos Criativos, do curso de Artes Cênicas da UFSC. A peça tem entrada gratuita e é aberta à comunidade, mas os ingressos são limitados e serão distribuídos 30 minutos antes do início da peça. É possível, no entanto, que se consiga entrar no teatro mesmo sem essa confirmação – desde que ainda haja bilhetes disponíveis.

Sinopse 

Um tempo que não foi, não aconteceu. Um tempo parado na mais profunda vaidade humana. Uma espera que se perdeu, uma espera que não ocorreu. Que bom que terminou. E o sol da nova manhã desvela outras clareiras. Nada como um dia após o outro. É agora?

Experiências de montagem

A ideia para a montagem da peça O Ovo surgiu no final de 2012. No princípio não fazia parte da disciplina Processo Criativo, mas dois anos mais tarde surgiu a oportunidade e assim os integrantes buscaram concretizar a ideia, que estreou em julho desse ano.

O OVO propõe questionar a condição humana. Para tanto, Valquiria Vasconcelos da Piedade compôs a dramaturgia através de textos do filósofo Friedrich Nietzsche (Assim Falou Zaratustra), Martin Heidegger (Construir, Habitar, Pensar), Fiodor Dostoiévski (Crime e Castigo), e fábulas de Esopo. Por meio de uma perspectiva trágica da dramaturgia, optaram por uma estética que aproxima do teatro do absurdo; o guia para a construção das metáforas de O OVO é o dramaturgo romeno Eugène Ionesco, principalmente o texto “As Cadeiras”. A Principal discussão do texto permeia a relação do homem com a verdade e o tempo e também dos homens entre homens.

Por que O OVO? O título da peça surgiu depois que a dramaturgia foi composta, dizem os integrantes da peça. Segundo o grupo, a imagem do ovo possibilita muitas perguntas fundamentais, a começar por aquela tão popular: quem veio primeiro: o ovo ou a galinha? O ovo como metáfora permite questionar sobre o nascimento, a vida, a morte, o novo, o velho, a verdade, as verdades, a esperança, o medo daquilo que vem ou daquilo que não vem, entre outras questões.

O trabalho realizado é requisito obrigatório do Curso de Artes Cênicas. Cada grupo é acompanhado por um professor-orientador. Para este trabalho, o orientador foi o professor Daniel Alberti. Para a confecção de cenário, figurino e iluminação, o grupo foi auxiliado pelos técnicos Guilherme Rosário Rotulo, Rachel Teixeira Dantas e Gabriel Guedert e Luciano Bueno. Como quesito obrigatório do programa, os alunos se organizam em um grupo de oito integrantes e entre eles foram divididas as funções. Os alunos salientam que o trabalhado na disciplina de Processos Criativos tem relação direta com tudo aquilo que eles, os acadêmicos, pesquisaram durante o período, de cerca de 7 semestres, no Curso de Artes Cênicas da UFSC: enfatizam o Plano Textual, que consiste na questão dramatúrgica do texto, assim como o Plano Cênico, ao trabalharem as relações triangulares entre Atores-Palco-Público.

Como isso se dá? No final de 2013, os alunos que cumprirão com a disciplina no próximo ano escreveram o projeto e encaminharam para uma banca avaliadora, composta por professores do próprio programa. Já no projeto, é determinado o aluno que irá dirigir a montagem (Valquiria Vasconcelos), o aluno que dará a assistência à direção (Alessandro Bem), os alunos atores (Anna Lia Sant’Ana, Bianca Gonçalves, Bruno Miguel Leandro, Dai Cavalli, Lidiane Mesquita e Susan Monteschio), os alunos que se responsabilizarão pela produção e criação de arte – cenário, sonoplastia, figurino e iluminação (Alessandro Bem, Donnie Seabra e Valquiria Vasconcelos) e a produção de imagem e divulgação (Alessandro Bem e Valquiria Vasconcelos).

Também na etapa de projeto, os alunos encaminharam à banca três nomes possíveis de professores para fazerem a orientação dos alunos. Devido a alguns ajustes entre os professores, acabaram ficando sob a orientação de um novo professor, que muito contribuiu para o trabalho. E os integrantes da peça contam como isso transcorreu: “Para nós, alunos, foi sempre uma aprendizagem, cada professor que conversava com o grupo acrescentava outras perspectivas para o trabalho: foi preciso estar disposto à constante reinvenção.” E acrescentam: “Entre o grupo: altos e baixos. Percebemos o quanto é difícil trabalhar com pensamentos tão contrastantes durante um semestre. Aprendemos que fazer teatro extrapola a competência da técnica, da estética e se abre para uma relação humana que por sua vez fez jus à própria dramaturgia” concluem.

Faixa Livre com Filosofia

A montagem tem duração de 50 minutos. O texto é dividido em 8 cenas e seu sentido se dá através da repetição absurda dos ponteiros do relógio. O OVO mostra a delicada relação entre as pessoas. Mostra a fraqueza e a vaidade entre os homens. Mostra sua luta absurda para dar sentido às coisas e sua necessidade absurda de alcançar a verdade. A faixa etária é livre, embora os textos carreguem uma densidade filosófica, os alunos-atores buscam simplificar na representação, para, justamente, dar acesso aos que têm e aos que não têm uma bagagem filosófica. Muitas perguntas permanecem… e quem veio primeiro: o ovo ou a galinha?

Ficha Técnica

Texto: Valquiria Vasconcelos; Arranjo de Fragmentos brechtianos retirados da peça “A parada do velho novo” (Eduardo Montagnari); Fragmentos de Blaise Pascal; Fragmentos de Friedrich Nietzsche; Fragmentos de Martin Heidegger;
Fragmentos de Vitor Hugo; Fragmentos de FiódorDostoiévski; Esopo e uma esquete de Alcione Araújo.
Direção: Valquiria Vasconcelos e Alessandro Bem
Produção:Alessandro Bem, DonnieSeabra e Valquiria Vasconcelos.
Sonoplastia:Alessandro Bem, DonnieSeabra e Valquiria Vasconcelos.
Identidade Visual: Alessandro Bem e Valquiria Vasconcelos.
Elenco: Anna Lia Sant’Anna, Bianca Gonçalves, Bruno Miguel Leandro, Dai Cavalli, Lidiane Mesquita e Susan Monteschio.
Orientação: Daniel Alberti e Fábio Salvatti.
Servidores técnicos: Gabriel Guedert, Guilherme Rosário Rotulo e Rachel Teixeira Dantas.

Serviço

O quê:  peça O Ovo, do curso de Artes Cênicas da UFSC.
Quando: 29 de agosto (às 21h), 30 e 31 de agosto (às 20 horas).
Quanto: gratuito e aberto à comunidade. INGRESSOS LIMITADOS, distribuídos 30 minutos antes do início da peça..
Onde: Teatro da UFSC, ao lado da Igrejinha. Praça Santos Dumont, Trindade, Florianópolis-SC.
Classificação: livre.
Duração: 50 minutos.
Contato da produção: (48) 9657-1034.

O teatro abre meia hora antes do espetáculo.

 

Visite www.dac.ufsc.br

Fonte: [CW] DAC: SECULT: UFSC, com texto do grupo. Fotos divulgação.

Tags: Agenda culturalO OvoTeatro da UFSCUFSC