Palestra na UFSC discute suicídio e formas de prevenção

28/09/2016 14:01

índiceCom a presença de Eduardo Mylius Pimentel, médico psiquiatra e presidente da Associação Catarinense de Psiquiatria, a “Palestra de prevenção ao suicídio” discutiu como identificar e tratar as causas de um possível suicídio. A palestra ocorreu na sala Calêndula, no Centro de Cultura e Eventos da UFSC.

Durante o encontro foram abordadas questões como a ambivalência – quando a pessoa não quer se matar, mas pensa na possibilidade – e também a relação do suicídio com algum transtorno psiquiátrico tratável.
(mais…)

Tags: Dia Mundial de Prevenção ao SuicídioencontropalestraprevençãoSetembro AmareloUFSCUniversidade Federal de Santa Catarina

Direção do CCB faz ação no Dia Mundial de Prevenção ao Suicídio

11/09/2015 15:40

A equipe da direção do Centro de Ciências Biológicas (CCB) da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) realizou, na quinta-feira, 10 de setembro, Dia Internacional de Prevenção ao Suicídio, uma ação de conscientização sobre o tema. Os diretores e técnicos utilizaram camisetas do movimento mundial “Setembro Amarelo”, visando ampliar a prevenção sobre esta que é a segunda maior causa mundial de morte entre pessoas na faixa etária de 15 a 29 anos. O objetivo geral do campanha é reduzir o número de incidências em 10% até 2020 no mundo todo.

IMG_2742

Responsável pela criação da campanha, a International Association for Suicide Prevention – IASP (Associação Internacional de Prevenção ao Suicídio) aponta que o objetivo da data é estimular a discussão sobre o assunto, preparando as pessoas a desempenharem um papel de suporte às vítimas em potencial. A iniciativa envolve entidades de âmbito nacional e internacional, como a Associação Médica Brasileira (AMB), Sociedade Brasileira de Neuropsicologia (SBNP), Cruz Vermelha, Centro de Valorização da Vida (CVV) e o Exército Brasileiro.

Estão previstas atividades em todo o país durante o mês: em Florianópolis, dia 20, ocorrerá uma passeata às 15h, na avenida Beira-Mar, e, no dia 22, a Secretaria Municipal de Saúde ministrará um curso de capacitação para profissionais da área.

Segundo o vice-diretor do CCB e coordenador científico da Associação Catarinense de Psiquiatria, Tadeu Lemos, a falta de discussão sobre o tema impede que informações preventivas cheguem às potenciais vítimas, que “sofrem com a ignorância, o preconceito e a discriminação”. Transtornos mentais como a depressão, somados ao consumo de entorpecentes, estão entre as principais causas do suicídio, que podem ser tratadas mediante atendimento médico e apoio de pessoas próximas.

Dados da Organização Mundial da Saúde (OMS) apontam que o suicídio é responsável pela morte de 800 mil pessoas ao ano – com 86% dos casos incidindo em países em desenvolvimento. A maior parte das vítimas são adolescentes e adultos, na faixa etária entre 15 e 44 anos. O relatório de prevenção da OMS aponta que, globalmente, o suicídio corresponde a 50% das mortes violentas entre homens e a 78% entre as mulheres.

A cartilha oficial da campanha do “Setembro Amarelo” contém as principais informações relacionadas à prevenção ao suicídio, além de indicar os cuidados relacionados a ele. Instituições de saúde, serviços de pronto atendimento e CVVs são entidades que podem prestar auxílio às vítimas em potencial.

Na foto os professores Tadeu e Sônia diretores do CCB

Na foto os professores Tadeu e Sônia diretores do CCB

Gabriel Daros Lourenço / Estagiário de Jornalismo / DGC / UFSC

Tags: Centro de Ciências Biológicas (CCB)Dia Mundial de Prevenção ao Suicídio