Tire suas dúvidas sobre medidas da UFSC frente aos bloqueios orçamentários

30/08/2019 16:59

Desde o anúncio de bloqueios orçamentários, a comunidade universitária levantou diversas dúvidas sobre como a UFSC enfrentaria a escassez de recursos. Selecionamos, abaixo, as informações para as questões mais procuradas pela comunidade, divididas em cinco categorias: Vestibular; Restaurante Universitário; bolsas; aulas; pesquisa e extensão; e atividades administrativas.

Este conteúdo será constantemente atualizado pela Agência de Comunicação (Agecom) da UFSC.

Perguntas adicionais devem ser encaminhadas ao e-mail .

As respostas mais frequentes serão, na sequência, acrescentadas a este FAQ.

 

Vestibular

O bloqueio no orçamento da UFSC afeta a realização do Vestibular 2020?

O ingresso de estudantes de graduação, por meio do Vestibular da UFSC, é ato administrativo regular, regido pelo Conselho Universitário, e é uma obrigação da universidade pública. A próxima edição não será afetada e o cronograma decorre normalmente, conforme orientações no Edital e na página do concurso. O Vestibular 2020 será unificado com a Universidade Federal da Fronteira Sul (UFFS).

 

Restaurante Universitário

Quais foram as mudanças no atendimento do Restaurante Universitário (RU)?

Além da redução da equipe terceirizada e do cardápio no RU, no bairro Trindade, também houve restrição de acesso a participantes de eventos. Outra medida prevista para ser implementada a partir de 15 de setembro, caso o bloqueio orçamentário não seja revertido, é a limitação de acesso ao restaurante somente a estudantes isentos, ou seja, aos que possuem Cadastro Socioeconômico na Pró-Reitoria de Assuntos Estudantis (PRAE).

Informação atualizada em 12/09/2019: A Pró-Reitoria de Assuntos Estudantis (Prae) comunica que, tendo em vista a liberação de 7% do orçamento anual da Universidade Federal de Santa Catarina neste mês de setembro, será possível garantir que os Restaurantes Universitários da UFSC permaneçam abertos normalmente por pelo menos até 15 de outubro.

Aulas

As aulas de graduação e de pós-graduação serão canceladas?

As novas medidas adotadas almejam, ao máximo, preservar as aulas de graduação e de pós-graduação. Em princípio, aulas do período noturno e encontros no fim de semana de projetos de pesquisa e extensão, que ocorrem regularmente no campus Trindade podem ser concentradas em apenas em três Centros de Ensino, para otimizar os serviços de limpeza e vigilância. Tal medida, entretanto, está prevista para ocorrer somente após 15 de setembro, caso os bloqueios não sejam revertidos.

 

Bolsas

As bolsas podem ser canceladas?

As bolsas pagas pela UFSC, atualmente destinadas, serão mantidas normalmente até o final do contrato. As novas medidas a serem adotadas a partir de 15 de setembro, caso não haja mudança orçamentária, todavia, suspendem novos editais de concessão de bolsas de estágio, monitoria, pesquisa e extensão. As bolsas de extensão, pesquisa, inovação, cultura e artes desde de julho são pagas com recursos das próprias pró-reitorias e serão mantidas, porém, sem novos bolsistas.

 

Pesquisa e Extensão

A Semana de Pesquisa e Extensão (Sepex) de 2019 será suspensa?

A suspensão da Sepex é uma possibilidade concreta, se persistir o bloqueio orçamentário. No entanto, a Administração Central estudará um novo formato para o evento, que é a maior feira de divulgação científica de Santa Catarina, há 18 anos.

Os projetos de pesquisa e extensão em andamento podem ser cancelados?

Os projetos de pesquisa e extensão com recurso próprio manterão suas atividades normalmente.

 

Atividades Administrativas

Quais os impactos das medidas nas atividades administrativas?

As novas medidas não implicam no fechamento de setores administrativos, mas impactam em seu funcionamento, pois se somam às ações tomadas em julho, que implicaram na redução dos serviços de limpeza e vigilância e suspendem viagens e eventos de capacitação aos técnicos-administrativos em Educação e docentes.

Outra restrição, que deverá ser implementada a partir de 15 de setembro, caso os bloqueios persistam, é referente ao uso dos condicionadores de ar em todos os setores, exceto aqueles em que o uso do equipamento seja obrigatório, como o biotério, as bibliotecas e o museu, por exemplo. Estudos apontam que, em instituições públicas, os aparelhos de ar-condicionado representam 48% do consumo de energia elétrica. Os dados sobre consumo de energia e de água da UFSC podem ser acessados neste link

Além dessas medidas, os materiais de consumo, serviço de jardinagem, frota e serviço de carregadores também afetam visitas técnicas, atividades administrativas, conservação e limpeza e atrasa a remoção de bens móveis. Por fim, os servidores TAEs e docentes podem não ter mais acesso aos Restaurantes Universitários a partir de 15 de setembro, se persistir o bloqueio.

 

Agecom/UFSC

Tags: bloqueio orçamentárioUFSCUniversidade Federal de Santa Catarina