UFSC na mídia: o perfil de quem é aprovado no vestibular

10/01/2019 10:43

Os editores da NSC, Cristian Edel Weiss e Maiara Santos, desenvolveram uma reportagem especial que analisa dados referentes aos vestibulares da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) através do projeto Caixa de Dados. O Caixa de Dados utiliza dados públicos para abordar histórias e análises referentes à realidade de Santa Catarina e do Brasil por meio de uma linguagem acessível e identidade visual.

Neste material o leitor pode encontrar informações sobre a evolução de candidatos inscritos e classificados, como também o histórico de candidatos por vaga desde a década de 1970. Há, ainda, informações sobre o estado de origem dos candidatos aprovados de acordo com os cursos e a participação de mulheres e homens na prova.

Confira a reportagem completa a seguir ou por meio do endereço eletrônico https://www.nsctotal.com.br/colunistas/caixa-de-dados/o-perfil-de-quem-e-aprovado-no-vestibular-da-ufsc.

O perfil de quem é aprovado no vestibular da UFSC

Por Caixa de Dados
14/12/2018 – 12h16 – Atualizada em: 15/12/2018 – 11h28

Arte: Maiara Santos. Disponível em https://www.nsctotal.com.br/colunistas/caixa-de-dados/o-perfil-de-quem-e-aprovado-no-vestibular-da-ufsc.

Texto: Cristian Edel Weiss | Arte e visualização de dados: Maiara Santos

A semana foi marcada pela maratona de provas do Vestibular da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) 2019. Agora, a expectativa é pelo listão, que deve sair até a segunda quinzena de janeiro. No total se inscreveram 28.051 candidatos, que disputaram 4.555 vagas em 101 cursos. Neste ano, a média foi de 6,16 candidatos por vaga, a menor desde 2015, quando a universidade registrou procura de 4,96 concorrentes por cadeira disponível. Também é o mais baixo número de inscritos pelo menos dos últimos 10 anos.

As mulheres se inscrevem mais, mas homens são mais aprovados; houve crescimento de estudantes de outros Estados; soma de egressos das escolas públicas tem aumentando, mas eles ainda são minoria. Confira os detalhes nos gráficos ao longo do post.

Desde o vestibular de 2016, entretanto, o sistema de seleção da UFSC foi modificado, destinando 30% das vagas via Sistema de Seleção Unificada (Sisu), para candidatos que fizeram o Exame Nacional do Ensino Médio, além de promover melhorias no sistema de ações afirmativas, as chamadas cotas étnicas e sociais.

Essas ações contribuíram com a mudança de alguns aspectos do perfil do estudante classificado no vestibular hoje em dia em relação aos candidatos de uma década atrás.

Para interpretar melhor alguns dados, é importante entender algumas nomenclaturas técnicas usadas pela UFSC. A principal delas é a distinção entre inscritos, aprovados e classificados. Inscritos são os que fizeram a inscrição e estão aptos a prestar as provas (mas muitos faltam a algum dos três dias de provas e podem ser desclassificados).

Aprovados são os que atingiram as notas mínimas nas provas e na redação, mas não necessariamente conseguiram uma vaga. Essa, sim, é a condição dos classificados, que tiraram nota suficiente para obter uma vaga no curso ou se enquadram nas políticas de cotas. As siglas BEL e LIC dizem respeito, respectivamente, a Bacharelado e a Licenciatura. Outro ponto importante para evitar confusão é a nomenclatura oficial do vestibular, que sempre indica o ano posterior. O Vestibular 2018, por exemplo, é o que foi realizado em dezembro de 2017, visando o ingresso no ano letivo de 2018. Já o realizado nesta semana foi o Vestibular 2019.

Confira a reportagem completa e os gráficos interativos em https://www.nsctotal.com.br/colunistas/caixa-de-dados/o-perfil-de-quem-e-aprovado-no-vestibular-da-ufsc.

Baixe os dados

​​​↷ Clique aqui para conferir a base completa que deu origem aos gráficos.​​