17ª Sepex: palestra de abertura aborda pesquisa e inovação para a educação do futuro

19/10/2018 09:06

A palestra de abertura da 17ª Semana de Ensino, Pesquisa e Extensão (Sepex), promovida pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), foi realizada na manhã desta quinta-feira, 18 de outubro, no Centro de Cultura e Eventos Reitor Luiz Carlos Cancellier de Olivo, pela pesquisadora Alexandra Okada. Okada atua na The Open University, no Reino Unido, e abordou o tema “Pesquisa e inovação responsáveis para a educação do futuro”.

Na atualidade, são muitos os papéis que estamos ocupando na sociedade e isso mostra o quanto a nossa vida tem se tornado dinâmica. “Por isso, é fundamental nos questionarmos sobre o que nos move para a vida, qual a contribuição que a nossa pesquisa vai trazer para a população, qual direção seguir? A proposta aqui é nos questionarmos sobre a proposta de preparar o aluno para fazer a diferença e, para isso, precisamos observar as mudanças que o mundo está trazendo”, fala ela ao iniciar a palestra com uma atividade interativa com a plateia.

A proposta de educação do futuro apresentada por Alexandra envolve a metodologia RRI: Responsible, Research, Innovation, que instiga o pesquisador/educador a compreender o conceito de coaprendizagem, refletir sobre os princípios e as práticas da pesquisa, examinar as aplicações e identificar novos horizontes. Assim, a RRI é uma maneira de fazer pesquisa e inovação sustentável alinhada com as seguintes vertentes: desenvolvimento científico e tecnológico (ciência e tecnologia) e necessidades prioritárias da sociedade local e global (necessidades globais).

“Trabalhamos para que o estudante desenvolva a habilidade de fazer perguntas que vão instigar pesquisas científicas, de interrogar fontes no combate às fake news, desenvolver o pensamento científico para analisar dados, evidência e fatos, além de formar seus próprios argumentos. O cidadão precisa compreender a inovação para dar um palpite que seja representativo, não um palpite manipulado pela mídia”.

A RRI visa integrar a população aos ambientes de pesquisa para que esses se envolvam com a produção científica. Para Okada a aprendizagem precisa ser aberta e colaborativa, sendo que o processo de Projetos de RRI envolve ética, igualdade de gênero, governança, acesso aberto, engajamento público, educação científica. “O objetivo é pensar as vidas no planeta, o que deixaremos às gerações futuras, os desafios relevantes e urgentes e os avanços da ciência e tecnologia. É preciso envolver as pessoas de todas as áreas, além dos pesquisadores, na educação para trabalharmos com a sociedade em projetos e resoluções de problemas por meio de metodologias ativas”.

Para Alexandra é preciso investir nas pessoas e os pesquisadores precisam pensar se o que se está trabalhando na pesquisa é relevante. “A pesquisa é importante? Qual problema estamos realmente focando? Precisamos fazer a diferença. Qual será o impacto da nossa pesquisa para as novas gerações futuras? É isso que nós temos que pensar”, reforça ela.

Na União Europeia os agentes de atuação são o pesquisador, o gestor de política, o educador, o profissional da indústria e a aprendizagem e gestão e atuam em sete eixos: saúde, alimentação, energia, transporte, ambiente, sociedade, segurança.

Ao final da palestra o pró-reitor de Graduação, Alexandre Marino, e o gerente de Educação do Senai, Fernando Piti, entregaram à palestrante o certificado de participação da 17ª da Sepex.

Para Marino, o tema abordado por Okada é importante para refletirmos sobre temas muito oportunos. “Esse é o objetivo da Sepex, criar um ambiente em que possamos, presencialmente, ter um momento de reflexão sobre o ensino, a pesquisa e a extensão na nossa UFSC e o papel da universidade para com a sociedade”.

Mais

A 17ª Sepex está aberta para visitação da comunidade interna e externa até sábado, 20 de agosto, e se trata da maior mostra científica do estado. Atividades  estão sendo realizadas nos campi da UFSC em Araranguá, Blumenau, Curitibanos, Florianópolis e Joinville. A Sepex integra a Semana Nacional de Ciência e Tecnologia, promovida pelo Ministério de Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC). Confira mais informações e a programação AQUI.

Nicole Trevisol / Jornalista da Agecom / UFSC

*Ítalo Padilha / Agecom / UFSC