Departamento de Anatomia da UFSC esclarece que possui cadáveres suficientes para estudos e pesquisas

13/06/2013 15:58

Chefe do Departamento de Ciências Morfológicas, Wilson Pacheco. Foto: Acervo pessoal.

Em comentário veiculado no Jornal do Almoço, da RBS TV, do dia 29 de maio de 2013, afirmou-se que a Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), diante da proibição judicial de utilização de animais em suas pesquisas no Curso de Medicina, teria que concentrar seus experimentos em apenas três cadáveres mantidos no Departamento de Anatomia, número insuficiente perante a quantidade de estudantes. (Assista ao comentário na íntegra)

Procurado por jornalistas do mesmo veículo de comunicação para esclarecimentos, o chefe do Departamento de Ciências Morfológicas, Wilson Pacheco, apontou os seguintes dados reais da UFSC: 28 cadáveres inteiros (para dissecção); 40 cadáveres dissecados para estudos de todas as turmas; e 50 cadáveres (aproximadamente) desmembrados para análises de regiões isoladas, além de uma quantidade significativa de peças isoladas de órgãos e sistemas. O professor ressaltou, ainda, que a UFSC possui um fluxo considerável de doações espontâneas (de hospitais e de famílias) e recebe, também, por meio de convênio do Instituto Médico Legal (IML). Somente neste ano foram mais de 30 doações.
(mais…)

Tags: Cacau MenezesDepartamento de AnantomiaDepartamento de Ciências MorfológicasUFSCWilson pacheco