Calendário da UFSC produzido pela Agência de Comunicação mostra a diversidade na instituição

30/01/2017 12:06

calendario2017_WEB2Fortalecer e disseminar o posicionamento contra qualquer ato de discriminação e despertar a sociedade para o respeito. Essa é uma das propostas do novo Calendário da UFSC, produzido pela Agência de Comunicação (Agecom) com distribuição prevista para início do semestre letivo.

Ancorado no conceito “Aqui tem diversidades”, o calendário apresenta 12 personagens que representam as categorias de servidores docentes, técnicos-administrativos e estudantes – 6 homens e 6 mulheres -, distribuídos em perfis diversos: homoafetivos, imigrantes, deficientes físicos, idosos, jovens, indígenas, quilombolas, negros e feministas, entre outros(as). A peça foi elaborada pela Coordenadoria de Design e Programação Visual, em parceria com jornalistas e fotógrafos da Agecom.

Os participantes falam da sua experiência profissional, da relação com a universidade e do que pensam sobre a diversidade, como Ingrid Medina, aluna de graduação do curso de Serviço Social: “Aqui não é um lugar para poucos, é para muitos e, principalmente, para quem precisa”.
(mais…)

Tags: Aqui tem DiversidadescalendárioFrancis Solange Vieira TourinhoSaadUFSC

UFSC completa 56 anos e se posiciona em defesa da diversidade

16/12/2016 13:00

Em vários momentos de sua vida, sentiu o preconceito na pele. Nunca se deixou abater pelo inimigo que estava presente no convívio familiar, no meio acadêmico e no profissional. Quando relembra-se dos fatos ainda se emociona, de alguns até consegue achar graça, não costuma guardar mágoa e no geral, perdoa. É muito sensível às histórias alheias. Todos que a conhecem sabem que chora com facilidade e para ela a explicação é muito simples: “se a gente não se importar, com certeza há algo errado”.

Negra, filha de mãe baiana e pai catarinense, irmã mais velha de quatro irmãos, estudante do ensino público, mãe de gêmeos, participa de escola de samba desde a infância, pertence à religião de matriz africana, enfermeira pediátrica, docente, pesquisadora do CNPq, e atualmente responde pelas politicas de ações afirmativas e diversidades da UFSC.

Fez a graduação e o pós-doutorado na UFSC, mestrado em Farmacologia e doutorado em Saúde da Criança e do Adolescente pela Universidade Estadual de Campinas (Unicamp). Deu aulas na Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN), Unicamp, Universidade Metodista de Piracicaba, Universidade São Francisco – Braganca Paulista, Faculdades Integradas Einsten Limeira (Fiel) e Universidade Paulista (Unip).

Foi eleita pela gestão da UFSC para retomar o compromisso social da instituição – o de defesa da diversidade humana – seja de orientação sexual, identidade de gênero, étnico-raciais, pessoas com deficiência e outros. Um novo desafio para ela, Francis Solange Vieira Tourinho, e em maio deste ano tornou-se oficial: estava no comando da primeira Secretaria de Ações Afirmativas e Diversidades (Saad) da UFSC.

Francis Tourinho - Foto Henrique Almeida-4

Francis, secretária de Ações Afirmativas e Diversidades da UFSC. Foto: Henrique Almeida/Agecom/UFSC

O reitor Luiz Carlos Cancellier de Olivo afirma que a criação de órgão para tratar desses temas tem origem na constatação de que a UFSC mudou, quanto ao perfil de seus estudantes. “A partir do momento em que passamos a receber jovens de diferentes origens, locais, etnias – algo que sempre ocorreu, mas acentuou-se com as cotas, os 50% destinados à escola pública e o ingresso pelo Sisu (Sistema de Seleção Unificada) – foi necessária uma ação institucional mais objetiva sobre esses grupos”. Reforça que as estruturas até então existentes, particularmente a Prae (Pró-Reitoria de Assuntos Educacionais) e a Prograd (Pró-Reitoria de Graduação), davam conta de executar políticas de apoio, mas era fundamental um espaço mais específico, com pessoas ligadas diretamente aos movimentos e com conhecimento de causa. “A equipe da Saad é múltipla, diversa, plural, como são as ações da própria Secretaria. E isso legitima a criação da nova estrutura. Nada mais verdadeiro do que afirmar que aqui na UFSC tem diversidade”, conclui Cancellier.
(mais…)

Tags: 56 anosFrancis Solange Vieira TourinhoSaadUFSC