UFSC orienta comunidade universitária sobre o novo coronavírus

06/03/2020 18:59

Apesar de não haver casos confirmados do novo coronavírus no estado de Santa Catarina, os governos locais e instituições já promovem ações para minimizar o risco de que a doença provocada por ele, Covid-19, se espalhe. O primeiro semestre letivo de 2020 começa, na Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), nesta quarta-feira, 4 de março, quando são esperados mais de 30 mil estudantes.

“A Universidade é local de ensino, pesquisa e extensão. É nosso dever e missão disseminar informações à nossa comunidade e fazê-las chegar à sociedade”, salienta o reitor Ubaldo Cesar Balthazar. “Assim, acreditamos que é necessário preparar a nossa comunidade para termos um início de semestre tranquilo, porém consciente, com a adoção de algumas medidas básicas que já ajudam muito a evitar que essa doença chegue e se propague”, ressalta.

Os especialistas em microbiologia, virologia e infectologia da Universidade e do Hospital Universitário (HU) contribuíram com informações e orientações para professores, técnicos e estudantes aplicarem em seu dia-a-dia dentro e fora da UFSC. São regras básicas de convívio em casa, nas salas de aula e nos locais de trabalho, as mesmas que estão sendo divulgadas pelo Ministério da Saúde, a Organização Mundial de Saúde (OMS) e Organização Pan-Americana de Saúde (OPAS). 

Prevenção em atividades diárias

“As medidas começam pelo bom senso”, orienta Oscar Bruna-Romero, professor do Departamento de Microbiologia, Imunologia e Parasitologia. O pesquisador recomenda que todos exercitem a “etiqueta respiratória” e a “etiqueta de contato”. Entre as precauções apontadas por ele e pelas especialistas do HU, Ivete Ioshiko Masukawa, médica infectologista, e Graciele Trentin, chefe do setor de Vigilância em Saúde e Segurança do Paciente, estão tossir ou espirrar usando a parte interna do cotovelo para cobrir a boca ou um lenço descartável, que deve ser imediatamente jogado fora; além de se evitar tocar em seu próprio rosto (olhos, nariz, boca) ou no rosto de outras pessoas.

Também são recomendados cuidados como lavar as mãos sempre que possível, com água e sabão, e utilizar álcool em gel nos intervalos entre as lavações das mãos. Higienizar superfícies tocadas por muitas pessoas, como maçanetas e corrimãos, e manter limpos teclados de computador e telas de celulares. Fora de casa, o contato pessoal de proximidade, como apertos de mão, abraços e beijos, também deve ser evitado.

“É importante que as pessoas que tenham algum sintoma, como tosse, febre, e que tenham viajado para os países que já tiveram transmissão local da doença [ver lista] ou tenham alguém próximo que tenha viajado e esteja doente, ou que estejam doentes e tenham algum conhecido próximo que tenha sido diagnosticado com Covid-19, evitem ir às aulas antes de passar pelo posto de saúde mais próximo de sua casa”, indica. 

Dentro das salas de aula e ambientes de trabalho, as orientações principais são: reduzir, sempre que possível, o uso do ar-condicionado e evitar janelas fechadas, preferindo a ventilação natural, criando correntes de ar. O uso de ferramentas como videoconferências e ferramentas on-line de conversação são preferíveis às reuniões presenciais. Caso elas sejam inevitáveis, é melhor que os encontros sejam breves, e com o menor número possível de pessoas. “Prefira o ar livre, tanto para as aulas, como para os eventos, sempre que possível”.

Medidas da Administração Central

A Administração Central da UFSC ressalta que, por enquanto, não serão tomadas medidas de restrição de eventos ou mudanças em solenidades e afins. “As ações, por ora, devem se dar no sentido de orientar sobre os cuidados e a prevenção”, ressalta o reitor.

Ambientes de grande circulação de pessoas, como o Restaurante Universitário, já têm medidas eficazes de desinfecção no preparo dos alimentos, no entanto, é preciso que os usuários lavem bem as mãos antes de entrar nos restaurantes, e não utilizem esses espaços se têm suspeita da doença. “Nosso foco é na política de conscientização da higienização das mãos dos usuários – utilizar as pias antes de entrar, limpar bem as mãos com o álcool em gel que é disponibilizado nas entradas e nas áreas internas”, ressalta o pró-reitor de Assuntos Estudantis Pedro Manique.

O uso de máscaras faciais também não é recomendado para todos – apenas profissionais de saúde, cuidadores e indivíduos com sintomas respiratórios.

“A melhor maneira de combater epidemias é com o engajamento da comunidade”, afirma o professor Oscar Bruna-Romero. Ele afirma que não há motivo para medo ou pânico, mas não se deve minimizar a Covid-19 como apenas mais uma gripe. “Estamos diante de uma doença que o mundo inteiro está conhecendo aos poucos, então é importante que todos se unam no combate à doença, que se sintam também responsáveis”, conclui.

Para não esquecer

No seu dia-a-dia:

  • Sempre exercitar a “etiqueta respiratória” e “etiqueta de contato”:
    • Lavar as mãos sempre que possível, com água e sabão;
    • Utilizar álcool em gel, nos intervalos entre as lavações de mão;
    • Evitar tocar em seu próprio rosto (olhos, nariz, boca) ou de outros;
    • Não toque os alimentos com as mãos (use guardanapos de papel) e não compartilhe utensílios, comidas e bebidas;
    • Mantenha seu celular, computador e tablet higienizados;
    • Tossir/espirrar com antebraço ou lenço, descartando o lenço em seguida.

Nas salas de aulas e ambientes de trabalho:

  • Utilizar a ventilação natural, criando correntes de ar, ao invés de ar-condicionado e salas fechadas;
  • Evite apertos de mão ou contato físico desnecessário;
  • Evitar reuniões presenciais, preferir videoconferências e a resolução de assuntos emergenciais com poucas pessoas;
  • Preferir a realização de eventos ao ar livre;
  • Permitir, o máximo possível, que alunos que não tenham condições de saúde adequadas possam cumprir seus compromissos acadêmicos a distância (aulas via moodle, entregas por e-mail).

 

Ainda tem dúvidas? Se informe e faça a sua parte.
www.saude.gov.br/coronavirus
Orientações do HU/UFSC sobre o Coronavírus

Leia também:

Departamento de Atenção à Saúde divulga protocolo de tratamento do coronavírus

Tags: coronavírusUFSCUniversidade Federal de Santa Catarina