Seminário apresenta Altruísmo Eficaz à comunidade acadêmica

10/08/2016 17:21

O “I Seminário Brasileiro de Altruísmo Eficaz: Desafios e Perspectivas”, realizado na UFSC nesta quarta-feira, 10 de agosto, apresentou à comunidade acadêmica um conceito ainda pouco difundido no Brasil: o do Altruísmo Eficaz (AE). O evento, promovido pelo Programa de Pós-Graduação em Filosofia (PPGFil), ocorreu no Auditório do Centro de Filosofia e Ciências Humanas (CFH) e reuniu palestrantes de todo o país.

Apresentação do projeto Altruísmo Eficaz (Foto: Ítalo Padilha/Agecom/UFSC)

Apresentação do projeto Altruísmo Eficaz. Foto: Ítalo Padilha/Agecom/UFSC

O conceito do AE poderia ser resumido na frase “qual o maior bem que podemos fazer?”. Baseado na filosofia de Peter Singer, o Altruísmo Eficaz consiste em doações voluntárias de uma certa porcentagem da renda para organizações de alto impacto, que atuem em áreas como o combate à pobreza, a malária e a causa animal. No entanto, não basta doar, é necessário acompanhar o trabalho dessas Organizações Não-Governamentais e, se possível, considerar uma carreira trabalhando em áreas de alto impacto.

A filosofia de Peter Singer, apresentada pelo professor Celso Vieira, da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), defende a obrigação moral da ajuda, isto é, que todos temos de reduzir o impacto social de nossas existências, visto que apenas não fazer mal a alguém diretamente não nos torna moralmente neutros. Mais informações sobre os objetivos e a missão do AE são encontrados no site oficial.

Apresentação ocorreu no Auditório do CFH, na UFSC (Foto: Ítalo Padilha/Agecom/UFSC)

Apresentação ocorreu no Auditório do CFH, na UFSC. Foto: Ítalo Padilha/Agecom/UFSC

O Altruísmo Eficaz no Brasil

No Brasil, os integrantes da comunidade de altruístas eficazes giram em torno de 200, e se reúnem em três núcleos: São Paulo, Belo Horizonte e Florianópolis. Surgido em países mais desenvolvidos, com mais dinheiro e menos problemas sociais que o Brasil, o AE vive fase de adaptação para a realidade nacional.

Quem se interessar em fazer parte do AE, é recomendado que entre no site do projeto para conhecer as organizações de alto impacto, as áreas em que elas atuam, os problemas e sua importância, e então inscrever-se para ser um altruísta eficaz.

Matheus Pereira/Estagiário de Jornalismo/Agecom/UFSC