Gestão estuda propostas para reforçar quadro docente dos Cursos de Engenharia de Joinville

22/10/2013 09:04

Reitora se reúne com representante da Agência Espacial Brasileira – foto Henrique Almeida/ Agecom/UFSC

A reitora Roselane Neckel recebeu a visita do diretor de Satélites, Aplicações e Desenvolvimento da Agência Espacial Brasileira (AGE), Carlos Alberto Gurgel Veras, na última sexta-feira (18). A Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) e a AGE demonstraram interesse em firmar parcerias com o objetivo de consolidar os sete cursos de Engenharia do campus de Joinville, com destaque para a graduação em Engenharia Aeroespacial.

De acordo com a reitora, há entraves para ampliar a contratação de professores para Joinville devido ao quantitativo de vagas estabelecido em 2007, período em que os cursos foram instituídos por meio do Programa de Apoio a Planos de Reestruturação e Expansão das Universidades Federais Brasileiras (Reuni). As especificidades das graduações oferecidas no campus também são um fator que dificulta a atração de docentes. “Seria importante uma consultoria por meio de uma parceria tripartite entre UFSC, Agência e um polo de referência de pesquisa internacional para fortalecer essa área dentro da Universidade”, pontuou Roselane.

A possibilidade de receber recursos humanos de outros países para atuar em Joinville por meio do programa Ciência sem Fronteiras Espacial, cadastrado no Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq), foi discutida na ocasião. “São 300 bolsas com duração de três anos, grande parte para pesquisadores e professores. É uma forma de trazer profissionais de fora com experiência”, observou o diretor da Agência.

O coordenador do curso de Engenharia Aeroespacial, Juan Pablo Salazar, participou do encontro e, a pedido da reitora, deverá elaborar um projeto estratégico que relate as demandas do curso. A partir da análise constante do documento, serão feitos contatos com universidades do exterior para negociação. Itália, Alemanha, Bélgica, Rússia, Ucrânia, Japão e China são alguns dos países que possuem profissionais qualificados em pesquisa na área aeroespacial.

Carlos Gurgel destacou a vocação do Brasil na área aeroespacial e a necessidade de desenvolver outras competências e de qualificar pessoal para atuar no setor. “A nossa proposta é trazer a Academia para fazer parte do Programa Espacial Brasileiro”, explicou. O PEB abrange o desenvolvimento e a pesquisa de tecnologias para o lançamento de veículos aeroespaciais e satélites, além de outros serviços relacionados.

O pró-reitor de Pesquisa (PROPESQ), Jamil Assereuy Filho, e a diretora do Departamento de Inovação Tecnológica e Social (DITS), Rozângela Curi Pedrosa, também participaram da reunião. O campus de Joinville oferta os cursos de Engenharia Aeroespacial, Engenharia Automotiva, Engenharia Ferroviária e Metroviária, Engenharia Mecatrônica, Engenharia Naval, Engenharia de Infraestrutura, Engenharia de Transportes e Logística e Bacharelado Interdisciplinar em Mobilidade.

Bruna Bertoldi Gonçalves/ Jornalista na Assessoria de Imprensa do Gabinete da Reitoria / UFSC

(48) 3721-4558 

Tags: AGEAgência Espacial BrasileiraampliaçãoCarlos Alberto Gurgel VerasCursos Engenharia Joinvillequadro docenteUFSC