Administração Central apresenta plano de construções prioritárias e leva novos veículos para o campus de Curitibanos

17/07/2013 08:02

A arquiteta do DPAE Camila Poeta Mangrich apresenta o plano de ocupação do campus ao Conselho da Unidade. Sete edificações já estão em fase de projeto. Foto: Mayra Cajueiro Warren/AI/GR

Apresentar uma resposta às demandas de construções prioritárias, com cronograma e plano de ocupação, e levar três novos veículos para utilização da comunidade acadêmica. Essas foram as principais missões das equipes da Pró-Reitoria de Administração (Proad) e de Planejamento e Orçamento (Proplan) em visita na última sexta-feira, dia 12 de julho, ao campus da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) em Curitibanos.

A ida até o campus também respondeu à manifestação de estudantes de Medicina Veterinária, realizada no dia 4 de julho, com reivindicações relativas à infraestrutura do curso. A principal demanda dos manifestantes, expressa por meio de um documento enviado à Administração Central, era por um posicionamento da Universidade sobre a construção de um Hospital de Clínicas Veterinárias (HCV) e de um Centro de Diagnóstico Veterinário, estrutura essencial para a formação dos alunos do curso, fundado em 2012. A Administração Central levou um planejamento priorizando sete construções, entre elas o HCV, cujo projeto será licitado e deve ficar pronto até março de 2014.

A comitiva foi formada pela pró-reitora adjunta de Administração, Lúcia Maria Loch Góes; a representante da Coordenadoria de Gestão Ambiental, Gabriela Zampieri; a pró-reitora adjunta de Planejamento e Orçamento, Izabela Raquel, além de duas técnicas da equipe do Departamento de Projetos Técnicos de Arquitetura e Engenharia (DPAE), Camila Poeta Mangrich e a coordenadora de Projetos de Arquitetura e Engenharia, Leila da Silva Cardozo.

“Nosso objetivo aqui foi o de responder às reivindicações e apresentar um panorama do que se planeja para o campus, por meio desta proposta de um plano de ocupação. As ações seguirão o cronograma apresentado, inclusive com oportunidades para que o plano seja discutido internamente pela comunidade acadêmica”, resumiu a pró-reitora adjunta da Proplan, Izabela Raquel.

O campus de Curitibanos recebeu três novos veículos: um carro de passeio, um caminhão e um microônibus. Foto: Mayra Cajueiro Warren/AI/GR

Outro objetivo foi reforçar a frota de veículos do campus de Curitibanos. A pró-reitora adjunta de Administração, Lúcia Góes, entregou as chaves de um carro de passeio, um caminhão e um microônibus de 30 lugares à direção geral do campus.

Plano de ocupação inclui sete construções prioritárias

A arquiteta Camila Poeta Mangrich é uma das profissionais responsáveis pelo plano, cujos estudos e projetos iniciaram em junho de 2012 e foram finalizados no último mês de junho.

“Este é um estudo inicial com alguma abertura para discussão, com exceção das áreas críticas, emergenciais. Para a elaboração deste plano buscamos trabalhar com o espaço que temos atualmente, dimensionado neste terreno do campus, para evitar mais atrasos. Não há tempo hábil para esperar e alocar uma obra como a do HCV em um novo terreno”, explicou a arquiteta.

Dentre as edificações emergenciais, em fase de projeto e com prioridade alta de execução, estão o HCV, o Centro de Ensino Multiuso (CBS02), o Centro Administrativo, a Biblioteca, o Restaurante Universitário, o Depósito de Máquinas e a Moradia Estudantil.

Cronograma

A urgência na construção do HCV deve-se, principalmente, à necessidade que ele esteja pelo menos parcialmente pronto até a fase do curso na qual os alunos teriam aulas práticas hospitalares. Essa fase seria a partir do primeiro semestre de 2015.

“O Hospital Veterinário não tinha um projeto pronto e nós priorizamos essa questão, trabalhando no levantamento de necessidades do curso e na elaboração de um projeto. Durante esse processo recebemos uma proposta implantada na Universidade Federal da Paraíba (UFPB) e após análise entendemos que uma replicação imediata do hospital não seria possível, dado à não adequação do projeto às normas e às necessidades do curso da UFSC”, explicou a pró-reitora adjunta da Proplan.

Plano de Ocupação. Imagem: Divulgação/DPAE

Izabela informou ainda que a Universidade agora investe recursos na contratação de um novo projeto, com expectativa que seja concluído em março de 2014, para então ser realizada uma licitação para a construção. “Estamos planejando que as obras comecem no segundo semestre de 2014”, enfatiza Izabela.

A coordenadora de Projetos de Arquitetura e Engenharia, Leila da Silva Cardozo, explicou que o tempo hábil para refinar as exigências para o projeto do HCV será de cerca de quatro semanas, para que a empresa contratada tenha o máximo de informações possível. “Queremos buscar uma empresa que tenha experiência em construções da área de saúde”, complementa.

Ela ressaltou que o segundo projeto prioritário nas reivindicações dos estudantes, o Centro de Diagnóstico Veterinário ainda precisa de mais detalhamentos antes de ser licitado. “Para isso vamos trabalhar paralelamente à contratação do projeto do Hospital”, explica.

O cronograma inclui, ainda, a construção de um Galpão de Apoio à Produção Vegetal, que está em processo licitatório, com previsão de início da obra ainda neste ano. Outro prédio com previsão de início próximo é o CBS02, que está sendo projetado no DPAE e deve ser encaminhado para licitação no mês de setembro, para que as obras se iniciem até o inicio de 2014.

Encaminhamentos

Visando agilizar o processo de melhoria da infraestrutura do campus, a Proplan vai utilizar a modalidade mais rápida de licitação, por meio do Regime Diferenciado de Contratações. “Estamos trabalhando com foco em atender no melhor prazo possível. O que podemos fazer é priorizar a demanda, ela não tem uma solução imediata. Vamos fazer o possível para garantir a melhor formação de vocês”, explicou a pró-reitora da Proplan durante o debate com os alunos.

A partir do encontro ficou decidido que o campus de Curitibanos apontaria um grupo de trabalho para analisar, sugerir mudanças e aprovar o plano de ocupação.

O diretor geral do campus de Curitibanos, professor Julian Borba, avaliou a reunião como positiva. “Os esclarecimentos de hoje foram muito importantes, principalmente com relação ao cronograma das obras do HCV e do CBS02. A comunidade sai tranquilizada em relação aos prazos e encaminhamentos, que foram apresentados por escrito, com toda a clareza e transparência”, pondera.

A reunião também foi satisfatória para o coordenador do curso de Medicina Veterinária, professor Valério Portela, representante dos alunos e docentes. “Da parte do curso de Medicina Veterinária, a partir da apresentação de hoje, manifestamos plena confiança na Administração Central. Foi uma resposta positiva às nossas reivindicações”, declarou. Segundo ele, há uma previsão que o hospital seja construído em etapas, de forma alinhada ao projeto pedagógico do curso.

Mayra Cajueiro Warren/Assessoria de Imprensa do Gabinete da Reitoria

/

(48) 3721-4558

Tags: Administração CentralPlano de OcupaçãoUFSC Curitibanos