Palestra discute solidariedade e resistência em ditaduras

27/08/2012 17:27

O Programa de Pós-Graduação em História juntamente com o Laboratório de Gênero e História da UFSC promoveram nesta segunda-feira, dia 27 de agosto, a palestra “A rede de resistência e solidariedade contra a conexão repressiva das ditaduras“, ministrada por Enrique Serra Padrós, professor da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS).

A palestra focou inicialmente na análise de fatores que envolveram o Rio Grande do Sul politicamente com a ditadura. Padrós afirmou que o estado foi um dos centros de resistência na tentativa de golpe militar em 1961 e uma das principais rotas de entrada e saída de informação entre o Brasil e os países vizinhos que receberam exilados. A solidariedade de alguns latifundiários da fronteira foi determinante para efetivar a comunicação.

Padrós foi membro da Comissão do Acervo da Luta Contra a Ditadura, criada em 1999 para preservar a luta pela democracia no Rio Grande do Sul durante o regime civil-militar no Brasil. Um dos objetivos era coletar informações por meio de doações de documentos para o domínio público. A Comissão encerrou oficialmente suas atividades em 2007.

Por Murici Balbinot / Estagiário de Jornalismo na Agecom / UFSC


Tags: ditadurahistóriaUFSC