Vida UFSC: de filha cientista à mãe vestibulanda, a família de cinco irmãos e sua história com a UFSC

02/12/2019 10:45

Há 10 anos, Priscilla Barros Delben ingressava no curso de Ciências Biológicas da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC). Àquela altura não sabia, mas a porta pela qual cruzou não só permaneceria aberta, como se alargaria, possibilitando que novos perfis de pessoas ocupassem a universidade pública. A história se repetiu e, pela mesma porta que Priscilla entrou em 2009, também passaram suas irmãs: Vic, para estudar Artes Cênicas; Paola, para o curso de Psicologia; e Natasha, para cursar Física. 

Família Barros Delben no Reveillon. Em cima estão Priscilla, Natasha, Paola, Vic e Guilherme. Sentados estão Maria e Guilherme. Foto: Arquivo pessoal

Neste ano, o irmão Guilherme fará vestibular para Ciências da Computação e a mãe Maria para Medicina. Além da história transformada pela presença da UFSC, todos eles têm outras coisas em comum: a casa, o sobrenome e as dificuldades financeiras que, com muito esforço pessoal e graças à educação pública de qualidade, vêm sendo superadas ao longo dos anos. 

O pai Jorge Guilherme Barros Delben relembra quando ele, a esposa Maria Barros Delben e os cinco filhos vieram do Rio de Janeiro para Florianópolis, fugindo da crescente sensação de insegurança e em busca de melhores condições de vida para toda a família. “No início não foi nada fácil, não tínhamos reservas financeiras e nem conhecíamos a cidade”, conta. O primeiro contato com a UFSC, antes de ser pelo ensino, foi pela extensão: Maria sofria de artrite reumatoide severa, doença autoimune inflamatória que afeta articulações e órgãos internos, e que a impossibilitava de seguir trabalhando como confeiteira. 
(mais…)

Tags: Perfil UFSCUFSCuniversidade pública