Campanha 2017: ‘A UFSC diz não à violência contra a mulher’

28/11/2017 10:00

A Secretaria de Ações Afirmativas e Diversidades (SAAD), por meio da Coordenadoria de Diversidade Sexual e Enfrentamento da Violência de Gênero (CDGEN), promove a campanha ‘A UFSC diz não à violência contra a mulher’. Serão nove dias de ativismo desenvolvidas entre os dias 24 de novembro e 6 de dezembro. O evento busca mobilizar e conscientizar a comunidade acadêmica dos campi da UFSC sobre a necessidade de combater todo e qualquer tipo de violência contra as mulheres na comunidade interna e externa. A coordenadora da CDGEN, Olga Regina Zigelli Garcia, relata que a escolha das datas não partiu de uma decisão aleatória, mas em homenagem ao dia internacional contra a Violência às Mulheres (25 de novembro) e o dia internacional da Campanha do Laço Branco – Homens pelo Fim da Violência contra a Mulher (6 de dezembro).

A violência contra as mulheres atinge a todos os segmentos da sociedade, sendo frequentemente utilizada para sua justificativa a diferente valorização atribuída aos papéis feminino e masculino, o que leva a afirmar que está alicerçada em normas sociais baseadas nas relações de gênero. Esta violência contra a mulher, arraigada na sociedade em geral, também se reproduz no ambiente universitário. Sustentada no machismo e no sexismo, para além dos agressores externos à instituição de ensino, ela também tende a ser protagonizada por integrantes da comunidade universitária: estudantes, professores e servidores.

O CDGEN entende que, apesar de ser comum a fala de que a Universidade não é uma ilha, a mesma não pode ser um espelho dos preconceitos existentes na sociedade, neste caso machismo e o sexismo, reproduzindo a violência contra as mulheres.

A programação e as inscrições podem ser verificadas no site da SAAD.