16ª Sepex: Projeto apresenta características e curiosidades do Polvo para visitantes

20/10/2017 13:33

Estande do Projeto Polvo na 16ª Sepex. Foto: Henrique Almeida/Agecom/UFSC

O estande do projeto Polvo – Inovação na Aquicultura objetiva apresentar o trabalho de viabilização do cultivo realizado no laboratório de camarões marinhos do curso de Engenharia de Aquicultura da UFSC. Além disso, o visitante que passa pela 16ª Semana de Ensino, Pesquisa e Extensão (Sepex) pode conhecer mais sobre polvos, suas características e curiosidades no estande 46.

Os polvos possuem consciência de cada braço, e com eles realizam diversas atividades ao mesmo tempo. Este invertebrado possui alto poder de camuflagem. Segundo a participante do projeto, Caroline Rodrigues, eles conseguem mudar de cor em menos de um segundo. Essa função é viabilizada pelos cromatóforos, – células responsáveis por sintetizar e armazenar pigmentos.

Da direita para esquerda: fase inicial, intermediária e final do processo de maturação dos ovos dispostos em pencas. Foto: Henrique Almeida/Agecom/UFSC

Além dos materiais informativos com curiosidades sobre os polvos, é possível observar as três fases que os ovos passam durante a maturação e também o primeiro período do filhote após a eclosão durante o primeiro dia de vida. Estão expostos no estande duas estruturas de captura e de cultivo de polvos, utilizadas nas atividades executadas pelo Projeto Polvo. 

Participantes visualizam como é o filhote no primeiro dia de vida. Foto: Henrique Almeida/Agecom/UFSC

Três estudos já foram feitos durante a realização do projeto: Desempenho do polvo Octopus cf. Vulgaris (Cuvier, 1797) durante a alimentação em laboratório, Excreção de compostos nitrogenados durante e a alimentação do polvo Octopus cf. Vulgaris (Cuvier, 1797) com dieta natural de baixo valor comercial e Eficiência dos sistemas para incubação dos ovos do polvo Octopus cf. Vulgaris (Cuvier, 1797). Além desses, estão sendo desenvolvidos outros estudos como defesa de mestrado e doutorado sobre larvicultura e nutrição dos polvos.

Diana Hilleshein/ Estagiária de Jornalismo/Agecom/UFSC