Pacientes com neoplasias hematológicas apresentam processo inflamatório mediado pelas células Th1

18/02/2014 11:33

Estudo desenvolvido entre novembro de 2012 e abril de 2013 no Programa de Pós-Graduação em Nutrição (PPGN) da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) , nível de mestrado, pela nutricionista Dayanne da Silva Borges Betiati, sob a orientação do professor Erasmo Benício Santos de Moraes Trindade, mostrou que há maior proporção de células Th1 em relação às Th2 em indivíduos com neoplasias hematológicas. Além disso, encontrou-se uma menor relação CD4+/CD8+ entre os indivíduos com linfomas, e uma maior proporção de células T CD8+ nesse grupo. Foi observado ainda que os valores de proteína C reativa apresentaram-se elevados, enquanto que houve uma discreta redução na concentração de albumina.

O estudo foi realizado em 16 pacientes – de ambos os sexos e idade média de 47 anos – com leucemias e linfomas, que foram atendidos no Hospital Universitário da Universidade Federal de Santa Catarina (HU-UFSC). A pesquisa contou com o apoio da equipe multidisciplinar do setor de Oncohematologia do HU-UFSC,  Laboratório de Investigação de Doenças Crônicas (LIDoC) do Departamento de Fisiologia da UFSC, Laboratório Multiusuário de Estudos em Biologia (LAMEB)-I/ do Departamento de Ciências Biológicas da UFSC  e Laboratório de Hematologia do Setor de Análises Clínicas do HU-UFSC.

(mais…)

Tags: células Th1Dayanne da Silva Borges BetiatiErasmo Benício Santos de Moraes Trindadeneoplasias hematológicasPPGN