Ministra das Mulheres virá à UFSC nesta quinta-feira, 20 de abril

19/04/2023 10:15

Foto: Divulgação

A ministra das Mulheres, Cida Gonçalves, virá a Santa Catarina na próxima quinta-feira, 20 de abril, com agenda confirmada na Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC). Ao longo de todo o dia, a ministra estará reunida com instituições de ensino e lideranças e terá compromissos na Câmara Municipal de Florianópolis e na Assembleia Legislativa.

Dentre os temas que a ministra discutirá na UFSC está a violência contra as mulheres nas instituições, o financiamento da pesquisa de mulheres, e o Observatório de Violências Educacionais de Santa Catarina. Está prevista uma reunião com as instituições de ensino, no Gabinete da Reitoria, em Florianópolis. A ministra participará também de um encontro com movimentos de mulheres. Essa atividade está prevista para as 15h30, no Auditória da Reitoria I.

“É mais uma oportunidade para que a UFSC e as demais instituições de Ensino Superior catarinenses possam se aproximar das políticas públicas que estão sendo desenvolvidas para a sociedade brasileira. Queremos estar inseridas nessas políticas com a nossa pesquisa, e trazer para dentro das instituições os programas de fortalecimento das pesquisas de mulheres, bem como as ações de enfrentamento das violências. O papel da UFSC nessa articulação é fundamental”, salienta a vice-reitora Joana Célia dos Passos.

Agenda

A agenda da ministra também inclui uma reunião na Câmara Municipal de Florianópolis, com a temática do enfrentamento à violência política, uma ação interministerial do Governo Federal, e, na Assembleia Legislativa de Santa Catarina (Alesc), a ministra participa de uma reunião com o Conselho Gestor do Observatorio da Violência contra a Mulher. A programação da ministra em Santa Catarina será encerrada com uma aula inaugural da “Escola de Mulheres” na Alesc, às 19h.

Sobre a ministra Cida Gonçalves

Aparecida Gonçalves, conhecida como Cida Gonçalves, é especialista em gênero e em enfrentamento à violência contra mulheres e ativista de defesa dos direitos das mulheres há mais de 40 anos. Natural de Clementina, interior de São Paulo, Cida Gonçalves construiu sua trajetória política em Campo Grande, Mato Grosso do Sul, onde foi coordenadora do movimento popular de mulheres nas décadas de 80 e 90. Como representante desse grupo, coordenou o processo de articulação e fundação da Central dos Movimentos Populares no Brasil.

Nos governos petistas de Lula e Dilma Rousseff, entre 2003 e 2016, foi Secretária Nacional de Enfrentamento à Violência contra as Mulheres, atuando na construção da Lei Maria da Penha e da Lei do Feminicídio. Foi uma das protagonistas da elaboração do Pacto Nacional de Enfrentamento à Violência contra as Mulheres e do Programa Mulher Viver sem Violência, que tem como carro-chefe a Casa da Mulher Brasileira. Trabalhou também como consultora em políticas públicas de gênero e violência contra mulheres.

 

Mais informações
Site do Ministério das Mulheres

Tags: Cida Gonçalvesdireito da mulhergoverno federalMinistério das MulheresObservatório da Violência contra a Mulher de SCpesquisa de mulheresUFSCUniversidade Federal de Santa Catarina