Núcleo de Apoio a Imigrantes e Refugiados da UFSC realiza 40 atendimentos por dia

13/09/2017 18:13

O Núcleo de Apoio a Imigrantes e Refugiados (NAIR/Eirenè) foi implementado no início de 2015 e já atendeu cerca de 15 mil imigrantes e refugiados provenientes de 41 países. O NAIR é um Projeto de extensão vinculado ao EIRENÈ – “Centro de Pesquisas e Práticas Decoloniais e Pós-Coloniais aplicadas às Relações Internacionais e ao Direito Internacional”, que congrega docentes e discentes da graduação e da pós-graduação de Relações Internacionais e de Direito da UFSC, sob a coordenação da professora Karine de Souza Silva.

O principal escopo do NAIR/Eirenè é prestar auxílio a imigrantes e refugiados nas áreas de Direito Internacional e Direitos Humanos. As principais demandas são atinentes à regularização migratória, com destaque para obtenção de vistos, reunião familiar, naturalização, solicitações de refúgio, renovação de passaportes, além de legalização de diplomas, ações de incorporação ao mercado de trabalho, entre outras. No quadro geral das nacionalidades que mais procuram os serviços estão os cidadãos dos seguintes países: Haiti, Argentina, Uruguai, Equador, Senegal, Togo, Chile, Paraguai, Colômbia, Bolívia, Peru, Congo, Nigéria, Angola e Cuba. Há, também, registro da presença de suíços, israelenses, ucranianos, dominicanos, turcos, sírios, entre outros.

A média de atendimento tem sido de 40 pessoas por dia. O trabalho é realizado pelos estudantes de Relações Internacionais e Direito, na sede da Pastoral do Migrante, situada na Paróquia de Santa Teresinha, no bairro da Prainha, de segunda às sextas, de 9h às 17h.

Mais informações no site do EIRENÈ