Cerca de 300 aposentados da UFSC podem perder benefício se não fizerem prova de vida, alerta Prodegesp

14/01/2022 18:17

A Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) alerta que cerca de 300 pessoas aposentadas ou pensionistas que não fizeram sua Prova de Vida nos anos de 2020 e 2021 terão seu pagamento suspenso caso não façam o procedimento até, no máximo segunda-feira, 17 de janeiro. A recomendação do Departamento de Administração de Pessoal (DAP/Prodegesp) é que a pessoa listada faça o procedimento imediatamente por meio do aplicativo SouGov.br (acessível por aplicativo de celular ou no endereço www.gov.br/sougov). Não é mais possível fazer o registro nas agências bancárias, por falta de tempo hábil.

>> Veja se seu nome está na lista

O prazo de recadastramento anteriormente estipulado para 31 de dezembro foi estendido por mais duas semanas, e as equipes da Prodegesp já tentaram contato telefônico, e-mail, e tiveram apoio dos sindicatos para alertar os servidores inativos e beneficiários de pensão civil, mas ainda há um grande número de pessoas sem Prova de Vida. “É uma situação preocupante para essas pessoas, por isso pedimos que familiares e amigos nos ajudem a alertar essas pessoas. As equipes estarão de plantão para auxiliar em qualquer dúvida. Recomendamos que seja feita a Prova de Vida no aplicativo, que é o método mais rápido, fácil e não demanda que a pessoa saia de casa durante a pandemia”, explica Nadia Zunino, diretora de Administração de Pessoal.

Em caso de dúvidas, é possível entrar em contato com a Divisão de Cadastro pelo e-mail cadastro.dap@contato.ufsc.br ou falar com o Serviço de Recepção e Atendimento ao Servidor, no e-mail atendimento.pessoal@contato.ufsc.br. O Departamento de Pessoal estará em plantão presencial na Prodegesp, localizada no prédio da Reitoria da UFSC na segunda-feira a partir das 8h para auxiliar pessoas que tenham alguma dificuldade.

Tags: Pró-Reitora de Desenvolvimento e Gestão de Pessoas (PRODEGESP)ProdegespProva de vidaUFSCUniversidade Federal de Santa Catarina