Cancellier e Alacoque vencem consulta para a Reitoria

12/11/2015 00:40

A Chapa 82, formada por Luis Carlos Cancellier e Alacoque Lorenzini Erdmann, venceu o segundo turno da consulta informal à comunidade universitária para a Reitoria da UFSC. Eles tiveram 47,42% do total de votos, na média ponderada, contra os 46,06% da Chapa 84, de Edson Roberto De Pieri e Carlos Alberto Marques. A apuração e o anúncio foram realizados pouco após o encerramento da votação, nesta quarta-feira, 11 de novembro.

No total, foram 13.926 votos: 10.184 de estudantes, 2.004 de servidores técnico-administrativos em Educação e 1.738 de professores. Entre os estudantes, foram 43,05% dos votos para Cancellier, 50,14% para De Pieri, 1,3% de votos em branco e 5,4% nulos. Entre os técnico-administrativos, foram 61,67% para Cancellier, 30,53% para De Pieri, 1,44% de brancos e 6,33% nulos. Nos professores, foram 37,51% para Cancellier, 57,47% para De Pieri, 0,86% em branco e 4,16% nulos. A média ponderada total foi de 1,23% em branco e 5,3% nulos.

No link, a planilha com o resultado em cada seção. A diferença apertada manteve acautelados até o final da contagem os entusiastas das duas chapas, que acompanhavam os números no auditório da Reitoria, que mostrava o resultado da apuração. Pouco depois das 22h30, com a vitória de Cancellier já confirmada, os dois candidatos adversários entraram abraçados no auditório, onde a Chapa 82 já comemorava. Cumprimentaram-se novamente, diante do palco, e Cancellier subiu para o discurso. O candidato mais votado coloca como prioridade a busca de verbas para suplementar as despesas da Universidade, especialmente após os cortes anunciados neste ano pelo governo federal. “Temos que buscar outras alternativas e fontes de recursos financeiros. O ensino, a pesquisa e a extensão não podem ser prejudicados”, diz. Ele também ressalta a necessidade de buscar diálogo com todos os setores da comunidade universitária e trabalhar para fazer a transição, já a partir desta quinta-feira, 12 de novembro, com a equipe da reitora Roselane Neckel. “Queremos mostrar para o mundo todas as notícias boas que a UFSC pode gerar”, observa.

De Pieri afirma estar satisfeito com a aceitação de suas propostas e com o crescimento apresentado pela sua candidatura do primeiro para o segundo turno. “É claro que eu gostaria que o resultado tivesse sido outro, mas a proximidade mostrou que foi uma excelente campanha e a comunidade estava atenta. Talvez, se tivéssemos mais alguns dias, pudéssemos ter revertido essa vantagem, mas foi um belo trabalho”, considera. Cancellier é diretor do Centro de Ciências Jurídicas (CCJ) desde 2012. Tem graduação (1998), mestrado (2001) e doutorado (2003), todos em Direito, pela UFSC, além de especialização em Gestão Universitária e Direito Tributário. Também foi membro do Conselho Editorial da EdUFSC de 2009 a 2013, chefiou o Departamento de Direito da UFSC de 2009 a 2011 e presidiu a Fundação José Arthur Boiteux entre 2009 e 2010. A consulta é feita em sistema paritário, com pesos iguais para os totais de votos de técnicos-administrativos em Educação, professores e estudantes. A apuração foi realizada na sala Professor Ayrton Roberto de Oliveira (Sala dos Conselhos), e os números mostrados em telão, no auditório da Reitoria.

Fábio Bianchini/jornalista da Agecom/DGC/UFSC