Notícias da UFSC
  • Propesq mapeia e divulga editais para financiar pesquisas

    Publicado em 15/08/2022 às 17:13

    A Pró-reitoria de Pesquisa e Inovação da UFSC (Propesq) mapeou mais de 35 editais de apoio financeiro à pesquisa, que estão com inscrições abertas até setembro. O volume de recursos é próximo de R$ 1 bilhão. A maior parte são editais do CNPq, com recursos do Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovações, mas há também chamadas da Financiadora de Estudos e Projetos (Finep) e da Fundação de Amparo à Pesquisa e Inovação do Estado (Fapesc).

    De acordo com o levantamento divulgado no site da Propesq, as oportunidades contemplam quase todas as áreas de conhecimento. Novos editais estão previstos para breve, inclusive o Pró-Humanidades, que destinará R$ 50 milhões para ciências humanas, e uma chamada para bolsas de pós-doutorado pela Fapesc, com recursos do CNPq.

    Os editais podem ser encontrados aqui.

    Para receber por e-mail as oportunidades de financiamento, inscreva-se aqui.

     


  • Semana acadêmica de Antropologia debate campo profissional em perspectiva

    Publicado em 15/08/2022 às 16:28

    Antropologia e Mercado de Trabalho: o campo profissional em perspectiva é o tema da primeira Semana Acadêmica de Antropologia, que ocorre de 12 a 14 de setembro no Centro de Filosofia e Ciências Humanas da UFSC. O evento é uma iniciativa do corpo discente em parceria e interlocução com o corpo docente do Departamento de Antropologia  e tem como objetivo, em sua primeira edição, produzir reflexões e debates interdisciplinares sobre as possibilidades e perspectivas de atuação profissional em antropologia. As inscrições devem ser realizadas no site, onde também está disponível a programação.

    No décimo segundo ano de existência, o curso de graduação em Antropologia da UFSC vem formando novas e novos profissionais e estimulando a tradição de uma práxis antropológica engajada e política. O evento contará também com uma programação especial dedicada a celebração de 12 anos do curso. A conferência de abertura, marcada para 12 de setembro, às 17h, terá como tema Antropologia da Urgência: contribuições da pesquisa antropológica no mudo (pós)pandêmico e será ministrada pela professora titular aposentada Sônia Maluf.

     


  • Laboratório de Moluscos Marinhos comercializa sementes de ostras

    Publicado em 15/08/2022 às 16:07

    O Laboratório de Moluscos Marinhos (LMM), vinculado ao Departamento de Aquicultura do Centro de Ciências Agrárias (CCA) da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), disponibiliza para venda um lote de 500 mil sementes diploides de ostras do pacífico, produzidas por sua unidade de pesquisa, extensão e ensino, ao valor de R$ 32,00 o milheiro.

    A oferta atende à Portaria Normativa nº 68/2016/GR, de 23 de fevereiro, que regulamenta a comercialização do excedente que não foi aproveitado pelas unidades universitárias. O valor do milheiro é baseado no histórico de custos do Laboratório de Moluscos Marinhos e no preço praticado por laboratório privado em Santa Catarina.

    O LMM se localiza na Estação de Maricultura Prof. Elpídio Beltrame, na Servidão dos Coroas, 503 (Barra da Lagoa). Mais informações podem ser obtidas pelo telefone (48) 3721 6387 ou pelo e-mail lmm.cca@contato.ufsc.br.


  • Informe semanal sobre pandemia registra casos ativos de Covid-19 similares a maio de 2022

    Publicado em 15/08/2022 às 13:56

    Ao longo do ano 625.534 pessoas já foram contaminadas pela Covid-19 em Santa Catarina, sendo que 5.321 desses registros foram realizados na última semana. Esse contínuo aumento do contágio fez com que a média diária de novos casos se situasse em 760/Dia na última semana, patamar que ainda pode ser considerado elevado comparativamente ao comportamento do mesmo indicador verificado nos últimos meses 2021, quando essa média se situava entre 350 a 400 registros diários. Os dados estão disponíveis no último Informe Semanal do Núcleo de Estudos de Economia Catarinense.

    O documento indica, ainda, que em termos absolutos os maiores percentuais de crescimento na semana de 6 a 12 de agosto foram registrados no Planalto Norte, Grande Florianópolis e Meio
    Oeste/Serra, enquanto as regiões do Vale do Itajaí e Foz do Itajaí apresentaram as menores taxas de crescimento do número de novos casos. “Por fim, verifica-se que o percentual de participação de cada mesorregião no agregado estadual sofreu pequenas alterações nas últimas semanas, com as regiões do Planalto Norte-Nordeste e Grande Florianópolis se mantendo na dianteira e respondendo por aproximadamente 37% de todos os casos atualmente”, aponta a análise.


  • Pós-Graduação em Engenharia Ambiental está com inscrições abertas para mestrado

    Publicado em 15/08/2022 às 12:36

    A Coordenadora do Programa de Pós-Graduação em Engenharia Ambiental, do Centro Tecnológico (CTC) da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), está com inscrições abertas para o processo de seleção do mestrado, voltado ao período letivo que terá início no terceiro trimestre de 2022, conforme calendário da UFSC.

    Serão disponibilizadas 13 vagas para o curso, conforme nos limites estabelecidos por linhas de pesquisa no edital. As inscrições se encerram em 28 de agosto, às às 23h59 (horário de Brasília). A homologação das inscrições está prevista para dia 29 de agosto, e as avaliações dos candidatos (curriculum vitae, pré-projeto e arguição) irá ocorrer entre 30 de agosto e 2 de setembro. A divulgação do resultado definitivo será em 5 de setembro de 2022.

    > Confira a íntegra do edital e outras orientações neste link.


  • DIVULGA UFSC – 15/08/2022 – Edição 1887

    Publicado em 15/08/2022 às 10:08

     

     

    Se você não consegue visualizar esta mensagem, clique aqui e leia o Divulga UFSC no site.

    Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) | www.divulga.ufsc.br – 15/08/2022 – Edição 1887
    Nota de repúdio: UFSC se manifesta quanto à ação da PM em ato pela democracia

    A Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) apresenta veemente protesto contra o uso da força excessiva, truculência e abusos cometidos pela Polícia Militar do Estado de Santa Catarina na prisão de uma estudante da Universidade que participava do ato em defesa do Estado Democrático de Direito. A jovem, detida supostamente por fazer pichações, foi imobilizada à força, em atitude de nítida truculência. No momento da prisão fica evidente a atitude injustificável dos policiais, que deveriam estar no ato para garantir a segurança dos manifestantes. Continue a leitura>>. Leia também: Vice-reitora da UFSC participa de audiência de custódia de estudante presa.

    Auditório da Reitoria da UFSC recebe ato cívico em defesa da democracia

    O auditório da Reitoria da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) ficou lotado dia 11 de agosto, para realização do ato em defesa do estado democrático de direito. O evento foi organizado pelo Sindicato dos Professores (Apufsc) em conjunto com 27 entidades da sociedade civil. O reitor Irineu Manoel de Souza e a vice-reitora Joana Célia dos Passos estiveram presentes. O ato foi realizado simultaneamente à leitura da Carta às Brasileiras e aos Brasileiros em Defesa do Estado Democrático de Direito. Continue a leitura » ».

    UFSC ganha quatro menções honrosas em Prêmio Capes de Tese

    A Universidade Federal de Santa Catarina conquistou quatro menções honrosas no Prêmio Capes de Tese – Edição de 2022, um dos mais tradicionais da pesquisa no Brasil. Os resultados foram divulgados nesta quinta-feira, 11 de agosto, no Diário Oficial, e trazem destaque a estudos da UFSC desenvolvidos em quatro áreas do conhecimento: Engenharia Civil, Engenharia Elétrica, Linguística e Literatura e Nutrição. No total, 49 trabalhos foram premiados e outros 96 receberam menção honrosa. Continue a leitura>>.


    Gestão

    Médica infectologista assume a superintendência do HU/UFSC

    A médica Ivete Ioshiko Masukawa é a nova superintendente do Hospital Universitário (HU/UFSC). Ela foi nomeada por meio de portaria publicada na última sexta-feira, 12 de agosto, depois de ser indicada pelo reitor da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) à Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (Ebserh). Ivete faz parte do corpo clínico do HU desde 2004, onde atuou como médica infectologista no Serviço de Controle de Infecção. Formada em Medicina pela UFSC, fez residência médica e mestrado em Moléstia Infecciosa e Parasitária pela Universidade de São Paulo (USP). É especialista em Administração Hospitalar, tendo atuado como chefe da Divisão Médica do HU/UFSC entre 2021 e 2022. Também participou da administração do Hospital Nereu Ramos, da Secretaria de Estado da Saúde, até 2020. A médica assume a 14ª gestão do HU desde a sua fundação, em 1980. Vai substituir a também médica Joanita Angela Gonzaga Del Moral, que ocupou o cargo até 22 de julho deste ano. Atualmente, a superintendência estava sendo exercida interinamente pelo gerente administrativo Michel Maximiano Faraco. Continue a leitura>>.

    Profor divulga cursos de formação continuada para docentes

    O Programa de Formação Continuada divulgou a agenda de atividades formativas para o semestre letivo 2022.2. Os cursos ofertados são uma oportunidade para conhecer e compartilhar experiências e práticas pedagógicas. O Profor tem o objetivo de proporcionar o aperfeiçoamento pedagógico continuado aos professores, sendo de caráter obrigatório para aqueles que estão em estágio probatório e facultativo aos demais docentes da instituição. Há pelo menos 19 cursos com inscrições abertas. Os cursos serão ministrados nas modalidades remota e presencial, conforme programação. Continue a leitura>>.

     


    Extensão

    UFSC oferece cursos para pessoas com 50 anos ou mais

    O Núcleo de Estudos da Terceira Idade (Neti/UFSC) abre na segunda-feira, 15 de agosto, inscrições para as vagas remanescentes de seus cursos de extensão. São ofertadas aulas em diversas áreas, como danças, teatro, contação de histórias, matemática e nutrição, além de cursos de alemão e italiano, de uma oficina sobre as árvores da UFSC e de grupos reflexivos sobre envelhecimento. A relação completa de vagas remanescentes, com datas e horários, pode ser conferida neste documento. Para participar, é necessário ter 50 anos ou mais. As inscrições para todas as atividades podem ser realizadas pelo site neti.ufsc.br até quarta-feira, 17 de agosto. Mais informações no site do Neti e no edital de atividades de extensão. Continue a leitura>>.

    Abertas as inscrições para evento de inovação e empreendedorismo da UFSC Curitibanos

    Estão abertas as inscrições para o Conexão Contestado, 1º Seminário Regional de Inovação e Empreendedorismo, que ocorre de forma híbrida, nos dias 14 e 15 de setembro, no Mercado Público Municipal de Curitibanos e no Youtube da UFSC Curitibanos. O público-alvo são estudantes de ensino médio, acadêmicos, empresários e público interessados na temática. A inscrição gratuita poderá ser feita por meio do site oficial do evento. Continue a leitura>>.


    Ensino

    UFSC oferece cursos gratuitos de matemática básica e introdução ao cálculo nas férias de agosto

    O Programa de Pós-graduação em Física da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) promove, entre os dias 19 e 24 de agosto, cursos concentrados e gratuitos de Matemática Básica (120 vagas) e Introdução ao Cálculo (120 vagas). Cada curso será oferecido em dois turnos, com 60 vagas cada (confira o cronograma abaixo). As inscrições podem ser feitas até  17 de agosto. Os cursos serão ministrados por doutorandos em Física. Continue a leitura>>.

    Pós-Graduação em Engenharia Ambiental está com inscrições abertas para mestrado

    O Programa de Pós-Graduação em Engenharia Ambiental (CTC/UFSC), está com inscrições abertas para o processo de seleção do mestrado, voltado ao período letivo que terá início no terceiro trimestre de 2022, conforme calendário da UFSC. Serão disponibilizadas 13 vagas para o curso, conforme nos limites estabelecidos por linhas de pesquisa no edital. As inscrições se encerram em 28 de agosto, às às 23h59 (horário de Brasília). A homologação das inscrições está prevista para dia 29 de agosto, e as avaliações dos candidatos (curriculum vitae, pré-projeto e arguição) irá ocorrer entre 30 de agosto e 2 de setembro. A divulgação do resultado definitivo será em 5 de setembro de 2022. Confira a íntegra do edital e outras orientações neste link.


    Pesquisa

    Semifinalista da Olimpíada Brasileira, equipe do Colégio de Aplicação da UFSC vai lançar satélite próprio

    A equipe Sagittarius A*, formada por estudantes do 9º ano do Colégio de Aplicação da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), é semifinalista da Olimpíada Brasileira de Satélites (Obsat). Os quatro integrantes do grupo – Isabella de Freitas, Rosa Maria Miranda, João Vitor Caetano e Marcos Bueno – terão a oportunidade de lançar o satélite que desenvolveram. Para isso, a equipe irá viajar até Santa Maria, no Rio Grande do Sul, nesta próxima sexta-feira, dia 12 de agosto. Continue a leitura>>.

    UFSC Explica: dark web

    Dark web é o tema do novo episódio da série de vídeos UFSC Explica. Três pesquisadores da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), de diferentes áreas do conhecimento, abordam questões como segurança, anonimato e privacidade on-line em um mundo cada vez mais conectado e no qual os dados dos usuários se tornaram moeda de troca. Quais as diferenças entre deep e dark web? O que garante o anonimato dos usuários da dark web? Como acessá-la? Quem e o que podemos encontrar por lá? Essas e outras perguntas são respondidas ao longo do vídeo. Continue a leitura>>.

     


    Comunidade

    Campus Trindade: acesso à UFSC pelo bairro Pantanal será fechado temporariamente

    A Prefeitura Municipal de Florianópolis irá fechar provisoriamente a entrada, via bairro Pantanal, ao Campus Trindade da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), a partir da próxima segunda-feira, 15 de agosto. O acesso à rua Engenheiro Andrey Cristian Ferreira pela rua Deputado Antônio Edu Vieira será interditado por um período de 20 dias corridos, em função da obra de duplicação no local. Continue a leitura>>.

     

    Acompanhe outras notícias da UFSC
    noticias.ufsc.br

    Confira a programação da TV UFSC
    tv.ufsc.br

    Siga a UFSC nas redes sociais
    FacebookTwitterFacebook


    Para receber nossos boletins, clique aqui.
    Contatos com a produção deste informativo:
    Coordenadoria de Comunicação Organizacional e Novas Mídias – Agecom
    Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC).
    Campus Reitor João David Ferreira Lima. Trindade. Florianópolis, Santa Catarina, Brasil.
    divulga@contato.ufsc.br / +55 (48) 3721-2824 / 3721-2825
    Acesse nossa Política Editorial
    Para deixar de receber nossos boletins, clique aqui.

     


  • Projeto de extensão da UFSC leva formação sobre primeiros socorros a creche de Florianópolis

    Publicado em 15/08/2022 às 10:00

    Formação sobre emergências pediátricas no Neim Morro do Horário, em Florianópolis. (Foto: Divulgação/PMF)

    O projeto de extensão da UFSC, Estentendo o Processo Ensino-Aprendizagem para a Comunidade – Emergências na Infância, iniciado em 2021, já capacitou o corpo docente de duas creches públicas e se prepara para levar o conhecimento sobre primeiros socorros com crianças para outras unidades escolares interessadas. A temática é focada nas principais emergências pediátricas, como engasgo, parada cardiorrespiratória, prevenção de lesões, além do tema do desfralde.

    A coordenadora do projeto, professora do Departamento de Pediatria, Renata Tommazzoni, destaca que a ideia para o projeto surgiu durante uma aula para estudantes da nona fase do curso de Medicina da UFSC, na qual se trabalhou com simulações de parada cardiorrespiratória (PCR) na infância e manobras de desengasgo. “Uma aluna, após receber a capacitação, sentiu a necessidade que os professores da escola de sua filha também fossem capazes de realizar as manobras. A partir daí surgiu a ideia de realizarmos um projeto de extensão que envolvesse os alunos e professores do curso, na capacitação das professoras das creches e escolas infantis em temas de urgência e emergência. Os alunos de Medicina, sob supervisão dos professores de Pediatria, que ajudam a capacitar os professores das escolas infantis”, explica a professora.

    Em julho ocorreu a capacitação de docentes no Núcleo de Educação Infantil Municipal (Neim) Morro do Horácio, em Florianópolis, que voltará a receber em setembro, e o projeto também já foi realizado no Centro de Educação Infantil da Associação dos Servidores do Hospital Universitário (ASHU). As próximas escolas a receber o projeto serão o Neim Celso Ramos e o Núcleo de Desenvolvimento Infantil (NDI).

    “Entramos em contato com a prefeitura de Florianópolis para ser disponibilizado para as escolas da rede e ela prontamente nos apoiou. Gostaríamos que mais escolas tivessem o interesse em participar”, salienta a professora Renata.
    Continue a leitura » »


  • UFSC promove sorteio público de reserva de vagas para próximo concurso público de magistério superior

    Publicado em 15/08/2022 às 9:24

    O Departamento de Desenvolvimento de Pessoas (DDP), da Pró-Reitoria de Desenvolvimento e Gestão de Pessoas (Prodegesp) da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), promove sorteio público que definirá a distribuição das vagas a serem reservadas aos candidatos com deficiência e candidatos negros do próximo concurso público, para a carreira do Magistério Superior, que visa selecionar docentes para atuarem nos campi da UFSC.

    O sorteio será realizado no dia 30 de agosto de 2022, com início às 10h, no link conferenciaweb.rnp.br/webconf/prodegesp.

    Mais informações no  Edital de Chamada Pública nº 094/2022/DDP.


  • Médica infectologista assume a superintendência do HU/UFSC

    Publicado em 15/08/2022 às 9:05

    A médica Ivete Ioshiko Masukawa é a nova superintendente do Hospital Universitário Professor Polydoro Ernani de São Thiago (HU/UFSC). Ela foi nomeada por meio de portaria publicada na última sexta-feira, 12 de agosto, depois de ser indicada pelo reitor da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) à Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (Ebserh).

    Ivete faz parte do corpo clínico do HU desde 2004, onde atuou como médica infectologista no Serviço de Controle de Infecção. Formada em Medicina pela UFSC, fez residência médica e mestrado em Moléstia Infecciosa e Parasitária pela Universidade de São Paulo (USP). É especialista em Administração Hospitalar, tendo atuado como chefe da Divisão Médica do HU/UFSC entre 2021 e 2022. Também participou da administração do Hospital Nereu Ramos, da Secretaria de Estado da Saúde, até 2020.

    A médica assume a 14ª gestão do HU desde a sua fundação, em 1980. Vai substituir a também médica Joanita Angela Gonzaga Del Moral, que ocupou o cargo até 22 de julho deste ano. Atualmente, a superintendência estava sendo exercida interinamente pelo gerente administrativo Michel Maximiano Faraco.

    A nova superintendente disse que está à disposição de todos os servidores, professores, alunos e comunidade em geral e conta com as equipes do hospital para, juntos, enfrentar o desafio de manter o nível de qualidade no atendimento ao público, na geração de pesquisas e na formação multiprofissional.

    Texto: Unidade de Comunicação Social – HU/UFSC


  • Planeta.doc Film Festival abre inscrições para professores e alunos de todo o Brasil

    Publicado em 15/08/2022 às 8:50

    O Festival Internacional de Cinema Socioambiental Planeta.doc está com inscrições abertas para escolas e universidades brasileiras que queiram promover debates sobre questões socioambientais trazidas por cineastas nacionais e internacionais. A plataforma do evento disponibiliza, entre agosto e setembro, uma mostra com os 48 filmes vencedores de sua sétima edição, nas categorias Planetadoc Internacional, Planetadoc Brasil e Planetadoc Santa Catarina.

    O evento segue com uma programação contínua até 31 de dezembro. A oitava edição do festival tem início em 24 de outubro, trazendo mais de 100 filmes nacionais e internacionais de caráter socioambiental. O festival abre com a realização do Planeta Doc Conferência, em formato on-line, com pensadores do Brasil e do mundo centrado na temática da sustentabilidade. Para acessar os filmes e receber todas as informações do evento, basta se cadastrar em www.planetdoc.org/cadastro.

    O festival, maior do gênero do sul do país e um dos principais do Brasil, trata de toda a temática da imbricação do ser humano com a Terra, o que inclui temas polêmicos e urgentes como produção e destino do lixo, mobilidade urbana, retomada dos espaços públicos nas cidades contemporâneas, alimentação e saúde pública, movimentos sociais, exploração de territórios e biomas e um olhar aprofundado para as realidades sociais e ambientais dos quatro cantos do planeta.
    Continue a leitura » »


  • UFSC realiza segunda edição do workshop da Indicação Geográfica do Alho Roxo do Planalto Catarinense

    Publicado em 15/08/2022 às 8:42

    A segunda edição do Workshop da Indicação Geográfica do Alho Roxo do Planalto Catarinense será realizada na próxima sexta-feira, 19 de agosto, das 13h às 18h, no auditório do Campus de Curitibanos. Serão realizadas palestras e discussões sobre a história e mercado do alho, com falas de produtores e representantes das instituições participantes. Haverá ainda palestras de pesquisadores expondo os resultados de pesquisas com alho que possam ser utilizadas na solicitação da Indicação Geográfica (IG) do Alho Roxo do Planalto Catarinense.

    O evento está associado ao projeto de pesquisa intitulado Indicação Geográfica protegida como propulsora do desenvolvimento regional: geração de elementos para justificar o reconhecimento da denominação de origem (DO) para o alho na região do Vale do Contestado (IGPAC), que busca a valorização do alho roxo produzido na região do Planalto catarinense, por meio da qualificação de indicadores físico-químicos que possam embasar a solicitação de uma no modelo Denominação de Origem (DO).

    Promovido pelo grupo de pesquisa Análise Socioambiental no Planalto Catarinense (Asam), o evento conta com apoio da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), do Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae), Fundação de Amparo à Pesquisa e Inovação do Estado de Santa Catarina (Fapesc), Empresa de Pesquisa Agropecuária e Extensão Rural de Santa Catarina (Epagri), Cooperativa Regional Agropecuária do Meio-Oeste Catarinense (Copar), Associação Catarinense dos Produtores de Alho (Acapa) e Prefeituras de municípios produtores de alho.

    O evento é gratuito e haverá coffee break com alguns produtos à base de alho. Além disso, haverá certificado de participação.

    > Confira a programação:


  • UFSC oferece cursos para pessoas com 50 anos ou mais

    Publicado em 12/08/2022 às 17:17

    O Núcleo de Estudos da Terceira Idade (Neti) da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) abre na segunda-feira, 15 de agosto, inscrições para as vagas remanescentes de seus cursos de extensão. São ofertadas aulas em diversas áreas, como danças, teatro, contação de histórias, matemática e nutrição, além de cursos de alemão e italiano, de uma oficina sobre as árvores da UFSC e de grupos reflexivos sobre envelhecimento. A relação completa de vagas remanescentes, com datas e horários, pode ser conferida neste documento.

    Para participar, é necessário ter 50 anos ou mais. As inscrições para todas as atividades podem ser realizadas pelo site neti.ufsc.br até quarta-feira, 17 de agosto. O Neti disponibilizará os computadores de seu laboratório de informática (localizado na Av. Desembargador Vitor Lima, 145) para os candidatos que não tenham acesso à internet, das 9h às 12h e das 14h às 17h. A taxa de inscrição nas atividades é de R$ 70,00.

    Mais informações no site do Neti e no edital de atividades de extensão.


  • Vice-reitora da UFSC participa de audiência de custódia de estudante presa

    Publicado em 12/08/2022 às 16:50

    A vice-reitora da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), professora Joana Célia dos Passos, participou como ouvinte da audiência de custódia realizada para avaliar a prisão de uma estudante da Universidade durante ato em defesa da democracia, na noite do dia 11 de agosto. Representando a instituição, a professora Joana conversou com a estudante antes do início formal da sessão e prestou apoio e solidariedade. A audiência, realizada no começo da tarde desta sexta-feira, 12 de agosto, determinou a libertação da aluna.

    A vice-reitora disse à estudante que a Universidade e os amigos confiavam nela e estavam ao seu lado. “Que chegue a você o nosso afeto. Ninguém pode ser calado por defender a democracia”. A gestora disse também que a UFSC buscará dar atendimento psicossocial a ela, para que possa concluir seus estudos.

    A audiência de custódia, presidida pelo juiz Ruy Fernando Falk, destinava-se a avaliar a prisão em flagrante e decidir sobre a eventual necessidade de conversão em prisão provisória. O auto de prisão apontou os crimes de pichação, desacato, desobediência e lesão corporal.
    Continue a leitura » »


  • Projeto 12:30 lança episódio de série para relembrar shows dos anos 90

    Publicado em 12/08/2022 às 11:37

    O Projeto 12:30 lança na quarta-feira, 17 de agosto, o terceiro episódio da série de vídeos intitulada “Arquivo 12:30”, para relembrar apresentações musicais que aconteceram nos anos de 1990, na Concha Acústica da UFSC. A série conta com quatro episódios que estão indo ao ar quinzenalmente, nas quartas-feiras, às 12h30, pelo canal do Youtube do projeto. O terceiro episódio é com o Grupo Engenho, que se apresentou na UFSC pelo Projeto 12:30 em 1999. A gravação do show foi realizada pelo Departamento Artístico Cultural (DAC), em parceria com a TV UFSC.

    A série “Arquivo 12:30” tem como objetivo apresentar ao público um pouco da memória do Projeto 12:30 que, desde sua criação em 1986, promove apresentações culturais, principalmente de música, no cotidiano da vida universitária. Os quatro episódios da série contam parte da história do projeto, o qual segue ativo e se reinventando após o período de pandemia, com realizações de atividades virtuais pelo Youtube e redes sociais.

    Criado em 1979, em Florianópolis, o Grupo Engenho ficou conhecido pelo trabalho baseado na música regional, valorizando principalmente a cultura da Ilha de Santa Catarina, mas dentro de um contexto social e político. Em 2011, depois de alguns anos inativos, o grupo retoma as suas atividades relembrando os sucessos da formação com a qual se tornou conhecido no final dos anos 70 e início dos 80. Desta formação, reuniram-se, novamente, os músicos Alisson Mota, Marcelo Muniz, Chico Thives e Claudio Frazê tendo como convidados especiais Marcelo Besen na sanfona e Carlos Augusto Vieira no violino, assim como Manoella Vieira nos vocais.

    No show realizado no Festival de Música da UFSC, em 28 de agosto de 2011, 2.000 pessoas, entre fãs e novos entusiastas, vibraram por mais de 1 hora, com “o espírito mergulhado em nostalgia e afeto histórico”. Em 2012, o Grupo Engenho realizou o show “De Trés Ont‘onte a dijáoji” no palco do Teatro Pedro Ivo, em Florianópolis. A apresentação foi uma antologia do trabalho do Grupo que embalou a mobilização universitária catarinense desde os tempos pré-redemocratização. Por isso, é uma das bandas que até hoje seguem na memória afetiva de pelo menos duas gerações.

    Projeto 12:30

    Projeto cultural permanente há três décadas, é realizado pelo Departamento Artístico Cultural. Apresenta, quinzenalmente, às quartas-feiras, durante o período letivo, atrações culturais gratuitas, na grande maioria de música, junto à Praça da Cidadania, em frente ao Centro de Cultura e Eventos da UFSC, no campus da Trindade, e, uma vez ao mês, no Centro de Ciências Agrárias, o CCA, no bairro Itacorubi.

    Reestruturado para funcionar virtualmente durante a pandemia, o Projeto 12:30 realizou a “Live 12:30” e o “Talk Show 12:30” durante 2021. Agora em 2022, no formato semipresencial, segue promovendo atividades online. As apresentações virtuais ficaram disponíveis para serem acessadas a qualquer momento no canal do YouTube e foram, também, disponibilizadas no formato de “podcasts” nas plataformas de áudio.

    Todos os detalhes da programação do Projeto 12:30 são divulgados nos site do DAC, no Instagram e no Facebook do Projeto 12:30 (@projeto1230.ufsc).

    Acesse o canal do Youtube do Projeto 12:30 através do link:
    https://www.youtube.com/c/Projeto1230UFSC

    Serviço:
    O quê: Terceiro episódio da série “Arquivo 12:30” com o Grupo Engenho.
    Quando: 17 de agosto, quarta-feira, às 12h30.
    Onde: Canal do Youtube – Projeto 12:30 UFSC – https://www.youtube.com/c/Projeto1230UFSC
    Quanto: Gratuito.
    Contato: projeto1230@contato.ufsc.br ou com a coordenadora Bianca Kaizer pelo e-mail: bianca.kaizer@ufsc.br
    WhastApp do Projeto 12:30: (48) 3721-2497
    Mais sobre o Projeto 12:30 em www.dac.ufsc.br e através das redes sociais (@projeto1230.ufsc).

     Bianca Kaizer de Oliveira, coordenadora do Projeto 12:30 / DAC / SeCArte / UFSC, com informações da banda.


  • Campus Trindade: acesso à UFSC pelo bairro Pantanal será fechado temporariamente

    Publicado em 12/08/2022 às 10:38

    A Prefeitura Municipal de Florianópolis irá fechar provisoriamente a entrada, via bairro Pantanal, ao Campus Trindade da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), a partir da próxima segunda-feira, 15 de agosto. O acesso à rua Engenheiro Andrey Cristian Ferreira pela rua Deputado Antônio Edu Vieira será interditado por um período de 20 dias corridos, em função da obra de duplicação no local.

    Durante o período, o acesso de automóveis e ônibus à UFSC pelo bairro Pantanal ficará interditado. Da mesma forma, a via em frente à Praça da Cidadania permanecerá fechada. A barreira instalada próxima ao antigo Centro de Convivência será liberada temporariamente. Assim, a entrada e a saída de veículos para setores como a Reitoria, o Centro de Desportos (CDS) ou o Centro Tecnológico (CTC) serão realizadas pela rua Engenheiro Andrey Cristian Ferreira, no bairro Carvoeira.

    Os serviços públicos de coleta de resíduos e de transporte coletivo serão mantidos, mas terão mudanças de trajeto, conforme orientações da Secretaria Municipal de Mobilidade e Planejamento Urbano para o transporte público (em pdf):

    • Linhas 137 – Volta ao Morro Pantanal Norte via Titri e 138 – Volta ao Morro Pantanal Sul via Titri: não acessarão a Rua Engenheiro Andrey Cristian Ferreira, pois estará bloqueada – seguindo pela Dep. Antônio Edu Vieira.

    • Linha 185 – UFSC semidireto: entrará na UFSC pela Rua Roberto Sampaio Gonzaga, retornando para acessar a Rua Delfino Conti, Rua Dep. Antônio Edu Vieira e segue normal.

    As linhas 135 – Volta ao Morro Carvoeira Norte via Titri e 136 – Volta ao Morro Carvoeira Sul via Titri operam normalmente.


  • Nota de repúdio: UFSC se manifesta quanto à ação da PM em ato pela democracia

    Publicado em 12/08/2022 às 9:58

    A Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) apresenta veemente protesto contra o uso da força excessiva, truculência e abusos cometidos pela Polícia Militar do Estado de Santa Catarina na prisão de uma estudante da Universidade que participava do ato em defesa do Estado Democrático de Direito. A jovem, detida supostamente por fazer pichações, foi imobilizada à força, em atitude de nítida truculência. No momento da prisão fica evidente a atitude injustificável dos policiais, que deveriam estar no ato para garantir a segurança dos manifestantes.

    É simbólico que isso tenha ocorrido no mesmo dia em que a UFSC abriu suas portas para acolher um evento pró-democracia. Inadmissível, também, é convivermos com atitudes autoritárias em repressão a manifestações pacíficas e legítimas em favor da liberdade e dos direitos sociais e fundamentais.

    Atos isolados, suposições ou preferências ideológicas não podem ser alegados por integrantes de forças de segurança para justificar truculência contra manifestações a favor da democracia. Em um período como o que vivenciamos, é fundamental que as forças de segurança permaneçam restritas às suas atribuições constitucionais. Infelizmente, atualmente convivemos com o aparelhamento de partes do Estado que são fundamentais para o próprio funcionamento da democracia. É importante estarmos alertas.

    Os atentados contra a democracia não ocorrem de maneira generalizada. Eles são realizados em pequenas atitudes como as que presenciamos nesta noite de 11 de agosto.

    A sociedade não pode ter vergonha de lutar pela democracia, pela preservação do direito de livre manifestação do pensamento e das ideias: “Estado democrático de direito sempre!”

    Por outro lado, a UFSC espera uma manifestação do governo do Estado de Santa Catarina sobre as orientações a sua força de segurança para lidar com este momento histórico do país, no que se refere a defesa da democracia, bem como sobre este caso em particular.


  • Profor divulga cursos de formação continuada para docentes

    Publicado em 12/08/2022 às 9:45

    O Programa de Formação Continuada divulgou a agenda de atividades formativas para o semestre letivo 2022.2. Os cursos ofertados são uma oportunidade para conhecer e compartilhar experiências e práticas pedagógicas.

    O Profor tem o objetivo de proporcionar o aperfeiçoamento pedagógico continuado aos professores, sendo de caráter obrigatório para aqueles que estão em estágio probatório e facultativo aos demais docentes da instituição. Há pelo menos 19 cursos com inscrições abertas. Os cursos serão ministrados nas modalidades remota e presencial, conforme programação.

    Confira as opções disponíveis

    – Curso: Divulgação científica nas diferentes áreas e métodos de pesquisa

    – Curso: Educação como prática social na contemporaneidade: a linguagem e suas Interações

    – Curso: Estudantes com deficiência na universidade

    – Curso: Moodle Avançado

    – Curso: Aprendizagem baseada em jogos e formação para as mídias no Ensino Superior

    – Curso: Princípios, conceitos e estratégias de avaliação

    – Curso: Ações sobre permanência estudantil e combate à evasão

    – Curso: Microsoft Teams como ferramenta de apoio ao ensino presencial e à gestão de projetos

    – Curso: Ações pedagógicas e práticas educacionais para inclusão e acolhimento aos discentes

    – Curso: Avaliação discente como um desafio docente no processo de ensino e aprendizagem

    – Curso: Gestão universitária: Coordenação de curso, chefia de departamento, participação em colegiados e câmaras, estrutura universitária e dinâmicas da liderança e administração no ensino superior

    – Oficina de Comunicação Não Violenta para docentes

    – Curso: Promoção de saúde mental e atenção psicossocial no ambiente universitário

    – Curso: Ações afirmativas na UFSC e relações étnico-raciais

    – Curso: Seminário Temático Cognitivo aplicado a Cursos da saúde

    – Curso: Oficina de Comunicação Não violenta para docentes

    – Curso: Integração Institucional a Novos(as) Docentes

    – Curso: Pode uma universidade ser acolhedora? Uma abordagem às vivências universitárias promotoras de bem-estar e sucesso escolar

    – Curso: Legislação da Carreira Docente


  • Servidores da UFSC podem preencher Pesquisa de Satisfação

    Publicado em 12/08/2022 às 8:20

    O Plano de Gestão e Logística Sustentável da UFSC lançou o formulário de Pesquisa de Satisfação dos servidores da Universidade Federal de Santa Catarina. O questionário está dividido em oito áreas:  I) ambiente do trabalho remoto II) outros sobre trabalho remoto III) capacitação IV) chefia V) instituição VI) reconhecimento profissional VII) relações interpessoais VIII) geral. Cada seção aborda uma esfera da pesquisa e possui perguntas com respostas de múltipla escolha ou dissertativas.

    Os resultados da pesquisa serão utilizados para compor o indicador “satisfação no trabalho” que está presente no plano e também irá impulsionar ações específicas para melhorar a qualidade de vida dos servidores nos seus ambientes de trabalho. Para responder, clique no formulário.


  • Laboratório da UFSC detecta anomalias que afetam o desempenho de aerogeradores

    Publicado em 12/08/2022 às 7:35

    Foto: Divulgação /AQTech

    Um grupo de pesquisadores do Laboratório de Integração Software/Hardware (Lisha) do Centro Tecnológico da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) desenvolve o projeto Detecção de anomalias em aerogeradores usando inteligência artificial, buscando aplicar técnicas de inteligência artificial (AI), machine learning (aprendizado de máquina) em particular, a dados operacionais e de vibração para detectar condições específicas de desempenho na operação de geradores eólicos de energia elétrica.

    Como máquinas que são, os aerogeradores estão sujeitos a forças que vão além daquela aplicada pelos ventos nos rotores, e essas forças podem causar vibrações em diversos componentes do aerogerador, principalmente na caixa de transmissão. “A correlação dos dados operacionais, como a velocidade e a direção do vento, a velocidade nas partes móveis e a potência gerada, com dados sensoriais, que capturam tais vibrações, nos permite diagnosticar a máquina enquanto ela opera”, explica o professor Antonio Augusto Fröhlich, coordenador dos trabalhos na UFSC.

    Uma das empresas parceiras do projeto, que atua no desenvolvimento de soluções de monitoramento e diagnóstico para o mercado de energia, instrumentou um conjunto de aerogeradores com sensores de vibração, incluindo vibrações acústicas. A instrumentação alinha-se com a plataforma do laboratório, e a telemetria permite a aplicação de técnicas de inteligência artificial em diversos estágios do monitoramento. O principal benefício da detecção de anomalias nos aerogeradores é a possibilidade de manutenção antecipada do ativo, e, consequentemente, o aumento da disponibilidade da máquina.

    Isso representa vantagem para o dono do ativo, com a redução dos custos de manutenção, e até mais renda, com o equipamento disponível por mais tempo. Já o impacto social mais relevante está relacionado ao aumento do uso de energias renováveis, principalmente em momentos de crise hídrica como a registrada recentemente no Brasil. “Com o aumento da geração eólica se reduz o uso de térmicas, e, consequentemente, diminuem o custo do MWh e os impactos ambientais”, observa o professor Fröhlich.

    O principal modo de falha detectado até o momento diz respeito a defeitos no eixo da alta velocidade da caixa de transmissão do aerogerador. As vibrações observadas dependem da velocidade de rotação, e o treinamento de modelos robustos que capturem as variações é considerada uma grande conquista para a equipe da UFSC. “Hoje conseguimos prever tais falhas com antecedência, alertando a empresa para que possa escalonar manutenções preventivas, evitando assim que a máquina sofra defeitos permanentes”, destaca o professor.

    Com todos os objetivos alcançados, a parceria agora parte para a ampliação do número de aerogeradores monitorados e para a ampliação do espectro de outros modos de falhas. E, claro, colaborar cada vez mais com o aumento acelerado da geração de energias renováveis e ambientalmente sustentáveis.

    A reportagem completa integra a edição número 13 da Revista da Fapeu disponível em https://abre.ai/revistadafapeu


  • Auditório da Reitoria da UFSC recebe ato cívico em defesa da democracia

    Publicado em 11/08/2022 às 17:47

    Discursos abordaram defesa da democracia e dos direitos sociais (Foto: Ítalo Padilha/Agecom)

    O auditório da Reitoria da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) ficou lotado nesta quinta-feira, 11 de agosto, para realização do ato em defesa do estado democrático de direito. O evento foi organizado pelo Sindicato dos Professores das Universidades Federais de Santa Catarina (Apufsc) em conjunto com 27 entidades da sociedade civil. O reitor Irineu Manoel de Souza e a vice-reitora Joana Célia dos Passos estiveram presentes.

    O ato foi realizado simultaneamente à leitura da Carta às Brasileiras e aos Brasileiros em Defesa do Estado Democrático de Direito, na Faculdade de Direito da Universidade de São Paulo (USP). Houve apresentações artístico-culturais e falas de representantes das entidades participantes.

    O presidente da Apufsc, Carlos Alberto Marques, o Bebeto, afirmou que o evento era um ato cívico suprapartidário em defesa da democracia.
    Continue a leitura » »


  • UFSC Explica: dark web

    Publicado em 11/08/2022 às 15:30

    Dark web é o tema do novo episódio da série de vídeos UFSC Explica. Três pesquisadores da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), de diferentes áreas do conhecimento, abordam questões como segurança, anonimato e privacidade on-line em um mundo cada vez mais conectado e no qual os dados dos usuários se tornaram moeda de troca. 

    Quais as diferenças entre deep e dark web? O que garante o anonimato dos usuários da dark web? Como acessá-la? Quem e o que podemos encontrar por lá? Essas e outras perguntas são respondidas ao longo do vídeo.

    Conheça os entrevistados:

    Barbara Idaerla Santos Calderon: é bacharela e mestra em Relações Internacionais pela UFSC, além de estudante da graduação em Sistemas de Informação da mesma instituição. Seu mestrado teve foco em Economia Política Internacional, e sua dissertação incidiu-se sobre a área de intersecção entre as Relações Internacionais e os Sistemas de Informação. Em 2017, publicou o livro Deep e dark web: a internet que você conhece é apenas a ponta iceberg, pela editora Alta Books. Poder, economia política internacional, cibercultura e atuações do Estado e da sociedade na esfera cibernética estão entre seus interesses de pesquisa.

    Enrique Muriel-Torrado: professor no Departamento de Ciência da Informação e no Programa de Pós-Graduação em Ciência da Informação da UFSC. É graduado em Biblioteconomía y Documentación e licenciado em Documentación pela Universidad de Extremadura, mestre em Documentación Digital pela Universitat Pompeu Fabra e mestre e doutor em Información Científica pela Universidad de Granada. Sua área de pesquisa abrange temas como direitos autorais, copyright, copyleft, desinformação, sociedade da informação e serviços e ferramentas em unidades de informação.

    Jean Everson Martina: professor do Departamento de Informática e Estatística e membro do Laboratório de Segurança em Computação (Labsec) da UFSC. Possui graduação e mestrado em Ciências da Computação pela UFSC e doutorado em Ciências da Computação pela University of Cambridge. Atua principalmente nos seguintes temas: assinaturas digitais, sistemas operacionais embarcados, execução segura de código, proteção de chaves criptográficas, computação forense, formalização de protocolos, verificação formal, modelagem de cerimônias de segurança e projeto de software seguro.

    Confira abaixo o vídeo, também disponível no canal da UFSC no Youtube.


  • Pós em Ciência da Computação é contemplada em edital de internacionalização

    Publicado em 11/08/2022 às 15:11

    Ampliar as parcerias do Programa de Pós-Graduação em Ciência da Computação (PPGCC) da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) com instituições estrangeiras é o objetivo do projeto Inteligência artificial para expansão do ecossistema tecnológico e de inovação de Santa Catarina e do Brasil, contemplado no Edital de Chamada Pública Fapesc nº 24/2022, da Fundação de Amparo à Pesquisa e Inovação do Estado de Santa Catarina (Fapesc). A iniciativa visa propiciar experiências de pesquisa no exterior aos doutorandos do PPGCC, além de receber estudantes de universidades estrangeiras. 

    “Entendemos que, para formar doutores altamente capacitados para atuar no desenvolvimento tecnológico do país, precisamos fazer com que eles tenham a vivência em grupos de pesquisa internacionais. Esse é um dos caminhos possíveis para fortalecer os programas de pós-graduação no Brasil, e a Fapesc tem sido uma grande aliada da UFSC nesse desafio”, afirma a coordenadora do projeto, professora Patrícia Della Méa Plentz.

    Os doutorandos irão cursar disciplinas no exterior e participar de atividades do grupo de pesquisa da universidade estrangeira, avançando nas pesquisas iniciadas aqui no Brasil e fortalecendo a cooperação entre o PPGCC e a comunidade acadêmica internacional. Além disso, professores irão ministrar aulas em inglês, e serão recebidos três estudantes de universidades internacionais. “O contato deles com nossos grupos de pesquisa certamente irá gerar uma boa relação e fluxo de trabalho entre a UFSC e as outras instituições internacionais”, comenta Patrícia. 

    Nesse projeto, o contato inicial do programa é com a Universidade de Pisa, na Itália, mas a ideia é ampliar o escopo, envolvendo as demais instituições com que os professores do PPGCC possuem acordos de cooperação internacional. O projeto está previsto para durar até dezembro de 2023. 

    “Um dos nossos pontos fortes do PPGCC é a interação com a indústria catarinense, onde desenvolvemos projetos com empresas do ecossistema tecnológico de Santa Catarina, e este projeto reforça nossa importância e protagonismo neste cenário”, relata a coordenadora. Com caráter interdisciplinar, o PPGCC conta com professores de diferentes departamentos e campi da UFSC e de outras instituições, além de parcerias com os ministérios da Educação e da Saúde e com a Casa Civil.

    “O projeto ‘Inteligência artificial para expansão do ecossistema tecnológico e de inovação de Santa Catarina e do Brasil’ consolida o PPGCC como um dos grandes programas de pós-graduação do Sul do Brasil, ao mesmo tempo em que comemora 30 anos de existência. É uma satisfação chegar em 2022 com tantos avanços, atuando de forma concreta e inequívoca em prol do desenvolvimento tecnológico de Santa Catarina e do nosso país”, enfatiza Patrícia.

    O projeto Doutorado em Engenharia com Dupla Diplomação UFSC-FAU/Alemanha foi outro dos contemplados no edital da Fapesc. Liderada pelo Programa de Pós-Graduação em Engenharia Química da UFSC (PósENQ), a iniciativa conta com a participação do Programa de Pós-Graduação em Ciência e Engenharia de Materiais (PGMAT) e com a parceria da universidade alemã Friedrich-Alexander-Universität Erlangen-Nürnberg (FAU).


  • Semifinalista da Olimpíada Brasileira, equipe do Colégio de Aplicação da UFSC vai lançar satélite próprio

    Publicado em 11/08/2022 às 12:27

    Obsat é gratuita para qualquer aluno matriculado em instituições de ensino fundamental, médio, técnico ou superior. Crédito: Divulgação MCTI

    A equipe Sagittarius A*, formada por estudantes do 9º ano do Colégio de Aplicação da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), é semifinalista da Olimpíada Brasileira de Satélites (Obsat). Os quatro integrantes do grupo – Isabella de Freitas, Rosa Maria Miranda, João Vitor Caetano e Marcos Bueno – terão a oportunidade de lançar o satélite que desenvolveram. Para isso, a equipe irá viajar até Santa Maria, no Rio Grande do Sul, nesta próxima sexta-feira, dia 12 de agosto.

    O projeto do time do Colégio de Aplicação tem como principal missão monitorar o ecossistema de manguezais no País. Após um ano de pesquisas, a equipe construiu um satélite capaz de medir o nível de gás carbônico (CO2) da estratosfera e comparar com outros locais, determinando o impacto da urbanização para aquele lugar e suas possíveis consequências. Os manguezais ocupam uma grande área do território brasileiro, mas sofrem pressão da expansão imobiliária nas grandes cidades litorâneas. Os objetivos da pesquisa são mostrar a importância dos mangues na absorção deste gás do “efeito estufa” e identificar áreas em desmatamento, contribuindo para a consciência da necessidade de preservação.

    A Olimpíada Brasileira de Satélites MCTI é uma olimpíada científica de abrangência nacional, concebida pelo Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovações (MCTI) e organizada pela Universidade Federal de São Carlos (UFSCar) em conjunto com a Agência Espacial Brasileira (AEB), o Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe) e a Escola de Engenharia de São Carlos (EESC), da Universidade de São Paulo (USP).

    A iniciativa busca promover experiências teóricas e práticas em projetos de satélites de pequeno porte, difundindo a cultura aeroespacial para estudantes e professores de instituições de ensino de nível médio, técnico profissionalizante, e universitários. A Obsat é gratuita para qualquer aluno matriculado em instituições brasileiras de ensino fundamental, médio, técnico ou superior. Como objeto de trabalho, e ao mesmo tempo ferramenta de aprendizado, utilizam-se pequenos satélites, chamados de CanSats, TubeSats, PocketSats ou CubeSats.


  • UFSC ganha quatro menções honrosas em Prêmio Capes de Tese

    Publicado em 11/08/2022 às 11:25

    A Universidade Federal de Santa Catarina conquistou quatro menções honrosas no Prêmio Capes de Tese – Edição de 2022, um dos mais tradicionais da pesquisa no Brasil. Os resultados foram divulgados nesta quinta-feira, 11 de agosto, no Diário Oficial, e trazem destaque a estudos da UFSC desenvolvidos em quatro áreas do conhecimento: Engenharia Civil, Engenharia Elétrica, Linguística e Literatura e Nutrição. No total, 49 trabalhos foram premiados e outros 96 receberam menção honrosa.

    Matheus Soares Geraldi recebeu o reconhecimento pela tese Building stock modelling for energy benchmarking of schools in Brazilque teve o objetivo de desenvolver métodos de obtenção de modelos representativos do estoque de edificações para aferir o desempenho energético das escolas brasileiras. A orientação foi de Enedir Ghisi. Já Ricardo Augusto Borsoi foi reconhecido pelo trabalho Spectral variability in hyperspectral unmixing: multiscale, tensor, and neural network-based approaches, que desenvolve estratégias para mitigar a variabilidade espectral na separação espectral. A orientação é de Jose Carlos Moreira Bermudez.

    A pesquisadora Cybelle Saffa Da Cunha Pereira Soares foi destaque na área de Inglês:Estudos Lingüísticos E Literários, com a tese From purification to preposterous violence: a corpus-based study on the semantic prosody of violence in the (re)translation and (re)writings of Jacobs’ fairy talesOrientada por Lincoln Paulo Fernandes, ela estudou as diferentes categorias de violência presentes nas retraduções de contos de fadas ao longo de sessenta e nove anos. No campo da Nutrição, a tese Formatos de informações sobre os açúcares na rotulagem de alimentos industrializados: estudo multimétodos do contexto brasileirode Tailane Scapin, recebeu a menção honrosa. Orientada por Rossana Pacheco da Costa Proença e coorientada por Ana Carolina Fernandes, ela avaliou as informações sobre os açúcares na rotulagem de alimentos industrializados e investigou formatos de rotulagem que sejam compreensíveis e auxiliem consumidores brasileiros nas suas escolhas alimentares.

    O Prêmio CAPES de Tese reconhece os melhores trabalhos de conclusão de doutorado defendidos em programas de pós-graduação brasileiros de acordo com os seguintes critérios: originalidade do trabalho, relevância para o desenvolvimento científico, tecnológico, cultural, social e de inovação e o valor agregado pelo sistema educacional ao candidato. Criado em 2005 e entregue pela primeira vez em 2006, ele abrange todas as áreas de conhecimento que têm um representante na avaliação da pós-graduação stricto sensu. Um dos objetivos da iniciativa é aumentar a visibilidade das ações positivas e indutoras da Capes na pós-graduação brasileira.

     


  • Pesquisa da UFSC identifica e mapeia produtividade de energia solar em Santa Catarina

    Publicado em 11/08/2022 às 8:29

    Unidade consumidora capaz de produzir energia foi estudada em tese (Divulgação)

    Uma pesquisa de doutorado realizada na Universidade Federal de Santa Catarina identificou que, apesar de apresentar um dos menores índices de irradiação do Brasil, o cenário para a utilização da fonte solar na matriz energética do Estado é favorável e promissor, podendo gerar impactos econômicos e ambientais, com destaque para a região Oeste. A tese defendida por Andrigo Filippo Gonçalves Antoniolli no Programa de Pós-Graduação em Engenharia Civil analisou dados do Projeto Bônus Fotovoltaico da Celesc, que instalou 1.250 sistemas eficientes de geração de energia elétrica em todas as regiões catarinenses. “A produtividade média em Santa Catarina é boa quando comparada, por exemplo à Alemanha, pois a do Estado é 30% superior à das melhores regiões da Alemanha”, compara.

    Um algoritmo desenvolvido pelo pesquisador gerou dados que indicam que Santa Catarina apresenta valores médios de produtividade acima de 1.200 kWh/kWp por ano. Ou seja, cada 1 kWp instalado pode produzir em média, pelo menos 100 kWh/mês dentro do território catarinense. O estudo consolidou os números a partir de uma ferramenta de gestão e auxílio à tomada de decisão que analisa com cerca de 95% de precisão dados de um grande volume de microgeradores.

    A tese foi orientada pelo professor Ricardo Rüther, com co-corientação da professora Helena Flávia Naspolini. “A metodologia desenvolvida na tese pode ser utilizada para prever a geração mensal e anual de futuros sistemas fotovoltaicos a serem instalados em qualquer local para auxiliar no planejamento, além de servir de como subsídio para análises de retorno do investimento mais apuradas”, indica Antoniolli.

    O foco do estudo está no modelo de geração distribuída, que oferece energia no local de consumo – ou em local próximo – a partir de fontes renováveis. Os módulos fotovoltaicos instalados em 1250 casas espalhadas pelo Estado são um exemplo de como cada unidade consumidora pode vir a ser um potencial gerador de energia. Somadas, essas unidades representam valores consideráveis para o sistema de distribuição como um todo. No estudo, elas formaram o que se chama de “unidade prossumidora” e, juntas, têm potência instalada equivalente a da Usina Solar Cidade Azul, localizada no complexo de Jorge Lacerda, no município de Capivari de Baixo.

    O pesquisador decidiu estudar o assunto pensando no surgimento de uma nova figura: o prossumidor – ou o consumidor que também produz energia elétrica. Com a tecnologia de sistemas fotovoltaicos, os cidadãos estão aptos a produzirem a energia que consomem. “Antes, as grandes indústrias eram proprietárias das usinas geradoras, que enviavam para as empresas de transmissão/distribuição e então chegavam às residências. Agora o consumidor, na sua casa, pode ter um gerador e ser dono da sua própria energia ou compartilhar com outras pessoas”, explica.

    No caso do projeto da Celesc, a proposta era promover a geração distribuída a partir de 1.250 telhados residenciais. Os participantes foram selecionados via edital, pois precisavam respeitar a uma série de pré-requisitos, entre eles a angulação e orientação do telhado onde o sistema fotovoltaico seria instalado, com o objetivo de aproveitar melhor a irradiação solar. O consumo médio de 350 kWh por mês também era requisito obrigatório.

    Os consumidores tiveram acesso a um bônus de 60% na instalação dos sistemas. Em 2020, a Celesc divulgou que o benefício estimado foi a geração de energia de 4.464,36 MWh/ano, suficiente para abastecer mais de 22,3 mil residências durante um mês inteiro. O projeto também evitou o lançamento de 303 toneladas de CO2 na atmosfera, correspondente ao plantio de 2.170 árvores.

    Dados

    A média anual da geração fotovoltaica do conjunto de telhados analisados foi de 3.353 kWh/ano ou produtividade anual de 1.265 kWh para cada 1 kWp instalado, com oscilações entre as quatro regiões estudadas em Santa Catarina. No estudo, um mapa definido a partir dos níveis de irradiação situa o Oeste como o mais favorável à geração solar fotovoltaica seguida por uma faixa composta pela região litorânea, Serra e Meio-Oeste. Algumas regiões no Vale e no Sul apresentam menos produtividade.

    Mapa gerado pelo estudo registra regiões mais promissoras

    A exploração e análise estratégica de dados foi fundamentada em conceitos de Business Intelligence, proporcionando informações relevantes sobre a performance do sistema e ajudando no suporte à tomada de decisão de forma rápida e embasada. “A adoção do telhado fotovoltaico em residências no Brasil demonstrou ser vantajosa e, além disso, o tempo de retorno do investimento está em tendência de queda devido às contínuas reduções de preços da tecnologia e constantes aumentos na tarifa residencial”, pontua o pesquisador.

    A análise de Antoniolli destrincha os dados fornecidos de cinco em cinco minutos pelo projeto de janeiro a dezembro de 2019, mas também investiga o aproveitamento específico de uma das unidades que compõe o programa. O estudo detalhou, sob diferentes óticas, o caso de uma residência situada perto do campus da UFSC, em Florianópolis. Do ponto de vista da concessionária, o consumo anual da unidade analisada foi reduzido em 18% após a integração. Sob a ótica do consumidor, o consumo total anual aumentou 8% e a redução das despesas com energia elétrica foi de 54%.

    Segundo o pesquisador, os dados obtidos e a ferramenta elaborada durante a pesquisa, além de servirem como referência para profissionais da área de energia, também podem colaborar com o planejamento de cooperativas solares. “É possível prever de forma mais precisa e mais confiável o planejamento de uma cooperativa solar, pois conseguimos identificar a produtividade média por região e qual delas é a mais indicada para a implementação de uma cooperativa composta por pequenos produtores de energia”, finaliza.

    Amanda Miranda/Jornalista da Agecom