Notícias da UFSC
  • Palestra ‘Machado de Assis: da iconografia à correspondência’ ocorre dia 30 de novembro

    Publicado em 21/11/2018 às 18:49

    A palestra “Machado de Assis: da iconografia à correspondência – novas descobertas e tesouros perdidos”, parte do “Ciclo de debates sobre literatura e seus  híbridos”, ocorre no dia 30 de novembro, sexta-feira, das 13h30 às 18h30. A atividade, que será ministrada pelo professor Felipe Pereira Rissato e coordenada por Alckmar Luiz dos Santos, é aberta a todos.

    O evento é promovido pelo Núcleo de Pesquisas em Informática, Literatura e Linguística (NuPILL), o Programa de Pós-graduação em Literatura Brasileira (PPGLIT) e o Centro de Comunicação e Expressão (CCE).

    Mais informações na página do PPGLit.


  • Espetáculo ‘Pegando do Resto’ é atração do Seminário Brasileiro de Escrita Dramática na UFSC

    Publicado em 21/11/2018 às 18:21

    O grupo teatral Abaporu apresenta na próxima terça-feira, 27 de novembro, às 20h30, o espetáculo “Pegando do resto”, que integra a programação do III Seminário Brasileiro de Escrita Dramática (SBEDR). A entrada é gratuita e os ingressos devem ser retirados no local a partir de uma hora antes da apresentação. A apresentação, que encerra as atividades do grupo este ano, ocorre na Caixa Preta, no Bloco D do Centro de Comunicação e Expressão da Universidade Federal de Santa Catarina (CCE/UFSC).

    O Abaporu é um grupo de teatro composto por seis artistas de Florianópolis e nasceu há quatro anos dentro do curso de Artes Cênicas da UFSC. “Pegando do Resto” explora a linguagem única e ao mesmo tempo universal das máscaras larvárias, numa temática existencialista situada no universo do Teatro do Absurdo. As máscaras do Grupo Abaporu exploram o lusco-fusco dos dias, manipulando o espaço e o tempo. Enquanto esperam, o ócio desenvolve situações para mantê-las sempre um segundo atrás do ponteiro do relógio.

    Sinopse

    Nada a fazer. O tempo passa mais rápido quando se está distraído. Por que não iludir a espera? Não se pode rir… meramente sorrir. Em lugar preto e branco ri quem tem cor.

    Ficha Técnica

    Direção: Blenda Trindade.

    Elenco: Igor Gomes, João Carlos Quinalha, Maykon José e Pitita Blasius.

    Orientação: Sassá Moretti.

    Produção Executiva: Olivia Dias.

    Adaptação dramatúrgica, cenografia, figurinos, trecos e cacarecos, iluminação, sons, músicas e outras coisas que fazem barulhos: Grupo Abaporu.

    Sugestão Etária: a partir de 8 anos.

    Fotos: Márcio H. Martins.

    Serviço

    O quê: Espetáculo “Pegando do Resto” no III SBEDR

    Quando: 27 de Novembro, às 20h30.

    Onde: CAIXA PRETA (Térreo do Bloco D – CCE UFSC / ao lado do EFI).

    Quanto: Gratuito.

    Mais informações na página do evento, pelo e-mail ou pelo Facebook.


  • 7º Encontro de Física e Astronomia da UFSC ocorre de 18 a 22 de fevereiro de 2019

    Publicado em 21/11/2018 às 17:51

    O VII Encontro de Física e Astronomia da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) será realizado de 18 a 22 de fevereiro de 2019 e contará com palestras e minicursos de professores convidados de renome. A programação completa e inscrições, como ouvinte e para apresentação de trabalhos, devem ser feitas no site do evento. Haverá premiação da melhor apresentação oral e pôster.

    Mais informações no site do evento.


  • Conferência sobre ‘A Microfísica do poder’, de Michel Foucault, ocorre no dia 30

    Publicado em 21/11/2018 às 17:38

    O encerramento do ciclo de conferências “Nos Ombros de Gigantes: Por que Ler os Clássicos”, promovido pelas coordenadorias dos cursos de graduação e pós-graduação em Filosofia da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), ocorrerá no dia 30 de novembro, sexta-feira, às 14h30, no auditório da Reitoria. O tema da conferência será sobre “A Microfísica do poder”, de Michel Foucault, que será ministrada pela professora Carolina de Souza Noto. A atividade é aberta a todos.

    Após a conferência, às 16h, a professora lançará o livro “A recusa do transcendental: um estudo sobre a filosofia crítica de Foucault”, publicado pela editora Annablume.

    Mais informações na página do curso de Filosofia ou pelo telefone (48) 3721-4552.


  • Sorteio de reserva de vagas para próximo concurso da UFSC ocorre nesta quinta

    Publicado em 21/11/2018 às 17:29

    A Pró-Reitoria de Desenvolvimento e Gestão de Pessoas (Prodegesp/UFSC) publica o edital de chamada pública nº 145/2018/DDP, que convida toda a comunidade para participar do sorteio público que definirá a distribuição das vagas a serem reservadas aos candidatos com deficiência e candidatos negros do próximo concurso público da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), para a carreira de Técnico-Administrativo em Educação.

    O sorteio será realizado nesta quinta-feira, 22 de novembro, às 10 horas, na Sala Girassol, localizada no 3º andar, do Centro de Cultura e Eventos do campus de Florianópolis.


  • UFSC recebe Prêmio IMPAR 2018 como marca mais lembrada no Estado e na Grande Florianópolis

    Publicado em 21/11/2018 às 13:16

    A diretora da Agecom, Mayra Cajueiro Warren, representou a UFSC durante a premiação. (Foto: Divulgação)

    A Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) recebeu duas premiações como a marca mais lembrada na categoria Faculdade ou Universidade no Estado de Santa Catarina e na Grande Florianópolis. A cerimônia de entrega dos prêmios ocorreu nesta terça-feira, 20 de novembro, na Federação das Indústrias de Santa Catarina (Fiesc), em Florianópolis.

    Esta foi a 11ª edição da Pesquisa IMPAR (Índice das Marcas de Preferência e Afinidade Regional). Realizada pela RICTV/ Record TV e o Ibope Inteligência, o estudo reconhece as marcas de maior prestígio nas categorias Estadual, Grande Florianópolis e Destaque Catarinense.

    O Grupo RIC fez a entrega dos certificados para as empresas vencedoras na pesquisa. A UFSC, representada pela diretora da Agência de Comunicação (Agecom) Mayra Cajueiro Warren, recebeu o prêmio como marca estadual e da Grande Florianópolis, na categoria “Faculdade ou Universidade”.
    Continue a leitura » »


  • Democracia no cenário pós-eleitoral 2018 é tema de mesa-redonda na UFSC

    Publicado em 21/11/2018 às 13:14

    Golpe. Neoliberalismo. Fascismo. Eleições. As reflexões levantadas por Joana Célia dos Passos (CED/UFSC), Sandra Noemi Cucurullo de Caponi (CFH/UFSC) e Luis Felipe Miguel (UnB) versou sobre ‘Perspectivas para a Democracia no cenário pós-eleitoral’ durante o segundo encontro do Ciclo de Debates do Centro de Filosofia e Ciências Humanas (CFH) da Universidade Federal de Santa Catarina, realizado na manhã do dia 14 de novembro, no Auditório do Centro.

    Miriam Furtado Hartung, diretora do CFH, enfatizou na abertura a necessidade de pensar o futuro, pois é na universidade que se reflete, discute e reage às tentativas de subtração do pensamento. “A produção de conhecimento, em específico na área de humanidades, significa um contínuo processo de reflexão como forma de propor mundos mais igualitários e justos”.

    O propósito da mesa foi instigar o pensamento crítico sobre a situação da vida política e social no Brasil nos dias de hoje, no período pós-eleição. A primeira a falar, Passos reafirmou a importância de, sempre, o espaço acadêmico se colocar para o debate em um diálogo franco e aberto. “O Brasil se fez pela violência e o que nos faz, volta e meia reafirmar a essa lógica, é porque não saímos ainda desse ciclo. O que vivemos agora, com a ‘saída do armário’ dessa onda conservadora, homofóbica, racista e sexista, reitera o modo como fomos constituídos e o que somos enquanto sociedade brasileira”.

    Com as taxas de homicídio crescendo entre os negros e caindo entre os brancos, é fundamental olhar para frente, mas também refletir para o que temos sido. “Temos um país que mais mata a juventude e negros, mais mata pessoas transexuais e travestis, mais mata mulheres. O que estamos e vamos viver, do ponto de vista institucional por dentro do estado, tem atingido ampla maioria da população brasileira. A grande novidade é a de que, agora, todos serão tratados como negros. Diante do que temos, pensando que negro passa a ser o padrão de tratamento para todos os trabalhadores a partir de agora, o que faremos? Sintam-se todos negros nessa conjuntura”.

    Segundo Joana, a universidade precisa pensar a democracia para compreender e pensar a nação, com os sujeitos que a fazem. “Assim eu posso compreender ações e posturas, compreender o fenômeno do voto nesta eleição. Pensar a dimensão racial no tempo presente significa reconhecer que, como intelectuais, temos feito muito pouco”, frisa ela, complementando que esse diálogo é contemporâneo para pensar esse tempo e colocar as universidades como fronte desse debate.

    Joana aproveitou para lembrar os avanços dos últimos tempos com relação à população negra e que, em decorrência disso, a elite brasileira passou a sofrer um desconforto porque não quer conviver e se relacionar nos espaços com aqueles que ‘não estavam previstos para sua convivência’, como universidade, aeroporto e cinema. “Esse desconforto está cada vez mais presente entre nós. É preciso apostar numa transformação da perspectiva cultural, na medida em que o racismo se espaia pelos diferentes espaços e está nas nossas relações. Para isso é preciso colocar em cheque a branquitude que se constitui na sociedade brasileira. Nas universidades, o principal foco de ataque serão as ações afirmativas. Como é que na UFSC, e cada um de nós, vai intervir neste momento em que o corte já é anunciado, sendo uma possibilidade de não mais existir no próximo ano?”, questiona a pesquisadora.

    Em seguida, Sandra Caponi contextualizou uma relação entre a política brasileira e argentina, principalmente sobre o início do governo de Mauricio Macri, dizendo que o que aconteceu na Argentina e no Brasil é semelhante. “Para entender o que aconteceu é preciso olhar, não só para o que o presidente eleito falava e mostrava com as atitudes, mas também para o que ele calava. Tudo aquilo que foi silenciado, era claramente anunciava por Paulo Guedes: nele estão depositadas as esperanças dos bancos, das grandes empresas, das bancadas. O mesmo aconteceu na argentina de Macri, com a ideologia neoliberal. Neste ponto, os dois se identificam totalmente”.

    Entretanto, há uma diferença significativa nas características discursivas: Macri não defende a violência, nem tortura, nem censura, mas existe uma violenta criminalização aos movimentos sociais. “A distância entre ambos é intransponível. Por mais que possam pensar a mesma coisa, a diferença é que o pensamento de Macri não pode ser enunciado porque receberia a mais absoluta reprovação da cidadania e da justiça”. Ao complementar, Caponi ressalta que o momento de separação entre Macri e Bolsonaro foi evidente na votação do impeachment da presidente Dilma Roussef; “Quando Bolsonaro dedica seu voto ao torturador Ustra (Carlos Alberto Brilhante) assinala, ao meu ver, o antes e o depois da democracia no Brasil. Mostra que a apologia ao delito e à tortura podem ser enunciados a viva voz no Congresso e ser transmitido ao mundo pela televisão. Esse ato, inadmissível, abre as portas para outras agressões que logo foram realizadas pelo candidato eleito contra trabalhadores, comunidades indígenas e quilombolas, LGBTs, mulheres, negros. Porque, quando a tortura pode ser exaltada e defendida a viva voz, é necessário que a justiça interfira e que a cidadania fique revoltada e enjoada, se não, toda forma de autoritarismo pode tornar-se aceitada, desde a escola sem partido até as manifestações de ódio e a ameaças físicas de políticos e adversários. Essa é uma diferença Macri e o candidato eleito”.

    Para a professora é necessária uma autocrítica de como foi tratada a política de verdade e justiça por governos anteriores. “A apologia ao delito e à violência não fazem parte do jogo democrático, se situam no território alheio ao direito. Um exemplo é o caso da demissão de Hans-Georg Maassen, por Angela Merkel, porque pôs em dúvida uma manifestação violenta realizada por um grupo de ultradireitistas fascistas”. Neste contexto, Caponi lançou o questionamento de como pensar o marco de guerra à democracia no Brasil, com seus ataques às liberdades individuais e suas ameaças ao pensamento crítico e às minorias? “O fracasso do neoliberal abre as portas à destruição ao Estado de Direito. Como professores é preciso ter consciência para construir uma democracia sem democratas, ter sujeitos livres capazes de refletir e ser consciente dos seus direitos. O desafio é imaginar novas respostas coletivas e transnacionais para o desamparo, a violência e a desproteção que se multiplicarão. Que as respostas não sejam vistas como ameaças à população, mas que entendamos que há um esforço necessário para construir um mundo social que é impossível de ser construído a partir do ódio e da violência”, finalizou ela citando o romance ‘A Peste’, de Albert Camus: O vacilo da peste, como o fascismo, não morre nem desaparece jamais. Ele pode permanecer durante anos dormindo nos móveis, nas roupas, esperando pacientemente nas alcovas, nos porões, nas mantas, nos lenços, nos papéis, e que sempre pode chegar o dia no qual, a peste, como o fascismo, para a desgraça e a aprendizagem dos homens, acorda as suas ratazanas e se veem a morrer numa cidade feliz.

    Luis Felipe foi o terceiro membro da mesa a discorrer sobre as perspectivas da democracia pós-eleições e respondeu a essa questão de pronto: “a resposta mais sincera e curta é a de que não tenho ideia!”. Questionou sobre qual democracia estamos falando? Recorrendo ao modelo de trabalho ocidental, de concorrência, de liberal representatividade. “É um modelo que se encontra numa crise profunda, não só no Brasil. O funcionamento desse modelo, que permitiu a compatibilização entre a competição eleitoral e o sufrágio universal e o capitalismo, parece estar se erodindo. Parece que o povo só pode ser chamado a se manifestar se for para referendar as políticas de austeridade contra ele próprio num processo de desmocratização”.

    As eleições de 2018, segundo Luis, foram baseadas numa participação popular eventual de decisão que acontece a cada quatro anos em que o eleitor se contenta com a informação limitada para expressar a sua opinião. “Isso não se revela mais. Esse modelo, que combinava participação eventual + informação limitada, não sobrevive ao WhatsApp, sem uma educação política mais permanente esses fenômenos da manipulação programada do público são, ao meu ver, incontroláveis”.

    Assim, o professor sugere que é preciso pensar em formas de democracia que dão maiores condições para a presença política efetiva dos diferentes grupos de pessoas. “Se isso não acontecer, podemos manter processos eleitorais que se transformação em terras de fake news”. Sobre as expectativas de ações do presidente eleito quando assumir o poder, disse, novamente, que não sabe. “Acredito que temos uma situação complexa, por um lado a perda de legitimidade e por outro um sujeito incapaz de exercer as artes da política e do governo. O que vai acontecer quando a exigência de negociação se colocar? O que aparece, durante o pré-governo, é assustador, feito na base do enfrentamento”, frisa.

    Luis também reforçou sobre o papel de resistência das universidades neste contexto. “Ficou claro que existe a disposição do Supremo (Tribunal Federal) de manter a relevância das universidades como agente político nesse novo momento. Mas será que isso basta? Na universidade pública estamos recuados, isso não é por acaso, existe um processo deliberado de despolitização da vida universitária, a ideia e o que se espera é que façamos uma espécie de trabalho intelectual alienado entre outras ações que nos desestimulam. Se começamos a recuar e a tivermos medo de falar estamos abrindo mão dos nossos direitos antes de eles serem tirados, e a escola sem partido é isso. O campo democrático vai ter que assumir um lugar capaz de articular as demandas emancipatórias dos diferentes grupos em algo como uma frente que não apague as prioridades diferenciadas, mas que seja capaz de colocar todos em formas de luta comum”, finalizou ele.

    Antes de abrir os espaços para perguntas e contribuições dos presentes, a coordenadora do CFH fechou a mesa lançando a reflexão sobre ações e mobilizações necessárias. “Estamos diante de uma realidade que tem tendência para um campo ideológico fascista, ou neofascista, e precisamos questionar como vamos reagir a tudo isso no sentido de resistência, de reexistir e se colocar novamente nessa cena”.

    Nicole Trevisol / Jornalista da Agecom / UFSC

    *Fotos: Pipo Quint / Agecom / UFSC


  • Projetos Práticas Corporais do Centro de Desportos promove Mostra Artística no dia 26 de novembro

    Publicado em 21/11/2018 às 10:34

    O Projeto Práticas Corporais-CDS/UFSC irá promover Mostra Artística no auditório Garapuvu do Centro de Cultura e Eventos, no dia 26 de novembro, às 19h30. A mostra contará com apresentações das turmas de ballet, contemporâneo, burlesque, jazz, cigana artística e ginástica geral. 

    O ingresso solidário é um quilo de ração para cães ou gatos, em prol de animais resgatados.

    Mais informações pelo Facebook ou pelo e-mail


  • Espaço Cultural Gênero e Diversidades da UFSC recebe a performance Joana Apocalíptica

    Publicado em 21/11/2018 às 9:49

    O Espaço Cultural Gênero e Diversidades – IEG (ECGD) irá receber Joana Apocalíptica, primeiro solo de uma montagem cênica triádica, inspirada em três arquétipos femininos defendidos pela atuante Luciana Lyra, com dramaturgia de Ricardo Inhan e da própria Luciana. O evento ocorre na sexta-feira, 23 de novembro, e será seguido de debate e a participação dá direito a certificados. 

    A apresentação inicia às 19h30, no Espaço Cultural Gênero e Diversidades, na UFSC, na rua Desembargador Vítor Lima, 55, e será seguida de debate. Os ingressos são gratuitos, mediante nome na lista de presença (50 lugares), por meio do link.
    Continue a leitura » »


  • DIVULGA UFSC – 21/11/2018 – Edição 1174

    Publicado em 21/11/2018 às 9:32

    Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC)
    www.divulga.ufsc.br – 21/11/2018 – Edição 1174

     

    Autoavaliação discente inicia na quarta, 21 de novembro

    A autoavaliação discente inicia nesta quarta, 21 de novembro. Os graduandos da UFSC respondem pontos relativos à sua autoavaliação, aos docentes e disciplinas cursadas no último semestre, além de questões sobre Planejamento e Avaliação Institucional, Desenvolvimento Institucional e Políticas de Gestão da Universidade. As informações coletadas são utilizadas para a elaboração do Relatório de Autoavaliação Institucional, que deve obrigatoriamente ser encaminhado ao MEC e divulgados à comunidade ao término da pesquisa. Acesse o questionário: Estudantes de graduação presencial   ; estudantes de graduação EaD . Mais informações: http://cpa.ufsc.br/ ; telefones (48) 3721-6212/3721-6284.

    UFSC Explica: Consciência Negra

    “Consciência Negra” é o mais novo tema da série UFSC Explica. Foram convidados três membros da comunidade acadêmica da UFSC para abordar o assunto a partir de suas diferentes áreas de conhecimento. O vídeo aborda questões como o significado do Dia da Consciência Negra e a posição do negro na sociedade atual, bem como racismo e justiça racial, cultura afro-brasileira, invisibilização, representatividade, entre outros temas. Confira o vídeo aqui e a versão em Libras aqui. Leia também: Mês da consciência negra: Grupo de Estudos Nelson Mandela realiza eventos .

    Curso Comunicação Eficiente para professores da UFSC recebe inscrições até domingo, 25

    O Programa de Formação Continuada (PROFOR/UFSC) está com inscrições abertas até domingo, dia 25 de novembro, para o curso de Comunicação Eficiente para Docentes do Ensino Superior. Voltado aos professores efetivos da Universidade, o curso disponibiliza 20 vagas para o campus Florianópolis, sendo que o curso será realizado no dia 3 de dezembro, na sala Henrique Fontes da Biblioteca Universitária (BU), às 8h e às 13h30min. O curso será ministrado por Ana Carolina Ghirardi. Continue a leitura » » .

    Inscrições para 3º Simpósio da Pós-Graduação em Farmácia encerram-se nesta sexta, dia 23

    As inscrições para o III Simpósio do Programa de Pós-Graduação em Farmácia (PPGFAR/UFSC) encerram-se nesta sexta-feira, dia 23 de novembro. O evento será realizado entre os dias 6 e 7 de dezembro, no Auditório da Pós-graduação do Centro de Ciências da Saúde (CCS). Para se inscrever, é necessário pagar uma taxa no valor de R$ 20,00, via boleto bancário. A programação e mais informações podem ser consultadas no site.


    SBPC de Santa Catarina divulga ciência, tecnologia e inovação na Rádio Udesc FM

    A Sociedade Brasileira pelo Progresso da Ciência em Santa Catarina, por meio de uma parceria com a Rádio Udesc FM – 100.1, terá boletins semanais que poderão ser acompanhados pelo rádio e também na plataforma on-line. A rádio da Universidade do Estado de Santa Catarina incluirá em sua programação notícias sobre ciência, tecnologia e inovação do estado e do País. Os boletins e spots serão disponibilizados sempre pelo perfil do programa no Soundcloud. Mais informações: Página da SBPC-SC no Facebook.

    Professora de Saúde Coletiva participa de congresso nacional sobre envelhecimento humano

    A professora Eleonora d’ Orsi, do Programa de Pós-graduação em Saúde Coletiva (PPGSC/UFSC), participará de uma mesa-redonda na 2ª edição do Congresso Nacional de Envelhecimento Humano (CNEH). O evento ocorrerá nos dias 22 e 23 de novembro de 2018, no Centro de Eventos do Sistema Fiep (SESI – Campus da Indústria), em Curitiba. Eleonora discutirá sobre a acessibilidade e a mobilidade para pessoa idosa. Mais informações sobre o evento no link.

    5º Ciclo de Palestras em Geociências homenageia alunos, professores, técnicos e parceiros

    O foco da abertura do V Ciclo de Palestras em Geociências, na manhã desta terça-feira, 20 de novembro, no auditório do Centro de Filosofia e Ciências Humanas (CFH), foi agradecer as muitas pessoas que colaboraram, direta e indiretamente, com a iniciativa. Entre os homenageados da UFSC: Reitoria, departamentos, Agência de Comunicação (Agecom), Imprensa Universitária (Gráfica) e Ouvidoria. Continue a leitura » ».

    Encerra dia 23 o concurso para identidade visual do Seminário Internacional Fazendo Gênero

    edital público para criação da Identidade Visual para campanha da 12ª edição do “Seminário Internacional Fazendo Gênero 12 – Lugares de fala: direitos, diversidades, afetos”, que será realizado de 27 a 31 de julho de 2020, se encerra na sexta-feira, 23 de novembro. A participação é gratuita e o edital completo está disponível aqui.

    Espaço Estético abre exposição de professores e técnicos do Colégio de Aplicação

    O Espaço Estético do Colégio de Aplicação promove a 2ª Mostra de Artes Visuais de Professores e Técnicos do CA, entre 21 de novembro e 18 de dezembro. A mostra é um espaço de divulgação e manifestação dos trabalhos artísticos realizados pelos professores e técnicos do Colégio de Aplicação da UFSC.  A abertura ocorrerá nesta quarta-feira, 21 de novembro, às 17h, e as obras estarão expostas até o dia 18 de dezembro no Espaço Estético, aberto para visitação das 7h30 às 18h30. Mais informações pelo telefone (48) 3721-2406.

    Um dedo de prosa: projeto de extensão debate obra ‘Nós’, de Salim Miguel

    O projeto de extensão Um Dedo de Prosa realiza na quinta-feira, 21 de novembro, um encontro sobre a literatura catarinense no vestibular da UFSC, com a professora Luciana Rassier, do Departamento de Literatura e Línguas Estrangeiras (DLLE/UFSC), para debater a obra “Nós”, de Salim Miguel. O evento ocorre na Sala Hassis, no térreo do bloco B do Centro de Cultura e Expressão (CCE) da UFSC, a partir das 18h30. A entrada é franca e não há necessidade de inscrição prévia. Mais informações: Página do projeto de extensão Um dedo de prosa.

    CineBuñuel

    O CineBuñuel apresenta dia 22 de novembro “La hija de la laguna” de Ernesto Cabellos. A sessão ocorre às 19h, na Sala de Projeção do CCE, Bloco D, 1º andar. A exibição faz parte do ciclo de cinema “Abya Yala na Tela”, que tem como tema central as nações indígenas. Saiba mais.

    Cinema Mundo

    O Projeto Cinema Mundo segue com sua temática distópica exibindo o filme “A infância de um líder” (The childhood of a leader, Reino Unido/França/Hungria, 2015), dirigido por Brady Corbet.  A sessão acontece dia 22 de novembro, às 18h30, no Auditório Elke Hering da BU e contará com os comentários de Fedra Rodríguez e Gabriela do Valle. Saiba mais.

    Lançamento do livro digital “Museu Victor Giudice”

    O lançamento do livro digital “Museu Victor Giudice” acontece dia 22 de novembro, às 14h, no Auditório Henrique Fontes, Bloco B do CCE, seguido da palestra “Victor Giudice entre a luz e as chamas”, com a professora Tereza Virginia de Almeida (DLLV/UFSC). O livro conta com impressões, ensaios e artigos sobre o importante autor literário carioca, Victor Giudice, falecido em 1997. A entrada é gratuita e gerará certificado de presença. Mais informações.

    Acompanhe outras notícias da UFSC
    noticias.ufsc.br

    Confira a programação da TV UFSC
    tv.ufsc.br

    Siga a UFSC nas redes sociais
    Facebook
    TwitterFacebook

     


    Contatos com a produção deste informativo:
    Coordenadoria de Comunicação Organizacional e Novas Mídias – Agecom

    Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC).
    Campus Reitor João David Ferreira Lima. Trindade. Florianópolis, Santa Catarina, Brasil.
    / +55 (48) 3721-2824 / 3721-2825
    Acesse nossa Política Editorial
    Para deixar de receber nossos boletins, clique aqui.

     

     


  • Pesquisadores do HU e UFSC investigam circuitos cerebrais envolvidos na sensação de medo e doenças psiquiátricas

    Publicado em 21/11/2018 às 9:14

    Um estudo inédito, desenvolvido por professores pesquisadores que atuam no Hospital Universitário Professor Polydoro Ernani de São Thiago, vinculado à rede Ebserh, e no Centro de Ciências Biológicas da Universidade Federal de Santa Catarina, abriu as portas da ciência para entender os mecanismos sinápticos envolvidos com a manifestação de medo. Os resultados permitem compreender sintomas relacionados a doenças mentais que envolvem estes mecanismos, como estresse pós-traumático, depressão, síndrome do pânico e ansiedade.

    A pesquisa, coordenada pelo professor e médico neurofisiologista clínico especializado em cirurgia de epilepsia Roger Walz, recebeu neste ano o prêmio Paulo Niemayer de Estudos em Cirurgia de Epilepsia, conferido no Congresso da Liga Brasileira de Epilepsia, e representa um marco na história da ciência catarinense, já que esta foi a primeira vez que uma equipe do Estado recebeu esta premiação. Além disso, a pesquisa completa foi publicada em uma das mais importantes revistas da área de psiquiatria a Molecular Psychiatry do grupo Nature.

    Roger Walz explicou que o estudo foi feito em pacientes que sofriam de epilepsia de lobo temporal intratável com medicamentos e foram submetidos a neurocirurgia. Como o procedimento consiste na remoção de tecidos cerebrais, foi possível estudar este material retirado, o que levou a equipe a entender melhor como o cérebro humano funciona ao desencadear a “sensação de medo”, que é um dos sintomas narrados por 15% dos pacientes logo no início da crise epiléptica originada na região temporal, internamente no crânio logo à frente da orelha.
    Continue a leitura » »


  • Espaço Estético abre exposição de professores e técnicos do Colégio de Aplicação

    Publicado em 21/11/2018 às 8:19

    O Espaço Estético do Colégio de Aplicação promove a 2ª Mostra de Artes Visuais de Professores e Técnicos do CA, entre 21 de novembro e 18 de dezembro. A mostra é um espaço de divulgação e manifestação dos trabalhos artísticos realizados pelos professores e técnicos do Colégio de Aplicação da UFSC. 

    A abertura ocorrerá nesta quarta-feira, 21 de novembro, às 17h, e as obras estarão expostas até o dia 18 de dezembro no Espaço Estético, aberto para visitação das 7h30 às 18h30.

    Mais informações pelo e-mail ou pelo telefone (48) 3721-2406.


  • 5º Ciclo de Palestras em Geociências homenageia alunos, professores, técnicos e parceiros

    Publicado em 20/11/2018 às 17:27

    O foco da abertura do V Ciclo de Palestras em Geociências, na manhã desta terça-feira, 20 de novembro, no auditório do Centro de Filosofia e Ciências Humanas (CFH), foi agradecer as muitas pessoas que colaboraram, direta e indiretamente, com a iniciativa. Os resultados têm sido tão positivos que os próximos eventos terão um formato itinerante, com realização também no exterior. E em 29 de maio de 2019, no “Dia do Geógrafo”, será lançado o livro que reúne toda a trajetória do Ciclo. As boas notícias foram reveladas pela professora Angelita Pereira, a maior entusiasta deste projeto que integrou a Geografia, a Geologia e a Oceanografia da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC).

    De aluna a professora, Angelita construiu sua história na Universidade desde 1993. Conduziu a homenagem com o cuidado de não esquecer nenhum nome, de toda e qualquer participação, seja aluno, professor, técnico-administrativo, parceiro, que segundo a pesquisadora “lhe proporcionaram um grande aprendizado. Sou muito grata a essas pessoas e à UFSC”. Ressaltou que não foi obteve recursos financeiros e o que fez a diferença foram os muitos apoiadores que se somaram ao longo dos anos. Entre os homenageados da UFSC: Reitoria, departamentos, Agência de Comunicação (Agecom), Imprensa Universitária (Gráfica) e Ouvidoria.
    Continue a leitura » »


  • Encerra dia 23 o concurso para identidade visual do Seminário Internacional Fazendo Gênero

    Publicado em 20/11/2018 às 15:55

    O edital público para criação da Identidade Visual para campanha da 12ª edição do “Seminário Internacional Fazendo Gênero 12 – Lugares de fala: direitos, diversidades, afetos”, que será realizado de 27 a 31 de julho de 2020, se encerra na sexta-feira, 23 de novembro.

    A participação é gratuito e o edital completo está disponível aqui e dúvidas podem ser sanadas em contato pelo e-mail  .

    Sobre o evento

    A 12ª edição do Seminário Internacional Fazendo Gênero será promovida pelo Centro de Filosofia e Ciências Humanas (CFH) e pelo Centro de Comunicação e Expressão (CCE) da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC). Como em várias das edições anteriores, a Universidade do Estado de Santa Catarina (UDESC) será co-promotora do evento. O seminário contará ainda com o apoio de outros Centros e de diversos Programas de Pós-Graduação da UFSC.


  • UFSC Explica: Consciência Negra

    Publicado em 20/11/2018 às 14:41

    “Consciência Negra” é o mais novo tema da série UFSC Explica. Foram convidados três membros da comunidade acadêmica da UFSC para abordar o assunto a partir de suas diferentes áreas de conhecimento: Maristela Campos, professora de Língua Inglesa do Colégio de Aplicação, que pesquisa a temática “Poéticas de Resistência”; Alexandra Alencar, “Negra em movimento”, pós-doutoranda no Programa de Pós-Graduação Interdisciplinar em Ciências Humanas; e o professor Valdemar de Assis Lima, do departamento de Museologia, pesquisador de temas como interculturalidade crítica e pedagogia decolonial.

    O vídeo aborda questões como o significado do Dia da Consciência Negra e a posição do negro na sociedade atual, bem como racismo e justiça racial, cultura afro-brasileira, invisibilização, representatividade, entre outros temas.

    Confira o vídeo aqui e a versão em Libras aqui.

    UFSC Explica

    A série UFSC Explica tem por objetivo apresentar perspectivas acadêmicas, com a participação de pesquisadores da Universidade, sobre temas relevantes e em evidência na atualidade. Confira os vídeos da série no canal da UFSC no YouTube.  Os vídeos da série foram desenvolvidos a partir de entrevistas com três pesquisadores da UFSC, cujas entrevistas completas estão disponíveis aqui.


  • Projeto Amanhecer promove workshop ‘planejamento: transformando sonhos em realidade’, dia 29

    Publicado em 20/11/2018 às 13:47

    O Projeto Amanhecer promove, na quinta, dia 29 de novembro, o workshop “Planejamento: transformando sonhos em realidade”. A atividade será desenvolvida por Nilda Martins. O evento será realizado na sede do Projeto Amanhecer, no Hospital Universitário (HU), das 18h às 20h.

    Para participar, é necessário realizar inscrição junto ao Projeto, pelos telefones (48) 3721-8055 ou (48) 99937-0307 (whatsapp).


  • Um dedo de prosa: projeto de extensão debate obra ‘Nós’, de Salim Miguel

    Publicado em 20/11/2018 às 13:21

    O projeto de extensão Um Dedo de Prosa realiza na quinta-feira, 22 de novembro, um encontro sobre a literatura catarinense no vestibular da UFSC, com a professora Luciana Rassier, do Departamento de Literatura e Línguas Estrangeiras (DLLE/UFSC), para debater a obra “Nós”, de Salim Miguel. O evento ocorre na Sala Hassis, no térreo do bloco B do Centro de Cultura e Expressão (CCE) da UFSC, a partir das 18h30.

    A entrada é franca e não há necessidade de inscrição prévia.

    Mais informações

    Página do projeto de extensão Um dedo de prosa

     


  • Autoavaliação discente inicia na quarta, 21 de novembro

    Publicado em 20/11/2018 às 12:00

    A autoavaliação discente inicia nesta quarta, 21 de novembro. Os graduandos da UFSC respondem pontos relativos à sua autoavaliação, aos docentes e disciplinas cursadas no último semestre, além de questões sobre Planejamento e Avaliação Institucional, Desenvolvimento Institucional e Políticas de Gestão da Universidade.

    As informações coletadas são utilizadas para a elaboração do Relatório de Autoavaliação Institucional, que deve obrigatoriamente ser encaminhado ao MEC, bem como seus resultados são analisados e divulgados à comunidade acadêmica ao término da pesquisa. A autoavaliação é conduzida pela Comissão Própria de Avaliação (CPA), vinculada ao Gabinete da Reitoria da UFSC.

    Acesso à autoavaliação

    Para discentes de graduação presencial: https://collecta.sistemas.ufsc.br/restrito/responderQuestionario?idQuestionario=1199

    Para discentes de graduação EaD: https://collecta.sistemas.ufsc.br/restrito/responderQuestionario?idQuestionario=1200

    Mais informações

    http://cpa.ufsc.br/

    3721-6212/3721-6284


  • Mês da consciência negra: Grupo de Estudos Nelson Mandela realiza eventos

    Publicado em 20/11/2018 às 11:16

    O Grupo de Estudos Nelson Mandela (GEN Mandela), formado por acadêmicos do curso de Direito da UFSC, em parceria com o Centro Acadêmico XI de Fevereiro (CAXIF), realizam este mês atividades em referente ao mês da Consciência Negra. As atividades iniciaram nesta segunda-feira, dia 19 de novembro, com a com o palestra ‘Cybercrimes: Preconceito Racial na Rede’, ministrada pelo advogado e especialista em crimes cibernéticos Raul Eduardo Pinto.

    Nesta terça-feira, 20 de novembro, a partir das 18 horas, será exibido o filme ‘Marshall: Igualdade e Justiça’, de Chadwick Boseman. Em seguida, haverá a exposição sobre ‘Danos Morais por Injúria Racial e Racismo’, de Marco Antonio André, presidente da Comissão de Igualdade Racial da OAB/ SC e membro do NEAB/FURB.

    Na quarta-feira, 28 de novembro, às 19 horas, uma palestra sobre ‘Políticas de Ações Afirmativas’, ministrada por Emiko Liz Pessoa Ferreira, professora de Direito da Faculdade Anhanguera/São José, e às 20 horas sobre ‘Afro Empreendedorismo’ com Kim Isac, Conselheiro da ReAfro/SC.

    Mais informações sobre na página dos eventos.


  • Palestra sobre ‘Contabilidade e Finanças na Atualidade’ nesta terça, dia 20

    Publicado em 20/11/2018 às 10:31

    O Centro Socioeconômico (CSE) e o Centro Acadêmico de Ciências Contábeis (CACIC) da Universidade Federal de santa Catarina (UFSC) promovem a palestra “Contabilidade e Finanças na Atualidade”, nesta terça-feira, dia 20 de novembro. A palestra será ministrada por Isabela Cassilha, que abordará planejamento financeiro pessoal, por Thiago Paulo, que tratará temas relacionados ao mercado de ações, e por Lorenzo Frazzon, que explicará as criptomoedas.

    O evento será realizado no Auditório do Fórum, no Centro de Ciências Jurídicas (CCJ), às 19h. As inscrições podem ser realizadas com o preenchimento deste formulário.


  • Curso Comunicação Eficiente para professores da UFSC recebe inscrições até domingo, 25

    Publicado em 20/11/2018 às 10:29

    O Programa de Formação Continuada da Universidade Federal de Santa Catarina (PROFOR/UFSC) está com inscrições abertas até domingo, dia 25 de novembro, para o curso de Comunicação Eficiente para Docentes do Ensino Superior. Voltado aos professores efetivos da Universidade, o curso disponibiliza 20 vagas para o campus Florianópolis. As atividades serão realizadas no dia 3 de dezembro, na sala Henrique Fontes da Biblioteca Universitária (BU), das 8h e às 13h30.

    O curso será ministrado por Ana Carolina Ghirardi, e contará com aula expositiva dialogada, apresentação de vídeos e áudio, e diferentes atividades práticas com os participantes, envolvendo os conteúdos abordados. Ao final do curso, o professor deverá saber o processo básico de produção vocal e sua relação com a saúde no trabalho, conhecer as medidas a serem adotadas para a manutenção da saúde da voz, compreender o papel da voz no processo de ensino-aprendizagem, conhecer os recursos de comunicação verbal e não verbal, o conceito e princípios da comunicação eficiente em sala de aula e as técnicas de aquecimento e desaquecimento vocal.
    Continue a leitura » »


  • Inscrições para 3º Simpósio da Pós-Graduação em Farmácia encerram-se nesta sexta, dia 23

    Publicado em 20/11/2018 às 10:23

    As inscrições para o III Simpósio do Programa de Pós-Graduação em Farmácia da Universidade Federal de Santa Catarina (PPGFAR/UFSC) encerram-se nesta sexta-feira, dia 23 de novembro. O evento será realizado entre os dias 6 e 7 de dezembro, no Auditório da Pós-graduação do Centro de Ciências da Saúde (CCS). Para se inscrever, é necessário pagar uma taxa no valor de R$ 20,00, via boleto bancário.

    A programação e mais informações podem ser consultadas no site.


  • DIVULGA UFSC – 20/11/2018 – Edição 1173

    Publicado em 20/11/2018 às 9:41

    Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC)
    www.divulga.ufsc.br – 20/11/2018 – Edição 1173

     


    Coordenadoria de Diversidade Sexual e Enfrentamento da Violência de Gênero promove atividades relacionadas à mulher

    A Coordenadoria de Diversidade Sexual e Enfrentamento da Violência de Gênero (CDGEN/(SAAD/UFSC) está promovendo eventos sobre a mulher nos dias 19, 21 e 22 de novembro. Ao todo serão três atividades abertas à comunidade acadêmica: cine debate do documentário “O Seu Lugar”, sobre violência contra mulher no ambiente universitário; roda de conversa sobre autodefesa funcional; e oficina de autodefesa feminina. Continue a leitura » » .

    Novembro lilás: CCA desenvolve atividades de enfrentamento à violência contra a mulher 

    O projeto de extensão “Novembro Lilás”, integrando a campanha mundial “16 dias de Ativismo de Ativismo pelo Fim da Violência contra as Mulheres”, promove três eventos no Centro de Ciências Agrárias (CCA). Dia 21/11: oficina de defesa pessoal para mulheres ; dia 22/11 a palestra “Violência doméstica e familiar: conhecendo, entendendo e aplicando a Lei Maria da Penha”, dia 23/11, a palestra “Violência psicológica contra mulher: dores silenciosas”. Continue a leitura>>.


    Seminário Internacional de Aquisição da Linguagem, de 21 a 23, no CCE

    O Seminário Internacional de Aquisição da Linguagem organizado pelo Programa de Pós-Graduação em Linguística será realizado entre os dias 21 e 23 de novembro, na Sala Machado de Assis, 4º andar do Bloco B do Centro de Comunicação e Expressão (CCE/UFSC).  Confira a programação de palestras e minicursos na página do evento.

    O papel do hipocampo nas doenças do sistema nervoso

    O evento “II dia do Hipocampo: O papel do hipocampo nas doenças do sistema nervosoacontece dia 23 de novembro, no Anfiteatro do CFH e tem como objetivo apresentar e discutir sobre a importância do hipocampo nas doenças do sistema nervoso. Neste ciclo de palestras, pesquisadores nacionais e internacionais irão apresentar e discutir estudos que comprovam o papel dessa estrutura em diferentes processos patológicos. As inscrições custam R$50,00 e podem ser feitas até dia 21 de novembro pelo link. Saiba mais.

    Mesa-redonda aborda empreendedorismo e gestão de negócio

    Os estudantes da 8ª fase do curso de Administração da UFSC realizam no dia 21 de novembro, das 8h30 às 11h30, no Auditório do CSE, a mesa redonda “Aprendendo a empreender na prática”. A atividade faz parte do projeto Gestão Amiga, desenvolvido pelos estudantes para a disciplina Gestão de Projetos. O objetivo da mesa é apresentar a experiência vivida durante a aplicação do projeto, realizado entre microempreendedores e alunos. Mais informações.


    Pós-Graduação em Inglês promove Simpósio Gótico sobre literatura, artes e mídia

    O Programa de Pós-Graduação em Inglês (PPGI/UFSC) promove o V Simpósio Gótico de Pós-Graduação: Literatura, Artes, Mídia com o objetivo de discutir diferentes debates teóricos e métodos de pesquisa, com exemplos de filmes, romances e games para construir o significado de gótico. O evento ocorre dia 21 de novembro, às 9h, no Auditório Henrique Fontes, no Bloco B do Centro de Comunicação e Expressão (CCE/UFSC). Continue a leitura » ».


    Sala Verde seleciona estudantes de graduação para três bolsas de extensão

    A Sala Verde da UFSC seleciona até o dia 25 de novembro, estudantes de graduação para preencher três vagas de estágio de extensão para atuar durante o ano de 2019. Informações sobre horário de trabalho, pré-requisitos e detalhamento das vagas, além do formulário de inscrição, estão disponíveis no link. O  formulário que está disponível na página da Sala Verde UFSC .

    Notícia falsa: página em rede social publica evento sobre satanismo na UFSC

    Durante o feriado de 15 de novembro circulou pelas redes sociais um evento denominado “II Semana de Satanismo da UFSC”. Esta notícia é, entretanto, falsa. Nenhum evento com esse teor jamais foi realizado pela UFSC. O Centro de Filosofia e Ciências Humanas (CFH) reforça que não há registro de qualquer reserva de espaço na data em questão para este evento, e alerta para a ausência de informações básicas no suposto cartaz divulgando o evento, que não identifica os organizadores, nem sequer o local exato das atividades. Continue a leitura>>.

    Projeto 12:30 recebe Banda Calafate, nesta quarta-feira, 21/11

    A banda Calafate volta a se apresentar no palco do Projeto 12:30 nesta quarta-feira, dia 21, às 12h30. A banda se apresenta com músicas autorais e também com releituras de artistas como Bob Marley, Jimi Hendrix, Chico Science, entre outros. A apresentação, gratuita e aberta à comunidade, acontece em palco montado ao lado do Centro de Cultura e Eventos da UFSC. Mais informações.


    Projeto Fora do Circuito exibe “O fascismo cotidiano”

    O filme “O fascismo cotidiano” (Tchecoslováquia, 1965) com exibição no dia 20 de novembro, às 19h, no auditório Elke Hering, na BU, é o segundo filme do Festival Fora do Mapa, vinculado ao projeto de extensão Fora do Circuito. O tema deste festival é a exibição de filmes de países extintos ou não reconhecidos. Mais informações  .

     

    Acompanhe outras notícias da UFSC
    noticias.ufsc.br

    Confira a programação da TV UFSC
    tv.ufsc.br

    Siga a UFSC nas redes sociais
    Facebook
    TwitterFacebook

     


    Contatos com a produção deste informativo:
    Coordenadoria de Comunicação Organizacional e Novas Mídias – Agecom

    Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC).
    Campus Reitor João David Ferreira Lima. Trindade. Florianópolis, Santa Catarina, Brasil.
    / +55 (48) 3721-2824 / 3721-2825
    Acesse nossa Política Editorial
    Para deixar de receber nossos boletins, clique aqui.

     

     


  • Projeto de Extensão Fora do Circuito exibe ‘O fascismo cotidiano’

    Publicado em 20/11/2018 às 9:21

    O Projeto de Extensão Fora do Circuito exibe na terça-feira, dia 20 de novembro, às 19h, no Auditório Elke Hering (Biblioteca Universitária), o filme O fascismo cotidiano (Tchecoslováquia, 1965). Se trata do segundo filme do Festival Fora do Mapa, cujo tema é a exibição de filmes de países extintos ou não reconhecidos. Mais informações no endereço eletrônico https://fora-do-circuito.webnode.com/

    Sinopse

    Intercalando imagens do presente (1965) e material capturado do arquivo do Ministério de Propaganda do III Reich, da coleção pessoal de Hitler e fotografias apreendidas de soldados alemães da SS, Mikhail Romm, diretor e também narrador do filme, desenvolve uma aguda reflexão sobre a natureza do fascismo, enquanto reconstrói a trajetória de sua ascensão e queda. O Fascismo de Todos os Dias é de longe o mais profundo, criativo e impactante documentário realizado sobre o tema. 

     

     


  • Banda Calafate volta ao placo do Projeto 12:30 nesta quarta-feira, 21

    Publicado em 20/11/2018 às 9:03

    A banda Calafate volta a se apresentar no palco do Projeto 12:30 nesta quarta-feira, dia 21, às 12h30. Influenciados pela black music e por outros movimentos, a banda se apresenta com músicas autorais e também com releituras de artistas como Bob Marley, Jimi Hendrix, Chico Science, entre outros. O show, gratuito e aberto à comunidade, acontecerá em palco montado ao lado do Centro de Cultura e Eventos da UFSC, em Florianópolis.

    Realizado pelo Departamento Artístico-Cultural (DAC) da Secretaria de Cultura e Arte (SeCArte) da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), o Projeto 12:30 apresenta, quinzenalmente, às quartas-feiras, durante o período letivo, atrações culturais gratuitas, como música, dança e teatro, na praça da cidadania, ao lado do Centro de Cultura e Eventos, na UFSC. Artistas e grupos interessados em se apresentar no projeto devem entrar em contato com o DAC pelos telefones (48) 3721-9447 ou 3721-3853, ou pelo e-mail .

    A banda

    No primeiro semestre de 2015, dois músicos começam a morar juntos em uma casa no bairro do Pantanal, na rua do Calafate. A partir de encontros informais com outros amigos nas Jam Sessions, nasce o Calafate. Guiados pelo groove da Black Music, a banda vem construindo uma identidade musical com inspiração em blues, funk, reggae, jazz, samba, rock, maracatu e capoeira. Em 2016 a banda realizou uma turnê pela Argentina, adquirindo experiência na estrada e no cenário musical.
    Continue a leitura » »