Calendário de Eventos UFSC

abr
18
qui
Transições e vias de desenvolvimento no capitalismo
abr 18@15:00 – 18:00

O debate Transições e vias de desenvolvimento no capitalismo ocorre no dia 18 de abril, quinta-feira, às 15h. O evento é promovido pelo Laboratório de Estudos Urbanos e Regionais (LABEUR), vinculado ao Departamento de Geociências da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) em parceria com o Instituto Ignacio Rangel.  A atividade será realizada na sala 203 do Bloco D do Centro de Filosofia e Ciências Humanas (CFH/UFSC).

A participação é aberta a todos e as inscrições gratuitas devem ser feitas neste formulário on-line até 16 de abril. Será fornecido certificado de 2 horas de participação. O debate terá a participação do presidente de honra do Instituto Ignacio Rangel e egresso da UFSC, Armen Mamigonian, com mediação do professor José Messias Bastos. Também estarão presentes pesquisadores e discentes do LABEUR.

Para se inscrever, acesse aqui.

Mais informações no Instagram @inst.rangel ou @labeurufsc

Palestra Academy UFSC: Criatividade
abr 18@19:00

O programa Academy UFSC promove a palestra Criatividade no fomento do empreendedorismo universitário. A atividade ocorre em 18 de abril, às 19h, de forma online, pelo Youtube. O evento é gratuito. Os participantes que realizarem a inscrição pela plataforma Sympla e preencherem o formulário de presença disponibilizado durante a transmissão terão direito a um certificado de 1h30.

A palestra será guiada por Henrique Otte, CEO e founder na Bridge Aceleradora, e Marinês Garcia, gestora de startups e projetos na Bridge Aceleradora. Mais informações no site.

abr
19
sex
Debate sobre orçamento das universidades federais
abr 19@9:00

Nesta sexta-feira, dia 19 de abril, o Centro Acadêmico Livre de História (CALH) da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) receberá  o deputado Federal Chico Alencar, do PSOL-RJ, junto à professora do Departamento de História, Gláucia Fraccaro, para uma atividade sobre o orçamento das universidades federais e as disputas no parlamento em defesa da educação.  O objetivo é debater recomposição orçamentária, oportunizando não apenas uma discussão, mas também espaço para a politização.

O evento será às 9h, no Auditório do Centro de Filosofia e Ciências Humanas (CFH) da UFSC, e é aberto à comunidade universitária.

abr
26
sex
Palestra: Mulheres no Espaço
abr 26@20:00

O Grupo de Estudos de Astronomia da Universidade Federal de Santa Catarina (GEA/UFSC) realiza nesta sexta-feira, 26 de abril, uma palestra de astronomia com o tema Mulheres no Espaço, no Planetário da UFSC, às 20h. O evento é gratuito e aberto a todos.

A palestra será ministrada pelo professor de Física Cleber Chaves, que apresentará uma lista completa e em ordem cronológica de todas as mulheres que já estiveram em órbita da Terra, com uma breve biografia de cada uma delas e seu tempo de permanência no espaço.

Mais informações na página e no Facebook do GEA.

abr
29
seg
Palestra: Uma reflexão sobre vida e morte negras
abr 29@18:30

O Programa de Pós-Graduação em Literatura da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) promove, dia 29 de abril, a palestra Ninguneo, necropolítica, afropessimismo, e um afrofuturo: Uma reflexão sobre vida e morte negras, no Auditório do Centro de Comunicação e Expressão, às 18h30. A palestra, feita em espanhol, é aberta ao público em geral e o professor Jerome Branche, da University of Pittsburgh, fará uma intervenção no debate sobre “vida e morte negras”. As inscrições estarão disponíveis a partir de 19 de abril e serão feitas por QRCode ou no link disponibilizado nos cartazes de divulgação. Os participantes terão direito a certificado de três horas. 

Jerome Branche é professor de Estudos Latino-americanos e Afro-atlânticos do Departamento de Línguas e Literaturas Hispânicas da Universidade de Pittsburgh, nos Estados Unidos. Branche, que é diretor de publicações da Revista Iberoamericana,  ministrou o curso de pós-graduação “Afrolatinidades”, fevereiro e março de 2024, em cinco aulas na UFSC, e agora promove palestra aberta ao público em geral sobre a questão afro. 

 

 

maio
2
qui
Oficina: ‘Escritas de Mulheres nas Rotas do Atlântico Negro’
maio 2@15:00 – 17:00

O Instituto Kadila de Estudos Africanos e das Diásporas, vinculado ao Centro de Filosofia e Ciências Humanas da Universidade Federal de Santa Catarina (CFH/UFSC), promove, do dia 2 de maio até 19 de setembro, a oficina de Leitura Escritas de Mulheres nas Rotas do Atlântico Negro. Os encontros ocorrem quinzenalmente, nas quintas-feiras das 15h às 17h, no bloco A do CFH. Para participar das oficinas é necessário realizar as inscrições enviando um e-mail para: atendimentoinstitutokadila@gmail.com, informando o nome completo, CPF e um telefone para contato, até 1 de maio. Os participantes têm direito a certificado de 42 horas.

Os encontros tem como intuito conhecer mais profundamente as vozes das mulheres que fizeram ecoar, nos desdobramentos espaço-temporais do Atlântico Negro, as suas experiências, as dores e alegrias do seu percurso. A proposta é fazer a leitura de escritoras africanas, afro-brasileiras, caribenhas e afro-estadunidenses, para ouvir e compreender o que disseram, seu testemunho histórico e sua criação literária.

Sobre o instituto

O Instituto Kadila reúne um grupo de professores e pesquisadores da UFSC e colaboradores de outras universidades nacionais e estrangeiras, cujo interesse comum é a área de estudos africanos e das diásporas. Participam ainda da equipe, pesquisadoras em estágio de pós-doutorado e estudantes de pós-graduação e bolsistas de doutorado, mestrado e de iniciação científica. O Instituto conta com a parceria de vários laboratórios e núcleos vinculados aos diferentes centros da UFSC.

Para mais informações, acesse o site ou o Instagram do Instituto Kadila.

maio
16
qui
Oficina: ‘Escritas de Mulheres nas Rotas do Atlântico Negro’
maio 16@15:00 – 17:00

O Instituto Kadila de Estudos Africanos e das Diásporas, vinculado ao Centro de Filosofia e Ciências Humanas da Universidade Federal de Santa Catarina (CFH/UFSC), promove, do dia 2 de maio até 19 de setembro, a oficina de Leitura Escritas de Mulheres nas Rotas do Atlântico Negro. Os encontros ocorrem quinzenalmente, nas quintas-feiras das 15h às 17h, no bloco A do CFH. Para participar das oficinas é necessário realizar as inscrições enviando um e-mail para: atendimentoinstitutokadila@gmail.com, informando o nome completo, CPF e um telefone para contato, até 1 de maio. Os participantes têm direito a certificado de 42 horas.

Os encontros tem como intuito conhecer mais profundamente as vozes das mulheres que fizeram ecoar, nos desdobramentos espaço-temporais do Atlântico Negro, as suas experiências, as dores e alegrias do seu percurso. A proposta é fazer a leitura de escritoras africanas, afro-brasileiras, caribenhas e afro-estadunidenses, para ouvir e compreender o que disseram, seu testemunho histórico e sua criação literária.

Sobre o instituto

O Instituto Kadila reúne um grupo de professores e pesquisadores da UFSC e colaboradores de outras universidades nacionais e estrangeiras, cujo interesse comum é a área de estudos africanos e das diásporas. Participam ainda da equipe, pesquisadoras em estágio de pós-doutorado e estudantes de pós-graduação e bolsistas de doutorado, mestrado e de iniciação científica. O Instituto conta com a parceria de vários laboratórios e núcleos vinculados aos diferentes centros da UFSC.

Para mais informações, acesse o site ou o Instagram do Instituto Kadila.

maio
21
ter
Palestra: A Inteligência Artificial vai roubar meu emprego?
maio 21@18:30 – 21:30

O Programa de Educação Tutorial do curso de Engenharia de Produção da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) promove a palestra A Inteligência Artificial vai roubar meu emprego? no dia 21 de maio, às 18h30, no Auditório Castro, do Departamento de Engenharia de Produção e Sistemas. Para participar é necessário se inscrever através do formulário

A palestra irá abordar sobre o background tecnológico da revolução da Inteligência Artificial (IA), a tecnologia por trás das LLMs como ChatGPT e seu impacto atual e futuro em diversas profissões e Insights da jornada de construção do Smartbase desde 2022 e como se preparar para o futuro

A atividade será ministrada por Marcio Marchini, sócio fundador da OpenClick.ai, que contará um pouco sobre suas experiências e sobre o background tecnológico da revolução da IA.

Mais informações no Instaram do PET Engenharia de Produção.

maio
28
ter
Palestra: Inteligência Artificial – Educação e futuros sociodigitais
maio 28@14:00

Os Grupos de Pesquisa Repercute, Comunic e Tema Didático da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) promovem a palestra online Inteligência Artificial: Educação e futuros sociodigitais, em 28 de maio, às 14h, no canal de YouTube do Repercute. Os interessados devem fazer a inscrição através do inscrições UFSC. Os participantes terão direito a certificado de três horas.

A palestra  faz parte do Ciclo de Debates: Tecnologias Digitais e Educação: entre perturbações e desafios, será ministrada pela prof. Priscila Gonsales, pesquisadora e professora na área de educação aberta e direitos digitais desde 2001. Mestre em Inteligência Artificial e Impactos na Educação pela PUC-SP, doutoranda em Linguagens e Tecnologias na UNICAMP, visiting fellow do Centro de Pesquisas em Futuros Sociodigitais da Universidade de Bristol (Reino Unido) e diretora do Instituto Educadigital.

Para mais informações acesse o site ou o Instagram do grupo Repercute.

maio
30
qui
Oficina: ‘Escritas de Mulheres nas Rotas do Atlântico Negro’
maio 30@15:00 – 17:00

O Instituto Kadila de Estudos Africanos e das Diásporas, vinculado ao Centro de Filosofia e Ciências Humanas da Universidade Federal de Santa Catarina (CFH/UFSC), promove, do dia 2 de maio até 19 de setembro, a oficina de Leitura Escritas de Mulheres nas Rotas do Atlântico Negro. Os encontros ocorrem quinzenalmente, nas quintas-feiras das 15h às 17h, no bloco A do CFH. Para participar das oficinas é necessário realizar as inscrições enviando um e-mail para: atendimentoinstitutokadila@gmail.com, informando o nome completo, CPF e um telefone para contato, até 1 de maio. Os participantes têm direito a certificado de 42 horas.

Os encontros tem como intuito conhecer mais profundamente as vozes das mulheres que fizeram ecoar, nos desdobramentos espaço-temporais do Atlântico Negro, as suas experiências, as dores e alegrias do seu percurso. A proposta é fazer a leitura de escritoras africanas, afro-brasileiras, caribenhas e afro-estadunidenses, para ouvir e compreender o que disseram, seu testemunho histórico e sua criação literária.

Sobre o instituto

O Instituto Kadila reúne um grupo de professores e pesquisadores da UFSC e colaboradores de outras universidades nacionais e estrangeiras, cujo interesse comum é a área de estudos africanos e das diásporas. Participam ainda da equipe, pesquisadoras em estágio de pós-doutorado e estudantes de pós-graduação e bolsistas de doutorado, mestrado e de iniciação científica. O Instituto conta com a parceria de vários laboratórios e núcleos vinculados aos diferentes centros da UFSC.

Para mais informações, acesse o site ou o Instagram do Instituto Kadila.

jun
13
qui
Oficina: ‘Escritas de Mulheres nas Rotas do Atlântico Negro’
jun 13@15:00 – 17:00

O Instituto Kadila de Estudos Africanos e das Diásporas, vinculado ao Centro de Filosofia e Ciências Humanas da Universidade Federal de Santa Catarina (CFH/UFSC), promove, do dia 2 de maio até 19 de setembro, a oficina de Leitura Escritas de Mulheres nas Rotas do Atlântico Negro. Os encontros ocorrem quinzenalmente, nas quintas-feiras das 15h às 17h, no bloco A do CFH. Para participar das oficinas é necessário realizar as inscrições enviando um e-mail para: atendimentoinstitutokadila@gmail.com, informando o nome completo, CPF e um telefone para contato, até 1 de maio. Os participantes têm direito a certificado de 42 horas.

Os encontros tem como intuito conhecer mais profundamente as vozes das mulheres que fizeram ecoar, nos desdobramentos espaço-temporais do Atlântico Negro, as suas experiências, as dores e alegrias do seu percurso. A proposta é fazer a leitura de escritoras africanas, afro-brasileiras, caribenhas e afro-estadunidenses, para ouvir e compreender o que disseram, seu testemunho histórico e sua criação literária.

Sobre o instituto

O Instituto Kadila reúne um grupo de professores e pesquisadores da UFSC e colaboradores de outras universidades nacionais e estrangeiras, cujo interesse comum é a área de estudos africanos e das diásporas. Participam ainda da equipe, pesquisadoras em estágio de pós-doutorado e estudantes de pós-graduação e bolsistas de doutorado, mestrado e de iniciação científica. O Instituto conta com a parceria de vários laboratórios e núcleos vinculados aos diferentes centros da UFSC.

Para mais informações, acesse o site ou o Instagram do Instituto Kadila.

jun
20
qui
Curso: Vivências e Narrativas Decoloniais
jun 20@19:00 – jul 4@21:00

O Centro de Ciências da Educação da Universidade Federal de Santa Catarina (CED/UFSC) promove o curso de extensão Vivências e Narrativas de Vozes Decoloniais: saberes partilhados. O evento faz parte de uma série de atividades que vêm sendo desenvolvidas pelo projeto de extensão Estudos e ações decoloniais: ouvir/escrever expressões de resistência social, desenvolvido junto ao Departamento de Metodologia de Ensino, para debater questões voltadas ao pensamento decolonial.

O curso será on-line, transmitido pelo canal do Youtube do projeto entre 20 de junho e 4 de julho, das 19h às 21h. Serão dois ciclos de partilhas em formato de lives, nos quais as narrativas serão agrupadas em temáticas que perpassam vivências em espaços educacionais formais e informais.

As inscrições são gratuitas e podem ser realizadas por meio deste formulárioPara a emissão do certificado de 20 horas será necessário o preenchimento da lista de presença de cada encontro, incluindo a realização de uma atividade final que envolverá a produção de uma narrativa.

Mais informações no Instagram do projeto.

jun
27
qui
Oficina: ‘Escritas de Mulheres nas Rotas do Atlântico Negro’
jun 27@15:00 – 17:00

O Instituto Kadila de Estudos Africanos e das Diásporas, vinculado ao Centro de Filosofia e Ciências Humanas da Universidade Federal de Santa Catarina (CFH/UFSC), promove, do dia 2 de maio até 19 de setembro, a oficina de Leitura Escritas de Mulheres nas Rotas do Atlântico Negro. Os encontros ocorrem quinzenalmente, nas quintas-feiras das 15h às 17h, no bloco A do CFH. Para participar das oficinas é necessário realizar as inscrições enviando um e-mail para: atendimentoinstitutokadila@gmail.com, informando o nome completo, CPF e um telefone para contato, até 1 de maio. Os participantes têm direito a certificado de 42 horas.

Os encontros tem como intuito conhecer mais profundamente as vozes das mulheres que fizeram ecoar, nos desdobramentos espaço-temporais do Atlântico Negro, as suas experiências, as dores e alegrias do seu percurso. A proposta é fazer a leitura de escritoras africanas, afro-brasileiras, caribenhas e afro-estadunidenses, para ouvir e compreender o que disseram, seu testemunho histórico e sua criação literária.

Sobre o instituto

O Instituto Kadila reúne um grupo de professores e pesquisadores da UFSC e colaboradores de outras universidades nacionais e estrangeiras, cujo interesse comum é a área de estudos africanos e das diásporas. Participam ainda da equipe, pesquisadoras em estágio de pós-doutorado e estudantes de pós-graduação e bolsistas de doutorado, mestrado e de iniciação científica. O Instituto conta com a parceria de vários laboratórios e núcleos vinculados aos diferentes centros da UFSC.

Para mais informações, acesse o site ou o Instagram do Instituto Kadila.

jul
11
qui
Oficina: ‘Escritas de Mulheres nas Rotas do Atlântico Negro’
jul 11@15:00 – 17:00

O Instituto Kadila de Estudos Africanos e das Diásporas, vinculado ao Centro de Filosofia e Ciências Humanas da Universidade Federal de Santa Catarina (CFH/UFSC), promove, do dia 2 de maio até 19 de setembro, a oficina de Leitura Escritas de Mulheres nas Rotas do Atlântico Negro. Os encontros ocorrem quinzenalmente, nas quintas-feiras das 15h às 17h, no bloco A do CFH. Para participar das oficinas é necessário realizar as inscrições enviando um e-mail para: atendimentoinstitutokadila@gmail.com, informando o nome completo, CPF e um telefone para contato, até 1 de maio. Os participantes têm direito a certificado de 42 horas.

Os encontros tem como intuito conhecer mais profundamente as vozes das mulheres que fizeram ecoar, nos desdobramentos espaço-temporais do Atlântico Negro, as suas experiências, as dores e alegrias do seu percurso. A proposta é fazer a leitura de escritoras africanas, afro-brasileiras, caribenhas e afro-estadunidenses, para ouvir e compreender o que disseram, seu testemunho histórico e sua criação literária.

Sobre o instituto

O Instituto Kadila reúne um grupo de professores e pesquisadores da UFSC e colaboradores de outras universidades nacionais e estrangeiras, cujo interesse comum é a área de estudos africanos e das diásporas. Participam ainda da equipe, pesquisadoras em estágio de pós-doutorado e estudantes de pós-graduação e bolsistas de doutorado, mestrado e de iniciação científica. O Instituto conta com a parceria de vários laboratórios e núcleos vinculados aos diferentes centros da UFSC.

Para mais informações, acesse o site ou o Instagram do Instituto Kadila.

jul
25
qui
Oficina: ‘Escritas de Mulheres nas Rotas do Atlântico Negro’
jul 25@15:00 – 17:00

O Instituto Kadila de Estudos Africanos e das Diásporas, vinculado ao Centro de Filosofia e Ciências Humanas da Universidade Federal de Santa Catarina (CFH/UFSC), promove, do dia 2 de maio até 19 de setembro, a oficina de Leitura Escritas de Mulheres nas Rotas do Atlântico Negro. Os encontros ocorrem quinzenalmente, nas quintas-feiras das 15h às 17h, no bloco A do CFH. Para participar das oficinas é necessário realizar as inscrições enviando um e-mail para: atendimentoinstitutokadila@gmail.com, informando o nome completo, CPF e um telefone para contato, até 1 de maio. Os participantes têm direito a certificado de 42 horas.

Os encontros tem como intuito conhecer mais profundamente as vozes das mulheres que fizeram ecoar, nos desdobramentos espaço-temporais do Atlântico Negro, as suas experiências, as dores e alegrias do seu percurso. A proposta é fazer a leitura de escritoras africanas, afro-brasileiras, caribenhas e afro-estadunidenses, para ouvir e compreender o que disseram, seu testemunho histórico e sua criação literária.

Sobre o instituto

O Instituto Kadila reúne um grupo de professores e pesquisadores da UFSC e colaboradores de outras universidades nacionais e estrangeiras, cujo interesse comum é a área de estudos africanos e das diásporas. Participam ainda da equipe, pesquisadoras em estágio de pós-doutorado e estudantes de pós-graduação e bolsistas de doutorado, mestrado e de iniciação científica. O Instituto conta com a parceria de vários laboratórios e núcleos vinculados aos diferentes centros da UFSC.

Para mais informações, acesse o site ou o Instagram do Instituto Kadila.

ago
8
qui
Oficina: ‘Escritas de Mulheres nas Rotas do Atlântico Negro’
ago 8@15:00 – 17:00

O Instituto Kadila de Estudos Africanos e das Diásporas, vinculado ao Centro de Filosofia e Ciências Humanas da Universidade Federal de Santa Catarina (CFH/UFSC), promove, do dia 2 de maio até 19 de setembro, a oficina de Leitura Escritas de Mulheres nas Rotas do Atlântico Negro. Os encontros ocorrem quinzenalmente, nas quintas-feiras das 15h às 17h, no bloco A do CFH. Para participar das oficinas é necessário realizar as inscrições enviando um e-mail para: atendimentoinstitutokadila@gmail.com, informando o nome completo, CPF e um telefone para contato, até 1 de maio. Os participantes têm direito a certificado de 42 horas.

Os encontros tem como intuito conhecer mais profundamente as vozes das mulheres que fizeram ecoar, nos desdobramentos espaço-temporais do Atlântico Negro, as suas experiências, as dores e alegrias do seu percurso. A proposta é fazer a leitura de escritoras africanas, afro-brasileiras, caribenhas e afro-estadunidenses, para ouvir e compreender o que disseram, seu testemunho histórico e sua criação literária.

Sobre o instituto

O Instituto Kadila reúne um grupo de professores e pesquisadores da UFSC e colaboradores de outras universidades nacionais e estrangeiras, cujo interesse comum é a área de estudos africanos e das diásporas. Participam ainda da equipe, pesquisadoras em estágio de pós-doutorado e estudantes de pós-graduação e bolsistas de doutorado, mestrado e de iniciação científica. O Instituto conta com a parceria de vários laboratórios e núcleos vinculados aos diferentes centros da UFSC.

Para mais informações, acesse o site ou o Instagram do Instituto Kadila.

ago
13
ter
III Colóquio Internacional Antropoceno
ago 13 – ago 15 dia inteiro

Os programas de Pós-Graduação em Linguística e de Pós-Graduação Interdisciplinar em Ciências Humanas da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) organizam o III Colóquio Internacional Antropoceno, Biopolítica e Pós-Humanos com o tema Novas materialidades. O evento é realizado em parceria com a Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade Nova de Lisboa, o Centro Interuniversitário de História das Ciências e da Tecnologia e o Projeto Pós-Humanismo e Humanidades Digitais da Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP).

O colóquio reúne pesquisadores do Brasil, de Portugal, da Espanha e da Colômbia para problematizar a produção de vértices entre a situação da agência humana na Terra e as práticas de exceção e de racialização que levam em consideração as relações entre vida, tecnologia, humanos e não-humanos.

O evento ocorre entre 13 e 15 de agosto, das 10h às 18h, de forma online pelo Youtube.

As inscrições são gratuitas e podem ser realizadas neste link até 12 de agosto. Haverá emissão de certificado de 26 horas. Mais informações e programação disponíveis no site no evento.

*Notícia atualizada em 24/5/2024, às 15h43. 

ago
22
qui
Oficina: ‘Escritas de Mulheres nas Rotas do Atlântico Negro’
ago 22@15:00 – 17:00

O Instituto Kadila de Estudos Africanos e das Diásporas, vinculado ao Centro de Filosofia e Ciências Humanas da Universidade Federal de Santa Catarina (CFH/UFSC), promove, do dia 2 de maio até 19 de setembro, a oficina de Leitura Escritas de Mulheres nas Rotas do Atlântico Negro. Os encontros ocorrem quinzenalmente, nas quintas-feiras das 15h às 17h, no bloco A do CFH. Para participar das oficinas é necessário realizar as inscrições enviando um e-mail para: atendimentoinstitutokadila@gmail.com, informando o nome completo, CPF e um telefone para contato, até 1 de maio. Os participantes têm direito a certificado de 42 horas.

Os encontros tem como intuito conhecer mais profundamente as vozes das mulheres que fizeram ecoar, nos desdobramentos espaço-temporais do Atlântico Negro, as suas experiências, as dores e alegrias do seu percurso. A proposta é fazer a leitura de escritoras africanas, afro-brasileiras, caribenhas e afro-estadunidenses, para ouvir e compreender o que disseram, seu testemunho histórico e sua criação literária.

Sobre o instituto

O Instituto Kadila reúne um grupo de professores e pesquisadores da UFSC e colaboradores de outras universidades nacionais e estrangeiras, cujo interesse comum é a área de estudos africanos e das diásporas. Participam ainda da equipe, pesquisadoras em estágio de pós-doutorado e estudantes de pós-graduação e bolsistas de doutorado, mestrado e de iniciação científica. O Instituto conta com a parceria de vários laboratórios e núcleos vinculados aos diferentes centros da UFSC.

Para mais informações, acesse o site ou o Instagram do Instituto Kadila.

set
5
qui
Oficina: ‘Escritas de Mulheres nas Rotas do Atlântico Negro’
set 5@15:00 – 17:00

O Instituto Kadila de Estudos Africanos e das Diásporas, vinculado ao Centro de Filosofia e Ciências Humanas da Universidade Federal de Santa Catarina (CFH/UFSC), promove, do dia 2 de maio até 19 de setembro, a oficina de Leitura Escritas de Mulheres nas Rotas do Atlântico Negro. Os encontros ocorrem quinzenalmente, nas quintas-feiras das 15h às 17h, no bloco A do CFH. Para participar das oficinas é necessário realizar as inscrições enviando um e-mail para: atendimentoinstitutokadila@gmail.com, informando o nome completo, CPF e um telefone para contato, até 1 de maio. Os participantes têm direito a certificado de 42 horas.

Os encontros tem como intuito conhecer mais profundamente as vozes das mulheres que fizeram ecoar, nos desdobramentos espaço-temporais do Atlântico Negro, as suas experiências, as dores e alegrias do seu percurso. A proposta é fazer a leitura de escritoras africanas, afro-brasileiras, caribenhas e afro-estadunidenses, para ouvir e compreender o que disseram, seu testemunho histórico e sua criação literária.

Sobre o instituto

O Instituto Kadila reúne um grupo de professores e pesquisadores da UFSC e colaboradores de outras universidades nacionais e estrangeiras, cujo interesse comum é a área de estudos africanos e das diásporas. Participam ainda da equipe, pesquisadoras em estágio de pós-doutorado e estudantes de pós-graduação e bolsistas de doutorado, mestrado e de iniciação científica. O Instituto conta com a parceria de vários laboratórios e núcleos vinculados aos diferentes centros da UFSC.

Para mais informações, acesse o site ou o Instagram do Instituto Kadila.

set
19
qui
Oficina: ‘Escritas de Mulheres nas Rotas do Atlântico Negro’
set 19@15:00 – 17:00

O Instituto Kadila de Estudos Africanos e das Diásporas, vinculado ao Centro de Filosofia e Ciências Humanas da Universidade Federal de Santa Catarina (CFH/UFSC), promove, do dia 2 de maio até 19 de setembro, a oficina de Leitura Escritas de Mulheres nas Rotas do Atlântico Negro. Os encontros ocorrem quinzenalmente, nas quintas-feiras das 15h às 17h, no bloco A do CFH. Para participar das oficinas é necessário realizar as inscrições enviando um e-mail para: atendimentoinstitutokadila@gmail.com, informando o nome completo, CPF e um telefone para contato, até 1 de maio. Os participantes têm direito a certificado de 42 horas.

Os encontros tem como intuito conhecer mais profundamente as vozes das mulheres que fizeram ecoar, nos desdobramentos espaço-temporais do Atlântico Negro, as suas experiências, as dores e alegrias do seu percurso. A proposta é fazer a leitura de escritoras africanas, afro-brasileiras, caribenhas e afro-estadunidenses, para ouvir e compreender o que disseram, seu testemunho histórico e sua criação literária.

Sobre o instituto

O Instituto Kadila reúne um grupo de professores e pesquisadores da UFSC e colaboradores de outras universidades nacionais e estrangeiras, cujo interesse comum é a área de estudos africanos e das diásporas. Participam ainda da equipe, pesquisadoras em estágio de pós-doutorado e estudantes de pós-graduação e bolsistas de doutorado, mestrado e de iniciação científica. O Instituto conta com a parceria de vários laboratórios e núcleos vinculados aos diferentes centros da UFSC.

Para mais informações, acesse o site ou o Instagram do Instituto Kadila.