Acidentes com aranhas e lagartas correspondem a 73% dos atendimentos em serviço prestado no HU

11/07/2024 09:18

A cobra coral verdadeira é uma das espécies mais venenosas do país. Foto: Divulgação/CIATox/SC

Na última semana de junho, alunos de uma escola municipal de Timbó, no Vale do Itajaí, tiveram uma visita inesperada na manhã de segunda-feira: uma cobra coral verdadeira, uma das espécies mais venenosas do país, circulava pelo pátio da instituição. Felizmente ninguém se feriu, mas acidentes com animais peçonhentos – alguns deles fatais – estão se tornando comuns no noticiário. O Centro de Informação e Assistência Toxicológica de Santa Catarina (CIATox/SC), referência no estado, registrou 5.823 atendimentos relacionados a este tipo de ataque somente no ano passado. A unidade localizada dentro do Hospital Universitário Polydoro Ernani de São Thiago (HU-EBSERH/UFSC) conta com profissionais e estagiários da Universidade em um serviço que é prestado há 40 anos.

De acordo com o mais recente relatório do Centro, publicado em 27 de junho de 2024, as aranhas e as lagartas foram responsáveis por 73% dos casos de acidentes com animais peçonhentos e venenosos registrados em 2023, com 53% e 20%, respectivamente. Na sequência, aparecem no levantamento as serpentes (9%), os escorpiões (8%) e as abelhas e formigas (4%). Quando analisadas as espécies individualmente, a aranha armadeira (Phoneutria spp.) lidera o número de ocorrências, respondendo por 23,6% dos casos. Em segundo na lista está a aranha marrom (Loxosceles spp.), com 12,1%; e, em terceiro, a jararaca ou jararacussu (Bothrops spp.), com 8,5% dos atendimentos. A razão para estes animais terem maior frequência de registro é devido à distribuição geográfica deles, ou seja, são os mais encontrados em Santa Catarina.

A prevenção contra esses acidentes pode ser feita de diversas formas, desde a vestimenta usada ao circular por locais de habitat dessas espécies até intervenções em moradias. Uma das recomendações é a utilização de botas de borracha até o joelho ou botinas com perneiras ao circular no campo ou na mata, bem como de luvas de raspa de couro e peças com mangas longas nas atividades de jardinagem. Além disso, recomenda-se evitar folhagens densas junto a paredes e muros de casas, colocar telas nas janelas e nos ralos das pias ou tanques, rebocar paredes para que não apresentem rachaduras ou frestas e vedar soleiras de portas com rolos de areia ou rodos de borracha.
(mais…)

Tags: Centro de Informação e Assistência Toxicológica de Santa Catarina (CIATox)Hospital Universitário Prof. Polydoro Ernani de São Thiago (HU/UFSC)Secretaria de Estado da Saúde (SES)UFSCUniversidade Federal de Santa Catarina

Eventos marcam comemoração dos 44 anos do Hospital Universitário da UFSC

02/05/2024 17:17

Bolo foi servido aos presentes nesta quinta-feira pela manhã. Foto: Divulgação/HU/UFSC

Atividades de integração de novos colaboradores, no auditório central, que tiveram a participação dos gestores do hospital e também do reitor da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC),  Irineu Manoel de Souza, marcaram as comemorações dos 44 anos do Hospital Universitário Professor Polydoro Ernani de São Thiago, da Universidade Federal de Santa Catarina (HU-UFSC), nesta quinta-feira, 2 de maio, em Florianópolis.

Em seguida, às 9h, foi servido o já tradicional bolo de aniversário, no refeitório, para todos os presentes.

Desde 2016, o HU-UFSC é gerido pela Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (Ebserh). Operando um número médio de 216 leitos ativos e atendimento 100% SUS, o HU-UFSC conta hoje com 2.139 trabalhadores, sendo 916 empregados pela  Ebserh, 822 servidores vinculados à UFSC pelo Regime Jurídico único (RJU), e 401 trabalhadores de empresas terceirizadas, que prestam serviços de apoio.

No ano passado, foram realizadas 195.423 consultas ambulatoriais, 47.502 atendimentos de emergência, 9.681 internações, 2.080 procedimentos cirúrgicos ambulatoriais e 3.145 procedimentos cirúrgicos hospitalares.
(mais…)

Tags: 44 anosaniversárioHospital Universitário (HU)Hospital Universitário Prof. Polydoro Ernani de São Thiago (HU/UFSC)HUUFSCUniversidade Federal de Santa Catarina

HU/UFSC divulga edital de processo seletivo para Residência Médica de Hepatologia

08/02/2022 17:48

A Comissão de Residência Médica (Coreme) divulgou o edital do processo seletivo para Residência Médica de Hepatologia no Hospital Universitário Professor Polydoro Ernani de São Thiago (HU-UFSC/Ebserh). As inscrições ocorrem no dia 23 de fevereiro (quarta-feira), das 9h às 12h, na Secretaria da Comissão de Residência Médica, 3º andar do Hospital Universitário, podendo ser efetivada pessoalmente ou por procuração.

A prova objetiva está prevista para o dia 3 de março de 2022, com início às 9h, na Coreme. Será composta por questões de múltipla escolha, com cinco alternativas de resposta, das quais somente uma será a correta, com peso de 100% da nota total. O resultado final será divulgado no dia 3 de março, a partir das 14h.

> Acesse o edital

Tags: Hospital Universitário Prof. Polydoro Ernani de São Thiago (HU/UFSC)HU/UFSCUFSCUniversidade Federal de Santa Catarina

Fevereiro Laranja é dedicado à conscientização sobre importância de doação de medula óssea

08/02/2022 11:54

O mês de fevereiro – Fevereiro Laranja – é dedicado à conscientização sobre a leucemia a importância da doação de medula óssea. Atualmente, a doença ocupa a nona posição nos tipos de câncer mais comuns em homens e a 11ª em mulheres. O diagnóstico precoce e o tratamento adequado aumentam as chances de cura.

De acordo com a hematologista do Hospital Universitário Professor Polydoro Ernani de São Thiago (HU-UFSC/Ebserh), Elisa Araújo Beteille, ter um mês dedicado a este tema é importante porque muitas pessoas não sabem da possibilidade de doação e do impacto que esta ação pode causar na vida de uma pessoa que está esperando por um transplante. “Quando o paciente não responde ao tratamento inicial com rádio ou quiomioterapia, a opção passa a ser o transplante”, explicou a médica.

“Então, ter um mês para reforçar estas informações aumenta a conscientização das pessoas e aumenta também a quantidade de pessoas que, uma vez informadas, vão fazer o cadastro no banco de doadores de medula. Quanto mais pessoas se cadastrarem, maiores a chances de se encontrar um doador”, acrescentou.

Ela explicou que para ser doador é preciso apresentar boas condições de saúde, não ter apresentado ou estar em tratamento de câncer, doenças no sangue, no sistema imunológico ou ter doenças infecciosas. O cadastro é feito no Hemocentro, onde são recolhidos cerca de 5 ml de sangue para exames de compatibilidade e o resultado fica arquivado no cadastro de medula óssea. Caso o doador seja compatível com algum paciente da lista de espera, ele será novamente convocado, irá realizar exames de saúde e convidado a realizar a doação.

Hoje, existem dois tipos principais de transplante de medula: o autólogo e o alogênico. O autólogo é aquele em que o próprio indivíduo é doador das células-tronco que são coletadas antes que o paciente seja submetido a sessões de quimioterapia, com a finalidade de destruir a medula doente e eliminar o câncer. No tipo alogênico, as células-tronco são de um doador. Nesse caso, é sempre investigada a compatibilidade entre membros da família. Se não houver nenhum familiar compatível, é preciso buscar um doador nos bancos de medula óssea.

Texto: Unidade de Comunicação Social – HU/UFSC

Tags: Hospital Universitário Prof. Polydoro Ernani de São Thiago (HU/UFSC)HU/UFSCUFSCUniversidade Federal de Santa Catarina

Especialista do HU reforça mensagem para prevenção do câncer de pele

27/12/2021 10:27

O mês de dezembro se aproxima do final, mas o verão, que começou no dia 21, é a oportunidade para reforçar a mensagem do Dezembro Laranja, a campanha organizada pela Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD) neste ano para prevenção do câncer de pele. O alerta da SBD e dos profissionais de dermatologia tem o objetivo de chamar a atenção para medidas de prevenção e para o diagnóstico precoce.

“Adicione mais fator de proteção ao seu verão”, é o lema da campanha deste ano, segundo o médico Leonardo Simas Abi Saab, preceptor do Ambulatório de Dermatologia do Hospital Universitário Professor Polydoro Ernani de São Thiago da Universidade Federal de Santa Catarina (HU/UFSC). Ele explica que a mensagem é importante porque a exposição solar é o fator mais importante para o desenvolvimento do câncer de pele.

Nos alertas, a SBD quer deixar claro que o atual momento pede que junto com o uso do álcool gel, máscaras e distanciamento, os brasileiros cultivem as práticas de fotoproteção. De acordo com material divulgado pela SBD, com a queda nos indicadores de morbidade e de mortalidade relacionados à Covid-19, estima-se que neste verão as praias e os espaços abertos voltarão a ser ocupados com muito mais intensidade.

No entanto, alertam os especialistas da SBD, a retomada da normalidade não deve ser feita sem atenção às recomendações das autoridades sanitárias, ainda atentas à possibilidade de aumento dos casos de contaminação pelo coronavírus. Além desse cuidado, afirmam, a população deve agregar à sua rotina as medidas de prevenção contra o câncer de pele.
(mais…)

Tags: câncer de peleHospital Universitário (HU/UFSC)Hospital Universitário Prof. Polydoro Ernani de São Thiago (HU/UFSC)UFSCUniversidade Federal de Santa Catarina

HU/UFSC inaugura novas instalações da Urgência Pediátrica

16/09/2021 08:47

O Hospital Universitário Professor Polydoro Ernani de São Thiago (HU/UFSC) inaugurou na última quarta-feira, 15 de setembro, as novas instalações da Urgência Pediátrica, um espaço de 300 m², sendo 100 m² de área ampliada e 200 m² de área reformada. Na obra, foram investidos R$ 784,8 mil com recursos do Programa Nacional de Reestruturação dos Hospitais Universitários Federais (Rehuf), gerido Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (Ebserh).

Além dos recursos da obra de reforma e ampliação, serão investidos R$ 63 mil em mobiliário, também com recursos do Rehuf, que tem entre as suas diretrizes a recomposição do financiamento dos hospitais universitários federais e a recuperação física e tecnológica das instituições.

O novo espaço no HU contará com 11 pontos de cuidado: seis leitos de observação, um leito de reanimação e quatro leitos medicação/inalação. Também terá três consultórios, sala de curativos, sala triagem, assistência social, além de uma ampla área de espera para as famílias. O prédio da Urgência Pediátrica do HU foi desativado devido à necessidade de reformas em 2019 e as atividades foram transferidas para uma área ao lado.

A engenheira responsável pela obra, Pauline Schnel, informou que por estar posicionada entre dois prédios existentes (Ambulatório e Emergência Adulto) o projeto e a obra da área ampliada apresentaram uma série de desafios. “Foi necessário projetar as soluções de arquitetura, estrutural, elétrica, gases medicinais, hidrossanitário e climatização em conformidade com a infraestrutura existente dos prédios vizinhos”, explicou.
(mais…)

Tags: Hospital Universitário (HU/UFSC)Hospital Universitário Prof. Polydoro Ernani de São Thiago (HU/UFSC)UFSCUniversidade Federal de Santa Catarinaurgência pediátrica

Taxa de mortalidade na UTI Covid do HU/UFSC cai para 20%

10/08/2021 09:48

A taxa de mortalidade de pacientes internados com Covid-19 na Unidade de Tratamento Intensivo (UTI) do Hospital Universitário Professor Polydoro Ernani de São Thiago da Universidade Federal de Santa Catarina (HU/UFSC) caiu de 27% para 20%, na comparação entre os dados de 2020 e 2021. Para efeito de comparação, dados da Associação de Medicina Intensiva Brasileira apontam uma taxa de 50% nas UTIs da rede pública e 30% na rede particular.

O médico intensivista, Rafael Lisboa de Souza, atribui o desempenho da unidade à atuação da equipe multiprofissional e ao dimensionamento dos recursos humanos no HU/UFSC para tratamento intensivo de pacientes Covid. “Os recursos humanos bem dimensionados, capacitados e motivados fazem toda diferença no HU”, disse o especialista, citando a atuação das equipes de enfermagem, fisioterapia, medicina, nutrição, fonoaudiologia e psicologia.

Ele citou ainda a atuação de especialidades na unidade. “A cirurgia torácica e de cabeça e pescoço realizando as traqueostomias de forma segura, as diversas especialidades clínicas que cuidam destes doentes antes e depois da UTI, os serviços de apoio e a atuação da diretoria resultaram nestes números”, resumiu o médico.

De acordo com dados da UTI Covid, em 2020 foram internados 159 pacientes contaminados com o SARS-COV-2, sendo registrados 43 óbitos (27%) e até o início de agosto de 2021, houve 222 internações, com 45 óbitos (20%). “Ou seja, mesmo com um aumento nos casos e até uma sobrecarga que foi registrada em todos os hospitais, o percentual caiu no HU”, disse o médico, afirmando que a unidade passa por um período de relativa tranquilidade neste início de agosto, mas está preparada para um possível aumento na demanda, em função de novas variantes. “Essas condições que eu apontei habilitam a UTI para manter a taxa de desempenho mesmo com um novo cenário”, afirmou.
(mais…)

Tags: coronavírusCovid-19Hospital Universitário Prof. Polydoro Ernani de São Thiago (HU/UFSC)HU CoronavírusHU/UFSCUFSCUniversidade Federal de Santa CatarinaUTI

Atividades da hemoterapia são concentradas em área interna do HU/UFSC

15/07/2021 09:30

O Ambulatório de Procedimentos Hemoterápicos passou para a área interna do hospital. Foto: Pauline Schnel

As atividades do Ambulatório de Procedimentos Hemoterápicos do Hospital Universitário Professor Polydoro Ernani de São Thiago (HU/UFSC), realizadas no prédio da Associação Amigos do HU de dezembro de 2018 até 1º julho de 2021, passaram a ser executadas na área interna do hospital, dentro de um complexo onde já funcionava a Agência Transfusional e local em que era realizado todo o processamento e exames dos doadores de sangue até dezembro de 2018.

Essa área agora passa a realizar todos os procedimentos relativos à Unidade de Hemoterapia do HU, o que inclui as atividades de ambulatório, atendimento de consultas médicas e de enfermagem, os procedimentos hemoterápicos, além dos laboratórios de exames imunohematológicos e a Agência Transfusional.

A organização destes serviços, concentrados em uma área de 204 metros quadrados, foi possível após adequações realizadas pelo Setor de Infraestrutura Física (SIF), que transformou o espaço no Ambulatório de Procedimentos Hemoterápicos, criou banheiro acessível, sala de lanches para pacientes e instalou lavatórios em dois ambientes para o funcionamento de consultórios.
(mais…)

Tags: 7HemoterapiaHospital Universitário (HU/UFSC)Hospital Universitário Prof. Polydoro Ernani de São Thiago (HU/UFSC)UFSCUniversidade Federal de Santa Catarina

Profissionais do HU explicam relação entre diabetes e Covid-19

25/06/2021 09:36

Os pacientes com Diabetes Mellitus controlado têm menor risco de complicação pela Covid-19. Por isso, é fundamental, neste período, manter os medicamentos e os cuidados indicados pelos profissionais de saúde. O alerta é da equipe do Ambulatório de Diabetes do Hospital Universitário Professor Polydoro Ernani de São Thiago da Universidade Federal de Santa Catarina (HU/UFSC), que divulgou uma série de orientações por ocasião do Dia Nacional do Diabetes (26/06).

De acordo com a enfermeira Dionice Furlani, do grupo de Enfermagem em Diabetes do HU/UFSC, além do uso regular dos remédios, estes cuidados estão relacionados a alimentação, prática de exercícios físicos e monitoração da glicemia. “São dicas de autocuidado e controle de diabetes em tempos de Covid-19”, reforçou a profissional.

O Ambulatório de Diabetes do HU/UFSC atende pacientes de todas as regiões de Santa Catarina. Foto: Sinval Paulino

O Diabetes Mellitus (DM) é uma síndrome metabólica de origem múltipla, decorrente da falta de insulina e/ou da incapacidade de a insulina exercer adequadamente seus efeitos. A insulina é produzida pelo pâncreas e é responsável pela manutenção do metabolismo da glicose e a falta desse hormônio provoca déficit na metabolização da glicose e, consequentemente, diabetes. Caracteriza-se por altas taxas de açúcar no sangue (hiperglicemia) de forma permanente.

O prolongamento da hiperglicemia (altas taxas de açúcar no sangue) pode causar sérios danos à saúde, como lesões na retina do olho, alterações renais, pé diabético (ocorre quando uma área machucada ou infeccionada nos pés desenvolve uma úlcera), infarto e infecções, entre outros.
(mais…)

Tags: coronavírusCovid-19diabetesHospital Universitário Prof. Polydoro Ernani de São Thiago (HU/UFSC)HU CoronavírusHU/UFSC

Alergista do HU/UFSC recomenda cuidados especiais na temporada de frio

25/05/2021 10:02

A temporada de frio chegou a Santa Catarina e neste momento pessoas que têm doenças alérgicas devem tomar cuidados especiais, de acordo com a médica alergista do Hospital Universitário Professor Polydoro Ernani de São Thiago (HU/UFSC) Jane da Silva, que falou sobre o impacto da temperatura e da queda na umidade relativa do ar e alguns cuidados que podem ser tomados, como higienizar os ambientes, manter salas e quartos arejados e intensificar os cuidados diários com higiene pessoal e tratamentos indicados pelos médicos.

Nesta entrevista, ela falou, ainda dos riscos de desencadear uma crise alérgica e como agir nestes casos.

A temporada de frio está chegando em Santa Catarina. Qual é o impacto desta mudança climática para quem tem alergias?

Jane: Pessoas com doenças alérgicas como asma, rinite e dermatite atópica sofrem muito com mudanças bruscas de temperatura. Particularmente no outono e inverno, essas doenças podem piorar (com exacerbações) por causa do frio.

Doenças não infecciosas, como alergias respiratórias e asma, por exemplo, são afetadas com temperaturas mais baixas?

Jane: Sim, em especial pessoas com asma e rinite concomitantes, que é bastante frequente. Inclusive tem-se o conceito de vias aéreas unidas, para explicar a influência dos sintomas nasais sobre os brônquios e vice-versa. Junto com o frio, ocorre também uma queda na umidade relativa do ar. Esses dois fatores interferem em doenças respiratórias, pois tanto a mucosa nasal quanto a dos brônquios promovem umidificação e aquecimento do ar respirado.

O clima frio e seco exige mais das mucosas nasal e brônquicas, que adicionalmente, apresentam vasoconstricção como resposta do organismo ao frio, reduzindo a produção de muco que é auxiliar na proteção das mucosas. Assim, independentemente de haver doenças alérgicas respiratórias, o nariz e os brônquios são órgãos alvo durante outono e inverno e, se houver inflamação, como na asma e rinite, maior é a chance de ter exacerbação de sintomas nesses períodos.

Além de doenças alérgicas respiratórias, é comum também haver piora da dermatite atópica durante o outono e inverno. As pessoas tendem a tomar banhos mais quentes e prolongados, por causa do frio. Isso piora o ressecamento da pele e provoca muito mais coceiras. Ao usarem roupas guardadas e que não foram lavadas, têm contato direto com ácaros na pele, piorando a inflamação da dermatite.
(mais…)

Tags: alergiafrioHospital Universitário (HU/UFSC)Hospital Universitário Prof. Polydoro Ernani de São Thiago (HU/UFSC)HU/UFSCUFSCUniversidade Federal de Santa Catarina

Médica do HU/UFSC aponta em estudo sinais que indicam casos de violência sexual repetitiva em crianças

18/05/2021 09:19

A médica pediatra Vanessa Platt, do Hospital Universitário Professor Polydoro Ernani de São Thiago da Universidade Federal de Santa Catarina (HU/UFSC), desenvolveu estudo que aponta sinais que podem indicar se uma criança está sendo vítima de violência sexual repetitiva. O estudo foi feito com base em levantamentos feitos pela profissional nas fichas do Sistema de Informação de Agravos Notificação (Sinan) em Santa Catarina, como parte de sua tese de doutorado.

Segundo ela, foram identificados fatores que se associam à violência sexual repetitiva com crianças em Santa Catarina, a partir de levantamentos de 11 anos de fichas do Sinan, que é um sistema de notificação obrigatório do Sistema Único de Saúde (SUS). “Com base nisso, foi possível identificar estes fatores”, disse a médica, que divulgou os estudos por ocasião dos 22 anos de criação do Dia Nacional de Combate ao Abuso e Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes, em 18 de maio.

Ela explicou que os sinais que indicam violência sexual repetitiva são: casos de abuso na casa do agressor ou da vítima; uso de álcool por parte do agressor; se o abusador é o padrasto, o irmão, tio ou pai (ou seja, se ele é conhecido da vítima). “Se o profissional de saúde identifica estes fatores há 60% de chance de que a criança esteja sendo vítima de violência sexual repetitiva”, disse a pesquisadora, que é coordenadora das equipes pediátricas de acolhimento às vítimas de violência sexual nos dois hospitais de referência, HU/UFSC e Joana de Gusmão (Infantil), sendo que o HU há 20 anos é integrante da Rede de Atenção Integral às Pessoas em Situação de Violência Sexual de Florianópolis (Raivs), sendo o único hospital de Florianópolis que atende vítimas de todas as categorias e idades.
(mais…)

Tags: Hospital Universitário Prof. Polydoro Ernani de São Thiago (HU/UFSC)UFSCUniversidade Federal de Santa CatarinaViolência sexual

Enfermeiras residentes relatam experiência de enfrentamento da Covid-19 no HU/UFSC

14/05/2021 09:47

Enfermeiras residentes que atuaram na linha de frente do combate à Covid-19 no Hospital Universitário Polydoro Ernani de São Thiago da Universidade Federal de Santa Catarina (HU/UFSC) descreveram a experiência de enfrentar a pandemia. O relato, feito pelas residentes Jennifer Hostins, Sayonara Stefane Tavares de Moura e Carine Provensi, mostra vários lados desta realidade: o aspecto humano, as emoções diárias e a necessidade de rápida e eficaz adaptação para buscar soluções tanto na assistência quanto na gestão.

O depoimento ganha destaque na Semana Brasileira da Enfermagem, cujo tema, neste ano, é O trabalho em Enfermagem no contexto de crise. Veja o relato:

“O ano de 2020 foi desafiador para todas as profissões, principalmente para aqueles profissionais que atuam na linha de frente contra a Covid-19, pois além da preocupação com a própria saúde, dos familiares e isolamento social, houve necessidade de se adaptar a uma nova situação tanto na assistência quanto na gestão.

Como enfermeiras integrantes da Residência Multiprofissional em Saúde, com ênfase em Urgência e Emergência do Hospital Universitário Polydoro Ernani de São Thiago, vinculado a Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), tivemos a oportunidade de vivenciar e evidenciar ainda mais o quão essencial e estritamente compatível à vida é o trabalho da Enfermagem.

A passagem pela Emergência respiratória (Covid) ocorreu nos meses de março e abril de 2021, período no qual pudemos acompanhar o momento mais extenuante da pandemia. Por várias vezes, as lágrimas no rosto dos que recebiam a notícia da necessidade de intubação orotraqueal nos deixavam angustiados e, concomitantemente, motivados a oferecer nosso melhor apesar do cansaço físico e mental. A enfermagem, diante desse cenário, permanecia ávida à recuperação da saúde dos seus pacientes, não apenas prestando assistência direta, mas realizando as alterações necessárias no espaço físico.

Observamos e aprendemos principalmente sobre o papel e poder dos enfermeiros empenhados e sensibilizados, lutando por um mesmo propósito, e nos fazendo acreditar ainda mais em um Sistema Único de Saúde (SUS) resolutivo, eficaz, empoderado, que salva vidas.

A nossa breve experiência neste ambiente foi imprescindível para a formação durante a residência. Observar o trabalho desenvolvido, nos faz crer que a Enfermagem também conquistará seu espaço e valorização merecida, que seu trabalho será reconhecido como ele realmente é, autônomo, decisivo e veementemente engajado na busca pela sobrevida do paciente”.

Jennifer Hostins, Sayonara Stefane Tavares de Moura e Carine Provensi, residentes de Enfermagem no HU/UFSC

Tags: coronovírusCovid-19Hospital Universitário Prof. Polydoro Ernani de São Thiago (HU/UFSC)HU CoronavírusHU/UFSCpandemiaUFSCUniversidade Federal de Santa Catarina

Eventos on-line e divulgação de manual integram a Semana da Enfermagem no HU/UFSC

11/05/2021 08:59

A 82ª Semana Brasileira de Enfermagem (SBEn) lançada pela Associação Brasileira de Enfermagem (Aben) será realizada no período de 12 a 20 de maio deste ano, com o tema central O trabalho em Enfermagem no contexto de crise. Este ano, o Hospital Universitário Professor Polydoro Ernani de São Thiago da Universidade Federal de Santa Catarina (HU/UFSC) e o Departamento de Enfermagem da UFSC terão programação integrada, denominando esta semana como Enfermagem: uma voz para liderar em um contexto de crise.

Entre as atividades desenvolvidas no HU estão previstos eventos on-line, divulgação de material científico e de procedimento técnico, além de relatos de experiência que serão apresentados pela equipe de Enfermagem e de Gestão relatando o enfrentamento da pandemia da Covid-19.

A programação começa no dia 11 de maio, às 10h, com o Painel de Abertura que contará com a participação da chefe da Divisão de Enfermagem do HU, Silvana Alves Benedet, e de professores do Departamento de Enfermagem da UFSC. Para o dia 12, das 9h às 11h, está prevista uma mesa redonda on-line, com o tema Enfermagem na linha de frente da gestão da pandemia no ambiente hospitalar, com as enfermeiras do HU/UFSC Graciele Trentin, chefe do Setor de Vigilância em Saúde e Segurança do Paciente, Lícia Brito Shiroma, chefe do Setor de Regulação e Avaliação em Saúde, Carina Martins Acosta, chefe da Unidade de Cuidados Intensivos e Semi-Intensivos Adulto, Ana Maria Martins Carlos, chefe do Setor de Urgência e Emergência e Silvana Alves Benedet, chefe da Divisão de Enfermagem do hospital.

No dia 20, das 14h às 16h, será a vez dos profissionais Enfermeiros Marcello Maciel, da Unidade de Clínica Médica 1 (Covid); Cristiane Coelho, do Setor de Urgência e Emergência, Carolina Campagnollo de Melo, do Ambulatório; e as Técnicas de Enfermagem Analice Silva Zacchi Netto, do Alojamento Conjunto e Izabel Fernanda Pauli, da Unidade de Cuidados Intensivos e Semi-Intensivos Adulto, que apresentarão suas experiências em mesa redonda com o tema: Relatos de experiência do trabalho de enfermagem no contexto da crise. Os eventos vão acontecer no Canal Enfermagem UFSC no YouTube.

Além dos eventos on-line, a Semana da Enfermagem será marcada por relatos de experiência que serão divulgados nos canais oficiais do HU, como o caso das Residentes de Enfermagem que atuam na linha de frente de combate à Covid, que falaram sobre os desafios e aprendizado adquirido no contexto da pandemia. Também será divulgada a experiência das equipes de Enfermagem do HU/UFSC com o uso de tecnologia para atendimento e consultas a distância.

Em relação às produções, será publicado o Manual de Normas e Rotinas da Unidade de Gestão de Enfermagem em Internação (UGEI) trabalho desenvolvido pela UGEI em conjunto com o Núcleo de Educação Permanente em Enfermagem (NEPEn), cujo objetivo é contribuir para organizar e padronizar a assistência nas Clínicas Médicas e Cirúrgicas.

Outra prática a ser divulgada será o trabalho desenvolvido pelas enfermeiras do Núcleo de Materiais de Assistência de Enfermagem (NUMAEn), que aprimorou a ferramenta utilizada para análise técnica de máscaras cirúrgicas, experiência que possibilitou restringir a aquisição de máscaras inadequadas para assistência, conferindo ao profissional a segurança no uso deste EPI.

Texto: Unidade de Comunicação Social – HU/UFSC

Tags: enfermagemHospital Universitário Prof. Polydoro Ernani de São Thiago (HU/UFSC)HU/UFSCUFSCUniversidade Federal de Santa Catarina

HU/UFSC tem atendimento ambulatorial e exames para pacientes asmáticos

04/05/2021 10:00

O Dia Mundial da Asma, lembrado na primeira terça-feira de maio, data criada com o objetivo de conscientizar sobre o controle da asma e prevenção de crises, ganha uma importância maior no cenário de pandemia da Covid-19, já que as infecções virais estão entre as causas frequentes. Por isso, pacientes asmáticos devem ficar em isolamento sempre que possível, especialmente os portadores de formas mais graves da doença.

No Hospital Universitário Professor Polydoro Ernani de São Thiago da Universidade Federal de Santa Catarina (HU/UFSC), há atendimento ambulatorial e realização de exames para pacientes com asma. O serviço é realizado por uma equipe especializada e os pacientes chegam ao hospital após consulta na rede básica de saúde, ou seja, é preciso ser encaminhado via Serviço de Regulação (Sisreg).

A chefe do Serviço de Pneumologia do HU, a pneumologista Elaine Cristina Caon de Souza, disse que a campanha do Dia Mundial da Asma reforça a importância dos cuidados para estes pacientes. “Prevenção, vacinação e controle das crises são medidas fundamentais para esta população”, disse.
(mais…)

Tags: asmacoronavírusHospital Universitário Prof. Polydoro Ernani de São Thiago (HU/UFSC)HU CoronavírusHU/UFSCpandemiaUFSCUniversidade Federal de Santa Catarina

HU/UFSC reduz consumo de água em 41% sem afetar atividades e gera economia anual de R$ 1,2 milhão

09/04/2021 10:36

O Hospital Universitário Professor Polydoro Ernani de São Thiago da Universidade Federal de Santa Catarina (HU/UFSC) reduziu em 41% o consumo de água no ano passado, em relação a 2019, após uma série de medidas adotadas pelo Setor de Infraestrutura Física (SIF) da instituição. Esta queda, que representa uma economia de R$ 1,2 milhão por ano, se manteve em 2021, de acordo com os técnicos do setor.

A engenheira Pauline Schnel e o técnico Tiago Gualberto participaram dos levantamentos para identificar e reduzir o consumo de água no HU

As medidas se deram na área técnica e de manutenção, portanto não houve alterações no resultado de nenhuma atividade que faz uso de água, segundo explicou a engenheira civil Pauline Kammers Schnel, que é a fiscal do contrato com a concessionária de água no HU.

Na prática, com a ação da equipe de Infraestrutura, a média mensal de consumo caiu de 11,5 milhões para 6,8 milhões de litros de água na conta mensal. Para se ter uma ideia, este volume corresponde ao consumo mensal de 470 famílias compostas por quatro pessoas. Financeiramente falando, a conta mensal de água do HU, que antes era de R$ 230 mil, passou à faixa de R$ 125 mil.

Pauline Schnel explicou que entre as medidas adotadas está um verdadeiro trabalho de detetive da equipe, que passou pela detecção de pontos de vazamento, substituição de uma tubulação de água que ficava embaixo da cozinha, conserto de vazamento em tubulações de água quente ao lado da caldeira, conserto de tubulação de água fria nas proximidades do prédio do grêmio, mapeamento dos registros de água nas unidades, instalação de novos medidores e realização de um projeto piloto de instalação de redutores de vazão nas torneiras e chuveiros de alguns locais, entre outras atividades.
(mais…)

Tags: consumo de águaHospital Universitário Prof. Polydoro Ernani de São Thiago (HU/UFSC)HU/UFSCUFSCUniversidade Federal de Santa Catarina

Especialista do HU/UFSC alerta sobre aspectos da endometriose

12/03/2021 10:22

No mês de março, são lembradas várias causas importantes para as mulheres e um marco de destaque foi a criação, por lei, do Dia Nacional de Luta contra a Endometriose, em 13 de março. Esta data é importante para a discussão sobre a saúde feminina, considerando que esta doença atinge 15% das mulheres em idade reprodutiva, segundo a Associação Brasileira de Endometriose.

O médico gineco-obstetra da Divisão de Tocoginecologia do Hospital Universitário Professor Polydoro Ernani de São Thiago da Universidade Federal de Santa Catarina (HU/UFSC) Rodrigo Assumpção Baron explicou que a endometriose é caracterizada pela presença de tecido endometrial (tecido que reveste o interior do útero) fora da cavidade uterina, ou seja, em órgãos da pelve como tubas, bexiga, ovário, intestino e peritôneo pélvico.

Segundo ele, o principal sintoma de endometriose é dor pélvica, que pode ser desde menstruação com cólicas, que vão se acentuando à medida que o tempo passa até dor fora do período menstrual, dor no ato sexual (principalmente na penetração profunda) e infertilidade. “O diagnóstico, na maioria das vezes é clínico, por meio da história da paciente e pelo exame físico”, explicou o médico, acrescentando que existem exames de imagem mais específicos que ajudam os médicos no diagnóstico, principalmente quando há doença infiltrativa, como Ultrassom Transvaginal e Ressonância Magnética com preparo intestinal.

O médico explicou que o HU/UFSC realiza cirurgia de videolaparoscopia para endometriose em casos em que não haja endometriose profunda acometendo órgãos como intestino, por exemplo. Essas pacientes são encaminhadas para ambulatório de ginecologia operatória via Unidade Básica de Saúde.
(mais…)

Tags: endometrioseHospital Universitário Prof. Polydoro Ernani de São Thiago (HU/UFSC)HU/UFSCUFSCUniversidade Federal de Santa Catarina

HU/UFSC adota medidas de contingência devido a aumento do atendimento de casos de Covid-19

26/02/2021 16:57

O Hospital Universitário Professor Polydoro Ernani de São Thiago (HU-UFSC/Ebserh) comunicou a adoção de medidas de contingência devido ao grande aumento no número de atendimentos a casos suspeitos e confirmados de Covid-19. As adequações estão alinhadas ao Plano de Contingência do hospital e à Portaria nº 168/2021 da Secretaria do Estado da Saúde (SES/SC), publicada no Diário Oficial do Estado no dia 22 de fevereiro de 2021.

Dessa forma, todas as cirurgias eletivas estão suspensas, desde o dia 23 de fevereiro. Cirurgias de urgência, emergência e os procedimentos tempo-sensíveis (aqueles em que a vida do paciente pode estar em risco) estão mantidos. Os atendimentos ambulatoriais considerados essenciais e que necessitem de atenção contínua estão mantidos.

Pacientes com consultas ou exames agendados no HU que possam ficar sem a sua consulta, nesse momento, terão os atendimentos remarcados. As medidas de contingência estarão vigentes por um período de 20 dias e em constante reavaliação conforme a evolução da pandemia. O HU/UFSC ressalta, novamente, a importância do uso de máscara, higiene de mãos e distanciamento para diminuir a propagação do vírus.

Texto: Unidade de Comunicação Social do HU/UFSC

Tags: atedimentocoronavírusCovid-19Hospital Universitário Prof. Polydoro Ernani de São Thiago (HU/UFSC)HU CoronavírusUFSC

HU/UFSC conclui vacinação de profissionais das áreas assistenciais

12/02/2021 19:08

O Hospital Universitário Professor Polydoro Ernani de São Thiago da Universidade Federal de Santa Catarina (HU/UFSC) concluiu a vacinação contra Covid-19 de todos os profissionais que estão em atividade e atuam diretamente na área assistencial, sendo que até o dia 11 de fevereiro foram aplicadas 1.560 doses da vacina, seguindo a ordem de prioridade definida pelas autoridades sanitárias e a liberação das doses para o hospital.

Paralelamente, já está sendo aplicada a segunda dose da vacina, conforme o prazo recomendado pelos fabricantes. A vacinação no HU segue o fluxo definido pela Secretaria Municipal de Saúde (SMS), que é organizado em fases, atingindo os trabalhadores com todos os vínculos, além de residentes e terceirizados que atuam nas áreas contempladas em cada fase.

A vacinação no hospital começou em janeiro, quando foram aplicadas as primeiras doses para trabalhadores da UTI. Em seguida, foram os trabalhadores da Urgência e Emergência Adulto, incluindo as equipes de apoio, depois as Emergências Pediátrica e Gineco-obstétrica, além da UTI Neonatal, trabalhadores que fazem o teste de Covid-19 e os que atuam na Clínica Médica 1.
(mais…)

Tags: coronavírusCovid-19Hospital Universitário (HU/UFSC)Hospital Universitário Prof. Polydoro Ernani de São Thiago (HU/UFSC)HU Coronavírusvacinação

Especialista do HU alerta sobre riscos de infecções sexualmente transmissíveis no Carnaval

12/02/2021 10:06

Os encontros e festas que acontecem durante o Carnaval chamam a atenção para formas de prevenção relacionadas a casos de Infecções Sexualmente Transmissíveis (IST). Mesmo com o cancelamento das festas e as medidas de distanciamento impostas pela pandemia, os cuidados e as medidas de prevenção devem ser mantidos. O ginecologista Luiz Fernando Sommacal, do Hospital Universitário Professor Polydoro Ernani de São Thiago (HU/UFSC), alerta sobre a influência do Carnaval na incidência de ISTs e outros dados que apontam o crescimento dos casos de infecção no Brasil.

Sommacal lembra que, na prática, muitas destas doenças são subnotificadas. “A minha opinião é que em todos os feriados festivos, em que há este apelo ao sexo e à exposição do corpo, nós temos este incremento natural, mas cientificamente não encontramos artigo que possa endossar esta relação”, explicou. As ISTs, de 60% a 80%, ocorrem em população jovem, considerando a faixa de 15 a 25 anos. Se for considerado uma faixa ampliada, dos 15 aos 49 anos, a frequência é maior, com prevalência de notificação para cada dois homens, uma mulher.

Conforme o especialista, houve um aumento no número de adultos e idosos afetados por ISTs. Atualmente, no Brasil, há 4,4 milhões de casos de tricomoníase, 1,9 milhão de casos de clamídia, 1,5 milhão de gonorreia e 931 mil de sífilis. A Organização Mundial de Saúde (OMS) estima que existem 340 milhões de casos de sífilis, gonorreia, clamídia e tricomoníase e um milhão de casos novos por dia de infecções de transmissão essencialmente sexual, exceto o HIV e hepatites, que vêm crescendo na mesma frequência.
(mais…)

Tags: carnavalHospital Universitário (HU/UFSC)Hospital Universitário Prof. Polydoro Ernani de São Thiago (HU/UFSC)ISTpandemiaUFSC

Do Comitê de Crise à vacinação: medidas adotadas pelo HU para proteção dos trabalhadores

05/02/2021 14:27

Desde o início da pandemia, o Hospital Universitário Professor Polydoro Ernani de São Thiago (HU-UFSC/Ebserh) respondeu de imediato às necessidades de cada momento, criando, na fase inicial, o Comitê de Crise Covid-19 e o Plano de Contingência para organizar a tomada de decisões e dar respostas imediatas para reduzir o risco de contaminação, organizar o fluxo no hospital, garantir assistência ao público e estruturar a instituição.

Foi organizado um novo fluxo para chegada dos pacientes ao hospital, com a instalação de tendas e reorganização das emergências, criando uma área específica para atendimento de pacientes em casos suspeitos, desde a entrada, espera, permanência e saída do hospital. Paralelamente, a Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (Ebserh) anunciou a abertura de um Processo Seletivo Simplificado (PES), contratando pessoal para atender na UTI, enfermaria e emergência para pacientes com a nova doença.

Até o início de fevereiro de 2021, foram chamados 800 trabalhadores para reforçar a equipe do hospital. Ao todo, no período, foram contratados 209 profissionais e 167 estão em atividade, contratados em caráter emergencial nas áreas assistenciais (são médicos, enfermeiros, técnicos de enfermagem, entre outros). Esta força de trabalho representa o total de 1.549 trabalhadores que atuam no hospital, sem contar os terceirizados.

Além da organização das equipes, o HU/UFSC agiu rapidamente para a compra de Equipamentos de Proteção Individual (EPIs), incluindo máscaras, face shield, luvas e outros itens que, logo no começo da pandemia, ficaram escassos no mercado devido à grande procura, o que exigiu um esforço extra de planejamento para compra e distribuição.

Paralelamente, foram abertas turmas de capacitação para treinar as novas equipes e orientar os trabalhadores da instituição sobre a nova realidade. Até fevereiro, 1.278 profissionais haviam feito o treinamento, que inclui o uso de equipamentos, paramentação e desparamentação e outras medidas de proteção para os trabalhadores que lidam direta ou indiretamente com pacientes.

Medidas foram adotadas para reduzir risco de contaminação

O comitê organizou um novo fluxo de movimentação dos trabalhadores dentro do hospital, separando as equipes da entrada e saída de pacientes. Foi alterado o local do relógio de ponto, criando uma entrada exclusiva para os profissionais do hospital; realizada a mudança no uso de elevadores com limite no uso destes equipamentos; e estabelecida a obrigação de verificação da temperatura das pessoas que entram na instituição.

Ainda dentro da proposta de proteger as equipes que trabalham no hospital, foi criada uma área de estacionamento exclusiva para pacientes. Na mesma linha, o Comitê criou uma campanha para orientar os trabalhadores sobre as regras de convívio dentro da instituição, tratando desde como buscar ajuda em caso de necessidade de equipamento até normas para uso de salas de repouso, evitando ao máximo o risco de contágio.
(mais…)

Tags: coronavírusCovid-19Hospital Universitário (HU/UFSC)Hospital Universitário Prof. Polydoro Ernani de São Thiago (HU/UFSC)pandemia

Infectologista do HU/UFSC fala sobre doenças provocadas por alagamento e dá dicas para moradores de áreas afetadas

02/02/2021 09:00

Os moradores da Grande Florianópolis e alguns pontos de Santa Catarina enfrentaram, nos últimos dias, os alagamentos provocados pelas chuvas. Esta situação traz à tona uma preocupação dos moradores e das autoridades de saúde: as doenças provocadas pelo contato com água e alimentos contaminados.

O médico infectologista do Serviço de Controle de Infecção Hospitalar do Hospital Universitário Professor Polydoro Ernani de São Thiago (HU/UFSC), Alexandre Boschiroli, explicou quais são as doenças mais comuns, as situações de risco e como proceder para minimizar possíveis malefícios diante de uma situação de alagamento.

Segundo ele, a necessidade de cuidado não se limita ao período de chuvas e alagamento, pois a água e a lama remanescentes são ricas em micro-organismos que sobrevivem por semanas. Além disso, há o risco de contaminação da rede de abastecimento de água, de acidentes com animais peçonhentos e, principalmente no cenário atual de pandemia, os problemas decorrentes de aglomeração de pessoas em alojamentos, por exemplo.

Boschiroli aponta algumas medidas que podem ser adotadas, como: evitar o contato direto com as águas e, caso seja inevitável o contato, como proteger-se; evitar consumo de água e alimentos contaminados; proteger-se de acidentes com animais peçonhentos; procurar ajuda em postos de saúde em caso de adoecimento; manter a rede de drenagem livre de detritos; e estar em dia com a carteira de vacinação.

Quais são as doenças mais comuns decorrentes destas situações de alagamentos que acontecem com frequência em várias cidades do Brasil?

– Doenças diarreicas por vírus, bactérias (gastroenterites) e doenças parasitárias: Sua ocorrência aumenta com a ingestão de água ou alimentos contaminados. A falta de água ou a contaminação da água da rede de abastecimento e a falta de energia comprometendo a conservação de alimentos, além de precárias condições de higiene em situações de calamidade, favorecem as doenças de disseminação hídrica e alimentar.
(mais…)

Tags: alagamentoscontaminaçãoHospital Universitário Prof. Polydoro Ernani de São Thiago (HU/UFSC)HU/UFSCUFSC

Centro de Educação Infantil dos Associados do HU/UFSC está com inscrições abertas para creche

17/11/2020 18:34

A creche do Centro de Educação Infantil dos Associados do Hospital Universitário (CEI/ASHU) está com inscrições abertas para filhos de servidores da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) e de funcionários da Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (Ebserh). As vagas são para crianças de 0 a 6 anos.

As inscrições podem ser feitas na secretaria da creche até o próximo dia 30 de novembro, de segunda à sexta-feira, das 8h às 12h e das 13h às 17h. O Centro de Educação Infantil está localizado atrás do Hospital Universitário. A coordenação reforça que estão sendo seguidos todos o protocolos recomendados pelos órgãos de controle da saúde: distanciamento, uso de máscaras e álcool em gel.

> Confira a documentação exigida:

Funcionários do Hu-Ebserh:
• Certidão de nascimento e carteira de vacinação atualizada (criança);
• Comprovante de vínculo com o HU/Ebserh (responsável legal pela criança).
Servidores da UFSC:
• Certidão de nascimento e carteira de vacinação atualizada (criança);
• Comprovante de vínculo com a UFSC (responsável legal pela criança).

Mais informações no perfil do CEI/ASHU no Instagram.

Tags: Centro de Educação Infantil dos Associados do Hospital Universitário (CEI/ASHU)crecheHospital Universitário (HU/UFSC)Hospital Universitário Prof. Polydoro Ernani de São Thiago (HU/UFSC)

Novembro Roxo traz alerta sobre necessidade de cuidados especiais com prematuros

17/11/2020 11:05

O mês de novembro, conhecido como Novembro Roxo, é marcado pelo Dia Mundial da Prematuridade, dia 17. Neste ano, a campanha tem como tema a frase “Juntos pelos prematuros, cuidando do futuro”. Para marcar a data, instituições de saúde de todo o mundo realizam atividades científicas e comemorativas, reforçando a sensibilização para a prevenção da prematuridade e para os cuidados especiais de bebês prematuros.

De acordo com a psicóloga do Hospital Universitário Professor Polydoro Ernani de São Thiago (HU/UFSC), Zaira Aparecida Oliveira Custódio, o tema deste ano remete diretamente à importância destes cuidados desde o primeiro momento. “O tema alerta para a importância das boas práticas no cuidado neonatal com vistas a neuroproteção destas crianças promovendo a redução dos danos no desenvolvimento. Sabemos que quanto menor a idade gestacional e o peso ao nascer, maior é o risco de problemas desenvolvimentais e, por isso, maior a necessidade de prestar uma assistência humanizada e de qualidade ao recém-nascido e sua família”, disse a psicologia, que é coordenara do Centro Nacional de Referência do Método Canguru HU/UFSC.

O Método Canguru consiste em um conjunto de boas práticas e representa um tipo de assistência neonatal que estimula o desenvolvimento e ajuda na recuperação de bebês de baixo peso e prematuros. Prematuro é toda criança que nasce com menos de 37 semanas e o HU é um dos centros nacionais de referência neste método para o Ministério da Saúde.
(mais…)

Tags: homenagem aposentados novembro e dezembroHospital Universitário Prof. Polydoro Ernani de São Thiago (HU/UFSC)Novembro RoxoUFSC

Ações informativas marcam o mês da prematuridade no HU/UFSC

10/11/2020 10:55

A data de 17 de novembro marca o Dia Mundial da Prematuridade e, neste mês, profissionais de saúde e familiares de todo o mundo promovem atividades para reforçar a importância da prevenção da prematuridade, cuidados especiais e acompanhamento dos bebês nascidos pré-termo (prematuros), trazendo informações e reflexões sobre a humanização demandada para esse tipo de atendimento multiprofissional.

Tradicionalmente, no Novembro Roxo, são realizadas atividades científicas, encontros de mães e jovens que nasceram prematuros, além de uma caminhada para marcar o Dia da Prematuridade. Neste ano, devido à pandemia, o foco principal será a realização de conferências on-line e divulgação por meios virtuais.

No Hospital Universitário Professor Polydoro Ernani de São Thiago da Universidade Federal de Santa Catarina (HU/UFSC), as comemorações do Novembro Roxo já começaram, com a decoração da Unidade Neonatal e o lançamento de um painel da Estratégia QualiNEO, com os dez passos do cuidado neonatal.
(mais…)

Tags: Dia Mundial da PrematuridadeHospital Universitário Prof. Polydoro Ernani de São Thiago (HU/UFSC)UFSC

Mesa-redonda on-line vai debater a trajetória de humanização da Maternidade do HU/UFSC

20/10/2020 09:24

“Maternidade do Hospital Universitário: 25 anos de humanização na assistência obstétrica e neonatal”. Este é o tema da mesa-redonda on-line marcada para a próxima segunda-feira, 26 de outubro, a partir das 19h. O evento é organizado pela Comissão Interdisciplinar de Assessoria à Maternidade (COMATER) do Hospital Universitário da Universidade Federal de Santa Catarina (HU/UFSC).

A transmissão será realizada por meio do estúdio de transmissão ao vivo StreamYard, uma ferramenta que permite a participação simultânea dos apresentadores. Para participar, os interessados devem clicar neste link no horário do evento. Durante a mesa-redonda, será divulgado o endereço de acesso para quem quiser registrar a presença e solicitar a emissão de certificado de participação, que será emitido pela Gerência de Ensino e Pesquisa (GEP) do HU.

A mesa-redonda será moderada pela enfermeira obstétrica Odaléa Maria Brüggemann, que vai apresentar os participantes: Carlos Eduardo Andrade Pinheiro, coordenador da Comissão de Implantação da Maternidade do HU/UFSC; Ingrid Elizabete Bohn, enfermeira da Central de Incentivo ao Aleitamento Materno (Ciam) do HU/UFSC; Lorena Machado e Silva, enfermeira obstétrica e psicóloga; Luiz Fernando Sommacal, médico ginecologista e obstetra do HU/UFSC; e Zaira Aparecida de Oliveira Custódio, psicóloga da Maternidade do HU/UFSC.

De acordo com os organizadores da mesa-redonda on-line, os certificados serão emitidos e encaminhados por e-mail em até 15 dias para as pessoas que fizerem o registro de presença durante o evento. Mais informações podem ser obtidas por meio do e-mail comater.hu.ufsc@gmail.com.

Tags: Hospital Universitário Prof. Polydoro Ernani de São Thiago (HU/UFSC)HU/UFSCMaternidade do HUmesa-redonda
  • Página 1 de 2
  • 1
  • 2