Semana de Ensino, Pesquisa e Extensão continua recebendo inscrições

21/03/2002 15:17

O último balanço da comissão organizadora da II Sepex – Mostra de Ensino, Pesquisa e Extensão da UFSC – já contabiliza mais de 230 trabalhos inscritos. São 184 painéis e 53 estandes. Além de trabalhos a serem expostos já estão inscritas 67 propostas para oferecimento de minicursos.

No dia 11 de abril acontece uma reunião geral com todos os setores envolvidos na realização do evento, para acertar detalhes como

infra-estrutura, equipamentos, segurança, limpeza, sonorização. Não esqueça dos prazos: até 30 de abril, período para inscrição na mostra; até 08 de abril, período para oferecimento de minicursos. Mais informações www.sepex.ufsc.br ou

Laboratório de meios amplia acesso de estudantes a recursos digitais

20/03/2002 18:32

A partir das dez horas de segunda-feira, dia 25, a Universidade Federal de Santa Catarina amplia seu espaço de inclusão digital, oferecendo aos estudantes 218 computadores em uma área de 466 metros quadrados, no novo LabUFSC, antigo Labgrad. O total de equipamentos desse laboratório de meios pode parecer bem pequeno diante da comunidade de mais de 25 mil alunos da UFSC, mas o número abre-se para uma outra leitura se confrontado com o de pessoas ligadas à Internet no mundo. Hoje apenas 4% da humanidade têm acesso à rede mundial de computadores e metade dos seres humanos sequer fez um único telefonema.

O laboratório de meios, agora batizado como LabUFSC, antes atendia somente estudantes da graduação, uma média de três mil por dia. Com a estrutura ampliada, passa também a incluir estudantes de pós. Mas isso não é tudo, informa Rogério Cid Bastos, secretário de Informática da universidade. Os outros laboratórios de meios que funcionam nas unidades de ensino dispõem de pelo menos outras 160 máquinas para uso dos estudantes.

A área física que abriga os 104 novos computadores, embaixo da Biblioteca Central, praticamente foi duplicada. A ampliação tecnológica inclui máquinas para a realização de web-conferências e maior acesso na parte de multimídias. No que se refere aos aplicativos, o laboratório também trabalha com programas livres, uma alternativa à dominação avassaladora imposta pelas grandes empresas da informática.

Cid Bastos afirma que a UFSC está empenhada em reduzir a exclusão digital. “Hoje temos um espaço de meios que talvez não encontre similar em outras universidades brasileiras e estamos pensando em democratizar o acesso para fora.” A instituição, segundo ele, tem uma proposta de estender o acesso para a comunidade externa à UFSC.

O LabUFSC vai ser entregue aos estudantes às 10 horas de segunda-feira, dia 25. Os recursos da reforma e ampliação, cerca de R$400 mil, vieram do Ministério da Educação. O horário de funcionamento vai continuar sendo das 9 às 22 horas, de segunda a sexta, e das 9 às 18 horas, aos sábados e domingos.

Outras informações com Rogério Cid Bastos, na Secretaria Especial de Informática, fone 331-6050 e 331-9030.

Religiões: Convivência e Conflito é o tema do `Antropologia e Cidadania` nesta quinta-feira

20/03/2002 17:22

O Núcleo de Estudos Sobre a Religião (NUR), da Pós-Graduação em Antropologia Social da UFSC, é quem dá continuidade ao ciclo Antropologia e Cidadania, com o tema ’Religiões: convivência e conflito’. Participam da mesa o professor Pierre Sanchis, da UFMG com o tema ’Um Brasil sempre “católico”. E agora: Um Brasil “evangélico”?`; e o professor Oscar Calavia, da UFSC, com o tema ‘A Fábula das Três Religiões: judeus, cristãos e muçulmanos na história espanhola‘.

Os organizadores esperam que o debate possa trazer subsídios para o entendimento da questão por que, segundo eles “antes de se pronunciar sobre os efeitos políticos da religião, é necessário discutir sobre a relação entre práticas e crenças inseridas em contextos religiosos plurais”. Entrada franca. Informações 331 9714

Última semana de inscrições para especialização em Turismo Empreendedor

20/03/2002 10:18

UFSC e Senac promovem a partir de abril mais uma edição do Curso de Especialização em Turismo Empreendedor. As aulas serão minitradas até dezembro, sempre terças, quartas e quintas-feiras, no período da noite, com uma carga horária totalizando 390 horas/aula.

O curso é dirigido à profissionais graduados que desejem aprofundar conhecimentos na área de turismo. A formação é dirigida para o planejamento, finanças, marketing e gerenciamento de empreendimentos turísticos, entre outros temas ministrados por professores de administração e engenharia de produção da universidade.

As inscrições podem ser feitas na Fundação do Ensino de Engenharia (Feesc), aos valores parcelados em 12 vezes de R$ 316,00, incluindo material didático. Informações pelos telefones 331 7578, 231 4407.

Centro Geness promove curso gratuito de Contabilidade

20/03/2002 10:07

O Centro Geness – pré-incubadora de base tecnológica sediada no Departamento de Informática e de Estatística da UFSC – promove a partir desta sexta-feira, 22/03, um curso gratuito de Contabilidade. A ministrante será a professora Verônica de Miglio Moura. Contabilidade e suas finalidades, Patrimônio e Patrimônio Líquido, Balanço Patrimonial, Demonstração do Resultado do Exercício e Demonstração dos Lucros ou Prejuízos Acumulados estão os temas que serão abordados. O curso terá 12 horas/aula e será realizado no Parque Tecnológico Alfa – Edifício Celta, na Rodovia SC 401, Km 01, bairro Saco Grande. Informações pelo telefone (48) 331-7552 ou, preferencialmente, via e-mail: .As vagas são limitadas.

Dias e horários das aulas:

– 22/03, das 13:00 às 15:00 horas

– 25/03, das 18:00 às 20:00 horas

– 01/04 das 18:00 às 20:00 horas

– 03/04 das 13:00 às 15:00 horas

– 05/04 das 13:00 às 15:00 horas

– 08/04 das 18:00 às 20:00 horas

Assembléia Legislativa recebe CD-ROM Fortalezas Multimídia

20/03/2002 09:37

Foto: Paulo Noronha/Agecom

Foto: Paulo Noronha/Agecom

A Universidade Federal de Santa Catarina, por meio do Projeto Fortalezas Multimídia, entregou ontem à Assembléia Legislativa do Estado de Santa Catarina 500 exemplares do CD-ROM Fortalezas Multimídia. O material representa uma das contrapartidas do Projeto Fortalezas Multimídia ao apoio cultural da Assembléia à realização do Multimídia. O Projeto Fortalezas Multimídia já distribuiu gratuitamente mais de 3.500 exemplares do CD-ROM aos patrocinadores, instituições culturais e educacionais de Santa Catarina e de outros estados. O CD-ROM está na segunda tiragem de 5 mil exemplares. Também é comercializado a R$ 40,00 em livrarias e no site do Projeto Fortalezas Multimídia – http://www.fortalezasmultimidia.com.br/loja.

O CD-ROM Fortalezas Multimídia possui um conteúdo enciclopédico sobre quase 500 fortificações históricas no Brasil e no mundo, com temas relacionados a história de Santa Catarina e do Brasil, arquitetura, patrimônio cultural, restauração, arqueologia, manifestações folclóricas e cultura açoriana, cotidiano de vida nos séculos XVIII e XIX, embarcações, armamentos, entre outros assuntos. Os assuntos são abordados em 146 seções temáticas, contendo mais de 2 mil imagens, 3 mil páginas de textos e 23 vídeos.

O Multimídia também conta com recursos como atualização permanente de conteúdos via Internet, vistas panorâmicas em 360 graus (quick time VR) e passeios em Realidade Virtual – alguns destes recursos inéditos mesmo em CD-ROMs lançados fora do Brasil. O trabalho é uma realização da Universidade Federal de Santa Catarina, Fundação de Amparo à Pesquisa e Extensão Universitária e Projeto Fortalezas Multimídia, e conta com o patrocínio da Lei Estadual de Incentivo à Cultura; da Secretaria de Estado da Educação e do Desporto; do Conselho Federal de Engenharia, Arquitetura e Agronomia; do Conselho Regional de Engenharia, Arquitetura e Agronomia de Santa Catarina; da Assembléia Legislativa de Santa Catarina, do Projeto Fortalezas da UFSC e da Prefeitura Municipal de Florianópolis, por intermédio do Instituto de Planejamento Urbano de Florianópolis e Fundação Franklin Cascaes.

Informações com o arquiteto Roberto Tonera – Projeto Fortalezas Multimídia – (48) 331 5118 9963-6324, e www.fortalezasmultimidia.com.br

Laboratório de Virologia Aplicada aprimora técnica de detecção do vírus da Hepatite A em ostras

19/03/2002 18:09

O Laboratório de Virologia Aplicada da UFSC aprimorou uma tecnologia para o controle da contaminação do vírus da Hepatite A em ostras. A metodologia permite a análise de `concentrados` da carne de ostras a partir da técnica de Amplificação Gênica (RT-PCR). Essa metodologia foi escolhida por se mostrar como a mais sensível para identificar a contaminação dos moluscos pelo vírus da Hepatite A. As pesquisas nesta área vêm sendo realizadas desde 1997 e envolvem o uso de diferentes técnicas de cultivo do vírus em laboratório, o estudo de métodos de contagem viral e a avaliação dos efeitos da contaminação nos tecidos dos moluscos, entre outras frentes de trabalho. O Laboratório de Virologia Aplicada é ligado ao Departamento de Microbiologia e Parasitologia, do Centro de Ciências Biológicas, e ao Departamento de Ciências Farmacêuticas, do Centro de Ciências da Saúde.

Atualmente o grupo de pesquisa, formado por professores e estudantes, está aguardando a liberação de verbas por parte do Governo do Estado de Santa Catarina para controle da produção em 27 cultivos. Santa Catarina é o principal produtor de ostras do país, sendo que no ano passado foi obtido mais de 1 milhão de dúzias. Além de detectar o vírus da Hepatite A, o monitoramento mensal vai permitir que seja avaliada a quantidade de coliformes nas águas de cultivo, a presença de Salmonellas e Stafilococcus.

“Nossa idéia é trabalhar durante um ano, mostrando que o controle é possível e oferecendo maior qualidade ao produto”, explica a professora Célia Regina Monte Barardi, uma das coordenadoras das pesquisas. Segundo ela, a idéia é fornecer a esses sítios de cultivo um atestado de qualidade emitido pela UFSC.

“É uma concepção errônea achar que somente o monitoramento do nível aceitável de coliformes fecais (bactérias) encontrados nas águas e frutos do mar já é um parâmetro suficiente para garantir segurança à população que consome frutos do mar”, alerta a professora. Segundo ela, o vírus da Hepatite A pode resistir por um período de 2 a 130 dias no mar, dependendo das condições de temperatura. Por isso, amostras de água contendo níveis aceitáveis de coliformes fecais e frutos do mar sem Salmonellas e Staphylococcus podem estar contaminados com o vírus de outras doenças.

Estudos do grupo apresentados em simpósios nacionais e internacionais e publicados em revistas brasileiras e internacionais confirmaram que o perigo é real. A pesquisa desenvolvida pela Mestre em Biotecnologia, Christiane Coelho, e pela estudante de graduação, Ana Paula Heinert, e apresentado no XI Seminário de Iniciação Científica da UFSC, mostrou que o vírus causador da Hepatite A pôde ser detectado em um cultivo da Grande Florianópolis. “Em um dos sítios pesquisados foram encontradas 22% de amostras contaminadas, evidenciando comprometimento da área de cultivo”, informa a estudante. Realizada durante um ano, a pesquisa permitiu a aplicação da técnica RT-PCR junto ao Laboratório de Virologia Aplicada para análise de amostras de campo, coletadas em quatro locais de cultivo da Grande Florianópolis – dois na ilha e dois no continente. Mais informações com as professoras Célia Regina Monte Barardi, e-mail / fone 331 5207, ou Cláudia Simões / fone 331 9206.

SAIBA MAIS

O Vírus da Hepatite A

A hepatite infecciosa causada pelo vírus da Hepatite A (HAV) é uma das doenças mais sérias causada pela ingestão de frutos do mar crus ou levemente cozidos. O vírus está distribuído pelo mundo e é extremamente resistente à degradação. Pode sobreviver por aproximadamente um mês à temperatura ambiente e só é parcialmente degradado após um tratamento de 12 horas, a 60° C. Mais de cem milhões de partículas virais/ml de fezes podem ser excretadas durante a infecção. Junto às fezes, são liberados nas águas de esgotos.

UFSC é a universidade mais lembrada do Estado

19/03/2002 16:29

Pesquisa desenvolvida pelo Instituto Mapa e Jornal A Notícia apontou a Universidade Federal de Santa Catarina como o nome mais lembrado entre o segmento Universidades em toda Santa Catarina. A oitava edição do Top of Mind ouviu 2.400 pessoas, nas regiões Norte, Sul, Oeste, Vale do Itajaí, Planalto Serrano e Grande Florianópolis.

A metodologia utiliza a pergunta “quando se fala em Universidade, qual o primeiro nome que lhe vem à cabeça?”. O prêmio vai ser entregue no próximo dia 09 de abril, na sede da Fiesc, e segundo os organizadores do Top of Mind “revela a homenagem às empresas e instituições que mais têm investido na qualidade de seus produtos e serviços e na comunicação destes valores aos catarinenses”.

Assinado convênio para projeto na área de madeiras e móveis

19/03/2002 16:03

O Reitor em exercício da UFSC, professor Lúcio Botelho, assina nesta terça-feira, 19/03, em São Bento do Sul, convênio de cooperação financeira com a FUNCITEC e o IEL/SC, para a transferência de recursos financeiros e cooperação técnico-científica para execução do projeto `Arranjo Produtivo Local de Madeira e Móveis de

Santa Catarina`. A cooperação vai envolver também UDESC, SENAI-SC, UNIPLAC e FURB.

Com a assinatura, a Fundação de Ciência e Tecnologia de Santa Catarina vai liberar os recursos necessários para cobrir as despesas de cursos, passagens, pagamentos de serviços de terceiros e equipamentos necessários para cumprir o plano de trabalho, num total de R$ 699 mil. A FINEP destinará outros R$ 920 mil. Os recursos serão liberados em três parcelas, a primeira até maio de 2002, a segunda até setembro de 2002 e a terceira até março de 2003.

A coordenação da execução do projeto será responsabilidade do IEL/SC e as demais instituições deverão assegurar que sejam aportados recursos humanos devidamente qualificados, instalações apropriadas e recursos materiais necessários à execução do programa. O convênio terá duração de 24 meses.

MEC premia aluno de Engenharia Mecânica da UFSC

19/03/2002 15:48

Mecanismos, máquinas e o funcionamento dos carros aguçavam o paranaense Celso Kenzo Takemori, que desde os 10 anos sonhava em ser engenheiro mecânico. Ele se forma daqui a dois meses, mas receberá honrarias mais cedo. Amanhã, dia 20 de março, o ministro da educação, Paulo Renato de Souza, confere a ele o mérito de ter tirado a melhor nota do Brasil no Exame Nacional de Cursos, o “provão”, da Engenharia Mecânica.

Como prêmio pela melhor nota, ele receberá uma bolsa de mestrado.

O Curso de Engenharia Mecânica da UFSC tirou nota “A” desde que seus

alunos começaram a fazer o “Provão”, em 1999. Em 2001, os alunos da

Mecânica da UFSC também foram os melhores do Brasil.

“Eu queria entrar na Engenharia Mecânica da UFSC”, disse Celso, que

sabia do prestígio do curso quando se preparava para o vestibular. Ele

admite que ter tirado a melhor nota no “Provão” da Engenharia Mecânica

alterou um pouco o seu cotidiano. “É uma coisa legal, mas não fui eu que saí por aí divulgando”, disse, atribuindo a propaganda aos seus amigos.

Recém egresso de um estágio na empresa Embraco, Celso quer agora

dedicar-se ao mestrado na área de vibrações e acústica. Não foram apenas os amigos de Celso que festejaram a honraria. “Se o

Celso obteve a nota mais alta, além das qualidades dele, houve uma

grande dose de contribuição nossa”, considera o professor Antônio Fábio Carvalho da Silva, Chefe do Departamento de Engenharia Mecânica. Segundo ele, “As atividades em pesquisa, iniciação científica e projetos de extensão, entre outras, e a dedicação dos professores são responsáveis pela excelência na formação dos alunos”.

Mais informações com Celso Kenzo Takemori, pelo telefone 234 3731; ou com o professor Fábio Carvalho da Silva, pelo telefone 331 9225.

Professor é indicado para a Organização Mundial do Comércio

19/03/2002 15:35

A Organização Mundial de Comércio (OMC) aprovou a lista de especialistas apresentadas pelos Estados Membros, que poderão ser convidados a integrar um painel (Comitê de Árbitros) para decidir disputas no comércio internacional. Entre os nomes aprovados está o de Welber Barral, advogado em Santa Catarina e professor de Direito Internacional Econômico da UFSC.

O professor também é juiz do sistema de solução de controvérsias do Mercosul e ganhador do Prêmio Moinho Santista de Relações Internacionais. O nome de Welber Barral foi lembrado por ser um dos maiores especialistas em defesa comercial e medidas antidumping.

Desde 1997 o Brasil não submetia lista de especialistas para a OMC. O grupo aprovado na mais recente reunião do Órgão de Solução de Controvérsias reúne quatorze analistas de peso em comércio exterior. Desde este ano, o Brasil conta também com o professor Luiz Olavo Baptista (de São Paulo), um dos sete membros do Orgão de Apelação, que é a última instância de decisão jurídica para as disputas do comércio internacional.

O mecanismo de solução de controvérsias, um dos instrumentos centrais da OMC, é baseado no princípio de que qualquer Estado Membro pode questionar uma medida comercial tomada por outro. Mas há um excesso de utilização do sistema, com mais de 240 disputas em cinco anos, o que exige cada vez mais bons especialistas para tratar dos mais diferentes conflitos, como o que recentemente envolveu Brasil e Canadá.

Um litígio é primeiro examinado num painel de árbitros, formado por diplomatas ou acadêmicos, escolhidos pelos países litigantes ou pelo diretor da OMC. Em segunda instância, o litígio é reexaminado pelo Orgão de Apelação. Mais informações com professor Welber Barral,

Fórum de Segurança quer trazer prefeita e governador para os debates

19/03/2002 15:24

O Fórum de Segurança da UFSC esteve reunido na manhã desta terça-feira, 19/03, tentando encontrar saídas para os problemas que envolvem a comunidade universitária. Durante o debate foram destacados três principais pontos de tensão que se vive hoje dentro da universidade. O primeiro, e o mais grave, é a infiltração da droga e a ação de narcotraficantes. Segundo relatos da direção do Colégio de Aplicação, vêm acontecendo freqüentes brigas de gangues em frente ao colégio e alunos e professores estão assustados. Além disso, há o registro de um aumento considerável de furtos e assaltos a mão armada e problemas com o trânsito. Setores da UFSC como o Museu, HU, Material e Serviços e CFH enviaram algumas sugestões para melhorar a segurança.

Na discussão, os participantes entenderam que esses problemas não são privilégio da UFSC, eles fazem parte de todo o contexto da cidade e do país, cada vez mais empobrecidos e com sérias falhas, quando não ausência, de políticas públicas eficazes, seja no controle do narcotráfico, seja no plano social.

Em função disso, o Fórum decidiu realizar um amplo debate com o poder público municipal e estadual para que estes apresentem suas políticas públicas com relação à segurança. A comunidade universitária quer debater com eles e encontrar saídas para o conjunto da cidade, sem isolar a UFSC do contexto global. Há um entendimento de que esse é o papel da universidade. Discutir os problemas e encontrar caminhos para suas soluções. A administração deverá enviar convite aos governos

municipal e estadual e o debate deve acontecer ainda em abril.

Outra proposta definida na reunião desta terça-feira é a realização de um seminário com representantes de outras universidades para que se debata como cada uma está enfrentando os problemas de segurança. Foram sugeridas as de Minas Gerias, que colocou polícia no campus e agora tenta reverter o quadro, a do Rio Grande do Norte, que conseguiu encontrar saídas até mesmo para evitar a terceirização da segurança e a de Santa Maria/RS que apostou na vigilância eletrônica.

Também ficou acertado que a administração vai construir uma cartilha com informações sobre como agir em caso de necessidade da segurança e a garantia de algumas ações emergenciais como treinamento eficaz dos vigilantes, mais iluminação e melhor distribuição da vigilâncias, serão iniciadas. Foi indicado ainda que a reitoria use de

seu poder de negociação para garantir treinamento aos vigilantes por parte de órgãos públicos como a PM e a Polícia Federal, já que as empresas privadas que fazem esse tipo de trabalho não são consideradas muito eficazes, além de caras.

A próxima reunião do fórum ficou marcada para o dia 09 de abril, às 15 horas, na Sala dos Conselhos.

Reitor participa de reunião da Andifes

18/03/2002 13:00

O Reitor da UFSC, professor Rodolfo Joaquim Pinto da Luz, participa amanhã, 19/03, em Brasília, da reunião da Associação Nacional de Instituições Federais e Ensino Superior – Andifes. Estava também agendada para esta terça a posse do novo Secretário de Educação Superior do MEC, Francisco César de Sá Barreto. Porém o evento foi transferido para a quinta-feira, 21/03, no Gabinete do Ministro da Educação.

Projeto de TV na Internet 2 começa em abril

15/03/2002 18:45

Um grupo de pesquisadores da UFSC começa a desenvolver em abril um projeto que prevê a utilização da Internet 2 para transmissão de programas de televisão. O projeto Infra-estrutura Internet 2 para Desenvolvimento e Testes de Programas e Ferramentas para TV Interativa (I 2-TV) foi contemplado em um edital do CNPq no ano passado, com uma verba total de R$ 488.590,00. Além

do grupo da UFSC, fazem parte do projeto a UFRN, PUC-RJ, USP, TV Universitária-RN, TV Cultura-SC, TV Cultura-SP, TV Cultura-RJ (Roquette Pinto).

Cada uma das Universidades receberá em dois anos – tempo de duração do projeto – R$ 129 mil e 207 reais, para a compra de equipamentos, material de consumo e pagamento de bolsistas. O trabalho a ser desenvolvido prevê a geração, concepção, produção e transmissão de programas interativos de televisão, além de pesquisar novas

ferramentas para estabelecer um nível de alta qualidade neste tipo de tecnologia.

Na UFSC estão integrados ao projeto os professores Jean-Marie Farines (DAS), Joni Fraga (DAS), Rómulo de Oliveira (DAS), Carlos Montez (recém doutor DAS), Edison Melo (NPD), Áureo Moraes (TV Cultura-SC), Antônio Augusto Froelich (INE-UFSC).

Aposentados e Pensionistas promovem 1ª Caminhada Esportiva e Ecológica

15/03/2002 17:20

Aposentados da UFSC e da Eletrosul organizam neste domingo a 1ª Caminhada Esportiva e Ecológica. O evento será realizado em homenagem aos 70 anos da Faculdade de Direito e aos 40 anos da criação da UFSC. O início está previsto para 9 horas (caso não chova), na pista de Atletismo do Centro de Desportos da UFSC. A caminhada é aberta à comunidade.

Estão previstas duas largadas, uma para o Grupo da Caminhada Esportiva e outra para o Grupo da Caminhada Ecológica. Os participantes serão premiados no final da atividade.

Perto do meio-dia, o evento termina com a apresentação do Coral da Fundação Codesc de Seguridade Social (AAPE) e do Grupo de Dança da Terceira Idade da UFSC.

A promoção é da Associação dos Aposentados e Pensionistas da UFSC (APOPEN), Associação dos Aposentados e Pensionistas da Eletrosul (AAPE) e Centro de Desportos da UFSC.

Co-promovem o evento a UFSC (Hospital Universitário, Central de Eventos e Agecom), a Associação de Clubes de Atletas Veteranos do Mercosul (ACAVEM), SESI e SENAC. As inscrições podem ser feitas pelos telefones 234 3111 e 224 2804.

Abertas inscrições para III Jornada de Debates sobre Mídia e Imaginário Infantil

15/03/2002 15:23

‘A relação das crianças com os meios de comunicação’ é o tema da III Jornada de Debates sobre Mídia e Imaginário Infantil, que vai acontecer nos dias 3 e 4 de abril na UFSC. A entrada é franca. O professor David Buckingham, do Instituto de Educação da Universidade de Londres, uma das maiores autoridades mundiais na área, faz a abertura do evento com a palestra ‘Os direitos da criança na era da mídia’. A palestra vai municiar o debate do dia 4, pela manhã, quando vão compor a mesa com Buckingham, o jornalista e presidente da Agência de Notícias dos Direitos da Criança (ANDI), Âmbar de Barros e Maria Luiza Belloni, professora e coordenadora do Laboratório de Novas Tecnologias do Centro de Educação da UFSC.

À tarde, o debate continua com o tema ‘Mídias, Mediações e Imaginário Infantil’, e participam Ismar de Oliveira Soares, coordenador do Núcleo Comunicação e Educação da USP; Rosa Maria Bueno Fischer, jornalista e professora da Faculdade de Educação da UFRGS; Roselene Gurski, psicóloga e integrante do Núcleo de Pesquisas Mídia e Infância da UFRGS; Maria Isabel Orofino, jornalista e autora de pesquisas sobre Adolescentes e Televisão; Gilka Girardello, professora e pesquisadora no campo da Comunicação e Criança, e coordenadora da Oficina Permanente de Narração de Histórias da UFSC.

A promoção é do Programa de Pós-Graduação em Educação/Centro de Educação; Departamento de Comunicação/Centro de Comunicação e Expressão; Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação e Pró-Reitoria de Cultura e Extensão. O evento conta também com o apoio do Grupo de Pesquisa Comunic, do Programa de Pós-Graduação em Inglês/UFSC e Ateliê da Aurora – Criança Mídia e Imaginação.

Mais informações pelo tel. 331.9084, e-mail: ou pelo site http:/aurora.eps.ufsc.br

Trabalhadores da UFSC escolhem representantes para Conselho Universitário e de Curadores

15/03/2002 15:18

Os trabalhadores técnico-administrativos da UFSC

realizaram nesta quinta-feira, dia 14 de março, eleições

para a escolha de representantes dos dois principais

conselhos deliberativos da universidade: o Conselho

Universitário e o de Curadores. No primeiro, decidem-se

todas as políticas de atuação da UFSC e estavam em

disputa três vagas, com seis candidatos. Venceu a chapa da

situação, Dalton Barreto/CCE (como suplente Rogério Laureano/HU), com 518 votos; Gerson Rabelo Napoleão/CFH (suplente Sérgio Martins/CFH), com 494 votos e Norivaldo Armando Vieira/HU (suplente Sidnei Gonçalves da Rosa/PU), com 494 votos.

Para o Conselho de Curadores, que trata da análise de todas as contas

da universidade, seis chapas disputaram uma vaga que foi preenchida

com Abel Plonkoski/CCB (suplente Novânia Nunes/CDS), representando o grupo de oposição, com 314 votos.

Entre os professores das escolas de ensino básico que estão

vinculadas à UFSC, como o Núcleo de Desenvolvimento Infantil,

Colégio de Aplicação e Colégios Agrícolas, também houve eleição

para a disputa de uma vaga para representante no Conselho

Universitário. A chapa vencedora foi composta pelos docentes

Deraldo Ferreira Oppa/Colégio de Aplicação, com Sônia Mary

Valente Bayestorff como suplente.

UFSC, Funcitec e Fundagro assinam convênio para ampliação do Laboratório de Cultivo de Moluscos

15/03/2002 10:49

A Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), a Fundação de Ciência e Tecnologia de Santa Catarina (Funcitec) e a Fundação de Apoio ao Desenvolvimento Rural Sustentável do Estado de Santa Catarina (Fundagro) assinam na manhã desta sexta-feira, 15/03, convênio para liberação de R$ 198 mil para ampliação da produção de sementes de ostras pelo Laboratório de Cultivo de Moluscos Marinhos. Com a assinatura, a Funcite cumpre a contrapartida do Governo do Estado de Santa Catarina a um projeto de mais de R$ 600 mil, financiado pela FINEP através do Fundo Verde e Amarelo. Os recursos são destinados à ampliação de espaço físico, compra de equipamentos e custeio de bolsistas para o Laboratório de Cultivos de Moluscos da UFSC, principal produtor de sementes de ostras no Estado.

O financiamento deve permitir que a produção de sementes de ostras seja triplicada, passando a 60 milhões por ano. Hoje o laboratório trabalha com um volume de 20 milhões de sementes/ano, que são repassadas a cerca de 100 produtores. Santa Catarina é o maior produtor do país, com um total, em 2001, de um milhão de dúzias de ostras. O convênio será assinado às 10h, no Laboratório de Cultivo de Moluscos Marinhos/UFSC, localizado na Barra da Lagoa. Mais informações com Cláudio Blacher, fone 9972 2791 ou o professor Jaime Ferreira, 232 7532/335 0224/334 3441.

Presidente da Assembléia convida comunidade universitária a participar do Projeto Retrato de Santa Catarina

14/03/2002 18:04

O presidente as Assembléia Legislativa do Estado de Santa Catarina, Onofre Santo Agostini, está convidando a comunidade universitária para participar do Projeto Retratos de Santa Catarina. O Projeto tem o objetivo de mostrar o potencial econômico e artístico-cultural dos municípios catarinenses. São agendadas exposições semanais, no Hall da Assembléia Legislativa, e apresentações culturais do município convidado marcam a abertura, todas as terças, às 19 horas.

Idealizado pelo presidente do legislativo catarinense, o Projeto começou com uma mostra de esculturas de Treze Tílias, em maio de 2001. Até o recesso parlamentar, 27 municípios catarinenses mostraram o que produzem e o que cultuam. Um dos destaques foi o pequeno município Alto da Boa Vista, localizado no Extremo Oeste do estado, que é o segundo maior produtor de coalho do mundo.

Pelo Hall da Assembléia passam perto de mil pessoas por dia, normalmente empresários, políticos, diplomatas que vêem o potencial catarinense. Mas, o Projeto prevê ampliar seu público, e para isso, Agostini está convidando alunos e professores, de escolas e universidades para que visitem as exposições e conheçam a produção artístico-cultural e econômica do estado, que a maioria dos catarinenses não conhece.

Nesta semana, o município do meio oeste catarinense Água Doce está expondo no Hall. No dia 19 de março é a vez de Timbó, no dia 25, Capivari. Antes de encerrar o mês, no dia 27, ainda acontece o lançamento da tradicional Festa da Maça, de São Joaquim.

Mais informações podem ser obtidas com Maria Ivonete, cel. 99781782, tel. 221.2758

Eleição para os Conselhos Universitário e de Curadores

14/03/2002 17:30

A Universidade Federal de Santa Catarina está, desde o início da manhã de hoje, em clima de eleição. Durante todo o dia está acontecendo a votação de representates para os dois principais órgãos de deliberação da UFSC: o Conselho Universitário e o Conselho

de Curadores.

Para o Conselho Universitário estão em disputa três vagas e

concorrem seis chapas. No Conselho de Curadores a disputa

é por uma única vaga e são cinco chapas. A eleição está

sendo tranqüila e a campanha é feita através do

corpo-a-corpo, nos dois locais onde há urnas, o hall da

Reitoria e o Hospital Universitário. A votação termina às 19h, em função dos trabalhadores do HU, que trocam de turno nesse horário. O resultado deve ser conhecido ainda hoje.

Pró-Reitores de Planejamento e Administração se reúnem em Florianópolis

14/03/2002 16:58

A UFSC sedia até amanhã, 15/03, o Fórum Nacional de Pró-Reitores de Planejamento e Administração – Forplad. O evento acontece no Praia Mole Park Hotel. O painel de abertura teve como tema ‘A situação das IFES e a conjuntura atual’, contando com a presença do reitor da UFSC, professor Rodolfo Joaquim Pinto da Luz, e do reitor da Universidade Federal de São Carlos – UFScar, professor Oswaldo Batista Duarte Filho.

Às 16h30min, o reitor da Universidade Federal da Paraíba, Jader Nunes, fala sobre o processo de autonomia universitária para as IFES. Na sexta-feira os trabalhos reiniciam às 8h, com a apresentação de dados e do Plano de Trabalho do Fórum Nacional de Pró-Reitores de Planejamento e Administração, pela coordenadora geral do Fórum, professora Ilka Maria de Almeida. A tarde, pós o relato das comissões e grupos de trabalhos, o evento contará com a presença do José Luis Valente, da Secretaria Executiva de Ensino Superior do MEC, que vai falar sobre os programas da Sesu e perspectivas para as IFES em 2002.

II SEPEX já tem mais de 180 trabalhos inscritos

14/03/2002 14:25

Desde que começou o prazo para inscrição de trabalhos na Mostra da II Semana de Ensino, Pesquisa e extensão da UFSC, há uma semana, o primeiro levantamento mostra que a comunidade universitária já está mobilizada para o evento. Em 7 dias, foram inscritos 184 trabalhos, sendo 40 sob a forma de stands e 144 painéis ou posters. Deste total, 21 trabalhos são de grupos formalmente constituídos. O restante partiu de outros grupos ou de participantes individuais.

Na última reunião da comissão organizadora, realizada na manhã desta quinta-feira, 14, foram apresentadas fotos da cobertura que será utilizada. Este ano, a SEPEX vai oferecer instalações montadas em módulos, com mais conforto para expositores e visitantes.

A II SEPEX acontece de 11 a 14 de junho e o cronograma completo pode ser obtido no endereço www.sepex.ufsc.br

Fique atento para os prazos de inscrições:

Mostra de trabalhos em painéis e stands – de 06/03 a 30/04

Oferecimento de mini-cursos – de 06/03 a 08/04

Participação nos mini-cursos – de 29/04 a 31/05

O economista Eduardo Suplicy profere aula magna nesta quinta-feira

13/03/2002 18:32

A convite do departamento de Economia do Centro Sócio Econômico da UFSC o senador da república e economista Eduardo Suplicy profere aula magna nesta quinta-feira, 14 de março,no auditório da Reitoria, às 19h30min.

Ele falará sobre ‘Renda de Cidadania’ e como reformulou a idéia desde que apresentou seu projeto, aprovado no senado em 91, quando achava que o benefício deveria ser destinado somente aos mais pobres da população.

Segundo Suplicy ‘A Renda de Cidadania é definida como sinônimo da renda básica incondicional. Ou seja, toda pessoa, não importa sua origem, idade, raça, sexo, condição civil, ou sócio-econômica, passará a ter o direito de receber uma renda modesta, igual para todos, porém, na medida do possível, suficiente para as suas necessidades vitais.’

Na oportunidade o economista autografará seu livro ‘Renda de Cidadania’ – a Saída é pela Porta’

Informações 331 9458 com o professor Gilberto Montibeller

Projeto Acústico recebe banda Ponte Aérea Instrumental

13/03/2002 17:16

Nesta Quinta-feira dia 14, o Projeto Acústico às 12:30 contará com a presença da banda Ponte Aérea Instrumental no palco do Teatro da UFSC. Após três anos de depuração das composições e arranjos, a banda fará a primeira apresentação de seu repertório no formato acústico. O trabalho é norteado por aspectos como a criação coletiva, a simplicidade e extremo cuidado com o todo de sua sonoridade. As composições na sua grande maioria são de autoria da própria Ponte Aérea, dando espaço também à interpretação de temas compostos por grandes nomes como Carlos Santana e Vítor Biglione.

Ponte Aérea Instrumental

Maurício Alves – Bateria

Marco Valente – Contrabaixo

Juliano Diniz – Violões

César Moreno – Teclados

Professor Stemmer é homenageado pelo Centro Tecnológico da UFSC

13/03/2002 16:30

Será inaugurado nesta quinta-feira, 14 de março, às 17h, o edifício Professor Caspar Erich Stemmer, sede da Direção do Centro Tecnológico (CTC) da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), e também da Fundação de Ensino e Engenharia de Santa Catarina (FEESC). O CTC é a maior das 11 unidades da UFSC e responsável pelo ensino, pesquisa e extensão em Engenharia, Informática, Arquitetura e Urbanismo. Sua instalação, como Escola de Engenharia Industrial, ocorreu em 1960, quando uma lei federal criava a UFSC. O professor Stemmer, como é conhecido nos corredores da universidade, foi o maior empreendedor do que hoje se tornou um dos melhores centros tecnológicos do Brasil: o CTC da UFSC.

O Centro Tecnológico ocupa uma área de 35.251,38 metros quadrados no Campus Trindade da UFSC, tem nove departamentos de ensino, 12 cursos de graduação, 11 programas de pós-graduação, 354 professores e 179 servidores, num universo de 4.500 alunos de graduação e 2.500 de pós-graduação. Há cerca de 100 laboratórios de ensino e pesquisa.

A Fundação de Ensino e Engenharia de Santa Catarina (FEESC) foi criada em 1 º de dezembro de 1965 e reconhecida como fundação de apoio à UFSC em março de 1976. Promove a realização de projetos de ensino, pesquisa e extensão universitários. Seu primeiro diretor-presidente foi o professor Caspar Erich Stemmer, homenageado pela comunidade do CTC nesta quinta-feira.

Conheça melhor o Centro Tecnológico da UFSC, visitando seu site no endereço: http://www.ctc.ufsc.br

Contato com o diretor do CTC, professor Ariovaldo Bolzan: ou telefone 48 331 9339.

Contato com o Núcleo de Comunicação do CTC: ou telefone 48 331 343