Minibajas da UFSC aquecem motores para corrida da SAE

04/04/2002 14:46

Duas equipes formadas por alunos do curso de Engenharia Mecânica da

Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) participam, entre os dias 11 e 14 de abril, em São Paulo e Piracicaba (SP), da competição Minibaja 2002, organizada pela Sociedade de Engenharia Automotiva (SAE). As equipes Ilhéu e Uiraçu são formadas por alunos de diversas fases do curso e coordenadas respectivamente pelos professores Amir Antônio Martins Oliveira Jr. e Lauro César Nicolazzi.

Na competição, as equipes participam com um protótipo de minibaja, que

é um modelo de automóvel “off road” (fora de estrada), que significa que o carro foi feito para andar em superfícies irregulares. Os protótipos têm que ser projetados e construídos pelas equipes. Durante a competição, os carros são avaliados. As duas equipes da UFSC já estão com seus minibajas prontos e testados, só faltando os acabamentos.

Tanto na Ihéu como na Uiraçu, os alunos mostram o interesse em por em

prática o que aprendem na sala de aula. A Ilhéu é estreante no Minibaja, e a Uiraçu participa da competição pela terceira vez consecutiva, mas com outra formação. Este ano, 82 equipes vão participar da competição.

O Minibaja 2002 terá provas estáticas e dinâmicas, que vão acontecer

durante os três primeiros dias em São Paulo, no Autódromo de Interlagos. Além destas, a prova considerada principal pelas equipes da UFSC é um enduro de quatro horas, que acontece no último dia, em Piracicaba, no Esporte Clube Piracicaba de Automobilismo (ECPA). As provas de Interlagos são testes de conforto, operação, tração, manobrabilidade, aceleração, velocidade máxima, frenagem e rampa.

O carro da equipe Ilhéu já passou pela fase de testes. A equipe vai,

agora, fazer o acabamento do automóvel. O minibaja vai ser exposto na

próxima sexta-feira (05/04), no hall da reitoria da UFSC, e no domingo

(07/04), no piso térreo do Beira-Mar Shopping.

A equipe Uiraçujá terminou os testes do veículo, que também precisa de

acabamento. A exposição do Minibaja Uiraçu deve acontecer nos dias 09 e 10 deste mês, no hall principal do Centro Tecnológico (CTC) da UFSC. No ano passado, a Uiraçu ficou em 9o. lugar geral na competição, que teve a p articipação de 65 equipes.

Informações:

Equipe Ilhéu: prof. Amir Antônio Martins Oliveira Jr., fone (48) 331 9264.

Equipe Uiraçu: prof. Lauro César Nicolazzi, fone (48) 3319264.

Ou informe-se através do site da SAE Brasil: www.saebrasil.org.br x

Colaboração do Núcleo de Comunicação do Centro Tecnológico

http://www.ctc.ufsc.br/nucleo/ – fone 31 9343

Seminário discute relações de trabalho

03/04/2002 18:29

Mais de duas mil pessoas estão sendo esperadas para a décima edição do

Seminário de Recursos Humanos, organizado pelo Núcleo de Pesquisas e Estudos em Recursos Humanos, do Departamento de Ciências da Administração da Universidade Federal de Santa Catarina. Esse ano, o Seminário, que acontece no Centrosul, em Florianópolis, nos dias 18 e 19 de abril traz o tema “Gente é para brilhar: Reinventando o trabalho e as empresas”.

“O objetivo é discutir o posicionamento de empresas em relação aos funcionários e mostrar maneiras de tornar o ambiente de trabalho mais agradável, o que comprovadamente aumenta a produtividade”, explica o professor de Recursos Humanos da UFSC e coordenador do Seminário, Dante Girardi. Segundo Girardi, no Brasil, poucas empresas investem em seus colaboradores por não conhecerem os benefícios, inclusive financeiros, que podem ser gerados por mudanças relativamente simples, como a inovação e reorganização do trabalho.

Programação

Um dos palestrantes do primeiro dia do Seminário é Luiz Seabra, presidente e fundador da Natura Cosméticos. O empresário vai revelar aos participantes a

fórmula do sucesso da política de transparência adotada pela Natura. Seabra defende que dentro de uma empresa, todos são construtores, por isso, na Natura, eliminou a palavra funcionário e costuma chamar todos de colaboradores. O palestrante vai falar sobre como criar um bom clima dentro do ambiente de trabalho, o que segundo ele, também é fundamental para o sucesso da organização.

No mesmo dia, o consultor Pedro Mandelli, que é professor da FGV de São Paulo e autor do livro “Muito além da Hierarquia” descreve as armas que o profissional deve ter para comandar a própria carreira e vencer em um tempo em que a hierarquia já não garante mais estabilidade. O consultor em desenvolvimento organizacional acredita que, durante os próximos anos, o cenário organizacional será completamente diferente.

No dia 19, a programação será iniciada com a palestra do administrador César Souza, radicado em Washington, autor do livro “Talentos e Clientividade” e sócio-diretor da empresa Monitor Group. Souza está radicado em Washington, nos Estados Unidos, desde 1990. No Brasil, César Souza fundou a Focus Desenvolvimento Empresarial, e em 1993 foi escolhido um dos 200 líderes mundiais para o futuro pelo World Economic Forum.

O encerramento do Seminário acontece com a palestra da conferencista Leila Navarro, professora da Universidade Anhembi SP, autora do livro “Talento para ser feliz” e apresentadora do programa ‘Qualidade de vida, corpo e mente “, da Rede Mulher de Televisão. Em sua palestra, Leila estimula os participantes a ousar e surpreender a si mesmos.

As inscrições podem ser feitas pelo telefone (48) 348.4500, pelo e-mail ou no site www.fepese.ufsc.br

Projeto Acústico recebe o violinista George Durand

02/04/2002 17:58

Dando início à programação do mês de abril, o Projeto Acústico apresenta o compositor, violonista, cantor e poeta George Durand.

Natural de Fortaleza/CE ele traz em sua bagagem a riqueza de estilos ritmos de sua região, com formação em violão clássico e popular. George viveu dez anos em Brasília, onde adquiriu seus conhecimentos musicais participando de diversos cursos em nível internacional tendo em sua lista de professores nomes como os de Jane Duboc, Hélio Delmiro, Marco Pereira, Ian Guest, Paulo Bellinati entre outros.

Fechando este ciclo de dez anos, George lançou seu primeiro CD no qual encontra-se a faixa “Eremita” que recebeu o prêmio Renato Russo concedido Secretaria de Cultura do Distrito Federal. No show entitulado “Limiar”, o músico pretende uma troca efetiva com o público de forma intimista. Serão executadas músicas de sua autoria e de nomes consagrados da MPB como Gonzaguinha, Fátima Guedes, Flávio Venturini, Tom Jobim, Vinícius de Moraes, Herbert Viana entre outros. A apresentação acontece nesta quinta, 4/3, às 12h30min, no Teatro da UFSC.

Projeto 12:30 terá banda Maria Preá

02/04/2002 17:52

Maracatú, frevo, xote, baião e canções do bumba-meu-boi são alguns dos ritmos que fazem parte do repertório da banda Maria Preá, que se apresenta nesta quarta-feira no Projeto 12:30. Juntos desde 1999, os cinco músicos da Maria Preá querem resgatar e valorizar as raízes da cultura brasileira.

A formação do grupo é com Fábio Mazzon no pandeiro e percussão, Pedro Cury no violão, Márcia Navai na percussão, Jeoh Leal no berimbau e percussão e Laetícia Madsen na voz. O grupo já fez apresentações na Universidade do Estado de Santa Catarina (UDESC), no Centro Integrado de Cultura (CIC), na cafeteria Pé de Café no Campeche e em casas de forró como La Pedreira, na Lagoa da Conceição.

Agora, os músicos estão fazendo a pré-produção de um CD para ser lançado futuramente se conseguirem patrocínio. São 15 músicas de compositores brasileiros como os maranhenses César Teixeira, Josias Sobrinho e João do Vale.

A banda faz parte do Projeto Cultural Maria Preá, fundado e dirigido pela cantora Laetícia Madsen. Além de pesquisar sobre as manifestações artísticas nacionais, o projeto forma músicos percussionistas e dançarinos através de oficinas. A denominação Maria Preá é uma junção do nome feminino mais comum no Brasil, com um mamífero roedor que se reproduz rapidamente. Laetícia diz que a intenção do projeto é relembrar e reproduzir tradições já esquecidas.

A idealizadora do Projeto Maria Preá, Laetícia Madsen nasceu em Belo Horizonte (MG) mas foi para São Luiz (MA) muito nova. Lá aprendeu teatro com Tácito Carvalho e Aldo Leite, ambos famosos atores da região.

O Projeto 12:30 é uma iniciativa do DAC – Departamento Artístico da UFSC – e acontece toda Quarta-feira às 12:30, na Concha Acústica, em frente ao prédio do CCE (Básico). Este é o nono ano de realização do projeto e a cada semana há uma atração diferente. A procura do projeto pelos artistas cresce a cada ano. No ano passado 170 artistas se apresentaram para um público total de 12 mil pessoas. Neste ano, os shows começaram em março e a agenda já está praticamente lotada até junho. Quem tiver interesse em participar do Projeto 12:30 pode fazer a inscrição no DAC, no prédio da Igrejinha da UFSC. Informações no fones: 331-9348 ou 331-9447.

SERVIÇO:

O que

Show da Banda Maria Preá

Quem

Fábio Mazzon – pandeiro e percussão

Pedro Cury – violão

Márcia Navai – percussão

Jeoh Leal – berimbau e percussão

Onde

Projeto 12:30, na Concha Acústica da UFSC

Quando

03 de abril de 2002, Quarta-feira, às 12:30 horas

Quanto

Aberto gratuitamente ao público

Programa

Músicas inspiradas em diversas áreas da cultura brasileira

Telefones

237 3543 – falar com Laetícia Madsen

Especialistas debatem a relação das crianças com os meios de comunicação

28/03/2002 17:30

`A relação das crianças com os meios de comunicação’ é o tema da III Jornada de Debates sobre Mídia e Imaginário Infantil, que vai acontecer nos dias 3 e 4 de abril na UFSC. A entrada é franca. O professor David Buckingham, do Instituto de Educação da Universidade de Londres, uma das maiores autoridades mundiais na área, faz a abertura do evento com a palestra ‘Os direitos da criança na era da mídia’. A palestra vai municiar o debate do dia 4, pela manhã, quando vão compor a mesa com Buckingham, o jornalista e presidente da Agência de Notícias dos Direitos da Criança (ANDI), Âmbar de Barros e Maria Luiza Belloni, professora e coordenadora do Laboratório de Novas Tecnologias do Centro de Educação da UFSC.

À tarde, o debate continua com o tema ‘Mídias, Mediações e Imaginário Infantil’, e participam Ismar de Oliveira Soares, coordenador do Núcleo Comunicação e Educação da USP; Rosa Maria Bueno Fischer, jornalista e professora da Faculdade de Educação da UFRGS; Roselene Gurski, psicóloga e integrante do Núcleo de Pesquisas Mídia e Infância da UFRGS; Maria Isabel Orofino, jornalista e autora de pesquisas sobre Adolescentes e Televisão; Gilka Girardello, professora e pesquisadora no campo da Comunicação e Criança, e coordenadora da Oficina Permanente de Narração de Histórias da UFSC.

A promoção é do Programa de Pós-Graduação em Educação/Centro de Educação; Departamento de Comunicação/Centro de Comunicação e Expressão; Pró-Reitoria de Ensino de Graduação; Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação e Pró-Reitoria de Cultura e Extensão. O evento conta também com o apoio do Grupo de Pesquisa Comunic, do Programa de Pós-Graduação em Inglês/UFSC, Ateliê da Aurora – Criança Mídia e Imaginação e Instituto Cidade Futura.

Mais informações pelo tel. 331.9084, e-mail: ou pelo site http:/aurora.eps.ufsc.br

Informações complementares em www.aurora.eps.ufsc.br

UFSC terá seminário sobre propriedade intelectual

28/03/2002 10:57

A UFSC recebe na quinta-feira, 4/4, o presidente do Instituto Nacional da Propriedade Industrial, José Graça Aranha. Ele fará a partir de 9h a abertura do seminário ‘Sensibilização e Disseminação da Cultura da Propriedade Intelectual’. O evento será realizado durante todo o dia no auditório da Reitoria da UFSC. Logo após a abertura, o assessor da presidência do INPI, Sérgio Barcelos Theotonio, ministra a palestra ‘Proteção dos Direitos de Propriedade Intelectual na Pesquisa Universitária’.

O seminário é uma das iniciativas de um projeto elaborado com o objetivo de estimular a criação e a consolidação de núcleos voltados à disseminação da cultura e da prática da propriedade intelectual e da transferência de tecnologia no ambiente acadêmico. O seminário contará também com a presença de Cláudio Treiguer, coordenador do Centro de Documentação e Informação Tecnológica do INPI, de Maria Celeste Emerick, coordenadora de Gestão Tecnológica da Fiocruz, e de Marli Elizabeth Ritter dos Santos, diretora do Escritório de Interação e Transferência de Tecnologia da Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Acompanhe abaixo o cronograma do evento.

A propriedade intelectual é o direito que o autor/inventor possui sobre sua criação, fruto de sua atividade intelectual. Engloba as invenções, os modelos de utilidade, as marcas, os desenhos industriais, as indicações geográficas, os softwares (programas de computador), as obras intelectuais (literárias, científicas e artísticas) e as cultivares. A UFSC está preocupara com o assunto e tem uma proposta sendo discutida no Conselho Universitário, órgão máximo deliberativo da instituição.O projeto deve auxiliar o estabelecimento de uma política de propriedade industrial na universidade. O projeto deve ser relatado na próxima reunião do Conselho Universitário, ainda não agendada. Informações com professora Cláudia Simões, 331 9206

PROGRAMAÇÃO

9h – Abertura – José Graça Aranha – Presidente do Instituto Nacional da Propriedade Industrial

9h20min – Palestra: “Proteção dos Direitos de Propriedade Intelectual na Pesquisa Universitária” – Sergio Barcelos Theotonio – Assessor da Presidência/INPI

10h35min – Palestra “Projeto de Núcleos de Informação Tecnológica” – Cláudio Treiguer – Coordenador do Centro de Documentação e Informação Tecnológica/INPI

13h 30min – Palestra: “Políticas Institucionais de Propriedade Intelectual” – Maria Celeste Emerick – Coordenadora de Gestão Tecnológica da FIOCRUZ

14h 30min –Palestra: “Gestão da Propriedade Intelectual em Universidades” – Marli Elizabeth Ritter dos Santos – Diretora do Escritório de Interação e Transferência de Tecnologia da Universidade Federal do Rio Grande do Sul

16h 15min – 17h 15min – Palestra: “Redes de Difusão Universidade-Empresa: um estudo exploratório para a UFSC?” – Thamara da Costa Vianna França – Gerente de Projetos da Fundação de Apoio à Pesquisa e Extensão Universitária – FAPEU/UFSC

Centro de Cultura e Eventos recebe placas de orientação

27/03/2002 18:06

A Seplan – Secretaria Especial de Planejamento – colocou na tarde desta quarta-feira, 27/3, uma série de placas de orientação e advertência na obra do Centro de Cultura e Eventos. Esta semana,

foi retirada a cerca de madeira em torno do prédio, o que facilitou o acesso às obras. Em função desta medida, foram colocadas placas para evitar que as pessoas circulem, já que o local oferece riscos. A retirada da cerca foi feita para permitir a limpeza da área e mudar o aspecto da obra. A universidade está buscando apoios externos para viabilizar a conclusão do prédio.

CUn aprova concessão de título a Salim Miguel

26/03/2002 17:04

O Conselho Universitário da UFSC aprovou nesta terça-feira, 26/3, em Sessão Especial com quorum qualificado, a concessão do Título de Doutor Honoris Causa ao escritor e Jornalista Salim Miguel. A proposição do título foi do Magnífico Reitor, e o parecer sobre a sugestão foi do Diretor do Centro de Comunicação e Expressão, Dilvo Ristoff.

No seu parecer, o professor Ristoff destacou “que a UFSC, como espaço de promoção da arte e da ciência, deve a Salim Miguel a mais enfática manifestação de seu apreço e admiração – pela sua obra, pelo seu exemplo de vida e pela sua incansável dedicação à promoção das manifestações artístico-culturais de nosso estado.” Salim Miguel recebeu, como escritor, vários prêmios, entre eles o de melhor romance do ano da Associação Paulista de Críticos de Arte (1999) e, no ano passado, o prêmio Zaffari&Bourbon de melhor romance brasileiro publicado entre 1999 e 2001, com a obra “Nur na escuridão”. Salim Miguel, que completou em janeiro 78 anos de idade, foi também Diretor da Editora da UFSC de 1983 a 1991. A data da entrega do Título ainda não foi definida

Pós-Graduação em Saúde Pública reabre inscrições

25/03/2002 17:50

O Programa de Pós-Graduação em Saúde Pública da UFSC está reabrindo as inscrições para o processo de seleção para o Curso de Mestrado em Saúde Pública. As inscrições permitirão o preenchimento de vagas na área de concentração em Ciências Sociais em Saúde – Turma de 2002. Podem se inscrever profissionais com graduação universitária na área da saúde ou outras.

O período de inscrição é de 25/03 a 12/04,na Secretaria do Curso de Pós – Graduação em Saúde Pública – 2º Piso – Sala 039 – CCS/UFSC. A divulgação dos aprovados acontece no dia 16 de abril, com a publicação do cronograma de entrevistas. Mais informações 331 9847 ou

Veja abaixo o Edital de Reabertura de vgas.

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA

CENTRO DE CIÊNCIAS DA SAÚDE

PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM SAUDE PÚBLICA

CAMPUS UNIVERSITÁRIO – TRINDADE

CEP.: 88040-970 – FLORIANÓPOLIS – SANTA CATARINA

TEL.: (048) 331-9847-FAX.: (048) 331-9542

e-mail : – http:/www.repensul.ufsc.br/pgsp

EDITAL DE SELEÇÃO NO. 2

TURMA 2002

A Coordenação do Programa de Pós-Graduação em Saúde Pública da Universidade Federal de Santa Catarina, no uso de suas atribuições, reabre as inscrições para o processo de seleção para o Curso de Mestrado em Saúde Pública, para preenchimento de vagas na área de concentração em Ciências Sociais em Saúde- Turma de 2002. Poderão inscrever-se profissionais com graduação universitária na área da saúde ou outras áreas, nos critérios que seguem:

I – Datas:

1. Período de Inscrição : 25/03/2002 à 12/04/2002 – Secretaria do Curso de Pós – Graduação em Saúde Pública – 2º Piso – Sala 039 – CCS/UFSC – das 14:00 às 17:00 horas.

2. Período de Seleção : 15/04/02 à 19/04/02

a) Análise do Ante-projeto: 15/04/02 à 16/04/02 (não há necessidade da presença dos candidatos).

b) Divulgação dos aprovados na primeira etapa, e publicação do cronograma de entrevistas: 16/04/02, a partir das 17:00 horas.

c) Entrevistas: 17/04/02 e 18/04/02.

d) Divulgação dos aprovados na segunda etapa: 18/04/02 a partir das 17:00 horas.

e) Prova de Inglês: 19/04/02 às 08:00 horas

II – Vagas:

6 (seis) vagas, definidas segundo a disponibilidade dos professores orientadores :

Ciências Sociais em Saúde : 06 (seis)

Linhas de pesquisa: i – Filosofia e História da Saúde; ii – Saúde e Sociedade; iii – Bioética.

III – Documentos necessários à inscrição:

1. Formulário de inscrição ( Anexo 01);

2. Diploma do Curso de Graduação (cópia);

3. Curriculum Vitae documentado, de acordo com roteiro ( Anexo 02). O currículo que não for organizado e apresentado de acordo com o roteiro será automaticamente eliminado, perdendo o candidato a chance de ser classificado.

4. Ante-projeto de pesquisa conforme roteiro (Anexo 03). O tema deverá estar vinculado as linhas de pesquisa (Anexo 04 ) dos professores com disponibilidade de orientação.

5. Carta de intenção de aceite do(a) professor(a) orientador(a) (Anexo 05), selecionado(a) pelo candidato, a partir do quadro de professores disponíveis (Anexo 06). A designação definitiva do orientador será realizada pelo colegiado da PPGSP, podendo haver remanejamento de orientador, de acordo com as demandas do programa.

Observação:

· As inscrições feitas por procuração deverão constar de documento oficial registrado em cartório.

· Os documentos para inscrição, bem como as informações necessárias estão disponíveis via Internet, no endereço http://www.repensul.ufsc.br/ pgsp

· No momento da matrícula (abril/2002), deverá apresentar carta de liberação da instituição de origem. Em caso de candidato sem vínculo empregatício, será exigido documento em que este se declare em condição de freqüentar o curso em tempo integral durante 2 anos, mesmo se não obtiver bolsa de estudos.

· A matrícula curso não assegura o recebimento de bolsa. O curso possui uma cota de bolsas cuja distribuição é feita de acordo com as normas definidas pela CAPES.

· As inscrições feitas por correio serão válidas se postadas em outros municípios que não Florianópolis, até a data de encerramento das inscrições, e feitas por Sedex.

IV – O Processo de Seleção ocorrerá em três etapas :

4.1 Primeira etapa (eliminatória):

1. Avaliação do ante-projeto de pesquisa cujo tema deverá estar vinculado as linhas de pesquisa dos professores com disponibilidade de orientação, conforme roteiro e linhas de pesquisa disponíveis. Nota mínima para aprovação: 7,0 (sete virgula zero) .

4.2 Segunda etapa (eliminatória):

1. Entrevista: Argüição da proposta escrita (ante-projeto de pesquisa) e expectativas profissionais (compromissos e perspectivas da saúde pública em nível pessoal, profissional e institucional) . Nota mínima para aprovação: 7,0 (sete virgula zero).

4.3 Terceira etapa (classificatória):

1. Avaliação do Curriculum Vitae documentado.

2. Prova de suficiência em inglês.

V – Critérios de avaliação:

1. Para avaliação do Ante-projeto de pesquisa serão considerados: o conteúdo da proposta em relação às áreas de interesse e linhas de pesquisa do curso; a forma refletida pela apresentação; coerência entre os componentes da proposta e relevância do tema, de acordo com o roteiro sugerido no anexo 04.

2. A entrevista será avaliada mediante a capacidade de sustentação dos argumentos com clareza, objetividade e conteúdo.

3. Curriculum Vitae será analisado de acordo com o roteiro estabelecido no anexo 02. A apresentação do Curriculum deverá seguir a seqüência do anexo 02, sob pena de desclassificação do candidato.

4. A prova de suficiência em Inglês será avaliada através de tradução de um texto técnico da área, onde o candidato deverá demonstrar plena compreensão do conteúdo em um tempo determinado (permitido o uso de dicionário).

VI – Critérios de Aprovação:

O candidato será aprovado se obtiver média 7,0 (sete virgula zero), em cada uma das etapas eliminatórias, classificando-se para ingresso no curso os primeiros colocados . Em cada etapa eliminatória, serão dadas notas de 0 (zero) a 10 (dez).

Os candidatos aprovados serão apresentados por ordem classificatória, preenchendo as vagas disponíveis; em caso de desistência será chamado o candidato subsequente. O Curso se reserva o direito de não preencher todas as vagas.

VII – Critérios de Desempate:

1. Ser docente do SPB.

2. Ser docente da UFSC.

3. Candidato com maior número de publicações científicas.

4. Ser especialista em Saúde Pública.

VIII – Comissão Examinadora:

Profª Dra. Sandra Noemi C. Caponi (Presidente)

Profª Dra. Elza Berger Salema Coelho(Membro)

Prof. Dr. Nelson Blank (Membro)

Profª Dra. Vera Lúcia Guimarães Blank (Suplente)

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA

CENTRO DE CIÊNCIAS DA SAÚDE

PROGRAMA DE PÓS GRADUAÇÃO EM SAÚDE PÚBLICA

ANEXO 1

REQUERIMENTO DE INSCRIÇÃO PARA SELEÇÃO AO CURSO DE MESTRADO EM SAÚDE PÚBLICA

Eu,_________________________________________________ natural de______________________nacionalidade_____________________graduado em __________________________________ venho à Coordenadora do Programa Pós-Graduação em Saúde Pública, solicitar inscrição para seleção ao Curso de Mestrado em Saúde Pública – Turma 2002.

Área de interesse:

b) Ciências Sociais e Saúde ( )

Endereço: __________________________________________________________

Cidade:________________________CEP_________________Estado__________

Fone e Fax: ____________________________________e-mail: _______________

Local de Trabalho (instituição) : _________________________________________

Cidade:_________________________ CEP: ______________ Estado: ________

Fone e Fax: ____________________________________e-mail: _______________

Exerce função docente? :________ Instituição: _____________________________

Declaro estar anexando a este requerimento os documentos regulamentados em edital.

Local e data:________________________________________________________

Assinatura:_________________________________________________________

ANEXO 2

Curriculum Vitae:

1 – Formação acadêmica

1.1. Especialização em Saúde Pública

1.2. Outras especializações afins

1.3. Outras especializações

1.3. Cursos de aperfeiçoamento e habilitação

1.4. Cursos de atualização (com um mínimo 08 horas) .

1.5 Realização de disciplinas em Cursos de Pós-Graduação Stricto-Sensu

2 – Atividade profissional

2.1. Atividade de Magistério

. Superior em Saúde Pública.

. Outras áreas.

2.2. Atividade profissional –

. Em Saúde Pública.*

. Em outras áreas da saúde.

. Nas demais áreas.

. Cargos e funções administrativas.

* Serão consideradas apenas atividades específicas em saúde pública; atividades assistenciais no âmbito do setor público não estão incluídas.

3 – Produção Científica

3.1. Autoria ou co-autoria de:

– livros

– capítulo de livro

– trabalhos publicados em periódicos internacionais

– trabalhos publicados em periódicos nacionais- resenhas, resumos e poster (internacionais)

– resenhas, resumos e poster (nacionais)

– trabalhos apresentados em eventos internacionais, não publicados

– trabalhos apresentados em eventos nacionais, não publicados.

4 – Produção técnica

Ensino não regular:

. cursos,

. demais atividades.

4.2. Participação em Bancas Examinadoras; seleção em concursos

na área da Saúde Pública

em outras áreas

Seleção em concursos

Análise de trabalhos científicos para publicação em periódicos

4.3. Assessoria e Consultoria na área da Saúde Pública

4.4. Membro de Órgão Colegiado

4.5. Autoria ou co-autoria de manuais

4.6. Inventos ou adaptações tecnológicas

4.7. Integrante de grupo de trabalho (estudos e pesquisas) *

· comprovar atividade do candidato e do grupo de trabalho

5 – Outras Atividades

5.1. Participação em eventos técnico científicos, como membro de comissão:

Internacionais

Nacionais

5.2. Aprovação em concursos públicos

5.3. Orientação de trabalhos científicos:

– monografias de especialização

– trabalho de conclusão de curso de graduação

5.4. Estágios em Instituições Internacionais na área de Saúde Pública

Estágios em instituições Nacionais na área de Saúde Pública

ANEXO 3

ROTEIRO PARA APRESENTAÇÃO DO ANTE – PROJETO

A proposta, cujo tema deverá estar vinculado as linhas de pesquisa do Programa de Pós-Graduação em Saúde Pública, deverá conter no máximo 10 páginas – com fonte tamanho 12 e espaço 1,5 – incluídas capa e bibliografia.

Os itens constantes do projeto são:

1. Título

2. Introdução/Justificativa

3. Objetivos

4. Metodologia

5. Referências Bibliográficas

Obs: na capa deverá estar o título do projeto, o nome do candidato e a linha de pesquisa na qual o projeto está inserido.

A proposta deverá ter sustentação bibliográfica, bem como indicar suas limitações e contribuições.

ANEXO 4

Linhas de Pesquisa

IV. Filosofia e História das Ciências da Saúde

Com esta linha de pesquisa pretendemos instituir um espaço de problematização e de discussão para incentivar e fundamentar teoricamente reflexões éticas, epistemológicas e históricas relativas às Ciências da Vida e da Saúde. Portanto, esta linha pretende nuclear: 1) Estudos histórico epistemológicos das ciências da saúde tais como a história dos hospitais; o nascimento da medicina social, da clínica e da enfermagem; ou a história das doenças e das epidemias. 2) Estudos de Bioética preocupados em analisar conflitos éticos cotidianos ou de situações limites tais como aborto, eutanásia, transplante, controle de natalidade. 3) Estudos de Filosofia das Ciências da Saúde onde poderão ser tematizados os conceitos saúde e doença, normalidade e patologia, desigualdade e iniquidade, contágio, epidemia, risco, etc.

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA

CENTRO DE CIÊNCIAS DA SAÚDE

PROGRAMA DE PÓS GRADUAÇÃO EM SAÚDE PÚBLICA

ANEXO 5

CARTA DE INTENÇÃO DE ACEITE DE ORIENTAÇÃO

Eu, _____________________________________________________candidato(a) ao Mestrado em Saúde Pública na PPGSP/UFSC, fui aceito(a) pelo(a) professor (a): _______________________________________________________, o qual será meu (minha) provável orientador(a) caso seja selecionado(a) para o curso.

Data: _______________________________________

Assinatura: __________________________________

De acordo

Assinatura do(a) Professor(a): _________________________________________

Justificativa do(a) Professor(a):

____________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________

ANEXO 6

Quadro de Docentes Orientadores disponíveis para aceitar orientandos da turma 2002 – Mestrado em Saúde Pública

Ciências Sociais:

Elza Berger S. Coelho 02 Saúde da Mulher; Linha IV

Fernando de A. Pires 02 Filosofia e história das Ciências da Saúde; Saúde e Sociedade: fatores sociais; Linha IV

Marco Aurélio Da Ros 01 Epistemologia; Educação em Saúde; Controle Social; Linha IV

Sandra N. C. Caponi 01 Filosofia e história das Ciências da Saúde; Linha IV

Obs: A responsabilidade de contato com o professor orientador é do candidato. Telefone pata contato: (48) 3319388.

Acordo entre PRCE e Biblioteca Universitária permitirá disponibilização do acervo de extensão da UFSC

25/03/2002 11:59

A Pró-Reitoria de Cultura e Extensão e a Biblioteca Universitária firmaram um acordo que tem o objetivo de disponibilizar para consulta o acervo bibliográfico relativo às atividades de extensão. Hoje o acerco está arquivado nas dependências da PRCE. Os livros, revistas, folhetos e catálogos ficarão, conforme sua área temática, distribuídos pelas diversas seções da BU, porém receberão um adendo ao código numérico da biblioteca, que permitirá que os usuários, através de terminais de computadores, tenham acesso a localização de cada um deles, bastando digitar a palavra `extensão`.

Tornando-se depositária deste acervo, disponibilizará para a comunidade universitária e externa um valioso banco de informações. A previsão de implantação desta `Bibliteca Virtual em Extensão`é de aproximadamente quatro meses.

Revista eletrônica promove I Simpósio Virtual de Química

25/03/2002 11:41

Com apoio da Sociedade Brasileira de Química, a Revista Eletrônica do Departamento de Química da UFSC – QMCweb – está promovendo o I Simpósio Virtual de Química. O objetivo do evento é divulgar trabalhos desenvolvidos junto aos departamentos de química do Brasil, desde os mais simples aos mais avançados. O simpósio acontece no dia dia 15 de julho, quando os trabalhos inscritos serão apresentados no site da revista – www.qmcweb.org – classificados por área. A expectativa dos organizadores é que dessa forma um canal de comunicação seja aberto entre os visitantes e expositores, via internet.

Pode se inscrever qualquer leitor da QMCweb que possuir trabalho de pesquisa ou ensino na área da Química. O trabalho não precisa ser inédito, pode ter sido apresentado em outro congresso ou conferência de Química. As isncrições estão abertas até o dia 31 de março, e devem ser feitas no próprio site da revista: www.qmcweb.org . Informações também via e-mail:

Laboratório de meios amplia acesso de estudantes a recursos digitais

25/03/2002 10:55

A partir das dez horas desta segunda-feira, dia 25, a Universidade Federal de Santa Catarina amplia seu espaço de inclusão digital, oferecendo aos estudantes 218 computadores em uma área de 466 metros quadrados, no novo LabUFSC, antigo Labgrad. O total de equipamentos desse laboratório de meios pode parecer bem pequeno diante da comunidade de mais de 25 mil alunos da UFSC, mas o número abre-se para uma outra leitura se confrontado com o de pessoas ligadas à Internet no mundo. Hoje apenas 4% da humanidade têm acesso à rede mundial de computadores e metade dos seres humanos sequer fez um único telefonema.

O laboratório de meios, agora batizado como LabUFSC, antes atendia somente estudantes da graduação, uma média de três mil por dia. Com a estrutura ampliada, passa também a incluir estudantes de pós. Mas isso não é tudo, informa Rogério Cid Bastos, secretário de Informática da universidade. Os outros laboratórios de meios que funcionam nas unidades de ensino dispõem de pelo menos outras 160 máquinas para uso dos estudantes.

A área física que abriga os 104 novos computadores, embaixo da Biblioteca Central, praticamente foi duplicada. A ampliação tecnológica inclui máquinas para a realização de web-conferências e maior acesso na parte de multimídias. No que se refere aos aplicativos, o laboratório também trabalha com programas livres, uma alternativa à dominação avassaladora imposta pelas grandes empresas da informática.

Cid Bastos afirma que a UFSC está empenhada em reduzir a exclusão digital. “Hoje temos um espaço de meios que talvez não encontre similar em outras universidades brasileiras e estamos pensando em democratizar o acesso para fora.” A instituição, segundo ele, tem uma proposta de estender o acesso para a comunidade externa à UFSC.

O LabUFSC vai ser entregue aos estudantes às 10 horas de segunda-feira, dia 25. Os recursos da reforma e ampliação, cerca de R$400 mil, vieram do Ministério da Educação. O horário de funcionamento vai continuar sendo das 9 às 22 horas, de segunda a sexta, e das 9 às 18 horas, aos sábados e domingos.

Outras informações com Rogério Cid Bastos, na Secretaria Especial de Informática, fone 331-6050 e 331-9030.

Seminário de Recursos Humanos terá palestrantes de renome internacional

22/03/2002 17:50

O professor Pedro Mandelli, da Fundação Getúlio Vargas, consultor na área de mudança organizacional, modelos de organização, liderança e desenvolvimento de pessoas, realizador de trabalhos em mais de 100 empresas e autor do livro `Muito além da hierarquia`, será um dos palestrantes do 10º Seminário de Recursos Humanos, agendado para os dias 18 e 19 de abril. Luiz Seabra, presidente e fundador da Natura Cosméticos S/A; César Souza, autor do livro ‘Talentos e Clientividade’ e Leila Navarro, autora dos livros ‘Talento para ser feliz’ e ‘Obrigado Equipe’ são outros palestrantes de renome convidados.

O evento, promovido pela UFSC através do Departamento de Ciências da Administração e Núcleo de Pesquisas e Estudos em Recursos Humanos, tem o objetivo de discutir a nova gestão do Ser Humano nas organizações modernas. Este ano, o tema escolhido é `Gente é para brilhar: reiventando o trabalho nas empresas`. Administradores, professores, estudantes de áreas correlatas, profissionais de RH e pessoas interessadas em discutir práticas e tendências do talento humano nas organizações estão entre o público alvo do evento.

O seminário acontecerá no Centrosul, em Florianópolis. Informações e inscrições 348 4500 ou www.fepese.ufsc.br

Especialistas debatem a relação das crianças com os meios de comunicação

22/03/2002 17:45

‘A relação das crianças com os meios de comunicação’ é o tema da III Jornada de Debates sobre Mídia e Imaginário Infantil, que vai acontecer nos dias 3 e 4 de abril na UFSC. A entrada é franca. O professor David Buckingham, do Instituto de Educação da Universidade de Londres, uma das maiores autoridades mundiais na área, faz a abertura do evento com a palestra ‘Os direitos da criança na era da mídia’. A palestra vai municiar o debate do dia 4, pela manhã, quando vão compor a mesa com Buckingham, o jornalista e presidente da Agência de Notícias dos Direitos da Criança (ANDI), Âmbar de Barros e Maria Luiza Belloni, professora e coordenadora do Laboratório de Novas Tecnologias do Centro de Educação da UFSC.

À tarde, o debate continua com o tema ‘Mídias, Mediações e Imaginário Infantil’, e participam Ismar de Oliveira Soares, coordenador do Núcleo Comunicação e Educação da USP; Rosa Maria Bueno Fischer, jornalista e professora da Faculdade de Educação da UFRGS; Roselene Gurski, psicóloga e integrante do Núcleo de Pesquisas Mídia e Infância da UFRGS; Maria Isabel Orofino, jornalista e autora de pesquisas sobre Adolescentes e Televisão; Gilka Girardello, professora e pesquisadora no campo da Comunicação e Criança, e coordenadora da Oficina Permanente de Narração de Histórias da UFSC.

A promoção é do Programa de Pós-Graduação em Educação/Centro de Educação; Departamento de Comunicação/Centro de Comunicação e Expressão; Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação e Pró-Reitoria de Cultura e Extensão. O evento conta também com o apoio do Grupo de Pesquisa Comunic, do Programa de Pós-Graduação em Inglês/UFSC e Ateliê da Aurora – Criança Mídia e Imaginação.

Mais informações pelo tel. 331.9084, e-mail: ou pelo site http:/aurora.eps.ufsc.br

União Estudantil reconhecida pela ONU fará palestra na UFSC

22/03/2002 17:43

A AIESEC, reconhecida pela ONU como a maior organização estudantil do mundo, vai promover uma palestra de apresentação e seleção de novos membros na UFSC. O encontro está agendado para esta segunda, 25/3, em dois horários, às 12h30min e às 20h15min, no Auditório da Reitoria. A associação existe no Brasil há mais de 30 anos e atualmente está presente em 15 universidades. O objetivo da palestra é a seleção de novos membros para fazer parte da equipe de Florianópolis nas seguintes áreas de atuação: Processo de Intercâmbio, Sistemas e Informação, Finanças, Marketing e Recursos Humanos.

A associação tem como meta desenvolver líderes comprometidos com a sociedade através do intercâmbio internacional. Para isso, há mais de 50 anos a AIESEC vem realizando intercâmbios profissionais, aumentando o entendimento cultural entre os países que sediam a organização. Atualmente, presente em 87 países, é uma organização totalmente formada e gerenciada por estudantes, apartidária, independente, educacional e sem fins lucrativos. Mais informações pelo site ou e-mail: www.aiesec.ufsc.br, .

UFSC integra novos projetos Genoma

21/03/2002 16:31

Todos os projetos envolvem estudantes

Todos os projetos envolvem estudantes

Integrado ao Projeto Genoma Brasileiro – Rede Nacional de Seqüenciamento desde o ano passado, o Laboratório de Protozoologia (MIP/CCB) está participando de dois outros programas genoma. Um deles é a Rede Sul de Análises de Genoma e Biologia Estrutural – Programa de Investigações de Genomas Sul (PIGS). Trata-se de um projeto que será realizado por diferentes instituições de Santa Catarina, Paraná e Rio Grande do Sul. O primeiro trabalho dos dez laboratórios que compõem a Rede Sul de Análises será o seqüenciamento do genoma da bactéria Mycoplasma hyopneumoniae, que é causadora da pneumonia de suínos de criação. O projeto tem o suporte do MCT/CNPq, da Fundação de Apoio à Pesquisa do Rio Grande do Sul (Fapergs) e da Associação Nacional de Criadores de Suínos.

“A escolha do Mycoplasma hyopneumoniae foi baseada, entre outros fatores, nas perdas atuais na criação de suínos pela infecção por este microorganismo, sendo superiores a U$ 200 milhões por ano”, explica o professor Edmundo Grisard, do Laboratório de Protozoologia da UFSC. “O microorganismo causa pneumonia no animal e se não o leva a morte direta, prejudica seu crescimento, favorecendo inclusive o estabelecimento de outras infecções”, explica o professor. Segundo ele, um dos diferenciais deste projeto genoma será o envolvimento dos integrantes desde o seqüenciamento do genoma da bactéria até a produção de vacinas.

O trabalho para mapear o genoma da bactéria inicia em julho e está dividido em três etapas. Na primeira, os segmentos de DNA serão seqüenciados por todos os laboratórios. Depois, serão selecionados fragmentos de DNA (genes) com informações relevantes para uso em testes de diagnóstico e produção de vacinas. Na terceira fase os genes escolhidos serão utilizados para o desenvolvimento de testes diagnósticos e elaboração de vacinas. A conclusão do projeto está prevista para setembro de 2003. Na Região Sul, a suinocultura propicia empregos, diretos e indiretos, a 2,5 milhões de pessoas, pois 34% do rebanho nacional está na região, o que corresponde a cerca de 36,5 milhões de suínos.

GENOMA DO PARANÁ

A UFSC está também participando do Programa Genoma do Estado do Paraná (Genopar). Por meio desse projeto será seqüenciado o genoma da bactéria Herbaspirillum seropedicae. A bactéria foi escolhida por apresentar como principal característica a fixação de nitrogênio no solo, o que pode levar a uma redução do uso de fertilizantes nitrogenados na agricultura. O uso desse tipo de fertilizante gera custos superiores a U$ 420 milhões por ano no Brasil.

A iniciativa tem apoio do MCT/CNPq e do Governo do Estado do Paraná. Na UFSC, o projeto será realizado por professores do Centro de Ciências Biológicas – através do Laboratório de Protozoologia, que já possui um equipamento de seqüenciamento de DNA – e do Centro de Ciências Agrárias. No CCA, o programa vai permitir a instalação de mais um seqüenciador automático de DNA, junto ao Departamento de Fitotecnia (CCA) da UFSC. O equipamento estará sob a responsabilidade dos professores Miguel Pedro Guerra e Rubens Nodari. Atualmente a UFSC já conta com um equipamento deste porte no Laboratório de Protozoologia, onde vêm sendo realizadas as pesquisas do Projeto Genoma Brasileiro – Rede Nacional de Seqüenciamento e também da Rede Sul de Análises de Genoma e Biologia Estrutural – Programa de Investigações de Genomas Sul (PIGS).

“Cabe salientar que um dos objetivos de ambos os projetos é a formação de recursos humanos, o que reafirma a posição da UFSC no contexto estadual e nacional”, avalia o professor.

Mais informações com os professores Edmundo Grisard e Mário Steindel, fone 3315163 ou 331 9512. Também no site do Laboratório de Protozoologia, www.proto.ufsc.br.

Abertas inscrições para Oficinas de Informática

21/03/2002 15:43

A Secretaria Extraordinária de Informática (SEI) está com inscrições abertas para alunos e servidores da UFSC interessados em participar do Projeto Oficinas. Serão oferecidas aulas de Windows 98, Word 97, Internet, Excel, Power Point, FrontPage, PhotoShop, Delphi 3.0 e AutoCAd, entre diversas outras. As aulas acontecerão acontecerão nos meses de abril e maio. A participação é gratuita e a inscrição pode ser feita através do site www.oficinas.ufsc.br. O objetivo do Projeto Oficinas é ajudar os participantes a descobrir como melhor utilizar os recursos de informática já implantados na Universidade.

Quem quiser saber mais sobre a programação pode ligar para (048) 224-9088.

PRCE divulga resultado do Edital de Bolsas de Extensão

21/03/2002 15:24

A Pró-Reitoria de Cultura e Extensão já começou a enviar correspondências aos coordenadores de projetos que foram contemplados com bolsas, a partir do edital 001/PRCE/2002. A comissão, formada por um representante de cada um dos Centros de Ensino, analisou 177 projetos. Ao final foram distribuídas 205 bolsas, no valor de R$ 165,00 cada uma, com duração de nove meses, de abril a dezembro deste ano.

Na segunda-feira, 25/03, os coordenadores participam de uma reunião na

Sala dos Conselhos, para serem informados dos procedimentos a serem adotados daqui para frente. As dúvidas sobre o processo de seleção podem ser esclarecidas diretamente com os representantes dos Centros.

Semana de Ensino, Pesquisa e Extensão continua recebendo inscrições

21/03/2002 15:17

O último balanço da comissão organizadora da II Sepex – Mostra de Ensino, Pesquisa e Extensão da UFSC – já contabiliza mais de 230 trabalhos inscritos. São 184 painéis e 53 estandes. Além de trabalhos a serem expostos já estão inscritas 67 propostas para oferecimento de minicursos.

No dia 11 de abril acontece uma reunião geral com todos os setores envolvidos na realização do evento, para acertar detalhes como

infra-estrutura, equipamentos, segurança, limpeza, sonorização. Não esqueça dos prazos: até 30 de abril, período para inscrição na mostra; até 08 de abril, período para oferecimento de minicursos. Mais informações www.sepex.ufsc.br ou

Laboratório de meios amplia acesso de estudantes a recursos digitais

20/03/2002 18:32

A partir das dez horas de segunda-feira, dia 25, a Universidade Federal de Santa Catarina amplia seu espaço de inclusão digital, oferecendo aos estudantes 218 computadores em uma área de 466 metros quadrados, no novo LabUFSC, antigo Labgrad. O total de equipamentos desse laboratório de meios pode parecer bem pequeno diante da comunidade de mais de 25 mil alunos da UFSC, mas o número abre-se para uma outra leitura se confrontado com o de pessoas ligadas à Internet no mundo. Hoje apenas 4% da humanidade têm acesso à rede mundial de computadores e metade dos seres humanos sequer fez um único telefonema.

O laboratório de meios, agora batizado como LabUFSC, antes atendia somente estudantes da graduação, uma média de três mil por dia. Com a estrutura ampliada, passa também a incluir estudantes de pós. Mas isso não é tudo, informa Rogério Cid Bastos, secretário de Informática da universidade. Os outros laboratórios de meios que funcionam nas unidades de ensino dispõem de pelo menos outras 160 máquinas para uso dos estudantes.

A área física que abriga os 104 novos computadores, embaixo da Biblioteca Central, praticamente foi duplicada. A ampliação tecnológica inclui máquinas para a realização de web-conferências e maior acesso na parte de multimídias. No que se refere aos aplicativos, o laboratório também trabalha com programas livres, uma alternativa à dominação avassaladora imposta pelas grandes empresas da informática.

Cid Bastos afirma que a UFSC está empenhada em reduzir a exclusão digital. “Hoje temos um espaço de meios que talvez não encontre similar em outras universidades brasileiras e estamos pensando em democratizar o acesso para fora.” A instituição, segundo ele, tem uma proposta de estender o acesso para a comunidade externa à UFSC.

O LabUFSC vai ser entregue aos estudantes às 10 horas de segunda-feira, dia 25. Os recursos da reforma e ampliação, cerca de R$400 mil, vieram do Ministério da Educação. O horário de funcionamento vai continuar sendo das 9 às 22 horas, de segunda a sexta, e das 9 às 18 horas, aos sábados e domingos.

Outras informações com Rogério Cid Bastos, na Secretaria Especial de Informática, fone 331-6050 e 331-9030.

Religiões: Convivência e Conflito é o tema do `Antropologia e Cidadania` nesta quinta-feira

20/03/2002 17:22

O Núcleo de Estudos Sobre a Religião (NUR), da Pós-Graduação em Antropologia Social da UFSC, é quem dá continuidade ao ciclo Antropologia e Cidadania, com o tema ’Religiões: convivência e conflito’. Participam da mesa o professor Pierre Sanchis, da UFMG com o tema ’Um Brasil sempre “católico”. E agora: Um Brasil “evangélico”?`; e o professor Oscar Calavia, da UFSC, com o tema ‘A Fábula das Três Religiões: judeus, cristãos e muçulmanos na história espanhola‘.

Os organizadores esperam que o debate possa trazer subsídios para o entendimento da questão por que, segundo eles “antes de se pronunciar sobre os efeitos políticos da religião, é necessário discutir sobre a relação entre práticas e crenças inseridas em contextos religiosos plurais”. Entrada franca. Informações 331 9714

Última semana de inscrições para especialização em Turismo Empreendedor

20/03/2002 10:18

UFSC e Senac promovem a partir de abril mais uma edição do Curso de Especialização em Turismo Empreendedor. As aulas serão minitradas até dezembro, sempre terças, quartas e quintas-feiras, no período da noite, com uma carga horária totalizando 390 horas/aula.

O curso é dirigido à profissionais graduados que desejem aprofundar conhecimentos na área de turismo. A formação é dirigida para o planejamento, finanças, marketing e gerenciamento de empreendimentos turísticos, entre outros temas ministrados por professores de administração e engenharia de produção da universidade.

As inscrições podem ser feitas na Fundação do Ensino de Engenharia (Feesc), aos valores parcelados em 12 vezes de R$ 316,00, incluindo material didático. Informações pelos telefones 331 7578, 231 4407.

Centro Geness promove curso gratuito de Contabilidade

20/03/2002 10:07

O Centro Geness – pré-incubadora de base tecnológica sediada no Departamento de Informática e de Estatística da UFSC – promove a partir desta sexta-feira, 22/03, um curso gratuito de Contabilidade. A ministrante será a professora Verônica de Miglio Moura. Contabilidade e suas finalidades, Patrimônio e Patrimônio Líquido, Balanço Patrimonial, Demonstração do Resultado do Exercício e Demonstração dos Lucros ou Prejuízos Acumulados estão os temas que serão abordados. O curso terá 12 horas/aula e será realizado no Parque Tecnológico Alfa – Edifício Celta, na Rodovia SC 401, Km 01, bairro Saco Grande. Informações pelo telefone (48) 331-7552 ou, preferencialmente, via e-mail: .As vagas são limitadas.

Dias e horários das aulas:

– 22/03, das 13:00 às 15:00 horas

– 25/03, das 18:00 às 20:00 horas

– 01/04 das 18:00 às 20:00 horas

– 03/04 das 13:00 às 15:00 horas

– 05/04 das 13:00 às 15:00 horas

– 08/04 das 18:00 às 20:00 horas

Assembléia Legislativa recebe CD-ROM Fortalezas Multimídia

20/03/2002 09:37

Foto: Paulo Noronha/Agecom

Foto: Paulo Noronha/Agecom

A Universidade Federal de Santa Catarina, por meio do Projeto Fortalezas Multimídia, entregou ontem à Assembléia Legislativa do Estado de Santa Catarina 500 exemplares do CD-ROM Fortalezas Multimídia. O material representa uma das contrapartidas do Projeto Fortalezas Multimídia ao apoio cultural da Assembléia à realização do Multimídia. O Projeto Fortalezas Multimídia já distribuiu gratuitamente mais de 3.500 exemplares do CD-ROM aos patrocinadores, instituições culturais e educacionais de Santa Catarina e de outros estados. O CD-ROM está na segunda tiragem de 5 mil exemplares. Também é comercializado a R$ 40,00 em livrarias e no site do Projeto Fortalezas Multimídia – http://www.fortalezasmultimidia.com.br/loja.

O CD-ROM Fortalezas Multimídia possui um conteúdo enciclopédico sobre quase 500 fortificações históricas no Brasil e no mundo, com temas relacionados a história de Santa Catarina e do Brasil, arquitetura, patrimônio cultural, restauração, arqueologia, manifestações folclóricas e cultura açoriana, cotidiano de vida nos séculos XVIII e XIX, embarcações, armamentos, entre outros assuntos. Os assuntos são abordados em 146 seções temáticas, contendo mais de 2 mil imagens, 3 mil páginas de textos e 23 vídeos.

O Multimídia também conta com recursos como atualização permanente de conteúdos via Internet, vistas panorâmicas em 360 graus (quick time VR) e passeios em Realidade Virtual – alguns destes recursos inéditos mesmo em CD-ROMs lançados fora do Brasil. O trabalho é uma realização da Universidade Federal de Santa Catarina, Fundação de Amparo à Pesquisa e Extensão Universitária e Projeto Fortalezas Multimídia, e conta com o patrocínio da Lei Estadual de Incentivo à Cultura; da Secretaria de Estado da Educação e do Desporto; do Conselho Federal de Engenharia, Arquitetura e Agronomia; do Conselho Regional de Engenharia, Arquitetura e Agronomia de Santa Catarina; da Assembléia Legislativa de Santa Catarina, do Projeto Fortalezas da UFSC e da Prefeitura Municipal de Florianópolis, por intermédio do Instituto de Planejamento Urbano de Florianópolis e Fundação Franklin Cascaes.

Informações com o arquiteto Roberto Tonera – Projeto Fortalezas Multimídia – (48) 331 5118 9963-6324, e www.fortalezasmultimidia.com.br

Laboratório de Virologia Aplicada aprimora técnica de detecção do vírus da Hepatite A em ostras

19/03/2002 18:09

O Laboratório de Virologia Aplicada da UFSC aprimorou uma tecnologia para o controle da contaminação do vírus da Hepatite A em ostras. A metodologia permite a análise de `concentrados` da carne de ostras a partir da técnica de Amplificação Gênica (RT-PCR). Essa metodologia foi escolhida por se mostrar como a mais sensível para identificar a contaminação dos moluscos pelo vírus da Hepatite A. As pesquisas nesta área vêm sendo realizadas desde 1997 e envolvem o uso de diferentes técnicas de cultivo do vírus em laboratório, o estudo de métodos de contagem viral e a avaliação dos efeitos da contaminação nos tecidos dos moluscos, entre outras frentes de trabalho. O Laboratório de Virologia Aplicada é ligado ao Departamento de Microbiologia e Parasitologia, do Centro de Ciências Biológicas, e ao Departamento de Ciências Farmacêuticas, do Centro de Ciências da Saúde.

Atualmente o grupo de pesquisa, formado por professores e estudantes, está aguardando a liberação de verbas por parte do Governo do Estado de Santa Catarina para controle da produção em 27 cultivos. Santa Catarina é o principal produtor de ostras do país, sendo que no ano passado foi obtido mais de 1 milhão de dúzias. Além de detectar o vírus da Hepatite A, o monitoramento mensal vai permitir que seja avaliada a quantidade de coliformes nas águas de cultivo, a presença de Salmonellas e Stafilococcus.

“Nossa idéia é trabalhar durante um ano, mostrando que o controle é possível e oferecendo maior qualidade ao produto”, explica a professora Célia Regina Monte Barardi, uma das coordenadoras das pesquisas. Segundo ela, a idéia é fornecer a esses sítios de cultivo um atestado de qualidade emitido pela UFSC.

“É uma concepção errônea achar que somente o monitoramento do nível aceitável de coliformes fecais (bactérias) encontrados nas águas e frutos do mar já é um parâmetro suficiente para garantir segurança à população que consome frutos do mar”, alerta a professora. Segundo ela, o vírus da Hepatite A pode resistir por um período de 2 a 130 dias no mar, dependendo das condições de temperatura. Por isso, amostras de água contendo níveis aceitáveis de coliformes fecais e frutos do mar sem Salmonellas e Staphylococcus podem estar contaminados com o vírus de outras doenças.

Estudos do grupo apresentados em simpósios nacionais e internacionais e publicados em revistas brasileiras e internacionais confirmaram que o perigo é real. A pesquisa desenvolvida pela Mestre em Biotecnologia, Christiane Coelho, e pela estudante de graduação, Ana Paula Heinert, e apresentado no XI Seminário de Iniciação Científica da UFSC, mostrou que o vírus causador da Hepatite A pôde ser detectado em um cultivo da Grande Florianópolis. “Em um dos sítios pesquisados foram encontradas 22% de amostras contaminadas, evidenciando comprometimento da área de cultivo”, informa a estudante. Realizada durante um ano, a pesquisa permitiu a aplicação da técnica RT-PCR junto ao Laboratório de Virologia Aplicada para análise de amostras de campo, coletadas em quatro locais de cultivo da Grande Florianópolis – dois na ilha e dois no continente. Mais informações com as professoras Célia Regina Monte Barardi, e-mail / fone 331 5207, ou Cláudia Simões / fone 331 9206.

SAIBA MAIS

O Vírus da Hepatite A

A hepatite infecciosa causada pelo vírus da Hepatite A (HAV) é uma das doenças mais sérias causada pela ingestão de frutos do mar crus ou levemente cozidos. O vírus está distribuído pelo mundo e é extremamente resistente à degradação. Pode sobreviver por aproximadamente um mês à temperatura ambiente e só é parcialmente degradado após um tratamento de 12 horas, a 60° C. Mais de cem milhões de partículas virais/ml de fezes podem ser excretadas durante a infecção. Junto às fezes, são liberados nas águas de esgotos.