Uma outra cidade é possível?

12/04/2002 10:14

Crianças e adolescentes de Florianópolis, junto com suas famílias,

educadores e pessoas de todas as idades, participam neste sábado, 13/4, apartir das 9h30min, em frente à Concha Acústica da UFSC, de um encontro organizado pelo Movimento Abraçando a Vida. Com chuva ou sol, a proposta é brincar, falando de coisas sérias. Os participantes vão fazer trabalhos culturais, artísticos e recreativos que dêem conta de discutir a pergunta tema do evento: Uma outra cidade é possível?

O Abraçando a Vida surgiu em 1999 como um movimento em defesa das

crianças e adolescentes de rua da cidade. Desde então, as pessoas envolvidas se reúnem, várias vezes durante o ano, em encontros que alternam momentos reflexivos e culturais para discutir, entre outras coisas, espaços de lazer, educação, saúde, violência, trabalho infantil, lugares de acolhimento para as crianças e adolescentes da capital. Não falta nunca, na programação desses eventos, o lugar da brincadeira que motiva a ação. O Abraçando a Vida é compartilhado por crianças, adolescentes e adultos engajados em entidades e movimentos sociais empenhados em fazer valer os direitos da infância e da adolescência.

Mais informações sobre o evento com a professora Maristela Fantin

(234-2325), do Centro de Educação da UFSC, e com Andréia (234-8133 e Leila (234-0109).

Abertas inscrições para Iniciação à Astronomia

11/04/2002 18:24

Estão abertas as inscrições para o curso de Iniciação à Astronomia `Leitura do Céu e Sistema Solar`, oferecido pelo Grupo de Estudos de Astronomia e pelo Planetário da UFSC à comunidade em geral. As inscrições custam R$40,00 e podem ser feitas no Planetário. As aulas começam no dia 06 de maio e acontecerão à noite, a partir das 19h30min. Os alunos farão observação em telescópio, após aulas teóricas e sessões de planetário. Mais informações sobre horários e conteúdo programático via fone 331 9241 (Planetário) ou 9903-8102 (falar com Geraldo), ou ainda mandar email para

UFSC envia ao MEC pedido de vagas para contratação

11/04/2002 18:06

A administração da Universidade enviou no último dia 06 o Ofício 157/GR/02 ao Secretário de Ensino Superior do MEC, com o quadro de vagas para contratação de novos Servidores Técnico-administrativos para a UFSC. A tabela foi feita com base nos parâmetros estabelecidos pelo próprio MEC, considerando as vagas existentes na UFSC e a quantidade fixada pelo Ministério para a Instituição.

O principal aspecto considerado foi a intenção de priorizar contratações para o Hospital Universitário, em razão dos gastos orçamentários com pessoal terceirizado, via Fundações. O total de vagas em todos os níveis, conforme a tabela elaborada pela UFSC, é de 316. Hoje o quadro da Universidade apresenta 609 vagas em aberto. O próximo passo agora é aguardar a resposta do MEC para que o concurso possa ser realizado o quanto antes e as contratações efetivadas até o início de julho. Veja em anexo a tabela.

Veja abaixo a tabela de Reposição de Pessoal Técnico-Administrativo

Nível Cargo HU Outras Áreas Total

Apoio Auxiliar de Enfermagem 51 — 51

Auxiliar de Laboratório 04 08 12

Auxiliar de Agropecuária — 08 08

Interm. Técnico em Enfermagem 50 — 50

Técnico em Laboratório-Área09 21 30

Técnico em Radiologia 06 — 06

Assistente de Aluno — 02 02

Instrumentador Cirúrgico 03 — 03

Técnico em Agropecuária — 03 03

Cinegrafista — 02 02

Desenhista projetista — 03 03

Programador de Computador — 05 05

Técnico em Contabilidade — 02 02

Técnico em Eletricidade — 01 01

Técnico em Eletromecânica — 02 02

Técnico em Eletrônica — 04 04

Técnico em Eletrotécnica — 02 02

Téc.Enferm.doTrabalho — 01 01

Oper.de Máquina Agrícola — 04 04

Técnico em Mecânica — 04 04

Técnico em Química — 01 01

Téc.Refrig.Ar Condicionado — 01 01

Nível Cargo HU Outras Áreas Total

SuperiorAssistente Social 02 01 03

Enfermeiro 28 — 28

Farmacêutico 01 — 01

Farmacêutico Bioquímico 02 02 04

Médico 26 — 26

Nutricionista 01 — 01

Administrador 02 04 06

Analista de Sistema 01 08 09

Bibliotec/Documentalista — 04 04

Médico Veterinário — 01 01

Secretário Executivo — 01 01

Arquiteto — 01 01

Contador — 03 03

Fisioterapeuta 01 — 01

Total 213 103 316

PRCE repassa acervo de extensão para Biblioteca Universitária

11/04/2002 15:38

Tornando efetivo o acordo celebrado com a Biblioteca Universitária, a Pró-Reitoria de Cultura e Extensão já entregou para a BU mais de 200 livros relativos às atividades de extensão da UFSC e de diversas outras universidades brasileiras. O acordo que tem o objetivo de disponibilizar para consulta o acervo bibliográfico relativo às atividades de extensão, que vem sendo guardado na PRCE. Com o repasse, as publicações passarão a fazer parte do acervo da BU e, de acordo com os respectivos assuntos, serão distribuídos por suas diversas seções, recebendo um código numérico especial que permitirá sua fácil localização.

A previsão é de que, entre livros, revistas, CDs, catálogos e folhetos, a PRCE disponibilize para toda a comunidade nos próximos meses aproximadamente 700 publicações. Com isso, a PRCE cumpre uma parte de seu papel na missão estratégica da UFSC de difusão irrestrita do conhecimento.

Aula inaugural do programa Virtu@lizando acontece na segunda

11/04/2002 15:23

A aula inaugural do programa acontece nesta segunda-feira (15/04), a partir das 18 horas, no auditório da Reitoria da UFSC. O é um programa de Formação Continuada destinado a educadores, bibliotecários e coordenadores de salas informatizadas da rede pública municipal de ensino. O objetivo é introduzir, pela inserção digital em ambientes e-learning, uma nova cultura na educação pública do município.

Serão realizados sete cursos: Mídia e Conhecimento; Biblioteca Digital e Gestão do Conhecimento; Acessibilidade e Tecnologias; Ambiente Virtual de Aprendizagem I; Ambiente Virtual de Aprendizagem II; Oficina Digital: construção do texto; e Tecnologia de Produção Multimídia. Cada curso terá carga horária entre 20 e 40 horas, distribuídas entre aulas on-line e aulas presenciais. Foram disponibilizadas 180 vagas.

O programa é oferecido pela Prefeitura Municipal, através da Secretaria Municipal de Educação, da Divisão de Mídia e Conhecimento e do Núcleo de Tecnologias Educacionais (NTE). O foco é prover cursos de atualização em Mídia e Conhecimento por meio de um ambiente virtual de aprendizagem, com ferramentas de colaboração e conteúdos digitais orientados ao desenvolvimento de competências em educação digital. O ambiente virtual onde serão realizados os cursos é o VIAS K, desenvolvido pelo Laboratório de Ensino a Distância (LED) da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC).

De acordo com a Secretária de Educação do Município, Telma Hoeschl, “este é um momento muito importante para a rede pública municipal de ensino, porque está trazendo a modernização e possibilitando que os professores entrem no terceiro milênio com todos os recursos tecnológicos disponíveis, além de propiciar uma reflexão sobre o papel e a metodologia de cada docente.” Informações 331-7135 ou 331-7136.

O QUE: aula inaugural do Programa

QUANDO: dia 15 de abril, a partir das 18 horas

ONDE: auditório da Reitoria da UFSC

Revista Ciência Hoje on-line publica reportagem sobre projeto da UFSC para detecção da glicose através da íris

10/04/2002 17:22

Diabéticos são obrigados a furar constantemente a pele para medir a taxa de açúcar no sangue (glicemia). No intuito de acabar com esse sofrimento, pesquisadores da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) estão desenvolvendo um método de medição que dispensa o uso de agulhas. Feita por meio de análise da alteração da cor dos olhos, a novidade pode até reduzir os gastos dos pacientes com testes tradicionais.

Segundo Armando Albertazzi, engenheiro que coordena o estudo, a íris (região colorida dos olhos) sofre transformações de tamanho, textura e cor em função da saúde da pessoa. A proposta da equipe da UFSC é criar um software capaz de associar modificações na íris às variações da glicemia. Para isso, o paciente deverá capturar imagens digitais de seus olhos e transferi-las para o computador.

O projeto, chamado Sistema Glucoíris, surgiu em 1999. “Gostaria de amenizar o sofrimento de minha filha diabética”, recorda-se o engenheiro. “Não é fácil para uma criança de oito anos furar o dedo quatro vezes ao dia.” Desde então, duas dissertações de mestrado foram escritas sobre o tema e há uma terceira em curso.

Na primeira, concluída em dezembro de 2001, um protótipo do software foi desenvolvido e um voluntário com diabetes avaliado. Na segunda, defendida em março de 2002, foram monitorados sete voluntários (cinco doentes e dois sadios) de diferentes sexos e faixas etárias e de olhos verdes, castanhos e azuis.

Durante dois anos, Cesare Quinteiro, autor da dissertação, fotografou os olhos dos voluntários e mediu em seguida a glicemia pelo método tradicional. Quinteiro descobriu que certas regiões da íris variam de cor conforme a quantidade de açúcar no sangue. No entanto, não há um padrão: cada indivíduo manifesta em um lugar diferente da íris a alteração de glicose. “Tivemos de formular uma tabela de comparação de cor e glicemia para cada um”, conta Albertazzi.

Descobriu-se também que, quanto mais viva a cor da íris, maior a presença de açúcar no sangue. Porém, olhos de cores diferentes apresentam graduações distintas de cor. “Pode ser que tenhamos de desenvolver um software capaz de reconhecer a graduação de cada um, ou um programa para cada cor de olhos”, explica Albertazzi.

Segundo o engenheiro, a desvantagem do método é o custo inicial para o doente, ainda que ele possa se tornar mais acessível no futuro. É preciso que o diabético disponha de computador e máquina fotográfica digital e que adquira o programa (cujo valor ele ainda não é capaz de estimar) e o sensor de detecção da íris. “O gasto anual de um diabético só com tiras reagentes gira em torno de 800 dólares (R$ 1,60 cada). Nosso aparelho só representará custo no ato da compra.”

Os próximos passos da pesquisa são o aperfeiçoamento do sistema de captação de imagens e o aumento da precisão do software. A longo prazo, ainda é preciso responder perguntas como quais regiões da íris são afetadas apenas pela glicemia e qual o fator de maior influência sobre sua cor. “Serão necessários pelo menos dez anos para que o Glucoíris possa ser utilizado comercialmente”, diz Albertazzi.

Paula Americano

Ciência Hoje on-line

10/04/02

Veja matéria na Ciência Hoje on-line em: http://www.uol.com.br/cienciahoje/chdia/n578.htm

Pesquisa sobre situação da mulher é tema de seminário na UFSC

10/04/2002 15:55

Ampla pesquisa da Fundação Perseu Abramo sobre A mulher brasileira nos espaços público e privado`, será debatida em Florianópolis. O trabalho será discutido durante o seminário `Mulheres brasileiras: como vivem e o que pensam hoje`, que acontece nesta quinta-feira, 11/4, às 19h, no auditório do Centro de Filosofia e Ciências Humanas da UFSC. A promoção é da Fundação Perseu Abramo, deputada Luci Choinacki, PT municipal de Florianópolis, Rede Sol e Revista de

Estudos Feministas da UFSC.

A pesquisa é resultado de entrevistas com mulheres de todo o País e aborda temas como cultura, política, violência, trabalho remunerado, trabalho doméstico, educação, corpo, sexualidade, saúde reprodutiva, gravidez, aborto e lazer. A apresentação dos dados será feita por Gustavo Venturi, da Fundação Perseu Abramo. O debate terá a participação da deputada Luci e da professora Luzinete Simões Minela/UFSC, com a coordenação da mesa a cargo da professora Miriam Pillar Grossi/UFSC.

Grupo de Astrofísica tem professor contemplado no Programa PROFIX

10/04/2002 15:43

O professor Antonio Kanaan, integrante do Grupo de Astrofísica da UFSC

como professor visitante, foi um dos 105 pesquisadores brasileiros

contemplados com bolsa do Programa Especial de Estímulo à fixação de

Doutores (PROFIX), do Ministro da Ciência e Tecnologia. O programa foi

lançado pelo Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e

Tecnológico (CNPq) no ano passado com o objetivo de incentivar a

permanência no Brasil ou o retorno do exterior de doutores brasileiros, com especial talento e competência em temas de fronteira do conhecimento e/ou em áreas consideradas estratégicas para o País. A bolsa para o professor vem acompanhada de duas outras para alunos de iniciação científica e uma para a contratação de um técnico. Também garante verbas para serem investidas nas pesquisas e auxílio para participar de um congresso internacional por ano. No site

http://www.cnpq.br/noticias/07_02_02_profix.htm o CNPq disponibiliza os nomes dos pesquisadores contemplados na Chamada PROFIX/2001.

Graduado em Física pela UFRGS em 1988, com mestrado em Física na mesma universidade em 1990 e doutorado em Astrofísica pela University of Texas at Austin/1996, Kanaan atuou como recém-doutor com bolsa CNPq na UFSC no período de setembro de1998 a agosto de 1999. A partir de setembro de 1999, tornou-se professor visitante da UFSC, com bolsa da Capes.

Integrado ao Grupo de Pesquisa em Astrofísica, ligado ao Departamento de Física da UFSC, está envolvido com linhas de estudos como a observação de estrelas anãs brancas, que tem o objetivo de compreender a evolução desse tipo de estrela que representa o estágio final das estrelas normais. “Nas anãs brancas está guardada a história de todo o período anterior da evolução das estrelas”, explica o professor. O pesquisador está também integrado a outros projetos de pesquisa que vêm sendo desenvolvidos pelo Grupo de Astrofísica. Entre eles, projetos de ponta em instrumentação astronômica no Brasil, como o desenvolvimento e construção de um espectrógrafo ótico para o telescópio SOAR (Southern Observatory for Astrophysical Research). Este telescópio está sendo construído

em parceria com o Laboratório Nacional de Astrofísica (LNA) e o espectógrafo está sendo desenvolvido inteiramente no Brasil, em conjunto com o Instituto Astronômico e Geofísico da USP, o LNA e a UFSC. Outra linha de pesquisa em que o professor está diretamente envolvido é o desenvolvimento de telescópios robóticos.

Formado por três professores (Raymundo Baptista, Roberto Cid Fernandes Jr. e Antônio N. Kanaan Neto), além de estudantes de graduação e pós-graduação, o Grupo de Astrofísica da UFSC está também integrado ao projeto Gemini e ao programa Institutos do Milênio na área de Astrofísica. Além disso, participa de uma rede nacional de universidades para desenvolvimento do projeto Observatórios Virtuais Para o Ensino de Ciências. A iniciativa financiada pela Fundação Vita e reúne grupos de pesquisa em Astrofísica da UFSC, UFRN, UFRJ, Inpe, USP e UFRGS, e pelo menos uma escola secundária ligada a cada uma destas instituições – no caso de Florianópolis, o Cefet – antiga Escola Técnica Federal de Santa Catarina.

Em relação à extensão, o grupo desenvolve o projeto Observação Astronômica na UFSC, um programa de atividades de observação astronômica dirigido à comunidade acadêmica e ao público em geral, voltadas à divulgação científica e à complementação da formação de estudantes e professores da rede de ensino básico.

Mais informações no site http://www.astro.ufsc.br/

Para falar com professor Antônio Kanaan:

Departamento de Automação e Sistemas comemora cinco anos

09/04/2002 16:02

O Departamento de Automação e Sistemas (DAS) da UFSC comemora agora em abril cinco anos. O DAS, fruto do empenho de professores que perceberam a importância de integração de diferentes áreas da engenharia para a solução de problemas de automação, está consolidado. Atualmente, o departamento oferece o curso de graduação em Engenharia de Controle e Automação Industrial, desenvolve pesquisas e é responsável pela área de Controle, Automação e Informática do Curso de Pós-graduação em Engenharia Elétrica. O corpo docente do DAS é formado por quinze professores doutores.

O curso tem mais de dez anos e até 1997 esteve vinculado ao Departamento de Engenharia Elétrica (EEL) da universidade. Foi o primeiro curso de graduação em Engenharia de Controle e Automação Industrial no Brasil. Os quinze professores que criaram o DAS há cinco anos desenvolviam, no Laboratório de Controle e Microinformática (LCMI), pesquisas e atividades de pós-graduação na área de controle e automação.

Hoje, dois laboratórios de ensino e pesquisa e um de pesquisa e suporte de informática compõem o DAS: o Laboratório de Controle de Processos (LCP), o Laboratório de Automação Industrial (LAI) e o Laboratório de Controle e Microinformática (LCMI), o qual foi embrião do DAS. Segundo o professor Eugênio B. Castelan, chefe do departamento, o espaço físico ainda é limitado em relação ao potencial de crescimento e desenvolvimento de atividades e projetos de pesquisa do departamento.

Colaboração do Núcleo de Comunicação do Centro Tecnológico

http://www.ctc.ufsc.br/nucleo/

Fone 331 9343

UFSC recebe Top of Mind nesta terça

09/04/2002 15:47

Pesquisa desenvolvida pelo Instituto Mapa e Jornal A Notícia apontou a Universidade Federal de Santa Catarina como o nome mais lembrado entre o segmento Universidades em toda Santa Catarina. A oitava edição do Top of Mind ouviu 2.400 pessoas, nas regiões Norte, Sul, Oeste, Vale do Itajaí, Planalto Serrano e Grande Florianópolis.

A metodologia utiliza a pergunta “quando se fala em Universidade, qual o primeiro nome que lhe vem à cabeça?”. O prêmio vai ser entregue no próximo dia 09 de abril, na sede da Fiesc, e segundo os organizadores do Top of Mind “revela a homenagem às empresas e instituições que mais têm investido na qualidade de seus produtos e serviços e na comunicação destes valores aos catarinenses”. O prêmio será entregue nesta terça,9/4, a partir de 19h, na Fiesc.

Projeto 12:30 desta quarta recebe banda Jucabum

09/04/2002 15:39

A banda Jucabum é a atração do Projeto 12:30 desta quarta-feira, 10 de abril. Com uma proposta dançante, a banda quer agitar o público. A Jucabum está junta há um ano e mistura reggae, rock e funk nos covers e nas composições próprias. No repertório estão Djavan, Santana, Titãs e Charlie Brown. Nas músicas próprias o grupo quer passar a idéia de paz e também quer conscientizar o jovem de questões como política, ecologia e violência urbana. A Jucabum é formada por Leonardo no vocal, Bahia no baixo, Felipe na bateria, Vicente na guitarra, Narley no teclado e Nando na percussão.

O Projeto 12:30 é uma iniciativa do DAC – Departamento Artístico da UFSC – e acontece toda Quarta-feira às 12:30, na Concha Acústica, em frente ao prédio do CCE (Básico). Este é o décimo ano de realização do projeto e a cada semana há uma atração diferente. A procura do projeto pelos artistas cresce a cada ano. Neste ano, os shows começaram em fevereiro. Quem tiver interesse em participar do Projeto 12:30 pode fazer a inscrição no DAC, no prédio da Igrejinha da UFSC. Informações no fones: 331-9348 ou 331-9447.

SERVIÇO:

O que

Show da Banda Jucabum

Quem

Leonardo – vocal

Bahia – baixo

Felipe – bateria

Vicente – guitarra

Narley – teclado

Nando – percussão.

Onde

Projeto 12:30, na Concha Acústica da UFSC

Quando

10 de abril de 2002, Quarta-feira, às 12:30 horas

Quanto

Aberto gratuitamente ao público

Programa

Covers e composições próprias com ritmos dançantes

Telefone

237 2929 com Leonardo / 237 2284 com Vicente

Projeto Acústico edição especial com o cantor e compositor Rafael Lima

09/04/2002 10:36

Em edição especial o Projeto Acústico às 12:30 traz ao Teatro da UFSC o compositor e cantor Rafael Lima.

Natural de Belém do Pará, Rafael explora os elementos rítmicos e melódicos do Norte do Brasil e os funde com o Jazz, com ritmos indígenas e outras influências.

Tendo sido convidado a inaugurar a sala de concertos “Miles Davis” (com capacidade para 3000 espectadores) no FESTIVAL DE JAZZ DE MONTREUX na Suíça, Rafael possui 5 CDs lançados na Suíça e São Paulo além de gravações realizadas no Canadá também.

Informações 331 9348

Cancelado o ‘Debate com o Embaixador da Palestina no Brasil’

08/04/2002 19:43

O Embaixador Musa Amer Odeh, deveria falar sobre ‘A crise no Oriente

Médio e o Povo Palestino’, nesta Terça-feira, 9 de abril, às 19h30min, no Auditório da Reitoria da UFSC. Na Quarta-feira, 10 de abril, às 10 horas, o Embaixador teria uma ‘Reunião para Formação do Comitê de Solidariedade ao Povo Palestino’, no Auditório da OAB em Florianópolis. Ambos eventos estão cancelados.

UFSC recebe embaixador da Palestina para debate

08/04/2002 12:06

O drama do povo palestino já chegou ao coração dos catarinenses e vai provocar um debate com o embaixador da palestina no Brasil, Musa Amer Odeh. A conversa acontece no auditório na Reitoria da UFSC, no dia 9 de abril, terça-feira, às 19h30min. Essa atividade é o ponta-pé inicial para a formação de um Comitê de Solidariedade que vai discutir os problemas vividos na região conflagrada e definir estratégias para uma ajuda concreta.

Segundo Kader Mahmoud Ahmad Othman, um dos organizadores do evento, hoje existem mais de 35 mil pessoas feridas na Palestina precisando de um hospital em condições decentes. “Tudo por lá está destruído”, diz. A intenção é ver como o Brasil pode contribuir para a melhoria das condições de vida daquele povo agredido. Em Florianópolis vivem mais de 30 palestinos e há um grande número deles na região de Tubarão.

A reunião para a formação do Comitê de Solidariedade acontece no dia 10 de abril, quarta-feira, no Auditório da OAB, em Florianópolis.

Florianópolis sedia Congresso de Marketing Político

08/04/2002 11:49

Está tudo pronto para a realização do Primeiro Congresso de Marketing Político para as Eleições de 2002 no Brasil, que a Universidade Federal de Santa Catarina, através do seu Curso de Pós-Graduação em Administração (CPGA), e a Assembléia Legislativa estão organizando. A finalidade é de oferecer orientação básica em marketing político para a conquista do êxito nas eleições deste ano.

O encontro acontece nos dias 11 e 12 deste mês, no plenário da Assembléia Legislativa, e vai contar com a participação do jornalista Alexandre Garcia, da Rede Globo e o especialista em marketing Álvaro Lins, presidente da CAPSOFT, que atuou na organização de campanhas eleitorais vitoriosas como a de Anthony Garotinho, Mário Covas e Ciro Gomes.

Atividade da disciplina Tópicos Avançados em Marketing Político, da Pós-Graduação em Administração, o encontro é aberto a políticos, assessores parlamentares, prestadores de serviço, estudantes de comunicação, administração, direito e outros interessados no tema. Informações no site www.feesc.org.br (clique eventos), pelo e-mail ou ainda pelos fones (48) 231.4409, com Priscila e (48) 9992.3035, com Sylvia.

Programação:

11/4 – quinta-feira

13h – credenciamento e distribuição do material

14h30min – abertura oficial.

15h – reitor da UFSC, Rodolfo Pinto da Luz, profere palestra sobre `O Papel da UFSC na Política Catarinense`.

15h30min – painel “A”, tratando do tema “Mídia e Comunicação: desafios no contato com o eleitor”, tendo como mediador o jornalista José Antonio de Souza, da UFSCTV, e participação do jornalista Moacir Pereira, do jornal A Notícia e do professor Áureo Moraes, do curso de Jornalismo da UFSC.

17h30min – painel “B” sobre “Fórum dos Partidos Políticos”, tendo como mediador o professor Dr. Paulo Cesar da Cunha Maya, da UFSC. Em seguida, o jornalista Alexandre Garcia, da TV Globo de Brasília, dá conferência com o tema “ Conjuntura Política Nacional”, seguida de debate com representantes de partidos políticos em Santa Catarina.

12/4 – sexta-feira

9h – painel “C”, com tema central “A Produção de Informações para Decisão Durante Campanha Eleitoral”, tendo como mediador o professor Paulo Cesar da Cunha Maya, e debatedor especial Valmir Fonseca Azevedo Pereira, presidente do Instituto Político-Estratégico Brasileiro, com sede em Brasília. Sub temas “Inteligência e Contra Inteligência”, com Walter Felix Cardoso Júnior, diretor da Web Inteligence Systems S.A; e “Pesquisa Eleitoral”, com Frederico Alvarez, professor do Departamento de Informática e Estatística e doutorando em Engenharia e Produção e Sistemas da UFSC.

11 h – conferência “A Informática e as Tecnologias para o Sucesso da Campanha” que será dada pelo presidente da CAPSOFT, Álvaro Lins, tendo como mediador o professor Áureo Moraes e debatedores João Maria de Lima, analista de sistemas e João Goulart Júnior, professor da Escola Técnica Federal de Santa Catarina.

16h30min – painel “E”, com tema central “Partidos e Marketing Político”, com a mediação do professor Áureo Morais, da UFSC; sub tema “História dos Partidos Políticos no Brasil e epresentatividade”, com Orides Mezaroba, doutor em Direito e professor da Ufsc.

17h – professor Paulo Cesar da Cunha Maya dá conferência “Marketing Político para as Eleições de 2002”. O professor Paulo Maya é doutor em marketing pela Fundação Getúlio Vargas de São Paulo e professor da UFSC.

Curso de Psicologia promove aula aberta de Ética

08/04/2002 11:23

Nesta segunda-feira, dia 8, às 18h30min, no auditório do CFH, vai ser hora de falar de alimentos orgânicos e Ética. É uma aula aberta a toda comunidade, organizada através da disciplina de Ética Profissional, oferecida pelo curso de Psicologia da UFSC. A intenção é discutir as questões éticas envolvidas na atuação profissional, seja na profissão dos psicólogos e/ou na dos agricultores. O trabalho da disciplina é levantar a importância de uma atuação profissional responsabilizada com a promoção da saúde e bem estar das pessoas atingidas pelo exercício profissional.

No debate estarão presentes agricultores vinculados à AGRECO (Associação de Agricultores Ecológicos das Encostas da Serra Geral) localizada em Santa Rosa de Lima, município catarinense distante 130Km de Florianópolis. Estes agricultores deverão contar como vêm trabalhando na produção de alimentos orgânicos e suas preocupações éticas a respeito de suas atuações como profissionais ligados a produção de alimentos.

A AGRECO, em seis anos de atuação, possui uma rede de 27 pequenas agroindústrias que tem como princípio a não utilização de agrotóxicos e que deverá fornecer a merenda escolar de 30 mil crianças na Grande Florianópolis. Este, portanto, um momento importante para discutir e conhecer um trabalho tão relevante que vem sendo desenvolvido pelos agricultores.

Lançada Biblioteca Virtual de Política Científica e Tecnológica

07/04/2002 10:19

Foi lançada, pelo Programa Prossiga, a Biblioteca Virtual de Política Científica e Tecnológica: http://www.prossiga.br/politica-ct

O site é resultado de completa reformulação da Biblioteca Virtual de Políticas Públicas de C&T. O sucesso do novo empreendimento é assegurado pela parceria do Prossiga com o Centro de Gestão e Estudos Estratégicos (CGEE) e com a Unicamp.

Na Biblioteca Virtual de Política Científica e Tecnológica, é possível acessar o conjunto de normas, regulamentos, decisões, ações políticas e estratégias estabelecidas para fomentar o desenvolvimento de programas, projetos e atividades de desenvolvimento científico e tecnológico.

JC e-mail 2007, de 05 de Abril de 2002.

UFSC promove Dia do Lazer Ativo

04/04/2002 15:47

A UFSC vai participar das comemorações do Dia Mundial da Saúde realizando, no próximo dia 7, o Dia do Lazer Ativo no Campus. Uma série de atividades serão feitas, incluindo exercícios físicos, shows musicais e recreação para crianças. Já estão confirmadas apresentações de dança do ventre, capoeira e de grupo folclórico. Este ano, o Dia Mundial da Saúde tem como tema a promoção da atividade física.

A abertura do evento será às 8h30min, com apresentação musical e uma sessão de ginástica. Em seguida, os participantes poderão usar as quadras e ginásios do Centro de Desportos da UFSC, para jogar tênis, basquete, voleibol, fazer aeróbica e danças. Em todas as quadras haverá um professor ou acadêmico do CDS para orientar o público. Às 10h, será feita uma caminhada de aproximadamente quatro quilômetros pelo Campus. Em seguida, haverá demonstrações de alongamento, ioga e tai-chi. As atividades da parte da manhã serão encerradas com a apresentação de uma banda, às 11h30min. Às 14h, haverá um passeio orientado no Parque Municipal do Córrego Grande, que conta com o acompanhamento de um biólogo para falar sobre o meio-ambiente.

A programação do Dia do Lazer Ativo no Campus inclui também atividades paralelas, como sorteio de brindes, feira de informações para esclarecer as pessoas sobre atividades físicas, estilo de vida e saúde, avaliação física dos participantes e Rua de Recreação Infantil da Prefeitura de Florianópolis. Todas as atividades serão gratuitas e acontecerão no campus da universidade. Pessoas de todas as idades poderão participar.

A promoção é do Centro de Desportos, com coordenação do Núcleo de Pesquisa em Atividade Física e Saúde. Estudo realizado por integrantes do Núcleo revelou que 60% dos trabalhadores não realizam nenhum tipo de exercício, o que os coloca no grupo propenso a ter doenças cardiovasculares. Além dos problemas cardiovasculares, o sedentarismo é fator de risco de doenças cardíacas, diabetes e alguns tipos de câncer.

Mais informações pelo telefone 331 8519 ou 331 7089.

Curso de Legislação Ambiental inicia nesta sexta

04/04/2002 15:20

Começa nesta sexta-feira, 05/04, o curso Legislação Ambiental, segundo módulo do Programa de Formação e Capacitação em Gestão Ambiental, promovido pelo Laboratório de Gestão da Qualidade Ambiental (LGQA), do Departamento de Engenharia de Produção e Sistemas (EPS) da Universidade Federal de Santa

Catarina (UFSC). O programa é dividido em dez módulos, que são cursos

independentes um do outro.

O segundo módulo vai ser ministrado pelos professores Rafael Dall’Agnol e Rafael Burlani Neves. A carga horária é de 45 horas, divididas nos dias 2,6,12,13,1 e 20 deste mês. As inscrições custam R$ 200,00 para alunos da UFSC e R$250,00 para outros interessados e podem ser feitas até o início da primeira aula, na FAPEU.

Mais informações com Aline Kohlrausch () ou Michele,

fones (48) 331 7017 ou 331 7107.

Minibajas da UFSC aquecem motores para corrida da SAE

04/04/2002 14:46

Duas equipes formadas por alunos do curso de Engenharia Mecânica da

Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) participam, entre os dias 11 e 14 de abril, em São Paulo e Piracicaba (SP), da competição Minibaja 2002, organizada pela Sociedade de Engenharia Automotiva (SAE). As equipes Ilhéu e Uiraçu são formadas por alunos de diversas fases do curso e coordenadas respectivamente pelos professores Amir Antônio Martins Oliveira Jr. e Lauro César Nicolazzi.

Na competição, as equipes participam com um protótipo de minibaja, que

é um modelo de automóvel “off road” (fora de estrada), que significa que o carro foi feito para andar em superfícies irregulares. Os protótipos têm que ser projetados e construídos pelas equipes. Durante a competição, os carros são avaliados. As duas equipes da UFSC já estão com seus minibajas prontos e testados, só faltando os acabamentos.

Tanto na Ihéu como na Uiraçu, os alunos mostram o interesse em por em

prática o que aprendem na sala de aula. A Ilhéu é estreante no Minibaja, e a Uiraçu participa da competição pela terceira vez consecutiva, mas com outra formação. Este ano, 82 equipes vão participar da competição.

O Minibaja 2002 terá provas estáticas e dinâmicas, que vão acontecer

durante os três primeiros dias em São Paulo, no Autódromo de Interlagos. Além destas, a prova considerada principal pelas equipes da UFSC é um enduro de quatro horas, que acontece no último dia, em Piracicaba, no Esporte Clube Piracicaba de Automobilismo (ECPA). As provas de Interlagos são testes de conforto, operação, tração, manobrabilidade, aceleração, velocidade máxima, frenagem e rampa.

O carro da equipe Ilhéu já passou pela fase de testes. A equipe vai,

agora, fazer o acabamento do automóvel. O minibaja vai ser exposto na

próxima sexta-feira (05/04), no hall da reitoria da UFSC, e no domingo

(07/04), no piso térreo do Beira-Mar Shopping.

A equipe Uiraçujá terminou os testes do veículo, que também precisa de

acabamento. A exposição do Minibaja Uiraçu deve acontecer nos dias 09 e 10 deste mês, no hall principal do Centro Tecnológico (CTC) da UFSC. No ano passado, a Uiraçu ficou em 9o. lugar geral na competição, que teve a p articipação de 65 equipes.

Informações:

Equipe Ilhéu: prof. Amir Antônio Martins Oliveira Jr., fone (48) 331 9264.

Equipe Uiraçu: prof. Lauro César Nicolazzi, fone (48) 3319264.

Ou informe-se através do site da SAE Brasil: www.saebrasil.org.br x

Colaboração do Núcleo de Comunicação do Centro Tecnológico

http://www.ctc.ufsc.br/nucleo/ – fone 31 9343

Seminário discute relações de trabalho

03/04/2002 18:29

Mais de duas mil pessoas estão sendo esperadas para a décima edição do

Seminário de Recursos Humanos, organizado pelo Núcleo de Pesquisas e Estudos em Recursos Humanos, do Departamento de Ciências da Administração da Universidade Federal de Santa Catarina. Esse ano, o Seminário, que acontece no Centrosul, em Florianópolis, nos dias 18 e 19 de abril traz o tema “Gente é para brilhar: Reinventando o trabalho e as empresas”.

“O objetivo é discutir o posicionamento de empresas em relação aos funcionários e mostrar maneiras de tornar o ambiente de trabalho mais agradável, o que comprovadamente aumenta a produtividade”, explica o professor de Recursos Humanos da UFSC e coordenador do Seminário, Dante Girardi. Segundo Girardi, no Brasil, poucas empresas investem em seus colaboradores por não conhecerem os benefícios, inclusive financeiros, que podem ser gerados por mudanças relativamente simples, como a inovação e reorganização do trabalho.

Programação

Um dos palestrantes do primeiro dia do Seminário é Luiz Seabra, presidente e fundador da Natura Cosméticos. O empresário vai revelar aos participantes a

fórmula do sucesso da política de transparência adotada pela Natura. Seabra defende que dentro de uma empresa, todos são construtores, por isso, na Natura, eliminou a palavra funcionário e costuma chamar todos de colaboradores. O palestrante vai falar sobre como criar um bom clima dentro do ambiente de trabalho, o que segundo ele, também é fundamental para o sucesso da organização.

No mesmo dia, o consultor Pedro Mandelli, que é professor da FGV de São Paulo e autor do livro “Muito além da Hierarquia” descreve as armas que o profissional deve ter para comandar a própria carreira e vencer em um tempo em que a hierarquia já não garante mais estabilidade. O consultor em desenvolvimento organizacional acredita que, durante os próximos anos, o cenário organizacional será completamente diferente.

No dia 19, a programação será iniciada com a palestra do administrador César Souza, radicado em Washington, autor do livro “Talentos e Clientividade” e sócio-diretor da empresa Monitor Group. Souza está radicado em Washington, nos Estados Unidos, desde 1990. No Brasil, César Souza fundou a Focus Desenvolvimento Empresarial, e em 1993 foi escolhido um dos 200 líderes mundiais para o futuro pelo World Economic Forum.

O encerramento do Seminário acontece com a palestra da conferencista Leila Navarro, professora da Universidade Anhembi SP, autora do livro “Talento para ser feliz” e apresentadora do programa ‘Qualidade de vida, corpo e mente “, da Rede Mulher de Televisão. Em sua palestra, Leila estimula os participantes a ousar e surpreender a si mesmos.

As inscrições podem ser feitas pelo telefone (48) 348.4500, pelo e-mail ou no site www.fepese.ufsc.br

Projeto Acústico recebe o violinista George Durand

02/04/2002 17:58

Dando início à programação do mês de abril, o Projeto Acústico apresenta o compositor, violonista, cantor e poeta George Durand.

Natural de Fortaleza/CE ele traz em sua bagagem a riqueza de estilos ritmos de sua região, com formação em violão clássico e popular. George viveu dez anos em Brasília, onde adquiriu seus conhecimentos musicais participando de diversos cursos em nível internacional tendo em sua lista de professores nomes como os de Jane Duboc, Hélio Delmiro, Marco Pereira, Ian Guest, Paulo Bellinati entre outros.

Fechando este ciclo de dez anos, George lançou seu primeiro CD no qual encontra-se a faixa “Eremita” que recebeu o prêmio Renato Russo concedido Secretaria de Cultura do Distrito Federal. No show entitulado “Limiar”, o músico pretende uma troca efetiva com o público de forma intimista. Serão executadas músicas de sua autoria e de nomes consagrados da MPB como Gonzaguinha, Fátima Guedes, Flávio Venturini, Tom Jobim, Vinícius de Moraes, Herbert Viana entre outros. A apresentação acontece nesta quinta, 4/3, às 12h30min, no Teatro da UFSC.

Projeto 12:30 terá banda Maria Preá

02/04/2002 17:52

Maracatú, frevo, xote, baião e canções do bumba-meu-boi são alguns dos ritmos que fazem parte do repertório da banda Maria Preá, que se apresenta nesta quarta-feira no Projeto 12:30. Juntos desde 1999, os cinco músicos da Maria Preá querem resgatar e valorizar as raízes da cultura brasileira.

A formação do grupo é com Fábio Mazzon no pandeiro e percussão, Pedro Cury no violão, Márcia Navai na percussão, Jeoh Leal no berimbau e percussão e Laetícia Madsen na voz. O grupo já fez apresentações na Universidade do Estado de Santa Catarina (UDESC), no Centro Integrado de Cultura (CIC), na cafeteria Pé de Café no Campeche e em casas de forró como La Pedreira, na Lagoa da Conceição.

Agora, os músicos estão fazendo a pré-produção de um CD para ser lançado futuramente se conseguirem patrocínio. São 15 músicas de compositores brasileiros como os maranhenses César Teixeira, Josias Sobrinho e João do Vale.

A banda faz parte do Projeto Cultural Maria Preá, fundado e dirigido pela cantora Laetícia Madsen. Além de pesquisar sobre as manifestações artísticas nacionais, o projeto forma músicos percussionistas e dançarinos através de oficinas. A denominação Maria Preá é uma junção do nome feminino mais comum no Brasil, com um mamífero roedor que se reproduz rapidamente. Laetícia diz que a intenção do projeto é relembrar e reproduzir tradições já esquecidas.

A idealizadora do Projeto Maria Preá, Laetícia Madsen nasceu em Belo Horizonte (MG) mas foi para São Luiz (MA) muito nova. Lá aprendeu teatro com Tácito Carvalho e Aldo Leite, ambos famosos atores da região.

O Projeto 12:30 é uma iniciativa do DAC – Departamento Artístico da UFSC – e acontece toda Quarta-feira às 12:30, na Concha Acústica, em frente ao prédio do CCE (Básico). Este é o nono ano de realização do projeto e a cada semana há uma atração diferente. A procura do projeto pelos artistas cresce a cada ano. No ano passado 170 artistas se apresentaram para um público total de 12 mil pessoas. Neste ano, os shows começaram em março e a agenda já está praticamente lotada até junho. Quem tiver interesse em participar do Projeto 12:30 pode fazer a inscrição no DAC, no prédio da Igrejinha da UFSC. Informações no fones: 331-9348 ou 331-9447.

SERVIÇO:

O que

Show da Banda Maria Preá

Quem

Fábio Mazzon – pandeiro e percussão

Pedro Cury – violão

Márcia Navai – percussão

Jeoh Leal – berimbau e percussão

Onde

Projeto 12:30, na Concha Acústica da UFSC

Quando

03 de abril de 2002, Quarta-feira, às 12:30 horas

Quanto

Aberto gratuitamente ao público

Programa

Músicas inspiradas em diversas áreas da cultura brasileira

Telefones

237 3543 – falar com Laetícia Madsen

Especialistas debatem a relação das crianças com os meios de comunicação

28/03/2002 17:30

`A relação das crianças com os meios de comunicação’ é o tema da III Jornada de Debates sobre Mídia e Imaginário Infantil, que vai acontecer nos dias 3 e 4 de abril na UFSC. A entrada é franca. O professor David Buckingham, do Instituto de Educação da Universidade de Londres, uma das maiores autoridades mundiais na área, faz a abertura do evento com a palestra ‘Os direitos da criança na era da mídia’. A palestra vai municiar o debate do dia 4, pela manhã, quando vão compor a mesa com Buckingham, o jornalista e presidente da Agência de Notícias dos Direitos da Criança (ANDI), Âmbar de Barros e Maria Luiza Belloni, professora e coordenadora do Laboratório de Novas Tecnologias do Centro de Educação da UFSC.

À tarde, o debate continua com o tema ‘Mídias, Mediações e Imaginário Infantil’, e participam Ismar de Oliveira Soares, coordenador do Núcleo Comunicação e Educação da USP; Rosa Maria Bueno Fischer, jornalista e professora da Faculdade de Educação da UFRGS; Roselene Gurski, psicóloga e integrante do Núcleo de Pesquisas Mídia e Infância da UFRGS; Maria Isabel Orofino, jornalista e autora de pesquisas sobre Adolescentes e Televisão; Gilka Girardello, professora e pesquisadora no campo da Comunicação e Criança, e coordenadora da Oficina Permanente de Narração de Histórias da UFSC.

A promoção é do Programa de Pós-Graduação em Educação/Centro de Educação; Departamento de Comunicação/Centro de Comunicação e Expressão; Pró-Reitoria de Ensino de Graduação; Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação e Pró-Reitoria de Cultura e Extensão. O evento conta também com o apoio do Grupo de Pesquisa Comunic, do Programa de Pós-Graduação em Inglês/UFSC, Ateliê da Aurora – Criança Mídia e Imaginação e Instituto Cidade Futura.

Mais informações pelo tel. 331.9084, e-mail: ou pelo site http:/aurora.eps.ufsc.br

Informações complementares em www.aurora.eps.ufsc.br

UFSC terá seminário sobre propriedade intelectual

28/03/2002 10:57

A UFSC recebe na quinta-feira, 4/4, o presidente do Instituto Nacional da Propriedade Industrial, José Graça Aranha. Ele fará a partir de 9h a abertura do seminário ‘Sensibilização e Disseminação da Cultura da Propriedade Intelectual’. O evento será realizado durante todo o dia no auditório da Reitoria da UFSC. Logo após a abertura, o assessor da presidência do INPI, Sérgio Barcelos Theotonio, ministra a palestra ‘Proteção dos Direitos de Propriedade Intelectual na Pesquisa Universitária’.

O seminário é uma das iniciativas de um projeto elaborado com o objetivo de estimular a criação e a consolidação de núcleos voltados à disseminação da cultura e da prática da propriedade intelectual e da transferência de tecnologia no ambiente acadêmico. O seminário contará também com a presença de Cláudio Treiguer, coordenador do Centro de Documentação e Informação Tecnológica do INPI, de Maria Celeste Emerick, coordenadora de Gestão Tecnológica da Fiocruz, e de Marli Elizabeth Ritter dos Santos, diretora do Escritório de Interação e Transferência de Tecnologia da Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Acompanhe abaixo o cronograma do evento.

A propriedade intelectual é o direito que o autor/inventor possui sobre sua criação, fruto de sua atividade intelectual. Engloba as invenções, os modelos de utilidade, as marcas, os desenhos industriais, as indicações geográficas, os softwares (programas de computador), as obras intelectuais (literárias, científicas e artísticas) e as cultivares. A UFSC está preocupara com o assunto e tem uma proposta sendo discutida no Conselho Universitário, órgão máximo deliberativo da instituição.O projeto deve auxiliar o estabelecimento de uma política de propriedade industrial na universidade. O projeto deve ser relatado na próxima reunião do Conselho Universitário, ainda não agendada. Informações com professora Cláudia Simões, 331 9206

PROGRAMAÇÃO

9h – Abertura – José Graça Aranha – Presidente do Instituto Nacional da Propriedade Industrial

9h20min – Palestra: “Proteção dos Direitos de Propriedade Intelectual na Pesquisa Universitária” – Sergio Barcelos Theotonio – Assessor da Presidência/INPI

10h35min – Palestra “Projeto de Núcleos de Informação Tecnológica” – Cláudio Treiguer – Coordenador do Centro de Documentação e Informação Tecnológica/INPI

13h 30min – Palestra: “Políticas Institucionais de Propriedade Intelectual” – Maria Celeste Emerick – Coordenadora de Gestão Tecnológica da FIOCRUZ

14h 30min –Palestra: “Gestão da Propriedade Intelectual em Universidades” – Marli Elizabeth Ritter dos Santos – Diretora do Escritório de Interação e Transferência de Tecnologia da Universidade Federal do Rio Grande do Sul

16h 15min – 17h 15min – Palestra: “Redes de Difusão Universidade-Empresa: um estudo exploratório para a UFSC?” – Thamara da Costa Vianna França – Gerente de Projetos da Fundação de Apoio à Pesquisa e Extensão Universitária – FAPEU/UFSC