Calendário

mar
17
sex
Palestra ‘Compaixão e amizade entre Schopenhauer e Nietzsche’ – CFH
mar 17 @ 18:30 – 21:00

image10A palestra “Compaixão e amizade entre Schopenhauer e Nietzsche”, com o professor Jelson Roberto de Oliveira, da Pontifícia Universidade Católica do Paraná (PUC-PR), ocorre nesta sexta-feira, 17 de março, às 18h30. O evento, promovido pelo Programa de Pós-graduação em Filosofia (PPGFil), será realizado no auditório do Centro de Filosofia e Ciências Humanas (CFH) e  é aberto a todos.

Mais informações na página do PPGFil ou pelos telefones (48) 3721-8803 e (48) 3721.2929.

ago
28
ter
Cineclube apresenta “Moulin Rouge”, de Baz Luhrmann
ago 28 @ 14:30
  

O projeto ‘Cineclube Sessão de Arte’ retorna com a apresentação do filme “Moulin Rouge”, dia 28 de agosto, às 14h30, na sala de projeção do cinema, no primeiro andar do bloco D do Centro de Comunicação e Expressão (CCE).

Sinopse:
Christian (Ewan McGregor) é um jovem escritor que possui um dom para a poesia e que enfrenta seu pai para poder se mudar para o bairro boêmio de Montmartre, em Paris. Lá ele recebe o apoio de Henri de Toulouse-Latrec (John Leguizamo), que o ajuda a participar da vida social e cultural do local, que gira em torno do Moulin Rouge, uma boate que possui um mundo próprio de sexo, drogas, adrenalina e Can-Can. Ao visitar o local, Christian logo se apaixona por Satine (Nicole Kidman), a mais bela cortesã de Paris e estrela maior do Moulin Rouge.

Projeto Fora do Circuito exibe filme de produção teuto-saudita, ‘O Sonho de Wadjda’
ago 28 @ 19:00

O projeto Fora do Circuito exibe o filme “O Sonho de Wadjda”, na terça-feira, dia 28 de agosto, às 19h, no auditório Elke Hering, na Biblioteca Universitária da Universidade Federal de Santa Catarina (BU/UFSC).  Este é um projeto de exibição gratuita de filmes fora do circuito comercial de cinema, que busca trazer obras de diversos países, com diversas temáticas e linguagens. O ingresso é por ordem de chegada e o espaço abriga até 60 pessoas.

Sobre o filme

“O Sonho de Wadjda” foi indicado como melhor filme de língua estrangeira no British Academy of Film and Television Arts em 2014.

Sinopse: Wadjda tem dez anos de idade, e mora no subúrbio de Riade, a capital da Arábia Saudita. Ela é uma cheia de vida, que gosta de brincar com os garotos. Um dia, após uma disputa com o amigo Abdullah, ela vê uma bicicleta verde à venda. Wadjda gostaria de comprar a bicicleta, para superar o colega em uma corrida, mas na sociedade conservadora onde vivem, garotas não podem dirigir carros ou bicicletas. Ela decide, então, fazer de tudo para conseguir o dinheiro sozinha.

Direção: Haifaa Al Mansour
Elenco: Waad Mohammed, Reem Abdullah, Abdullrahman Al Gohanimais
Duração: 1h 37min
ago
30
qui
Cinema Mundo realiza sessão comentada de “Gattaca: experiência genética”
ago 30 @ 18:30

A próxima sessão do Projeto Cinema Mundo exibirá “Gattaca: experiência genética”,  ficção científica dirigida por Andrew Niccol. A sessão, de entrada franca, acontecerá no dia 30 de agosto, quinta-feira, às 18h30, no Auditório Elke Hering da Biblioteca Universitária da UFSC, e contará com os comentários Luiza Mazzola e Rafael Muniz.

Sinopse:

E se você pudesse ser controlado por sua genética? Se para arrumar emprego você precisasse ter um certo genótipo? Para entrar em Gattaca, uma corporação que desenvolve pesquisa e tecnologia avançada em astronomia, é necessário uma propensão genética favorável à saúde física e psíquica de um indivíduo. Para aqueles que não possuem dados genéticos favoráveis, sobram os empregos dados a classe social mais baixa nessa nova estratificação social, a classe daqueles que não possuem um genótipo saudável e produtivo intelectualmente. Vincent Freeman foi concebido biologicamente, isto é, não se escolheram os “melhores” genes para sua concepção dentro de um laboratório. Destinado a viver como um faxineiro, Vincent faz uma escolha perigosa para viver seu sonho de trabalhar como astronauta, por meios ilegais finge ser quem ele não é, um membro da elite.

Sobre os comentaristas:

Luiza Salgado Mazzola

Bacharela em Letras Francês pela UFSC, possui mestrado em Literatura e é, atualmente, doutoranda na mesma área, no PPGLit (UFSC). Estuda Crítica Genética e Estudos de Processos Criativo, com enfoque na criação literária, sobretudo, mas também na criação musical e fílmica. É integrante do NUPROC, Núcleo de Estudo de Processos Criativos (UFSC). Atua como professora de francês, tradutora e revisora.

Rafael Muniz de Moura

Graduado em Museologia pela Unirio, em 2007, atuou como museólogo no Projeto Ciência Móvel, vinculado ao Museu da Vida, Fiocruz, entre 2007 e 2008, e no Ecomuseu de Itaipu, de 2008 a 2010. Desde então é Técnico em Assuntos Culturais no Museu Victor Meirelles, Ibram. Tem experiência no setor de Museus e Patrimônio, com ênfase em gestão, comunicação e documentação museológica. Graduando em Letras-Português na Ufsc desde 2016.

set
13
qui
Cinema Mundo apresenta ‘O homem duplo’
set 13 @ 18:30

O Projeto Cinema Mundo continua sua temática distópica exibindo o filme O homem duplo (A scanner darkly, EUA, 2006), animação dirigida por Richard Linklater. O filme ganhou visibilidade pelo efeito de animação computadorizada em cima de gravações originais. O enredo é baseado no livro homônimo escrito por Philip K. Dick., icônico autor de ficção científica. A sessão, de entrada franca, será realizada no dia 13 de setembro, quinta-feira, às 18h30, no Auditório Elke Hering da Biblioteca Universitária da UFSC, e contará com os comentários de Chris Mayer e Daniel Serravalle de Sá.

Sinopse:

Num futuro próximo, a guerra do governo norte-americano contra as drogas se juntou à guerra ao terror. Numa sociedade cada vez mais policiada, foi desenvolvido um novo sistema de disfarce, sob o qual trabalha o policial Bob Arctor (Keanu Reeves). Enquanto investiga seus amigos mais próximos, ele acaba recebendo ordens para investigar sua própria vida e embarca num estranho pesadelo, no qual identidade e lealdade não parecem mais ter um sentido claro.

Sobre os comentaristas:

Chris Mayer

Fotoarteira – fotógrafa, escritora e fotopoeta -, editora de fotografia e colunista do catarinas.info.

Daniel Serravalle de Sá

Professor do Departamento de Língua e Literatura Estrangeiras da Universidade Federal de Santa Catarina. PhD em Latin American Cultural Studies (University of Manchester). Desenvolve pesquisa na área de literatura e outras artes, atuando principalmente nos seguintes temas: teoria e crítica literária e cultural, literatura e história, análise de filmes.

 

set
18
ter
Cineclube Sessão de Arte à Tarde exibe filme ‘Os Palhaços’
set 18 @ 14:30

O projeto ‘Cineclube Sessão de Arte à Tarde’ exibe, no dia 18 de setembro, às 14:30, no bloco D do Centro de Comunicação e Expressão da Universidade Federal de Santa Catarina (CCE/UFSC), o filme ‘Os Palhaços’, de Federico Fellini. Este projeto é promovido pela Secretaria de Cultura e Arte da UFSC (Secarte), com apoio do Laboratório de Estudos de Cinema (LEC), e coordenado pelo professor Luiz Fernando Pereira, do Departamento de Arte do CCE.

 Sobre o filme

O alter ego de Fellini neste filme é um garoto que vai ao circo pela primeira vez. Enquanto os palhaços fazem suas brincadeiras, Fellini aproveita para criticar os próprios críticos do cinema, através do personagem de um jornalista que fica perguntando ” o que isso significa?”. O filme sustenta sua exuberância na total falta de seriedade, incluindo o próprio Fellini, no papel de diretor pretensioso que, com sua equipe, tenta fazer um documentário com os grandes circos e seus palhaços.

 

 

out
9
ter
Cinema sem Fronteiras exibe filme Kini e Adams (Burkina Faso, 1997) @ Auditório Elke Hering
out 9 @ 19:00

Cinema sem Fronteiras exibe o filme Kini e Adams (Burkina Faso, 1997) no dia 9 de outubro (terça-feira), às 19h, no auditório Elke Hering, na Biblioteca Universitária.

out
16
ter
Cineclube Rogério Sganzerla exibe filme ‘Garotos de Fengkuei’
out 16 @ 19:00

O Cineclube Rogério Sganzerla exibe na terça-feira, dia 16 de outubro, o filme “Garotos de Fengkuei”, de Hsiao-Hsien Hou, no Auditório Henrique Fontes, no Centro de Comunicação e Expressão da Universidade Federal de Santa Catarina (CCE/UFSC). A sessão será às 19h, seguida por um debate. O filme faz parte da Mostra MADE IN, que está sendo exibida durante o mês de outubro, e trata do cinema contemporâneo da China, Taiwan e Hong Kong.

Sinopse: Um grupo de quatro amigos de uma pequena vila de pescadores acaba de largar o ensino médio e passa os dias entre brigas e jogos de sinuca, sem perspectivas de vida e apenas esperando a chamada para o inevitável serviço militar. Cansados da monotonia, três destes amigos resolvem viajar para a metrópole portuária de Kaohsiung em busca de emprego; lá, um deles consegue com a irmã um pequeno apartamento para os três, cujo aluguel eles precisariam providenciar. Além dos problemas de emprego, um dos garotos acaba se apaixonando pela vizinha Hsiao-Hsing, amante de um criminoso.

Direção: Hsiao-Hsien Hou Elenco: Chun-Fang Chang, Shih Chang, Doze Niu.

Ano: 1983

Duração: 1h41min

 

Serviço

O quê: Cineclube Rogério Sganzerla exibe filme “Garotos de Fengkuei”, de Hsiao-Hsien Hou.

Onde: Auditório Henrique Fontes (CCE – Bloco B).

Quando: Terça-feira, dia 16 de outubro.

Horário: 19 horas.

 

Mais informações na página do evento.

nov
8
qui
Projeto Cinema Mundo exibe ‘Salò ou os 120 Dias de Sodoma’
nov 8 @ 18:30

A próxima sessão do Projeto Cinema Mundo, promovido pela Biblioteca Universitária da Universidade Federal de Santa Catarina (BU/UFSC) apresenta “Salò ou os 120 Dias de Sodoma” (1975, Itália/França). Dirigido por Pier Paolo Pasolini, o filme remonta à época do fascismo de Mussolini e foi inspirado no livro “120 Dias de Sodoma”, escrito pelo Marquês de Sade. A exibição ocorrerá no quinta-feira, dia 8 de novembro, às 18h30min, no Auditório Elke Hering da Biblioteca Universitária da UFSC. O evento contará com Caroline Marins e Iur Gomez como debatedores da noite.

Sinopse:

Em 1944, na cidade de Saló ocupada por nazistas, no norte da Itália, quatro fascistas sequestram 16 jovens saudáveis e os aprisionam em um palácio perto de Marzabotto. Além deles, há quatro mulheres de meia-idade, sendo que três delas relatam as histórias de Dante e de Sade, e a quarta acompanha ao piano. Na mansão vigiada por guardas, os fascistas vão cometer todo tipo de experiências com os jovens, que passam a ser usados como uma fonte de prazer sexual, masoquismo e morte.

Mais informações sobre o evento no site.