Calendário

ago
28
ter
Palestra “Armas Nucleares Perante Tribunais Internacionais”
ago 28 @ 18:30

O Grupo de Pesquisa em Direito Internacional da Universidade Federal de Santa Catarina (Ius Gentium/UFSC), coordenado pelos professores Arno Dal Ri Júnior e Aline Beltrame de Moura,  realizará a palestra “Armas Nucleares Perante Tribunais Internacionais”, nesta terça-feira, dia 28 de agosto, às 18h30, no auditório do Centro de Ciências Jurídicas (CFH/UFSC).  A palestra garantirá certificado de quatro horas.

O palestrante convidado, Professor Doutor Lucas C. Lima, é egresso do Curso de Direito da UFSC, doutor pela Universidade de Macerata (Itália) e, atualmente, professor adjunto ao Curso de Direito da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG). Atuou perante a Corte Internacional de Justiça no caso das Ilhas Marshall.

Mais informações no link, ou pelo contato: (48) 9962-13730.

nov
13
ter
Cine Clube Sessão de Arte exibe Ran, de Akira Kurosawa
nov 13 @ 14:30
O Cine Clube Sessão de Arte exibe Ran, de Akira Kurosawa, no  Laboratório de Projeção, Bloco D do CCE, 1º andar, nesta terça, dia 13, às 14h30.
Sinopse
Japão, século XVI. Hidetora (Tatsuya Nakadai), o poderoso chefe do clã dos Ichimonjis, decide dividir seus bens entre os três filhos: Taro Takatora (Akira Terao), Jiro Masatora (Jinpachi Nezu) e Saburu Naotora (Daisuke Ryu). Com o primeiro fica a chefia do feudo, as terras e a cavalaria. Os outros dois ficam com alguns castelos, terras e o dever de ajudar e obedecer Taro. Saburu, prevendo as desgraças que viriam, se mostra contrário à decisão paterna. Expulso do feudo e acaba sendo acolhido por Nobuhiro Fujimaki (Hitoshi Ueki), de quem se torna genro. Hidetora vai ao seu antigo castelo, que agora é de Taro, e não é bem recebido. O mesmo acontece ao visitar Jiro e, isolado em seu ex-império, Hidetora se aproxima da insanidade
Este projeto é realizado por meio do bolsa cultura da SeCArte – Secretaria de Cultura e Arte da UFSC. Tem o apoio do LABORATÓRIO DE ESTUDOS DE CINEMA – LEC – Cinema UFSC , e é coordenado pelo professor Luiz Fernando Pereira do Departamento de Arte do Centro de Comunicação e Expressão – CCE.