Professoras da UFSC participam da criação da Associação Brasileira de Processos Oxidativos Avançados

14/03/2023 09:49

As professoras Regina de Fatima Peralta Muniz Moreira e Cíntia Soares, do Departamento de Engenharia Química e Engenharia de Alimentos, da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), participam da criação da Associação Brasileira de Processos Oxidativos Avançados (ABPOA). O projeto tem o objetivo de congregar pessoas físicas e jurídicas que se interessem pelo desenvolvimento da ciência dos processos oxidativos avançados e das tecnologias relacionadas com as suas aplicações. É uma associação com fins acadêmicos, gerenciada por professores e pesquisadores brasileiros atuantes na área.

Os processos oxidativos avançados reúnem diversas tecnologias com aplicação de ozônio, peróxido de hidrogênio, e outros oxidantes, plasma, ultrassom, além de processos catalíticos. Esses processos encontram aplicações na descontaminação ambiental (tratamento de efluentes líquidos, água, solo e ar), na produção de combustíveis renováveis, na sanitização de ambientes hospitalares, e diversas aplicações na indústria química e na indústria de alimentos.

Assim, as ações da ABPOA irão permitir a disseminação de conhecimento científico e tecnológico produzido no país, integrar estudantes, cientistas, empresas e indústrias interessadas no desenvolvimento e aplicação dos processos oxidativos avançados e promover a comunicação entre entidades ligadas, direta ou indiretamente, ao assunto. Durante o ano de 2023, o processo de filiação será gratuito para todos os níveis de associados e pode ser realizada pelo preenchimento do formulário disponível no site, onde também há mais informações sobre à associação.

Tags: associaçãoDepartamento de Engenharia de AlimentosDepartamento de Engenharia QuímicaUFSCUniversidade Federal de Santa Catarina