UFSC divulga resultado de processo seletivo para ingresso em 2.516 vagas da graduação

20/05/2021 10:42

A Comissão Permanente do Vestibular (Coperve) da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) divulgou nesta quinta-feira, 20 de maio, o resultado do Processo Seletivo UFSC/2021. Confira as listas de aprovados no site https://processoseletivo2021.ufsc.br/. O Processo Seletivo 2021 ofertou 2.516 vagas, sendo 1.801 preenchidas pela nota do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) de 2017, 2018, 2019 ou 2020 e outras 715 vagas com utilização da nota de um dos cinco últimos vestibulares presenciais da UFSC (2018, 2018.2, 2019, 2019.2 ou 2020).

O concurso teve mais de 15 mil inscritos, dos quais 14.414 concorreram usando as notas do Enem e 1.074 participaram usando notas de vestibulares anteriores.

As matrículas ocorrem em duas etapas. Em razão da pandemia de Covid-19, todos os procedimentos são realizados por meio da internet, inclusive as validações de autodeclarações de candidatos classificados nas cotas da Política de Ações Afirmativas (cotas) da UFSC.

A etapa on-line da matrícula será realizada de 21 a 25 de maio, através do link simig.sistemas.ufsc.br. O candidato classificado precisa seguir todos os passos, emitir e salvar a negativa de matrícula (declaração de que não possui matrícula simultânea em outra instituição pública de ensino superior ou em outro curso da UFSC) e as autodeclarações a serem preenchidas pelos candidatos cotistas. O último passo nesta etapa é emitir e salvar o comprovante de matrícula online com protocolo.

Antes da etapa documental, os candidatos que optaram pelas vagas de cotas precisam realizar a validação das autodeclarações através do Sistema de Apoio às Validações (Sisvalida). Para isso, precisam enviar os documentos às Comissões de Validação no período de 27 a 31 de maio. Orientações e informações adicionais para envio de documentos estão na Portaria de Matrícula.

A etapa documental, de 8 de junho a 6 de julho, consiste no envio de documentos para as Coordenadorias dos cursos em que o candidato foi aprovado – incluindo as autodeclarações já validadas pelas respectivas comissões, no caso de candidatos cotistas. A Portaria de Matrícula traz informações sobre lista de documentos, formatos de arquivos e formas de envio, além dos endereços de e-mail das Coordenadorias de cada curso.

Desafiador
A presidente da Coperve, Maria José Baldessar, destacou o trabalho realizado por toda a equipe, inclusive em alguns finais de semana, para dar conta de seis processos seletivos ao mesmo tempo: Processo Seletivo 2021.1, Sisu, Sisu Complementar, Suplementares Negros, Suplementares Indígenas e Quilombolas e Educação do Campo. “Foi desafiador, já que tivemos de repensar todos os processos seletivos, mantendo a credibilidade, confidencialidade e equidade em todos”, afirmou.

O Processo Seletivo 2021 foi uma modalidade totalmente nova de seleção. Em função da pandemia de Covid-19, o Conselho Universitário estabeleceu que o acesso às vagas do primeiro semestre letivo nos cursos de graduação de 2021 se daria através de uma seleção não presencial, com o uso de resultados do Enem e de vestibulares anteriores da UFSC.

A utilização das notas do Enem exigiu um processamento e tratamento das informações recebidas do MEC. Os dados do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) tiveram que ser reprocessados para enquadrar cada candidato na sua categoria/curso/turno. Ou seja, as notas tiveram que ser ponderadas de acordo com as notas e pontos de corte de cada curso. Além disso, a Coperve verificou junto à Receita Federal o CPF de cada candidato, de forma a evitar prejuízos aos demais.

Para uso das notas de vestibulares anteriores, a Coperve precisou realizar nova correção das redações e das questões discursivas, conforme estabelecido pelo edital do concurso. “Todos esses processos têm prazo de recurso e réplica de recurso, o que demandou mais tempo do que o previsto”, diz a presidente da Coperve. “O processamento com calma e sob o olhar atento da auditoria externa à Coperve nos dá a certeza de um processo justo para todos”, acrescentou. A divulgação dos resultados destes concursos estava prevista inicialmente para o dia 14 de maio.

Validações
Desde os primeiros meses da pandemia de Covid-19, a Secretaria de Ações Afirmativas e Diversidades (Saad) tem usado métodos não presenciais para validação das autodeclarações emitidas pelos candidatos que se inscreveram às vagas reservadas às cotas em processos seletivos para ingresso na UFSC. Atualmente, todas as validações necessárias à matrícula pelos candidatos de todos os campi são realizadas através do Sisvalida, um sistema online para validação dos requerimentos.

Os estudantes classificados nas modalidades de cotas devem se cadastrar no Sisvalida, informando o número do CPF e criando uma senha. É necessário informar corretamente um e-mail pessoal e ativo, pois o link para validação do cadastro é enviado para esse e-mail. Com o link, é possível fazer a confirmação dos dados cadastrais.

Em seguida, o candidato escolhe a modalidade de validação que deseja fazer: validação de renda, validação PPI (Pretos, Pardos e Indígenas) ou validação de deficiência. Caso precise encaminhar documentos para mais de uma comissão de validação, o candidato deve preencher as informações e incluir documentos em cada uma das diferentes abas.

Os documentos inseridos devem estar no formato PDF, o único formato de documento aceito pelo sistema Sisvalida (com exceção do vídeo exigido pela validação de Pretos, Pardos e Negros). É recomendável salvar todos os arquivos previamente em um computador.
Na validação de renda, além de uma série de documentos, o candidato deverá preencher uma planilha informando dados de todos os membros da família, incluindo crianças e adolescentes.

A validação de pretos, pardos e indígenas é dividida em duas categorias. Para pretos, pardos e negros (PPN) é necessário, além do formulário de autodeclaração, um documento de identificação com foto e um vídeo. O Sisvalida contém orientações para o registro de vídeo e para o envio dos documentos. Para indígenas e quilombolas, é necessário incluir um documento de identificação com foto, a autodeclaração de indígena e um documento de pertencimento emitido por autoridades indígenas ou pela Fundação Nacional do Índio (Funai).

Os candidatos que declararam deficiência deverão informar no Sisvalida o tipo de deficiência: física, mental, intelectual, auditiva, visual ou autismo. Todos devem apresentar laudo médico, emitido preferencialmente por profissional especializado na deficiência apontada. Candidatos com deficiência auditiva ou visual deverão apresentar exames complementares, enquanto os laudos de candidatos do espectro autista devem trazer informações adicionais.

Depois de preencher cada uma das abas e enviar documentos, o candidato poderá imprimir ou salvar em seu computador o comprovante de recebimento pela comissão respectiva.

Para orientar os candidatos, a Saad elaborou um manual de utilização do Sisvalida, disponível em https://sisvalida.ufsc.br/validacao/anexos/manual_sisvalida.pdf. As autodeclarações estão disponíveis em https://saad.ufsc.br/autodeclaracoes/.

Tags: Comissão Permanente do Vestibularcoperveprocesso seletivoUniversidade Federal de Santa Catarina