Egresso da Engenharia Mecânica comenta sobre carreira internacional em live na segunda-feira, dia 3

31/07/2020 11:18

Dois engenheiros mecânicos formados na Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) em décadas diferentes e separados por mais de 3 mil quilômetros estarão juntos numa live a ser promovida pela Alumni EMC na próxima segunda-feira, dia 3 de agosto, às 18h. O papo será transmitido ao vivo pelo canal de YouTube do Departamento de Engenharia Mecânica, com possibilidade de interação do público via chat, pelo link abre.ai/livecomeltonbaggio. Diretamente de Recife, o diretor geral da Musashi do Brasil, Elton Baggio, vai contar detalhes sobre sua carreira a partir da formatura em 87.2, no encontro virtual que será moderado pelo senior sales engineer na Volvo Trucks, Julio C. Lodetti, graduado em 95.2 e residente em Curitiba.

Há mais de 15 anos na Volvo Caminhões, Lodetti também dá aulas sobre Motores de Combustão Interna, Controle de Motores e Sobre-Alimentação no curso de pós-graduação em Engenharia Automotiva na Universidade Tecnológica Federal do Paraná há mais de 17 anos. Também leciona Sistemas Automotivos e Trem de força na especialização em Veículos Híbridos e Elétricos oferecida no SENAI/PR.

Atualmente, Baggio se descreve como “profundo conhecedor e entusiasta do Sistema Toyota de Produção e da Teoria das Restrições de Goldratt”. Ainda como aluno de graduação na UFSC, participou de seleção feita em várias escolas de primeira linha pelo Brasil, e foi contratado como Engenheiro Trainee pela Massey-Perkins (hoje MWM-International). Passou por diferentes setores, incluindo o Departamento de Pesquisa e Desenvolvimento de Motores Diesel, em que atuou no desenvolvimento de várias aplicações de motores diesel, inclusive motor de sobrevivência da expedição de Amir Klink à Antártida.

Já formado, foi contratado pela empresa Amortecedores Monroe, do grupo Tenneco, e atuou como Supervisor de Engenharia de Produto entre os anos de 1992 a 1995, sendo responsável pela montagem do Laboratório de Testes e Simulações de Amortecedores, bem como pela implantação de software de desenho e projeto técnico, “novidade na época”, nas suas palavras. “Implantei também o sistema de Engenharia Simultânea, inédito e sem literatura disponível na época”, acrescenta. Na Monroe teve sua primeira experiência internacional, entre muitas, com trabalhos realizados na Bélgica e Itália. Teve atuação forte junto aos clientes Fiat, VW, GM e Ford, conhecendo fábricas ao redor do mundo.

Mais informações na página no Departamento de Engenharia Mecânica

Texto: Divulgação EMC/UFSC

Tags: EMCEngenharia MecânicaliveUFSC