UFSC integra serviço pioneiro em exames de dermatologia a distância

13/05/2019 17:50

Santa Catarina é referência nacional na emissão de laudos a distância para exames de dermatologia, o que permite saber a gravidade de uma lesão antes do paciente ser encaminhado ao especialista. A tecnologia catarinense é ofertada a 100% do estado e está em expansão para todo o Brasil, com implantação já efetivada em municípios do Mato Grosso e da Bahia. A Teledermatologia, como é conhecida, é um serviço desenvolvido e implantado com recursos públicos, e é resultado do trabalho realizado em conjunto, desde 2008, entre a Secretaria de Estado da Saúde, a Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) e o Ministério da Saúde, por meio do projeto Telessaúde SC.

Médico especialista em dermatologia avaliando um exame. Foto: arquivo CET/SES-SC

A Teledermatologia faz parte do serviço de Telediagnóstico, que possibilita que médicos especialistas avaliem exames e elaborem laudos a distância, tudo via sistema on-line, que serão enviados ao médico que acompanha o paciente presencialmente. Esse laudo é composto por uma descrição da lesão, a classificação de risco para essa lesão, que permite a priorização de encaminhamento e de atendimento dos casos mais graves, e a indicação de tratamento (conduta clínica) dos casos de menor risco na própria unidade de saúde. Essa estratégia resulta em filas de espera menores e mais ágeis ao reduzir os encaminhamentos desnecessários. Os laudos da Teledermatologia são emitidos em até 72 horas, com a possibilidade de priorização de emissão de laudos para pacientes em situação mais urgente. Por seu modelo e eficiência, a Teledermatologia de Santa Catarina foi escolhida, em 2017, pelo Ministério da Saúde como modelo a ser implantado nacionalmente. A partir de 2018, municípios de outros estados brasileiros começaram a utilizar a Teledermatologia com infraestrutura e apoio especializado de profissionais do sistema catarinense.

Nesses mais de dez anos de trabalho, a Teledermatologia no estado já emitiu 105.530 laudos (até 6 de maio de 2019). Com a consolidação do serviço, hoje, são laudados mais de 2.500 exames mensalmente. Com a expansão para a oferta nacional, o objetivo é atingir mais 100 pontos de Teledermatologia e dobrar o volume de exames emitidos no Sistema Catarinense de Telemedicina e Telessaúde (STT), alcançando mais de 5 mil exames por mês nos próximos dois anos. A prestação desse serviço representa mais segurança, agilidade e economia, com capacidade para auxiliar no diagnóstico de diversos problemas de pele, como cânceres, psoríase, micoses etc, e apoiar aos profissionais que atendem na Atenção Básica à Saúde.

Fonte: telessaude.ufsc.br

Tags: DermatologiatelemedicinatelessaúdeUFSC