LMM comercializa excedente e divulga nota sobre falta de um tipo de semente de ostra

14/05/2019 17:50

O Laboratório de Moluscos Marinhos (LMM), que integra o Departamento de Aquicultura do Centro de Ciências Agrárias (CCA/UFSC), comunica a disponibilidade de sementes de ostras do pacífico excedentes produzidas por sua unidade de pesquisa, extensão e ensino, situado na Estação de Maricultura Prof. Elpídio Beltrame, na Servidão dos Coroas, 503 (Barra da Lagoa). Em atendimento a Portaria Normativa No 68/2016/GR, de 23 de fevereiro, que regulamenta essa atividade no âmbito da UFSC, torna pública, então, a oferta para comercialização do excedente que não foram aproveitados pelas unidades universitárias.

Encontra-se disponível para venda um lote de 935.000 sementes diploides de ostras nativas (C.gasar) ao valor de R$ 23,00 o milheiro.

O valor do milheiro é baseado no histórico de custos do Laboratório de Moluscos Marinhos e no preço praticado por laboratório privado em Santa Catarina.

NOTA OFICIAL AOS MARICULTORES

A respeito dos comentários que têm circulado sobre a falta de sementes de ostras do Pacifico (Crassostrea gigas) ofertada aos produtores, o LMM informa que:

  1. O LMM entregou, até a presente data, 34,1 milhões* de sementes de ostras do Pacifico;
  2. A equipe técnica do LMM segue trabalhando para regularizar o fornecimento das sementes o mais breve possível. Neste sentido, foi realizada uma desova no dia 3 de abril, a qual resultou no assentamento de 8 milhões de larvas olhadas, em 20 de abril. As sementes provenientes desta larvicultura estarão sendo disponibilizadas aos produtores quando atingirem o tamanho mínimo para entrega. A previsão é que sejam entregues 4 milhões de sementes desta larvicultura aos produtores;
  3. Outra desova foi realizada em 23 de abril, a qual resultou em 3,7 milhões larvas olhadas, assentadas em 08 de maio. A previsão é disponibilizar aos produtores 2,5 milhões sementes desta larvicultura, a partir de 17 de junho;
  4. Uma terceira desova foi realizada no dia 30 de abril. A larvicultura da referida desova ainda está em andamento com previsão de assentamento em 18 de maio. Espera-se ofertar 5 milhões de sementes desta larvicultura aos produtores, a partir de 18 de junho;
  5. Finalmente, uma quarta desova foi realizada em 7 de maio. A previsão é que se produza 15 milhões de sementes a serem ofertadas aos produtores, a partir de 30 de julho.

Em resumo, o LMM reconhece que há um descompasso entre a demanda e a oferta de sementes o qual será normalizado em breve. Desta forma, a falta de sementes deverá ser temporária.

Equipe do LMM

Florianópolis, 14 de maio de 2019.

 

* Para fins comparativos, os 34,1 milhões de sementes já entregues aos produtores correspondem a 80% das sementes entregues no ano passado (2018), quando foram disponibilizadas 42,3 milhões de sementes.

Tags: CCALMMostras do pacíficoUFSC