‘O Pequeno Príncipe’ será apresentado no Teatro da UFSC, nos dias 1º e 2 de dezembro

30/11/2018 08:03

O espetáculo “O Pequeno Príncipe”, com o grupo de teatro ‘O Dromedário Loquaz’, volta a ser apresentado no Teatro da UFSC (ao lado da Igrejinha), nos dias 1º e 2 de dezembro (sábado e domingo), às 18 horas. A peça, que é uma adaptação da obra de Antoine de Saint-Exupéry, apresenta a história de um garotinho que vem de um planeta bem pequeno, distante e muito diferente do nosso. Os ingressos para o espetáculo custam R$ 30,00 (inteira) e R$ 15,00 (meia-entrada), e serão vendidos na bilheteria do Teatro, que abre uma hora antes do início da sessão. A apresentação na Universidade integra o Projeto Cena Aberta do Departamento Artístico Cultural (DAC)/ SeCArte da UFSC.

O Pequeno Príncipe

“O Pequeno Príncipe” é a aposta do grupo de teatro “O Dromedário Loquaz” para a sua mais recente encenação teatral. O espetáculo é uma livre adaptação do livro de Antoine de Saint-Exupéry e teve a sua estreia em 2017, em teatro de Florianópolis, alcançando boa repercussão de público — no início deste ano, a peça esteve em cartaz no Teatro da UFSC. Com ênfase no trabalho dos atores, na trilha sonora original e na projeção de filme com animações inspiradas nas conhecidas aquarelas de Saint-Exupéry como recurso cenográfico, a montagem de “O Pequeno Príncipe” atende a um antigo anseio de Isnard Azevedo, fundador do Dromedário Loquaz: a encenação de espetáculo para o público infantojuvenil.

A diretora do espetáculo, Sulanger Bavaresco, explica que a escolha da obra deu-se em razão dos temas apresentados: “Revelam-se extremamente contemporâneos na medida em que escancaram a forma como o homem passa pela vida em velocidade cega, entregando-se às exigências do sistema e às suas preocupações diárias, tornando-se, enfim, adultos definitivos que esquecem a criança que foram outrora”.

Segundo integrantes do grupo, na cidade de Florianópolis a produção teatral para o público infantojuvenil tem se revelado escassa e descontínua, se comparada às produções voltadas para o público adulto: “Como grupo, pretendemos contribuir para a mudança deste panorama, com realização de trabalho sério e comprometido que inicia com a escolha da obra e perpassa todo o processo de montagem técnica e artística com vistas a um resultado que prime pela qualidade”, afirma Sérgio Bellozupko ator da montagem.

Com 36 anos de vida, o grupo é um dos mais antigos de Florianópolis ainda em atividade; porém, até o momento contava com apenas um experimento artístico voltado para crianças em seu currículo. Passados 17 anos, o desafio é enfim aceito, e para a sua realização a equipe técnica e artística dedicou-se durante sete meses aos trabalhos da montagem do espetáculo. Trata-se do mesmo núcleo que tem se dedicado às montagens de textos adultos, além de outros profissionais especialmente convidados para funções específicas. “Para o grupo, a experiência de construir uma obra artística voltada para uma nova plateia foi estimulante, a equipe envolveu-se em todas as etapas do processo, não economizando esforços para fazer de ‘O Pequeno Príncipe’ um espetáculo mágico, sensível e comovente que promete encantar não apenas às crianças, mas ao público de todas as idades”, destaca a diretora Sulanger, que também assina a livre adaptação da obra.

Sinopse

A história da peça se passa no deserto do Saara, onde um piloto de avião é obrigado a fazer um pouso de emergência. Lá ele conhece o Pequeno Príncipe, um garotinho que vem de um planeta bem pequeno, distante e muito diferente do nosso. Em uma viagem em busca de novos amigos, o menino encontra personagens plenos de simbolismo: o rei, o vaidoso, o homem de negócios, o geógrafo, o acendedor de lampiões, a serpente e a raposa, entre outros. Ao longo de sua jornada, o Pequeno Príncipe consegue descobrir o segredo do que é realmente importante na vida.

Histórico do Grupo

O grupo de teatro “O Dromedário Loquaz” foi criado em 1981, tendo em sua diretoria Ademir Rosa (1948–1997) e Isnard Mello de Azevedo (1950–1991). A trajetória do grupo é marcada pela escolha de obras que destacam a condição do homem como tema central e pelo desenvolvimento de um teatro transformador e crítico, sempre aliado à qualidade técnica e artística. Mesmo atuando em palco italiano, o grupo é voltado especialmente à ocupação cênica de espaços não convencionais. Montando textos de autores clássicos, além de adaptações e criação dramatúrgica própria, o grupo reverencia seu passado e aposta no futuro, se reinventando através da abertura à participação de novos integrantes e parceiros artísticos e da pesquisa de novas linguagens.

O grupo procura manter-se continuamente ativo, através de processos de trabalho que integram seu elenco fixo com novos atores, que marcam a continuidade do coletivo na cena teatral da cidade de Florianópolis. Atualmente, o grupo é formado por aproximadamente 20 integrantes, entre técnicos, atores, músicos e cantores; seu repertório conta com espetáculos resultantes de duas linhas de pesquisa desenvolvidas nos últimos anos, alternando montagens de dramaturgia e outras resultantes de suas pesquisas na área musical, especialmente no universo lírico/operístico. Em 2017 o grupo inicia uma nova etapa de sua trajetória através da realização de sua primeira montagem teatral voltada para o público infantojuvenil: O Pequeno Príncipe.

Direção

Sulanger Bavaresco é produtora cultural, diretora e atriz atuante no âmbito teatral desde 1984. É formada em Artes Cênicas pela Universidade do Estado de Santa Catarina (Udesc) com especialização em Teatro Educação. É, também, técnica cultural da Fundação Cultural de Florianópolis Franklin Cascaes desde 1987, onde criou, em 1993, o Festival Isnard Azevedo, evento do qual é atualmente responsável pela diretoria artística e coordenação geral. Entre 2004 e 2008, atuou como gerente do Teatro da União Beneficente Recreativa Operária (UBRO) e desde 2011 integra a Academia de Artes e Letras de Santa Catarina (ACLA).

Tem participado de diversas comissões de avaliação, seleção e julgamento de projetos e espetáculos artísticos e como curadora em festivais e eventos teatrais de diferentes estados do Brasil e no exterior. Desde 2005, participa ativamente da cena operística de Florianópolis, como assistente de direção nas montagens de ópera pela Cia. Ópera de Santa Catarina e como diretora de operetas pela Camerata Florianópolis, entre outras ações de ópera. Pelo grupo O Dromedário Loquaz, desde 1995, tem dirigido e adaptado vários espetáculos teatrais.

Ficha Técnica

O Pequeno Príncipe: Livre adaptação da obra de Antoine de Saint-Exupéry

Elenco: Cezar Pizetta, Diana Adada Padilha, Giovana Rutkoski, Regina Prates, Sérgio Bellozupko

Direção Cênica: Sulanger Bavaresco

Direção Musical: Maria José Martins

Arranjos: Diego Borges

Animação: Aline Bertusso

Figurinos e Adereços: Diana Adada Padilha, Regina Prates e Sulanger Bavaresco

Iluminação: Marco Ribeiro

Assessoria de Comunicação: Giovana Rutkoski

Assistente de Direção Cênica: Regina Prates

Design Gráfico: Mariana Barardi

Fotografia: Luiza Filippo

Apoio Técnico: Magda Scors, Maria Zélia Goulart, Renata Haymussi, Vilson Rosalino

Produção Teatro Escola: Lene Venerio

Realização: Grupo de Teatro O Dromedário Loquaz

Projeto Cena Aberta

Neste ano, o Projeto retornou com uma programação mais intensa, que segue até o primeiro semestre de 2019. O Projeto Cena Aberta surgiu da atuação do Departamento Artístico Cultural (DAC), da Secretaria de Cultura e Arte (SeCArte), da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) na área artístico-cultural, junto à comunidade universitária e catarinense, nas últimas três décadas. Inserido no movimento cultural, a programação do Teatro da UFSC participa da agenda cultural de Florianópolis, contribuindo para a formação do público acadêmico e da comunidade. Como um espaço artístico já reconhecido, o Projeto Cena Aberta, coordenado por profissionais de teatro do DAC, vem tornar o Teatro da UFSC um lugar de acesso à comunidade universitária e externa para assistirem a espetáculos teatrais de referência, a preço popular. A comunidade tem acesso à agenda cultural, com uma programação anual, e os grupos teatrais participantes têm seus trabalhos divulgados e valorizados no meio acadêmico e na comunidade externa.

Serviço

O quê: Apresentação do espetáculo “O Pequeno Príncipe”, com o grupo O Dromedário Loquaz, com direção e livre adaptação de Sulanger Bavaresco.

Quando: 1º e 2 de dezembro (sábado e domingo), às 18 horas

Onde: Teatro da UFSC (ao lado da Igrejinha)

Quanto: R$ 30,00 (inteira) e R$15,00 (meia-entrada)

Contato: Produção: Lene Venerio – fone/whats: (48) 99916-4868 e

Classificação indicativa: 4 anos

Divulgação

Site do Grupo: http://odromedarioloquaz.wix.com/grupo-de-teatro

Fanpage: www.facebook.com/dromedarioloquaz

Divulgação DAC/SeCArte/UFSC, com textos e imagens da produção do espetáculo