‘Era um garoto que como eu amava os Beatles e os Rolling Stones’, em exibição nesta sexta

22/11/2018 17:10

O documentário “Era um garoto que como eu amava os Beatles e os Rolling Stones” será exibido na próxima sexta-feira, dia 23 de novembro, às 15h, no Centro Integrado de Cultura (CIC), em Florianópolis. O documentário, com trinta minutos de duração, foi produzido por alunos da oficina “Formação do Olhar para a Realização de Documentários”, realizada no 1º semestre de 2018, no Departamento Artístico Cultural (DAC)/SeCArte da UFSC, sob a coordenação da instrutora da oficina e cineasta Rosana Cacciotore. O curta-metragem trata da formação da banda “Os Goiabeiras”, do qual fazem parte três jovens com deficiência, e mostra, em especial, o caráter inclusivo deste trabalho. A apresentação é gratuita e aberta à comunidade.

Sinopse

“Era um garoto que como eu amava os Beatles e Rolling Stones” conta a experiência de três jovens com deficiência, um deles com paralisia cerebral e os outros dois autistas, que encontram na música uma forma de expressão e interação social. Eduardo, Felipe e Gabriel curtem rock e, por intermédio de um musicoterapeuta e um psicólogo, que também é músico, criam uma banda.

Sobre a cineasta e ministrante da oficina

Doutoranda em Teoria Literária no Programa de Pós-graduação em Literatura da UFSC, Rosana Cacciatore é diretora cinematográfica, professora de documentário e fotografia e atua como instrutora em oficinas de produção e imagens. Como profissional tem 30 anos de experiência, registrada no ministério do trabalho como diretora e produtora cinematográfica (DRT/RS0181/82). Realizou trabalhos de roteiro, direção, câmera e montagem no Rio Grande do Sul e Santa Catarina. Como fotógrafa realizou trabalhos para Folha de São Paulo e outros jornais e publicações. Foi coordenadora de comunicação institucional no Diário Catarinense e Assessora de Comunicação da Fundação Franklin Cascaes por duas gestões. Trabalhou também para empresas como Grupo RBS, Standard, Olgivy and Mather, Lynxfilm, TVI produções audiovisuais, entre outras. Recentemente recebeu o Prêmio Cinemateca Catarinense para realização do documentário Cleber e a Máquina. Atualmente realiza oficinas de criação e produção de imagens no Departamento Artístico Cultural (DAC) da UFSC (fotografia, fotonarrativas e documentários), coordenando e orientando a produção de documentários de curta duração realizados pelos alunos das oficinas.

12ª Mostra de Cinema e Direitos Humanos 

A 12ª Mostra Cinema e Direitos Humanos será realizada pela Secretaria Nacional de Cidadania do Ministério dos Direitos Humanos (SNC/MDH) nas 26 capitais e no Distrito Federal, entre os dias 15 de novembro e 15 de dezembro de 2018. A Mostra é uma ação que visa promover educação e cultura em direitos humanos. Há uma década o evento tem o objetivo de apresentar filmes que discutem temas atuais sobre o assunto. Não há restrição quanto a duração das obras, gênero ou suporte de captação/finalização, e as exibições são em suporte digital. Esta edição será voltada à exibição de obras finalizadas a partir de 2011, cujo conteúdo contemple aspectos relacionados aos direitos humanos. Entre os temas, constam direitos das pessoas com deficiência; população LGBT/enfrentamento da homofobia; memória e verdade; crianças, adolescentes e juventude; pessoas idosas; população negra; população indígena; população em situação de rua; mulheres; direitos humanos e segurança pública; proteção aos defensores de direitos humanos; direito à participação política; combate à tortura; combate ao trabalho análogo ao escravo; situação prisional; democracia, participação política e direitos humanos; imigração; diversidade religiosa; saúde mental; cultura e educação em direitos humanos; Declaração Universal dos Direitos Humanos. Para permitir a acessibilidade, todas as sessões contam com closed caption, e em sessões selecionadas haverá áudio descrição em Libras. Os espaços onde ocorrem as exibições também possuem estrutura acessível para receber os diferentes públicos, além de contar com a programação em Braille para consulta. Todas as sessões serão gratuitas.

Confira a programação completa em:

http://mostracinemaedireitoshumanos.sdh.gov.br/2015/

 

Serviço

O quê: Exibição do documentário “Era um garoto que como eu amava os Beatles e os Rolling Stones”

Quando: 23 de novembro de 2018, sexta-feira, às 15h

Onde: Centro Integrado de Cultura (CIC)

Quanto: Gratuito e aberto à comunidade.

Duração: 30 minutos

Contato: Departamento Artístico Cultural da UFSC – Oficinas de Arte: (48) 3721-2498 e 3721-9447 – www.dac.ufsc.br

 

Matheus Bonfim / Estagiário de Jornalismo / DAC /  SeCArte / UFSC / com textos do site da Mostra de Cinema e Direitos Humanos