Faruk Nome recebe honraria máxima da Ordem Nacional do Mérito Científico 2018

25/10/2018 18:47

Faruk José Nome Aguillera – professor da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) de 1977 até 19 de setembro de 2018, 5 dias antes de seu falecimento – recebeu a maior honraria científica do poder executivo do Brasil: a promoção a Grão-Cruz da Ordem Nacional do Mérito Científico. Criada em 1993, a Ordem se constitui enquanto uma organização honorífica, da qual fazem parte personalidades brasileiras e estrangeiras com reconhecida contribuição científica e técnica para o desenvolvimento da ciência no país. São três os graus de honrarias: medalha de prata, Comendador e Grã-Cruz.

José Bonifácio é representado nas honrarias da Ordem Nacional do Mérito Científico. Foto: divulgação

A entrega das insígnias e do diploma da Ordem ao Mérito Científico 2018 ocorreu no dia 17 de outubro em Brasília, no Salão Nobre do Palácio do Planalto. Os 85 agraciados foram indicados por entidades e autoridades ligadas à área científica e tecnológica, como a Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência (SBPC) e Academia Brasileira de Ciências (ABC). O membro admitido na condição de Comendador recebe estojos com as insígnias deste grau, além de diploma assinado pelo ministro da Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC), chanceler da ordem. Após dois anos como Comendador, é possível haver a indicação à Grã-Cruz. Faruk foi indicado a Comendador em 2002.

As áreas contempladas pela honrarias da Ordem são: Ciências Biológicas, Físicas, Ciências Agrárias, Ciências da Terra, Química, Matemática, Ciências Sociais e Humanas, Ciências Tecnológicas, Engenharias. Há ainda a categoria de “personalidades nacionais ou estrangeiras”, destinadas a premiar pessoas que, embora não sejam cientistas, tenham contribuído para o desenvolvimento da ciência e tecnologia.

Faruk Nome. Foto: divulgação

Faruk: trajetória dedicada à ciência

O professor Faruk Jose Nome Aguilera nasceu em 29 de maio de 1947 na cidade de Linhares, no Chile. Em 21 de junho de 1977 foi contratado como professor visitante e, em seguida, titular no Departamento de Química da UFSC (QMC), onde permaneceu até a data de sua aposentadoria, em 19 de setembro de 2018. Graduado em Bioquímica pela Facultad de Quimica e Farmacia da Universidad de Chile,  em 1971, Faruk concluiu seu doutorado em Química pela Texas A&M University, nos Estados Unidos, em 1976.

Durante seus mais de 40 anos de docência na UFSC, Faruk ministrou aulas, orientou pós-graduandos e realizou pesquisas de alcance internacional que motivaram sua indicação à Ordem Nacional do Mérito Científico, em 2002. Sua indicação ao grau Grão-Cruz ocorreu no fim de sua carreira, pouco antes de sua aposentadoria e falecimento. Na ocasião de sua morte, o Departamento de Química da UFSC divulgou uma nota à sua memória, disponível aqui.

 

Gabriel Martins/Agecom/UFSC