UFSC e Polícia Militar firmam parceria para programa S.O.S Desaparecidos

07/08/2018 09:48

Francis Tourinho, Olga Regina e Rafael Farias conversam com policiais militares. Foto: Henrique Almeida/Agecom/UFSC

Na tarde do dia 2 de agosto, quinta-feira, a Secretaria de Ações Afirmativas da Universidade Federal de Santa Catarina (SAAD/UFSC) firmou parceria com a Polícia Militar para o projeto S.O.S Desaparecidos. A união das duas entidades visa promover o programa voluntário das delegacias de Florianópolis e região.

A conversa, realizada na sala de reuniões da Pró-Reitoria de Assuntos Estudantis (PRAE), contou com a presença de Francis Tourinho, secretária da SAAD; Olga Regina, coordenadora do Núcleo Diversidade Sexual e Enfrentamento da Violência de Gênero, e dois representantes da Polícia Militar: soldado Teixeira e major Rocha, líder do S.O.S Desaparecidos. Também esteve presente Rafael Farias, graduando em Direto da UFSC e membro do grupo de Direito Penal Internacional, que representa a universidade no Comitê Nacional de Enfrentamento ao Tráfico de Pessoas do Ministério da Justiça.

Ao fim do encontro, foi sugerida a produção de um vídeo pela Polícia Militar como forma de divulgar o projeto para a comunidade acadêmica e sanar dúvidas recorrentes sobre o registro de um possível desaparecimento, como a extinção do mito de que é preciso aguardar 48 horas para ir à delegacia. Além disso, também foi acertada uma palestra sobre o tema nas dependências da UFSC, porém ainda sem data definida. O foco da parceria será a prevenção.

O Programa S.O.S Desaparecidos da Polícia Militar de Santa Catarina foi criado em 2012 e é executado pela Coordenadoria de Pessoas Desaparecidas, cuja equipe atua na busca, divulgação, armazenamento de dados de desaparecidos e ações de prevenção.

Mais informações sobre o projeto na página do Facebook.