UFSC e Academia Catarinense de Letras relançam projeto ‘Um Dedo de Prosa’

09/11/2017 09:17

O Centro de Comunicação e Expressão da UFSC (CCE) e a Academia Catarinense de Letras (ACL) relançam o projeto Um Dedo de Prosa, que promove conversas abertas à comunidade entre escritores e intelectuais, membros da ACL e professores do CCE.  O primeiro encontro desta edição acontecerá nesta sexta-feira, 10 de novembro, às 9 horas, no auditório Henrique Fontes (Bloco B/CCE). O convidado escolhido para a retomada dos trabalhos é o professor e acadêmico Celestino Sachet, autor de ‘A literatura dos catarinenses – espaços e caminhos de uma identidade’ (2012).

O Centro relança o projeto com a coordenação dos professores Arnoldo Debatin Neto, Luciana Rassier e Silvana de Gaspari. “O projeto objetiva incentivar a leitura de textos literários e aproximar escritores e leitores, mas também aproximar a comunidade acadêmica e a comunidade em geral. Como a literatura conta o mundo? Como o autor escreve seu livro? Quais seus processos criativos? Mas também haverá espaço para o debate com especialistas em literatura, para refletirmos sobre a literatura enquanto objeto estético e cultural”, diz Rassier, doutora em literatura e tradutora literária.

O projeto Um Dedo de Prosa aconteceu entre 2002/2005, idealizado pelos professores Dilvo Ilvo Ristoff e David Lemos, que serão homenageados no encontro desta sexta-feira. O falecido reitor da UFSC, Luiz Carlos Cancellier de Olivo, também será lembrado como um dos principais incentivadores do projeto.

A primeira edição do projeto Um Dedo de Prosa encontra-se anotada em uma antologia lançada pela editora Fundação Boiteux em 2004, que reúne extratos de conversas com dez autores catarinenses, dentre os quais Salim Miguel, Flávio José Cardozo e Alcides Buss.

Serviço

O quê: Relançamento do projeto Um Dedo de Prosa (CCE e ACL)

Quando: sexta-feira, 10 de novembro, às 9h

Onde: Auditório Henrique Fontes (CCE UFSC – Bloco B -Térreo)

Convidado especial: Celestino Sachet

Evento gratuito.

Tags: ACLleituraliteraturaUFSCUm dedo de proza