Novo curso de Ciência da Informação inicia primeiro semestre letivo

22/03/2016 18:11
O novo curso tem 15 alunos matriculados em seu primeiro semestre letivo. Foto: Henrique Almeida/Agecom/UFSC

O novo curso tem 15 alunos matriculados em seu primeiro semestre letivo. Foto: Henrique Almeida/Agecom/UFSC

O primeiro semestre letivo de 2016 é também o primeiro semestre do novo Bacharelado em Ciência da Informação da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC).  O novo curso é resultado de uma reestruturação dos cursos de Biblioteconomia e Arquivologia e é o primeiro no Brasil com grade curricular comum com essas outras formações.

O curso foi viabilizado após mudanças na atuação de docentes e novos laboratórios em um núcleo comum, compartilhado entre as três graduações. Foram ofertadas 20 vagas para a primeira turma, das quais 15 foram preenchidas.

Foto: Henrique Almeida/Agecom/UFSC

O diretor do Centro de Ciências da Educação (CED) Nestor Habkost fala durante a aula magna do curso de Ciência da Informação. Foto: Henrique Almeida/Agecom/UFSC

O diretor do Centro de Ciências da Educação (CED), Nestor Manoel Habkost, acredita que a criação do curso é uma resposta da universidade pública a uma demanda social. O coordenador do curso, Marcio Matias, concorda. “A aposta da UFSC é atender a uma crescente demanda identificada pelo profissional que atua nesta nova área. Vemos com entusiasmo o caráter inovador do curso, que foi concebido e implementado para atender a demandas expressas da sociedade: instituições, profissionais e empresas que trabalham intensivamente com informação, como é o caso das empresas de base tecnológica do estado de Santa Catarina”, salienta.

O chefe do departamento de Ciência da Informação, William Barbosa Viana, explica que os alunos do curso iniciam seus estudos nos dois primeiros anos em uma base comum com Arquivologia e Biblioteconomia. A base inclui disciplinas que focam em organização da informação e do conhecimento, fundamentos da ciência da informação e aspectos básicos de administração, gestão e tecnologia.

“Depois disso, o curso de Ciência da Informação se especializa mais na área tecnológica, de informação em nuvem e digital, ambientes onde a informação é um bem não-tangível – como é no caso de Biblioteconomia e Arquivologia”, complementa Viana. Um profissional formado no curso da UFSC é capaz de lidar com o desenvolvedor de sistemas e com o usuário. “Apresentamos conhecimentos híbridos de sistemas, e ao mesmo tempo de gestão e de ciência da informação, por isso dizemos que é um curso com perfil empreendedor e voltado pra informação”, acrescenta.

Aula Magna

O ex-reitor da UFSC, Antônio Diomário Queiroz apresenta palestra durante aula magna. Foto: Henrique Almeida/Agecom/UFSC

O ex-reitor da UFSC, Antônio Diomário Queiroz apresenta palestra durante aula magna. Foto: Henrique Almeida/Agecom/UFSC

A aula magna aconteceu na segunda-feira, dia 14, e contou com a presença de autoridades da Universidade, e palestras do ex-reitor da UFSC e diretor de Ciência, Tecnologia e Inovação do Sapiens Parque, Antônio Diomário Queiroz e o diretor da Escola de Ciência da Informação da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), Carlos Alberto Ávila Araújo.

O ex-reitor da UFSC falou sobre as “Oportunidades e Desafios do Empreendedorismo no Cenário Catarinense”, e focou sua palestra nas novas tendências de integração na sociedade, com o advento da cultura participativa em redes. “Existe um fluxo imenso de oportunidades inovadoras, de alto valor agregado e com ampla dispersão social. É a economia da era do conhecimento, que oferece recursos ilimitados – uma vez que a capacidade humana de gerar conhecimento é infinita”, ressalta Queiroz.

O outro palestrante, Carlos Alberto Ávila Araújo (UFMG), pesquisa as interações entre as áreas de Ciência da Informação, Biblioteconomia, Arquivologia e Museologia e acredita no êxito do trabalho das quatro áreas em conjunto. “A intenção é formar profissionais que vejam um no outro um parceiro de trabalho e de política pública, cada um com seu saber. É um campo de trabalho muito extenso, em educação, memória, cultura. Estamos muito entusiasmados com o curso que se forma aqui na UFSC. Este é o primeiro curso de graduação em Ciência da Informação em um departamento com ciência da informação dialogando com Arquivologia e com Biblioteconomia. Existe uma expectativa, o país inteiro está olhando para ver como vai ser aqui essa interação”, complementa Araújo.

 

Mayra Cajueiro Warren
Jornalista/Diretoria-Geral de Comunicação